sábado, 10 de fevereiro de 2018

A ditadura da transparência


O caminho pela transparência continua a ser percorrido pelo conselho directivo do Sporting, conforme prometido aos sócios desde a primeira hora. O dia de ontem serve de exemplo para demonstrar isso mesmo, senão vejamos.

Negócios de "inverno"


Pelo 9º período de mercado consecutivo foram disponibilizados no jornal Sporting os mapas relativos às negociações efectuadas no mercado. Montantes de compra e venda, comissões, opções adicionais, validade dos contratos, percentagens dos passes dos jogadores, etc. 

Jornal Sporting 09/02/2018
O facto de os montantes envolvidos serem públicos e oficiais, permitirá a todos analisarem a transferências com toda a propriedade. O Sporting continua a ser o único grande a mostrar toda a informação e isso tem de ser valorizado. Algo que deveria servir de exemplo para os restantes clubes da Liga. Por que será que os adeptos de outros clubes não pedem às suas direcções para fazerem o mesmo? 

Esclarecimentos sobre as propostas a levar à AG de dia 17


O Sporting anunciou ontem no seu site oficial (aqui) que ira realizar duas sessões de esclarecimento no âmbito da Assembleia Geral do próximo dia 17 de Fevereiro. A primeira sessão será realizada amanhã pelas 15 horas no Hotel Radisson em Lisboa e estão convidados 46 associados do Sporting que têm manifestado dúvidas sobre a gestão do clube. Para esta sessão de esclarecimento foram também convidados 38 jornalistas dos mais diversos órgãos de comunicação social. 

Está é sem dúvida uma grande oportunidade para que os Sportinguistas mais contestatários possam ser devidamente informados sobre o tema em causa. O mesmo acontece para os senhores jornalistas que têm demonstrado algum desconhecimento relativo a estas propostas, como tenho lido nos jornais, nas televisões e nas rádios. A imprensa tem um papel importantíssimo no esclarecimento destes temas. Estamos perante uma questão considerada pelos órgãos de comunicação social como sendo de grande interesse, como é possível verificarmos pela quantidade de horas que têm despendido na análise desta temática. Por certo ninguém faltará à chamada e durante a noite de amanhã e no dia seguinte os portugueses serão devidamente esclarecidos nas televisões, rádios e jornais. 

O facto desta primeira sessão ser realizada fora de portas é importante para que ninguém se sinta condicionado a colocar as perguntas e as dúvidas que quiser. Estão reunidas as condições para que seja uma grande sessão de esclarecimento.

Na segunda-feira pelas 16 horas será feita nova sessão de esclarecimento no Auditório Artur Agostinho. Desta feita a entrada será livre para todos os Sportinguistas.

Nas duas sessões os órgãos sociais estarão representados por:
- Dr. Bruno de Carvalho (Presidente da SAD e do Conselho Directivo)
- Comendador Jaime Marta Soares (Presidente da MAG)
- Dr. Nuno Silvério Marques (Presidente do CFeD)
- Dr. Carlos Vieira - Vice-Presidente do Clube, Administrador da SAD e coordenador das propostas de alteração aos Estatutos e Regulamento Disciplinar
- Dra. Helena Morais (responsável jurídica do Clube e da SAD)

Importa salientar que foi o Dr. Carlos Vieira quem coordenou as propostas de alteração de estatutos e regulamento disciplinar. Algo que não tinha conhecimento e que me parece muito relevante.

A ditadura da transparência


A divulgação dos montantes envolvidos nas transferências de jogadores e estas duas sessões de esclarecimento são dois bons exemplo da política de transparência do clube. Exemplos que se juntam a um lote alargados de medidas. A saber:
- O Sporting é o único clube a divulgar relatórios e contas da SAD com periodicidade trimestral. De três em três meses os sócios, accionistas e o publico em geral ficam a saber o estado das contas do Sporting. Os rivais só publicam os relatórios e contas anual e semestral, que é o que a CMVM obriga. Portanto, o Sporting vai para além do que é exigido pela CMVM.
- O Sporting é o único clube em Portugal a ter um relatório de sustentabilidade. Um relatório que abre o livro sobre o que é o Sporting neste momento e que está disponível para consulta de toda a gente;
- O Sporting é o único clube em Portugal que divulga publicamente o seu relatório e contas consolidado de todo o grupo. Os rivais escondem os seus relatórios e contas consolidados.
- Conforme promessa eleitoral será feita uma auditoria de gestão ao mandato de Bruno de Carvalho. Uma auditoria que foi proposta pelo conselho directivo e aprovada na AG de dia 3. 
- Nos estatutos da polémica há uma alteração que praticamente ninguém tem falado e que é de extrema relevância. Hoje, o Sporting pode ter um défice nas suas contas anuais de 10% sem ter de dar cavaco aos sócios. A proposta feita vai no sentido de eliminar a possibilidade de haver défice. Isto é o mesmo que dizer que se o Sporting tiver prejuízo as contas terão de ser analisadas e votadas pelos sócios em sede de AG. Adicionalmente, o própio Conselho Fiscal e disciplinar terá de elaborar um parecer sobre esta questão. 

E assim segue o clube acusado por alguns patetas de ser presidido por um "ditador" e por "alguém que se quer perpetuar no poder". Bruno de Carvalho é tão ditador que colocou o seu lugar à disposição dos associados por uma questão considerada de importância relativa. Outros há que estão enterrados até ao pescoço em processos envolvendo corrupção, tráfico de influências e outras patifarias, mas que não o fazem. Gente que é acusada de comprar árbitros, delegados, observadores, dirigentes da Liga, dirigentes da FPF, membros do conselho de disciplina, oficiais de justiça e até juízes. Era giro vermos o Benfica fazer uma sessão de esclarecimento aos jornalistas e sócios sobre o caso dos emails, dos vouchers, da compra de juizes e da compra de jogadores adversários para perderem os jogos. 

Fecho com esta ideia:
Dia 17, os sportinguistas dirão de sua justiça.


Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aqui)

Sem comentários:

Publicar um comentário