segunda-feira, 23 de julho de 2018

LEITURA OBRIGATÓRIA - "Caso Bruma: Benfica esteve por trás da tentativa de rescisão"


Um trabalho absolutamente brilhante do Artista do dia que merece ser lido:



Deixo um breve resumo:

Dias antes de Bruma entrar em litígio com o Sporting, o Benfica tomou uma série de diligências para que isso viesse a acontecer. Paulo Gonçalves coordenou a formalização da desvinculação do jogador com Bebiano Gomes (advogado do jogador) e com advogados do escritório Correia, Seara, Caldas, Simões e Associados (escritório de Fernando Seara). O acordo entre o Benfica e o jogador foi cozinhado nesse período e o Benfica através da Benfica Viagens pagou uma viagem para Bruma, Bebiano Gomes e Isidoro Gimenez (empresário conhecido do grande público pelo negócio da lavagem de dinheiro de Francisco Vera/Rubio Nu) se esconderem depois da entrega do processo contra o Sporting. 

O contrato de Bruma com o Benfica seria no valor de cerca de 9M pelas 6 épocas do contrato. O Benfica pagaria a Isidoro Gimenez o valor de 6 milhões de euros no prazo de 30 dias. Na eventualidade de uma transferência de Bruma para outro clube durante a vigência deste contrato, o Benfica deveria pagar mais 5 milhões a Isidoro Gimenez (perfazendo então um total de 11 milhões). Para além disso, Isidoro ficaria ainda com 50% das mais-valias acima de 11 milhões.

Existe também um contrato entre a empresa de Isidoro Gimenez e Catio Baldé/Bebiano Gomes em que Baldé receberia 5M e Bebiano 1M assim com os tais 5M adicionais se o jogador fosse vendido durante a vigência do contrato. Portanto, Isidoro Gimenez serviria de testa de ferro para o negócio não se concretizar directamente entre Cátio Baldé/Bebiano Gomes e o Benfica. Por esse serviço ficaria com 50% das mais-valias acima dos 11M. 

Recordo que este comportamento do Benfica viola o artigo 18 do regulamento de transferências da FIFA, que indica que nenhum clube pode entrar em negociações com um jogador à revelia da sua entidade patronal. É um caso clarinho como água. O Benfica terá de ser punido pela FIFA. 

Para tudo isto acabar em beleza, Lúcio Correia, hoje membro da Comissão arbitral paritária que ainda há dias permitiu a desvinculação de Rui Patrício e Podence, também esteve envolvido no "esquema". Ainda antes de Bruma entrar com a acção contra o Sporting, este senhor deu um parecer sobre o assunto. Que moral tem este senhor para ser membro deste órgão quando enquanto advogado deu um parecer jurídico a um clube que estava a cometer uma ilegalidade? 

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aqui)

sábado, 21 de julho de 2018

"As modalidades à Benfica" de Frederico Varandas


Dando sequência ao post de ontem sobre o "SportingTalks", quero analisar a declaração do candidato Frederico Varandas que acabou por fazer as parangonas nos jornais. Diz o senhor que o Sporting tem "modalidades à Benfica".

Se não leram o post anterior sobre esta temática, recomendo que o façam porque existem várias questões interligadas. (cliquem aqui)

"Modalidades à Benfica"



"Infelizmente temos muitas modalidades que são, como costumo dizer, modalidades à Benfica. O automobilismo, onde temos um piloto onde simplesmente colamos um autocolante do Sporting e já é modalidade do Sporting. Temos um Padel, onde temos um atleta que vai fazer um torneio e ganha x se vencer o torneio e nem sequer tem, até os equipamentos tem de ser o atleta a suportar. 

Estas declarações são de uma profunda ignorância em relação à história do nosso clube. Enquanto sócio do Sporting, sinto-me ofendido por estas declarações, ainda para mais quando surgem da boca de alguém quer ser presidente do nosso clube. Isto é surreal.

Vamos por partes.

O Padel


Estamos a falar de Frederico Varandas, o homem que quer trazer novas modalidades como o Basquetebol ou o Padel, como podemos ver de seguida no seu programa eleitoral, num capitulo intitulado de "novas modalidades".


Para quem não sabe, o Sporting tem Padel e Basquetebol (escalões de formação). Fica a foto da nossa equipa de Basquetebol Sub-14.

Equipa Sub 14 Basquetebol Sporting

Vamos lá então falar um pouco de Padel.

A modalidade foi instituída no Sporting em  Agosto de 2016. Vasco Pascoal, Sportinguista assumido, tricampeão nacional e então nº 2 do ranking nacional e 109º do ranking mundial, foi a primeira contratação. De seguida entraram para a secção Filipa Mendonça e Ana Catarina Nogueira. Com o passar do tempo, mais atletas se juntaram ao clube.

Em Outubro de 2016 Ana Catarina Nogueira e Filipa Mendonça conquistaram o título de Campeãs Nacionais de Padel, tendo este sido o primeiro título do Sporting na modalidade.

Em Outubro de 2017 Filipa Mendonça e Ricardo Martins conquistam o título de Campeões Nacionais de Padel em Pares Mistos e em Dezembro desse ano decorreu no Porto o Campeonato Nacional de Clubes, tendo o Sporting Clube de Portugal conquistado pela primeira vez o título de Campeão Nacional de Padel. A equipa do Sporting foi composta por Filipa Mendonça, Sara Pujals, Inés Muñoz, Melani Merino, Tânia Couto, Bárbara Corte-Real, Filipa Caldeira, Chico Gomes, Javi Rico, José Rico, Vasco Pascoal, Ricardo Martins e Pedro Franchi.

Desconheço se os atletas do Padel do Sporting recebem prémio por vencerem uma determinada competição, mas se recebem qual é mesmo o problema? Eu ficaria preocupado era se recebessem e envergonhassem o Sporting. Quanto à questão do equipamento ser comprado pelos atletas, custa-me acreditar que seja verdade, mas mesmo que fosse qual é o problema? Se eventualmente isso ficou acordado entre as partes, qual é o problema?

Para fechar, fiquem com a foto dos campeões nacionais de 2017.

Vencedores do campeonato nacional de clubes em 2017

O Automobilismo


Se na questão do Padel, Frederico Varandas já mostrou a sua impreparação, no automobilismo é ainda pior. Se o Dr. Varandas não sabe, fica a saber que o automobilismo foi das primeiras modalidades do Sporting. Os primeiros registos da modalidade no clube datam de 1911 quando João d'Aguiar venceu a primeira corrida para o Sporting. Estamos a falar de um registo histórico com mais de um século de história.

Mas há mais, muito mais. O Sporting participou no prestigiado Rali de Monte Carlo em 1951 e o Conde de Monte Real e Manuel Palma terminaram a prova num brilhante segundo lugar absoluto. 

Entrega de prémios do Rali de Monte Carlo 1951. Conde de Monte Real e Manuel Palma no seu Ford V8 100cv a melhor classificação de sempre de uma equipa portuguesa, 2º lugar à geral

O Ford V8 100cv que deu ao Sporting o 2º lugar no Rali de Monte Carlo em 1951

Tivemos 6 vencedores dos nacionais de ralis, vencemos dois nacionais de ralis por equipas nos anos 70 e tivemos a honra de vencer o campeonato mundial da FIA de Formula 1 Históricos com Rodrigo Gallego. 

Rodrigo Gallego e o Troféu de Campeão do Mundo na Gala da FIA de 2004
Por certo, grande parte dos Sportinguistas estarão também lembrados de uma competições automobilística exclusiva para grandes clube europeus:A SuperLeague Formula. Prova em que Pedro Petiz conseguiu vencer no mítico circuito de Monza em 2009. 


São apenas alguns dos episódios de uma história riquíssima nesta modalidade. Uma história que Frederico Varandas ignora por completo. Um verdadeiro enxovalho ao Sporting.

Para fechar


Confesso que quando vi a referência a "modalidades à Benfica" pensei que o candidato se estivesse a referir a modalidades como o lançamento do voucher, 100m toupeiras, maratona dos emails, etc. Infelizmente, o Dr. Varandas decidiu atacar as modalidades do Sporting comparando-as com as do Benfica, ferindo a dignidade dos Sportinguistas.

De facto, para esta gente, estúpidos são aqueles que deram e dão a cara pelo Sporting, muitas vezes sem ganhar nada e com sacrifício pessoal. Já pensaram sequer na dificuldade que terá sido ir de Lisboa para Monte Carlo em 1951. Deixo-vos com um excerto:


É este legado que Varandas insulta com o tese do "colar um autocolante no carro". Já pensaram que provavelmente os pilotos actualmente ao serviço do Sporting pouco ou nada recebem do clube, para além da visibilidade que depois conseguem dar aos seus outros patrocinadores por estarem associados ao Sporting? Estes senhores são os mesmos que andam por ai a falar na importância da "marca Sporting" e não conseguem atingir o apoio que o clube dá nesta áreas.

Bem, mas se calhar sou eu que estou a ver isto mal e na realidade Frederico Varandas e a amiga querem é que o Sporting tenha uma fabrica automóvel própria para fazermos os nossos carros. A juntar a isto provavelmente uma escola de condução desportiva com todos os escalões devidamente definidos com bambis, iniciados, juvenis e por ai fora. Quem sabe até uma escola para "paddock girls". Podem sempre colocar a Margarida Caldeira da Silva, Eduardo Proença de Carvalho, Isabel Trigo Mira ou até a Rita Matos como professoras. E já agora, porque não um autódromo próprio? Assim passamos a jogar em casa. Muito melhor do que "apenas" colar o autocolante.  

Deixando a ironia de parte, já todos percebemos que se estes senhores estivessem à frente do Sporting não haveriam autocolantes para colar nos carros e nenhum destes títulos estaria no nosso museu. Fica também claramente perceptível que a torneira vai fechar para estas modalidades, caso estes senhores tomem conta do clube. Têm a palavra os Sportinguistas. 

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aqui)

sexta-feira, 20 de julho de 2018

As 55 modalidades do Sporting por Frederico Varandas


Na passada quarta-feira realizou-se a primeira convenção "SportingTalks", organizada por Miguel Poiares Maduro. Fui tentando acompanhar a transmissão online ao longo do dia e confesso que me invadiu um enorme sentimento de vergonha por pertencer ao mesmo clube de algumas das pessoas presentes nos trabalhos. Nos próximos dias darei alguns exemplos disso mesmo. 

Para já quero-me cingir à parte dedicada ao ecletismo. Um momento em que o Sporting foi enxovalhado publicamente por grande parte das figuras presentes, através de críticas, acusações e insinuações muito graves. Ver um dos pilares do clube ser tratado desta forma foi como se me estivessem a espetar facas no coração. Existem uma série de declarações que mais tarde analisarei, mas para já quero destacar aquilo que foi dito por um dos candidatos à Presidência do Sporting. O Dr. Varandas.

Começo por um "pormaior".

Entrada em grande. "Mas pronto..."



É um pequeno pormenor de alguém que nem sequer sabia que "isto também era de manhã". E aqui compreendo perfeitamente o Dr. Varandas. Eu também preferia explicar o "programa à mesa".

Fica apenas esta pequena "curiosidade" sobre a forma como o Dr.Varandas não consegue gerir a sua agenda. Vamos ao que interessa.

"Desafio qualquer sócio a enumerar as 55 modalidades" 



No início do vídeo é possível ver Margarida Caldeira da Silva, membro da comissão de honra de Frederico Varandas a questionar as 55 modalidades do Sporting. Recordo que estamos a falar da mesma senhora que andou no Facebook a arranjar voluntários para "controlar a legalidade das votações" na AG de destituição do CD no passado dia 23. Voluntários esses que teriam de enviar a sua "candidatura" para o Dr. João Teives e não para a MAG. João Teives, que foi o mentor da queixa disciplinar que está a ser analisada pelo Conselho Fiscal e Disciplinar relativamente a Bruno de Carvalho, Carlos Vieira e restantes membros do CD. Curiosamente, João Teives faz agora parte das listas de Frederico Varandas. Coincidências. Mais informação sobre esse episódio (aqui).

Diz a senhora que o Sporting não tem 55 modalidades porque "Modalidades é qualquer coisa que tem um plano na formação. Tem bambis, iniciados, tudo até seniores. O resto são atletas que por acaso vestem a camisola do Sporting. Isso não são modalidades."

Ficamos então a saber que perante esta lógica os bravos leões do Voleibol que nos deram o título nacional - vinte e quatro anos depois da última conquista - não são uma modalidade do Sporting. São apenas "atletas que por acaso vestem a camisola do Sporting". Isto porque não existem escalões de formação no clube. 

Como se não bastasse alguém dizer isto de forma séria, Frederico Varandas, candidato à presidência do Sporting, tem a lata de dizer que concorda com Margarida Caldeira da Silva e ainda lança um repto a qualquer sócio para enumerar as 55 modalidades.

Pois bem, repto aceite Dr. Varandas. Vamos lá ver enumerar as 55 modalidades do Sporting ao pormenor.


Podia apenas fazer uma lista, mas parece-me melhor falar um pouco sobre as 55 modalidades.

1 a 5 - Futebol e modalidades do Pavilhão João Rocha

Frederico Varandas trabalhou de perto com a equipa de futebol, por isso deve reconhecer que a mesma existe. Relativamente às quatro modalidades que jogam no Pavilhão João Rocha e que se sagraram campeãs nacionais em 17/18, também deve saber que as mesmas existem, apesar de nunca lá pôr os pés. 

6 a 13 - Modalidades de combate

Das 8 modalidades de combate, três não são modalidades de competição: Aikido, Capoeira e Krav Maga. De qualquer forma, deixo fotos das 3 modalidades.

Aikido, Krav Maga e Capoeira do Sporting
Das restantes deixo algumas notas dos últimos títulos conquistados e os nomes de algumas figuras grandes do ecletismo leonino.

Boxe: Campeões Nacional de Juniores por equipas (2017)
Judo: Tricampeões nacionais, 3º lugar na Liga dos campeões de 2014 e 3º lugar na Golden League 2015 em masculinos. Recordar que temos nas nossas fileiras Joana Ramos, medalha de bronze nos Europeus de 2017. 
Kickboxing: Secção liderada pelo nosso campeoníssimo Fernando Fernandes. O palmarés é tão vasto que vou apenas dizer que Ricardo Fernandes foi campeão europeu em 2015, Bruno Susano foi campeão Mundial em 2016 e André Santos foi campeão mundial em 2017.
Karaté de competição: Campeões nacionais seniores em 2015 e Campeonato Nacional Juniores Femininos em 2018. 
Taekwondo: Modalidade que regressou em 2014/2015 na formação e na época passada em seniores.

Existe ainda uma outra modalidade dentro dos desportos de combate, o Karaté Shotokan que julgo que tem competição regional, mas não consegui confirmar. De qualquer forma não inclui na listagem.

14 e 15 - Ginástica

TeamGym: Campeões nacional em juniores e seniores masculinos em 2018, entre muitos outros títulos.
Trampolins: Secção da nossa campeoníssima Sílvia Saiote. Campeões nacionais em 2018 em diversas categorias. Seria fastidioso colocar todos os títulos nacionais conseguidos só este ano. 

16 a 30 - Modalidades Paralímpicas

Goalball: Campeões Europeus de clubes em 2018, tricampeões nacionais e inúmeras taças. 
Andebol em cadeira de rodas: Não tenho o palmarés, mas sei que fomos vice-campeões nacionais em 16/17 e que a última conquista foi há coisa de um mês com a vitória na Taça de Portugal. 
Atletismo: Diversos campeões nacionais e claro destaque para os seguintes atletas: Luís Gonçalves, vice campeão mundial dos 400m e bronze nos 200m; Carolina Duarte, bronze nos mundiais em 400m e 4º lugar nos 100m; Erica Gomes, vice-campeã mundial em salto em comprimento. 
Natação: Em 16/17 foram conquistados 16 títulos nacionais em piscina longa e 45 em piscina curta. Não tenho dados desta época.
Basquetebol em cadeira de rodas: Campeões do torneio de abertura da FPB em 16/17. Não tenho dados desta época.
Equitação Adaptada: 6 campeões nacionais de Special Olympics em 16/17
Paracanoagem: Campeões nacionais por equipas 16/17
Ténis de Mesa: Medalha de prata nos Trissimo Games (atletas com Síndrome de Down)
Tiro com arco: Nas nossas fileiras contamos "só" com a nº1 do Ranking Mundial, a brasileira Jane Göger.
Tiro com bala: Das 55 modalidades referidas, esta é a única modalidade que não consegui encontrar resultados recentes.
Paraciclismo: Luís Costa, medalha de bronze no mundial de paraciclismo
Futsal: Equipa formada no início do ano (aqui)
Boccia: Não há títulos a registar. Fiquem com uma reportagem da secção (aqui)
Futebol e Showdown: Modalidades introduzidas em Maio (aqui)

De salientar que temos quatro medalhas nos jogos paralimpicos. Em 2016 foram conquistadas 3 medalhas no Rio de Janeiro ( uma de ouro e duas de bronze).

Como nota pessoal, dizer que é um enorme orgulho ter no nosso clube uma secção paralimpica. A inclusão social e desportiva proporcionada pelo Sporting deve orgulhar todos os Sportinguistas. Uma palavra de apreço para o enorme trabalho de Luís Gestas, o homem responsável por tudo isto. 

31 a 55 - Outras

Atletismo: Só este ano foram conquistados 3 títulos europeus, no melhor ano de sempre da nossa história. 
Basquetebol: Projecto em escalões de formação para atingir os seniores.
Canoagem: Basta dizer que temos nas nossas fileiras o campeonissímo Emanuel Silva, medalha de prata nos jogos olímpicos e campeão mundial e europeu. 
Ciclismo: Está ai a chegar a Volta a Portugal. É só sair à rua e ver a verde e branca ao vento. 
Futebol de Praia: Equipa liderada pelo melhor jogador do Mundo: Madjer. Campeões nacionais em 16/17 e vice-campeões em 17/18. 
Golfe: Campeões nacionais de clubes sem campo em 2017
Natação: Heptacampeões nacionais seniores masculinos 
Paintball: Campeões Nacionais 2017
Pesca Desportiva: Campeão Regional de clubes em 2015
Polo Aquático: Tricampeão regional
Pool: Dobradinha em 17/18 (campeonato+Taça de Portugal)
Remo: Diversos títulos nacionais numa modalidade onde se destaca o campeoníssimo Pedro Fraga, campeão Europeu em 2013.
Rugby: Campeões nacionais seniores Sevens femininos em 2017/2018
Ténis de Mesa: Nas últimas 3 épocas venceram todas as competições nacionais: 3 campeonatos, 3 taças e 3 Supertaças. Presença histórica esta época nas meias-finais da Taça dos clubes campeões europeus. 
Tiro à bala: Pentacampeões nacionais liderados pelo campeoníssimo João Costa. 
Tiro com arco: Diversos campeonatos nacionais no último ano.
Triatlo: Campeões nacionais equipas femininas em 2017. Secção que conta com a campeoníssima Katarica Larsson.
Xadrez: O último título nacional conquistado nos seniores foi em 2015.
Ténis: Gastão Elias assinou em 2016 pelo Sporting e venceu um ATP Challenger Tour em 2017.
Voleibol de Praia: Estreia há cerca de um mês e o Sporting venceu as duas primeiras etapas do campeonato nacional com a dupla Kibinho/Roberto Reis. Tudo bem encaminhado para o título nacional.
Padel: Em 2016 vencemos o campeonato nacional em pares femininos e em 2017 vencemos o campeonato nacional de clubes e o campeonato nacional de pares mistos. 
E-Sports: Conquista da Taça de Portugal no Jamor. Salientar que os esports são organizados pela Federação Portuguesa de Futebol. 

Final da Taça de Portugal de esports

Hipismo (Dressage): Campeões nacionais em 2015 e 2016
Automobilismo: Secção dividida entre karting (Diogo Costa Pinto) e rali (Rafael Cardeira)
Bilhar: Último título conquistado foi a Supertaça de 2018


Para fechar


Não percebo que que intuito se colocam em causa as modalidades do Sporting. O que sei é que é inqualificável o que foi dito nesta sessão, nomeadamente por alguém que quer ser presidente do Sporting. Onde é que Frederico Varandas pretendia chegar com o desafio de enumerar as 55 modalidades do Sporting? É uma pergunta que no final desta série de posts sobre esta convenção deverá estar esclarecida definitivamente.  

Este é só um dos capítulos que publicarei sobre a sessão realizada sobre o ecletismo do Sporting.

 Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aqui)