quinta-feira, 4 de abril de 2019

Regresso ao Jamor


No post de ontem tinha salientado as duas vantagens competitivas com que o Sporting partia para a segunda mão da meia-final da Taça de Portugal contra o Benfica: jogarmos em casa com o apoio dos nossos adeptos e o facto de termos tido todo o mês de Março para preparar convenientemente esta partida. 

Acrescentei ainda que "não podemos exigir a qualificação, porque num jogo de futebol contra um rival tudo pode acontecer, mas podemos e devemos exigir que a equipa entre em campo e que tenha uma exibição de garra, coragem e de competência. Se o fizermos acredito que estaremos novamente na final do Jamor. Vamos com tudo para cima deles!".

Foi mesmo isso que aconteceu partida. Nas bancadas, as claques do Sporting mostraram toda a sua importância, empurrando a equipa para o Jamor. Dentro de campo, viu-se uma equipa do Sporting cheia de garra e coragem, e que desde o primeiro ao último minuto deu sempre tudo pela passagem à final do Jamor. Salientar que a estratégia de Marcel Keizer deu resultado em pleno, potenciando os pontos fortes do Sporting (muito limitado em termos atacantes sem a sua grande referência) e anulando os pontos fortes do adversário.  Era isto que se exigia e isso foi cumprido. E teria sido cumprido mesmo que Svilar tivesse defendido a bomba de Bruno Fernandes. Felizmente, não defendeu e estamos novamente no Jamor. 

54ª final leonina e a 29ª final da na Taça de Portugal


A final do próximo dia 25 de Maio será a 54ª da história do futebol sénior masculino do Sporting, sendo que será a 29ª presença do Sporting na Final da Taça de Portugal (16 vitórias). 

29 presenças na final da Taça de Portugal
Um jogo que servirá para tirar a teima entre Sporting e Porto que neste momento contam com 16 conquistas na competição. De salientar que no caso de o Porto vencer o campeonato, o Sporting fica automaticamente apurado para disputar a Supertaça da próxima época.

Histórico de confrontos com o Porto em finais


O Sporting venceu 7 das 12 finais sendo que no século XXI o Sporting venceu as 5 finais que disputou contra o Porto. As Supertaças (2001, 2008 e 2009), a Taça de Portugal de 2008 e a Taça da Liga no passado mês de Janeiro. 

Para fechar


A vitória de ontem foi apenas mais um passo na competição e nada está ganho. Não nos servirá de nada a vitória de ontem se depois não conseguirmos fechar a conquista do troféu no Jamor. Nesse sentido é fundamental que no próximo mês e meio os jogadores, a equipa técnica e todo o clube mostre organização e competência para fazermos tudo o que estiver ao nosso alcance para trazermos o caneco para Alvalade. Vamos Sporting! 

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aquiInstagram: (aqui)

19 comentários:

  1. Vitória pela margem mínima, e suficiente. Renan esteve bem, os centrais foram ocasionalmente ultrapassados ou batidos, mas nada de anormal e no cômputo geral desempenharam bem o seu papel, conseguindo mesmo nas situações em desequilíbrio atenuar o perigo, as alas trabalharam bem, melhor a defender que a atacar, mas a imporem-se no início de cada parte, e o meio-campo conseguiu cumprir nas ligações e transições defesa-ataque (e vice-versa), com Luiz Phellype e Raphinha a darem trabalho, mesmo sem conseguirem muitos desequilíbrios ou remates ao alvo.
    Não desgostei da forma como Keizer procedeu às substituições, e todos os que entraram conseguiram dinamizar o jogo e tornar o oponente mais instável, ou desconfortável, apesar de não terem feito nada por além digno de registo - talvez a frescura física e a boa atitude mental tenham surtido mais efeito que a própria táctica, como disse o treinador.

    Quanto à assistência, fala-se muito nos 34 mil, que é a pior casa dos últimos 20 anos num derby, etc... eu estive nos 5-3 (no Jamor o Sporting ganhou a final ao Porto) e se a memória não me atraiçoa a assistência foi idêntica.

    No meu ponto de vista, a assistência em Alvalade teve um pico com a anterior direcção, e esta época voltou aos níveis das épocas anteriores, onde 40.000/45.000 eram as maiores enchentes da época e nos derbys das taças, jogos europeus de bom nível as assistências rondavam habitualmente os 30.000/35.000.

    ResponderEliminar
  2. este jogo apenas serve para reforçar o óbvio: juntos, a remar para o mesmo lado, unidos sob o signo do leão, estaremos sempre muito mais perto de alcançar os êxitos que estão no ADN deste clube. O que me interessa é o êxito do clube, pois é o seu êxito que me enche de satisfação!!! vamos com tudo para o Jamor e vamos, todos unidos, trazer mais um caneco para o nosso Museu e escrever mais uma página dourada na história gloriosa deste clube ímpar!!!! SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Finalmente aparece alguém que está lúcido e reconhece que qualquer que sejam os corpos gerentes eleitos democràticamente de acordo com os estatutos, têm o direito de não estar constantemente e a ser atacados e "sabotados" por sócios exóticos que derrotados não o aceitaram.
      Nas próximas eleições, têm o direito de apresentar a sua lista e concorrer para ganharem, se convencerem os sócios com a maioria dos votos.
      Até lá poderão estar calados?

      Eliminar
    2. Manuel Bento,
      O que escreves-te está correto, concordo plenamente com a tua opinião, falta porém, para que tudo fique perfeito, acabar com as manobras porcas, e deixar concorrer o Bruno de Carvalho.

      Eliminar
    3. Manuel
      Não confundas as coisas. O apoio às equipas dou sempre e é esse que é importante para as vitórias. Os jogadores não precisam que eu apoie a direção. Se há algum que precise, é porque não está concentrado no seu trabalho e anda a meter-se em assuntos que não são os dele.
      Essa atitude de ficar calado até ao final do mandato deu em + de 400M€ de passivo e um clube à beira de fechar portas.

      Eliminar
    4. Apoiar as equipas do meu clube, sim! agora ser obrigado a apoiar Direcções, não! agora, pede-se apoio, mas os que o pedem agora, esqueceram-se do que fizeram a BDC, que desde o momento em que foi eleito, em eleições livres, nunca teve um momento livre, nem se livrou de cartazes anónimos, em plena Lisboa. HIPÓCRITAS!!!!!
      Apoio uma Direcção se o merecer, senão tem que ser criticada, a bem do Sporting Clube de Portugal.

      Eliminar
  3. Se calhar se o Ristovski tivesse jogado ontem, se calhar o SCP teria perdido, digo eu estou aqui a especular. Por isso vejo que a expulsão de Ristovski em chaves foi uma benção já que Bruno Gaspar (e a restante equipa) fizeram um jogatana. Obrigado Mota.

    O corte do Ruben na área não é penalty?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é que, reparem, o Bruno F tem mais golos que o Ronaldo

      Eliminar
    2. Vi e revi o corte, e foi sem dúvida no braço que lhe tocou. A questão é se foi ou não intencional, e isso é dificil perceber. Ele usa o corpo para obstruir a passagem da bola, mas pode não ter usado o braço para isso. Para mim, aceita-se a decisão de não se assinalar penalti.

      Eliminar
    3. È óbvio que era penalti.O jogador faz o movimento deliberado em direção da bola.
      Aliás o Ruben Dias deve ser o central do mundo mais fiteiro que existe.Viram o amarelo do B.Fernandes?
      Vejam,é o resumo perfeito do jogador e do padre de serviço.

      SL

      Eliminar
  4. Facto 1: quem trouxe o Bruno F para o SCP foi o Bruno odiado por 71%

    Ah e tal mas depois rescindiu e foi o Cintra que o resgatou.

    Facto 2: Bruno F no momento do regresso a Alvalade fez questão de referir que voltava ao SCP independentemente do presidente que lá estivesse ou fosse eleito (e que poderia bem ser o, agora, destituído)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E diziam que era um jogador caro pró SCP...

      Eliminar
    2. È preferivel pagar 10milhões por uma certeza do que 5 milhões por uma incerteza.
      Apostar na formação é a chave sem duvida mas os restantes jogadores não podem ser jogadores tipo Diaby ou Bruno Gaspar.
      Acuna,Bas Dost,Coates,BFernandes a bitola tem que ser esta.
      Outra coisa,vi o jogo na RTP,meteu me tanto nojo os comentários e a uma tentativa de manipulação (bem sucedida para os menos entendidos ou atentos) do que estávamos a assistir.
      Noutros tempos cheguei a fazer uma reclamação para o provedor,mas não dá nada.
      E custa ter que pagar a RTP e depois levar com um serviço destes.

      Este País não é para pessoas sérias.
      SL

      Eliminar
  5. Vi ontem a repetição do jogo calmamente no sofá e deu-me a sensação que ficaram inúmeros cartões por mostrar. Exemplo: uma entrada por trás no calcanhar de um jogador leonino sem jogar a bola nem amarelo levou.
    Já a entrada de ristovsky em chaves num corte limpo onde toca claramente na bola bola levou cartão vermelho.
    Ver o árbitro a fugir dos jogadores do slb e o fiscal linha a fazer de proteção é chocante.

    http://osangueleonino.blogspot.com/2019/04/fala-quem-sabe.html

    ResponderEliminar
  6. se o SCP ganhar a taça Portugal esta época Keizer faz melhor que JJ (2 taças numa época) e com o "bónus" de ter ficado sem vários titulares indiscutíveis da época passada e de ter promovido Wendel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não percebo essa dos titulares indiscutíveis. Não acontece fequentemente? O Teo, Adrien, Slimani, J.Mário, não eram titulares indiscutíveis? Não foram substituídos?

      Eliminar
    2. Será que foram?Então porque continuamos a ter saudades deles?

      SL

      Eliminar
  7. Eh pá, e o Laje! Coitado, não se divertiu!!
    Na próxima visita dos Lampiões ao José Alvalade temos de pôr o speeker a contar umas anedotas, ou melhor ainda, a ler uns e-mails que também divertem bastante a malta...!!

    ResponderEliminar