sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Nuno Dias e a UEFA Futsal Cup


O jornal espanhol Marca publicou hoje uma entrevista a Nuno Dias, técnico do futsal leonino que fez a antevisão à grande Final 4 da Uefa Futsal Cup. De seguida transcrevi e traduzi este entrevista muito interessante do "Guardiola português".


Entrevista


Nuno Dias está a bater todos os recordes do futsal portugues à frente do Sporting. Lidera o Sporting desde 2012-13, ganhou 15 títulos, ganhou 215 de seus 250 jogos oficiais e tem 60 jogos sem perder na temporada regular. Um projecto em crescimento a que falta a UEFA Futsal Cup, cuja Final Four terá lugar no próximo mês de abril em Saragoza, com Inter Movistar e Barcelona Lassa como dois dos seus rivais.

Como avalia os registros que sua equipa está a conseguir?
É bom ter esses números, vencer esses registros. Isso pressupõe que o trabalho está bem feito. Eles servem para motivar-nos internamente. Este não é um campeonato tão equilibrado e devemos ter metas internas.

Este é o seu melhor Sporting?
Eu não posso dizer isso porque no final o mais importante são os títulos. Estar bem em Dezembro não significa que estejas bem em abril. Estamos a fazer o nosso melhor começo nestes cinco anos, pelo que devemos atingir os objetivos. Nós somos líderes, ganhamos títulos e estamos na Final Four, mas temos que mantermo-nos assim até ao final. Estamos no caminho certo, mas ainda falta muita época.

No seu projeto falta a UEFA Futsal Cup?
É verdade, não podemos escondê-lo. É o grande objetivo do Sporting. Sabemos o quão difícil é e ainda não o conseguimos. É o título que falta. É difícil conquistá-lo e cada vez mais. A entrada de dois clubes dos países com ranking superior torna mais difícil, mas sentimos que podemos fazê-lo e agarramo-nos a essas possibilidades. É nosso sonho e nossa ambição.

Gosta mais da UEFA Futsal Cup com este formato?
Está mais competitiva e mais difícil. Temos mais jogos com equipes fortes. Não há jogos com resultados muito desiguais e isso o obriga a fazer um esforço maior.

Como você vê os rivais da Final Four?
Movistar e Barcelona têm um nível muito alto, competem pelos mesmos objectivos que nós. Eles jogam em casa, mas sabemos que temos nossas opções. A percentagem pode ser menor, mas uma partida boa ou má pode decidir. Em 40 minutos, tudo pode acontecer e nós vamos-nos preparar para isso, para manter o sonho, sabendo que o favoritismo é para os espanhóis.

Tem espinhas encravadas na garganta com ambas as equipas?
Em 2015 jogamos a Final Four em casa, com 12.500 pessoas, mas foi um momento diferente. O Sporting não tinha uma equipa tão forte ou se assemelhava ao Sporting atual. Eu também acho que Barcelona tinha uma equipa treinada, que jogou junta muito tempo. Bateria, Saad, Lozano no seu melhor, Ari ... Eles tinham um grupo muito próximo, eles tinham tudo para ganhar. Sporting, por outro lado, tinha a arma de jogar em casa, mas não era o Sporting atual. Quanto ao Inter, o resultado do ano passado é enganador, exagerado, não reflete o que realmente aconteceu. Agora temos uma equipa com mais experiência, mais consolidada e acho que teremos mais opções. Veremos se nós aproveitamos ou não.

O que significa para um português ter um jogador como o Ricardinho em frente?
Ele é um grande jogador, mas também tenho óptimos jogadores. Eu acho que o potencial do Inter é o grupo, coletivamente, a equipa joga muito bem. Vale a pena muito mais o trabalho em equipa com Ortiz, Gadeia, Daniel, Bebe ... O colectivo forte vale mais do que vender uma individualidade.

Você vê então o Inter Movistar mais forte do que os restantes?
Possivelmente. Eu vi o último jogo entre o Inter e o Barcelona e nota-se que o Barça é uma equipa ainda em construção, com jogadores como Esquerdinha ou Leo que chegaram este ano e outros como Adolfo do ano passado ... Uma equipa destas não é feita de um dia para outro, não é tão fácil chegar ao nível do Inter, uma equipe feita com poucos entradas e saídas e uma coluna consolidada há muitos anos. Por ai parece que o Inter pode estar à frente. Eles são os campeões da Liga, da Europa, são os lideres de sua Liga, mas em 40 minutos temos de nos agarrar às nossas possibilidades, tudo pode acontecer.

Conheça o pavilhão onde a Final Four será jogada?
Não, não conheço, apenas para fotos. Parece muito bom, um excelente pavilhão.

O Sporting será acompanhado por seus adeptos?
Eu quero acreditar que sim, mas não sei com certeza. Assim que a Elite Round terminou, quando se sabia que Zaragoza ia estar lá, houve muitos comentários de pessoas que queriam acompanhar-nos. Certamente eles estarão lá.

Falam de você como a Guardiola do futsal português. Como reage a isso?
Se me comparam com o melhores, e Guardiola é um deles, é uma honra. Por ai fico muito contente. Estou feliz, mas o importante é o trabalho. 


Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aqui)

Sem comentários:

Publicar um comentário