segunda-feira, 23 de abril de 2018

A visão do poder


No passado dia 20, o site Mercado de Benfica disponibilizou mais de 4GB  de emails de Domingos Soares de Oliveira, administrador da SAD do Benfica. Começo a minha análise por um email que denuncia todo o estratagema montado pelos encarnados para dominarem o futebol português à margem das leis.  

Junho de 2002 


No verão de 2002, Benfica e Porto protagonizaram uma luta feroz pela contratação do avançado Edgaras Jankausas. O jogador acabou por ser contratado pelo Porto e quando Luís Filipe Vieira foi confrontado com o assunto afirmou que não estava preocupado, porque "são mais importantes os lugares na Liga do que contratar bons jogadores"

Passados todos estes anos esta frase ainda ecoa nas cabeças dos amantes do desporto em Portugal. Das palavras ao papel passou precisamente uma década. A tal que Vieira diz que leva de avanço dos rivais.


Junho de 2012


Power Point de Domingos Soares de Oliveira disponibilizado pelo site Mercado de Benfica

Em Junho de 2012 - precisamente uma década depois da mítica frase de Vieira - o Benfica organizou a sua VIII reunião de quadros onde foi "apresentada a visão e missão 2017 para o Benfica, assim como os principais desafios a enfrentar e ambições estratégicas"Nesse sentido foram apontados vários desafios:
- "Dominar a ciência da vitória";
- "Um único Benfica";
- "Conquistar a capacidade de influência";
- "Aproximar o adepto do Benfica".

Vejamos dois destes pontos:

"Dominar a ciência da vitórias" 


Power Point de Domingos Soares de Oliveira disponibilizado pelo site Mercado de Benfica
Segundo o Benfica, a ciência da vitória passava por deixar de acreditar na competitividade desportiva como mero exercício de fé. Para quê ter fé se podemos ser donos do nosso próprio destino, terão pensado os dirigentes do Benfica. Para quê ter fé quando o que o Benfica queria na realidade era transformar o desporto num espécie de jogo de azar em que a "casa ganha sempre".

O plano foi sempre esse desde o dia em que Vieira disse que "são mais importantes os lugares na Liga do que contratar bons jogadores". Para a concretização desse plano havia que:

"Conquistar a capacidade de influência"


Power Point de Domingos Soares de Oliveira disponibilizado pelo site Mercado de Benfica

Este slide é verdadeiramente elucidativo do que é o polvo encarnado em toda a sua extensão. Está aqui tudo. Poder disciplinar, arbitragem, regulamentar, poder político, meios de comunicação social e até o poder judicial. Em relação aos quatro vectores, existem casos evidentes de que esta estratégia de poder foi levada à letra. Julgo que nem sequer é preciso estar aqui a enumerar. 

Os "facilitadores"


Power Point de Domingos Soares de Oliveira disponibilizado pelo site Mercado de Benfica

É muito curioso que nesta reunião de quadros, os facilitadores relativos ao "poder Benfica" tenham sido João Gabriel e Paulo Gonçalves, dois vultos da cidadania. Foram estes os senhores que organizaram as ideias sobre o "poder Benfica" da seguinte maneira:

Power Point de Domingos Soares de Oliveira disponibilizado pelo site Mercado de Benfica

É fantástico ver o nível de detalhe a que estes senhores chegam para aplicar a estratégia. De todas estas prioridades de acção, o Benfica só não conseguiu trazer a sede da Liga para Lisboa, mas conseguiu melhor do que isso. Conseguiu transferir praticamente todo o poder da Liga para a FPF e só não conseguiu passar todo o poder por muito pouco. Podem recordar o assunto (aqui).

Cartilha, espionagem, corrupção, tráfico de influências e por ai fora. No fundo são estas as verdadeiras "prioridades de acção" do Benfica de Luís Filipe Vieira, que ficam agora visíveis aos olhos de toda a gente.

Estamos numa fase em que este assunto dos emails já extravasou por completo da esfera desportiva e não tenho grandes dúvidas em afirmar que já estamos perante o maior escândalo da democracia portuguesa. Se dúvidas houver, basta analisarmos o silêncio da imprensa em relação a tudo isto. Branqueamento total.

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aqui)

19 comentários:

  1. Só espero que a justiça faça o seu trabalho, se não isto não é a República das bananas, venha msis um 25 de Abril.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A realidade é mesmo essa: está é mesmo uma República das bananas!

      Eliminar
  2. Só vejo uma solução,sacrificar o poder político nas próximas eleições, pela cumplicidade dos factos que foram denunciados.

    ResponderEliminar
  3. A mais vergonhosa "história" do desporto em Portugal...e sabem como vai acabar ? Em nada, neste país, reafirmo, são "idóneos" todos os corruptos. E atingem, cada vez em maior quantidade, todos os sectores da democracia. Agora, bandido é aquele que não se deixar corromper, sendo logo visado pela corja dominante, em que com estratégias como as que o mister aqui nos passou, faz passar para a sociedade civil a ideia de que esses é que são populistas, demagogos, anjinhos ingénuos, atrasados mentais ou ainda, que certamente terão "outras" intenções. Ou seja, a verdade, agora já sabemos, merece castigo. Continuo a dizer, apenas e só quando uma revolução a "sério" acontecer, é que podemos fazer algumas coisas mudar. Enquanto os corruptos forem vistos como os doutores intocáveis e de inteligência superior ( e até são inteligentes, mas apenas para a maldade e falcatruas ) e assobiarmos para o lado....É tempo de acordar e dar uns "safanões" a esta pandilha que se julga acima de qualquer valor e que por estratégias maníacas vai fazendo de tudo para tudo !

    ResponderEliminar
  4. Pior que o fifica, são todas as instituições que se deixaram envolver na teia!!! Uma vergonha

    ResponderEliminar
  5. Esta informação podia dar uma investigação tão, mas TÃO, boa - bastava haver um jornalista em condições com "eles" no sítio.

    Verificar, por exemplo, favores da CM Seixal, da CM Oeiras (a tal ligação para uma obra qq por lá - que até aparecia no folheto das eleições).
    Isto são todos bons rapazes até se saber a nojeira que realmente se passa.

    E agora, como bons adeptos da Democracia: "Quem falar sobre isto o SL Benfica vai agir criminalmente".

    Resumindo: a CS não DEVE pegar nisto, blogs igual. Muito menos em conversas de café!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lia o post, indagava por que razão a CS se recusa a investigar ou até noticiar uma tal teia de corrupção, constatava o alinhamento de uns e o receio de outros e lembrei-me de imediato de um tempo cinzento em que até as conversas de café tinham de ser em surdina ou cifradas, perante a constante eminência da presença de bufos da famigerada PIDE-DGS. ... Parece que estamos a regressar a esses tempos!

      Eliminar
    2. Só que o número de "BUFOS" aumentou substancialmente!

      Eliminar
  6. No dia 25 de Abril, às 15 horas, será publicado o segundo arquivo de Domingos Soares Oliveira. Desta vez cerca de 14 GB.

    https://mercadodebenficapolvo.wordpress.com/
    https://opolvo.pt/artigos/

    ResponderEliminar
  7. Qualquer semelhança com a realidade é pura ficção?!


    Como as máfias funcionam?
    * Na base da disciplina, da organização rígida e do amor à camisa

    Como toda organização, a máfia tem seu organograma de trabalho. A estrutura que se tornou mais conhecida foi a da Cosa Nostra, nos EUA, com sua hierarquia clara e centralizada em forma de pirâmide (veja ilustração ao lado). No topo aparece o chefão (ou don), com um conselheiro e um subchefe no andar debaixo. Os capi (chefes), espécie de tenentes, formam a terceira fileira da hierarquia. E abaixo deles vêm os soldados, responsáveis pelo trabalho sujo. Na base da pirâmide estão os “associados” – juízes, políticos, empresários, traficantes, gigolôs, assassinos de aluguel e todo tipo de parceiro que possa ser comprado para facilitar os negócios da máfia.
    Há quem considere, porém, essa estrutura vertical e centralizada incompatível com a flexibilidade exigida pelos negócios de qualquer organização mafiosa hoje em dia. “É preciso livrar-se da imagem de um ‘polvo’ com uma cabeça e milhares de tentáculos”, afirma o historiador italiano Salvatore Lupo. “Os mafiosos estão inseridos em negócios que os ligam a assuntos que não pertencem à máfia: intermediários, criminosos de todo tipo e nacionalidade, narcotraficantes turcos ou chineses, banqueiros.”

    A necessidade de diversificação de negócios e de intercâmbio global, hoje, obriga o crime organizado a operar em rede, como a internet – sem um centro de poder que, uma vez destruído, acabe destruindo toda a organização. Resultado: máfias como as italianas, russas e japonesas continuam tendo um organograma de trabalho. Mas sua estrutura é cada vez mais complexa e horizontal, bem diferente do esquema clássico de organização da Cosa Nostra americana.

    Mafiosos S.A.
    Segundo o organograma clássico da Cosa Nostra, a máfia deve operar como uma empresa

    DIRETOR EXECUTIVO:
    O subchefe da máfia é o responsável pela execução das decisões tomadas pelo chefão. Cabe a ele fazer com que os subordinados executem as tarefas que lhes são delegadas.

    PRESIDENTE:
    O chefão, conhecido como don, responde pelas grandes decisões, resolve conflitos internos e mantém todos na linha. Como maior “acionista” da organização, deve ser protegido de vínculos com a base da pirâmide.

    CONSELHEIRO:
    O papel do consigliere é aconselhar o chefão, por meio de um julgamento menos apaixonado e mais imparcial. Caberia a ele legitimar as decisões tomadas pelo superior, assegurando que elas sejam “justas”.

    GERENTES:
    Conhecidos como capi, cada um deles comanda uma atividade ilegal da organização mafiosa. São os responsáveis pelos resultados de suas áreas, comandando quadrilhas que podem reunir centenas de homens.

    OPERÁRIOS:
    São os chamados soldados, categoria pela qual todo mafioso ingressa na carreira. Cabe a eles fazer todo o tipo de trabalho sujo – sem jamais envolver o nome dos superiores em suas ações.

    PARCEIROS:
    Políticos, empresários, juízes… Os “associados” são todos aqueles que podem prestar algum serviço ou manter negócios com a máfia, sem pertencer à organização.

    ResponderEliminar
  8. Não vejo jornais nenhuns a falar nisto, logo é tudo inventado. É tudo uma grande cabala.

    ResponderEliminar
  9. Este powerpoint vem demonstrar que o "asslbê" (o maior, mais grande do mundo), pode enveredar por um curso intensivo para formadores especialistas em tráfico de influências e corrupção... neste aspecto as empresas de formação no nosso país estão realmente não 10, mas sim 50 anos atrás desta IMUNDA ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA.

    Agora está provado à "CARA PODRE" toda a estratégia do Luís, só faltou mesmo os negócios de coca transaccionados na famosa porta 18...

    O Ministério Público tem aqui a papinha toda feita, basta chamar os formadores para explicarem a apresentação no auditório do estabelecimento prisional da Carregueira, num ecrã bem grande, para gáudio da nação de carnide.

    ResponderEliminar
  10. Daqui nada de novo... eu gostava era mesmo que o Mister falasse do não pagamento a tempo e horas do Empréstimo Obrigacionista e quais as consequências bem como sobre o potencial aumento do EO de 30M para 60M de modo a cobrir não apenas os 30M que tem de pagar bem como pagar DESPESAS CORRENTES.

    Mas parece que durante a semana passada nada se passou e o Mister tirou folga.
    Mais importante que os outros, é o SCP... mas falar sobre os outros por vezes parece mais importante.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Luis Ribeiro tem andado distraído. O Mister já falou sobre esse assunto em resposta às atoardas de um tal de Camilo Lourenço, que dizem que é "formado" em Gestão, costuma mandar uns bitaites nas TVs e veio falar das contas do Sporting no YouTube. O que não vamos é dar guarida a nova investida sobre o mesmo não-assunto só porque um tal de André Ventura, que dizem que é formado em Direito e que até dá aulas na Universidade (ao que desceu o nosso Ensino, o nosso Direito e a nossa Justiça) vem mandar os mesmos bitaites noutra TV só para tentar desviar as atenções das notícias que realmente deviam interessar a TODOS os Portugueses e que o Mister agora, mais uma vez, vem ajudar a denunciar (já que a Comunicação Social encartilhada, avençada ou simplesmente amedrontada teima em impor um manto de silêncio). E DEVIA interessar a TODOS os Portugueses porque amanhã é 25 de Abril e comemoram-se 44 anos sobre uma revolução pacífica que pôs fim a um Estado onde o Direito era uma farsa corrompida pela entourage política e empresarial da ditadura, onde a Imprensa via a sua Liberdade limitada por uma Censura feroz e omnipresente e onde a cidadania era uma formalidade negada por ditames de uma oligarquia atrasada e cheirando a ranso; o que lemos, com espanto, na Formação para Quadros de 2012 da agremiação de Carnide é um Plano de subversão não apenas do Desporto, mas de todos os sectores da sociedade que deveriam sustentar um Estado de Direito Democrático; um Plano maquiavélico digno dos Planos Quinquenais estalinistas ou Dos Planos Estratégicos do Estado Novo.

      Eliminar
  11. Mister,
    Acabei de lavrar no sitio da CMVM uma comunicação solicitando informe se é verdade o que o senhor André Ventura disse na CMTV. Em caso negativo que a instituição proceda nos termos do Titulo VIII do CVM.
    Julgo que o Sporting e todos os sportinguistas deveriam tomar posição sobre o que aquele senhor disse.
    Isto não pode continuar desta maneira.As instituições tem que atuar.

    ResponderEliminar
  12. É começar a caçar-los e pegar-les fogo!!
    A justiça em Portugal não funciona, á que fazer justiça pelas próprias mão!!
    Só há uma maneira de combater o crime e a máfia, é ser-se mais mafiosos que eles!!
    Fazer-los provar do próprio veneno!!

    ResponderEliminar
  13. Seria interessante, alguem traduzir isto tudo, em diversas linguas, e enviar para as redacções dos dos diversos jornais espalhados pelo mundo, para verem ao que chegou o futbol a nível interno, do país campeão da europa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando e se se provar ser verdadeiro... acho que sim. Correr o risco de isto não ser corroborado em tribunal e começar a levar com processos de difamação em cima por divulgação e partilha de informação não me parece que haja alguém que se queira sujeitar a isso.

      Eliminar
    2. Uma coisa é ser verdadeiro (e o Benfica, implicitamente, já o admitiu quando requer criminalização da sua divulgação); outra coisa é constituir prova em Tribunal por uma questão processual (como o modo de obtenção). A minha condenação (e que devia ser a de todos os portugueses que defendem um Estado de Direito Democrático) é ética muito antes de ser jurídica ou desportiva! E essa não tem sequer que ver com o facto da minha cor clubística; tem que ver simplesmente com o facto de defender o direito a uma cidadania livre porque baseada numa ética democrática e não uma sociedade arbitrária, porque os seus poderes estejam corrompidos. Claro que desejo que, para prevalecer o Estado de Direito Democrático, toda e qualquer viciação ou tentativa de viciação da vida social (na esfera desportiva, jurídica, política, policial, comunicacional, ou outra) possa ser condenada em Tribunal, fruto de prova bem constituída e da isenção e separação de poderes. E julgo que devia ser o desejo de qualquer Cidadão que se preze; infelizmente, parece que há alguns cidadãos que rezam para que estes atropelos à ética democrática, MESMO E APESAR DE SABEREM DA SUA EXISTÊNCIA, não venham a ser condenados graças a uma qualquer providencial contaminação processual da obtenção da prova. HAJA COERÊNCIA!!! Quando se condenam (BEM) as práticas reveladas por escutas do Apito Dourado (que, é bom lembrar, também envolviam LFVieira) deve-se exigir o mesmo rigor ético para os processos agora em curso.

      Eliminar