segunda-feira, 30 de abril de 2018

OFICIAL: Sporting garante maioria do capital da SAD


Bruno de Carvalho anunciou hoje em texto publicado no Diário de Notícias que o Sporting garante já no início da próxima época que a maioria do capital da SAD continue nas mãos do clube, através da compra das VMOC. Uma notíocia absolutamente histórica que merece muita atenção por parte dos Sportinguistas. Aqui fica toda a explicação. 

VMOC - Uma perspectiva histórica


As VMOC entraram no Sporting em 2011 pelas mãos de José Eduardo Bettencourt. Em Janeiro desse ano foi concretizada a emissão de 55 milhões de VMOC. Importa recordar que este senhor pediu demissão precisamente no dia seguinte ao da concretização desta emissão. Mais uma daquelas "coincidências" que ficará para a história do Sporting. 

Estas VMOC tinham de ser recompradas em 2016 para o Sporting não perder a maioria do capital da SAD. Entretanto, Godinho Lopes entrou no clube e sabia perfeitamente que tinha de "amealhar" dinheiro para manter a maioria do capital da SAD. E o que é que o sôr Engenheiro fez? Não só não amealhou um único cêntimo, como deixou um buraco de 90 milhões de euros só na SAD. 

Portanto, chegamos a Março de 2013 com 55M em VMOC para liquidar e com um buraco de 90 milhões na SAD. Nessa altura, Bruno de Carvalho entrou no Sporting e negociou o plano de reestruturação financeira. 

Plano de reestruturação financeira


No plano de reestruturação financeira negociado por Bruno de Carvalho ficaram definidas três medidas fundamentais:
1 - Emissão das VMOC B, no valor de 80M com conversão em 2026. Montante que serviria para tapar o buraco deixado por Godinho Lopes;
2 - Emissão de VMOC C no valor de 55M para liquidar as primeiras VMOC A dos tempos de José Eduardo Bettencourt. 
3 - Aumento de capital no valor de 18M por entrada de novos investidores.

Destas três medidas, só a primeira se concretizou. Isto porque a execução do plano de reestruturação financeira foi superando todas as expectativas traçadas inicialmente. Passo a explicar ponto por ponto.

1 - Em final de 2014 o Sporting emitiu as tais VMOC B no valor de 80M, conforme planeado. Importa referir que destes 80M o Sporting só tem opção de compra de 44 milhões de acções, precisamente o número que lhe garantia a maioria do capital da SAD. 

2 - Em relação às VMOC A, Bruno de Carvalho teve uma primeira jogada de génio ao convocar uma Assembleia-geral de titulares de VMOC no inicio de 2016. Nessa assembleia-geral conseguiu fazer com que os subscritores das VMOC (bancos e particulares) aceitassem alterar a data de conversão destes 55M de VMOC de 2016 para 2026, precisamente para a mesma data de vencimento das VMOC B (80M). Ou seja, isto permitiu que o Sporting não tivesse de emitir as tais VMOC C de imediato, podendo ou não fazê-lo no futuro. Um jogada absolutamente brilhante que deu margem para a negociação hoje anunciada. Já lá vamos.

3 - Em relação à entrada do investidor no montante de 18M, o Sporting fez ainda melhor, uma vez que negociou com a Holdimo a conversão de uma dívida deixada dos tempos de Godinho Lopes, convertendo-a em capital da SAD e libertando percentagens de passes de jogadores que foram sendo dados por Godinho Lopes. 

Ficamos com isto



É esta a actual estrutura accionista da Sporting SAD. Depois há ainda os 135 Milhões de VMOC (55 das VMOC A e 80 das VMOC B). 

Como manter a maioria do capital da SAD?


Desse bolo dos 135M de VMOC, o Sporting precisaria de comprar os tais 44M de acções para manter a maioria do capital social da SAD. Isto tendo em conta a tal emissão de um investidor no montante de 18 Milhões e a emissão das VMOC C. Mais em baixo mostro como ficaria a estrutura accionista de acordo com o que estava acordado.

Em sede de reestruturação financeira, ficou definido que o preço de compra era dado por uma formula que multiplicava o preço da acção por 1,2 desde desde que não ultrapassasse o 1€/acção. Por isso, no máximo dos máximo o Sporting precisaria de 44 milhões de euros para garantir a maioria do capital da SAD. 

As acções do Sporting estão hoje nos 0,7€. Ora, se o Sporting quisesse comprar hoje as acções necessárias para garantir a maioria do capital da SAD teria de pagar 36,96 milhões de euros (44Mx0,7€x1,2). 

Importa referir que existe uma conta de reserva onde está a ser amealhado dinheiro para a compra das VMOC. No último relatório e contas é referido que o montante amealhado está nos 5,115 milhões de euros. 

Relatório e contas semestral Sporting 17/18

Melhoria das condições da reestruturação financeira


Hoje, o Presidente Bruno de Carvalho escreveu um texto no Diário de Notícias sobre o estado das finanças do clube que pode ser lido (aqui). Atentem bem nesta passagem: 

"Nestes últimos meses, conseguimos negociar uma melhoria das condições da reestruturação financeira, não por necessidade de financiamento adicional pelos Bancos (BCP/NB) ou por um falhanço da reestruturação, mas sim pelo sucesso da mesma. Esta melhoria da reestruturação representa uma adaptação à nova realidade de sucesso financeiro e competitivo do Grupo Sporting. Consideramos que o ponto de maior importância para os Sócios do Sporting CP é a alteração do valor máximo a pagar para garantir a manutenção da maioria na SAD passando de 44 milhões para 17,5 milhões, dos quais já temos na conta reserva 5 milhões e no início da próxima época já teremos a totalidade necessária para garantir a maioria na SAD;

Portanto, Bruno de Carvalho está a garantir que no início da próxima época o Sporting terá assegurada a a maioria do capital da SAD pagando apenas 17,5 milhões de euros, dos quais já estão mais de 5 milhões na conta de reserva. Absolutamente genial!

"Quando a esmola é muita..."


Ó mister, então se fosse hoje tínhamos de pagar 36,96 milhões pelas VMOC necessárias para manter a maioria do capital da SAD e afinal só vamos pagar 17,5 milhões de euros? Isso não é esmola a mais? 

Bem, existe aqui uma contrapartida para o Sporting pagar "apenas" 17,5M pelas VMOC necessárias para manter a maioria do capital da SAD. Cá está ela:

"Definição do preço de compra de cada VMOC a 30 cêntimos por utilização da conta reserva, o que significa que o Clube e seus sócios apenas necessitam de 40,5 milhões para comprar a totalidade das VMOC, em vez dos anteriores 135 milhões, o que até é inferior ao esperado valor de 44 milhões necessário para garantir apenas a maioria na SAD (em que os Bancos ficariam com 91 milhões de VMOCs em seu poder); Com a alteração de condições de reembolso e a opção de compra das VMOCs, deixa de haver a necessidade da nova emissão de 55 milhões de VMOCs (a ser subscritas pelos Bancos) nem do aumento de capital de 18 milhões, podendo este ser feito ou não."

Portanto, isto quer dizer que o Sporting ficará "obrigado" a ficar com TODAS as VMOC (135 milhões de VMOC) por 40,5 Milhões de euros, quando no primeiro acordo de reestruturação financeira teria de pagar no máximo 44M de euros pelas 44 milhões de VMOC que garantiam a apenas a maioria do capital da SAD. 

Importa salientar que deixa então de haver a necessidade de emitir as tais VMOC C e que o tal investidor dos 18 milhões deixa de ser necessário. De seguida apresento as duas simulações da estrutura accionista.

Resumindo:



No quadro anterior está feita a comparação entre o que foi delineado e o que foi apresentado hoje por Bruno de Carvalho, depois de novas negociações com a banca. Aqui ficam algumas ideias:

- O Sporting passa de um posição em que teria de pagar um montante entre os 30 e os 44 milhões de euros para ter 51,57% para uma situação onde pagará 40,5 milhões de euros para ter 88% do capital social da SAD. 
- Com esta negociação é garantido que a banca não será accionista da Sporting SAD
- A Holdimo que hoje detêm cerca de 30% da SAD passará a ter uma posição de 9,90%. Talvez agora se perceba toda a dor de Álvaro Sobrinho e da Holdimo quando vieram a terreiro pedir uma AG extraordinária da SAD. 

Se subsistirem dúvidas sobre a reestruturação financeira "original" podem consultar um post que fiz há uns meses (aqui).

Concluindo


Sinceramente, já não há muitas palavras para descrever o trabalho absolutamente notável desta administração. É fantástico o trabalho que tem sido feito por Bruno de Carvalho e Carlos Vieira na recuperação financeira do Sporting. O clube e a SAD são hoje entidades completamente saudáveis em termos financeiros e não paira sobre nós o espectro da falência como aconteceu nos tempos de Godinho Lopes. Pavilhão construído e pago, modalidades pujantes, constantes resultados financeiros quer na SAD quer no clube, equipa de futebol dotada de um treinador e de jogadores de nível mundial, obras na Academia e no estádio que conta agora com um relvado digno do Sporting, etc.

Com o anúncio de hoje, a nossa independência está assegurada. Não entrará nenhum banco no nosso capital e nenhum investidor terá capacidade de influenciar o que quer que seja. No Sporting mandam os Sportinguistas, e isso não tem preço! 

Garantida a sustentabilidade financeira, fica a falta a vitória no campeonato nacional de seniores masculinos. Daqui em diante, é nisso que todos temos de nos focar.

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aqui)

19 comentários:

  1. Absolutamente notável! Saber que isto è uma realidade emociona-me positivamente tanto ou mais do que ganhar um campeonato!

    ResponderEliminar
  2. BRILHANTE TRABALHO!!! De onde viemos há bem pouco tempo com um "PER às costas" e onde estamos neste momento.

    PARABÉNS AO PRESIDENTE E A TODA A EQUIPA, gostaria de realçar o ENORME TRABALHO DE CARLOS VIEIRA.

    O SPORTING É NOSSO OUTRA VEZ!!!

    ResponderEliminar
  3. Estes meandros da gestão deixam-me completamente baralhado. Mas acredito nesta Direcção!

    ResponderEliminar
  4. O Mister do Café, claramente um escriba de BdC nestas matérias, acha que os Sportinguistas são estúpidos e se calhar até são. Portanto quer-nos fazer querer que Bruno de Carvalho reuniu o poder de convencer a banca que ter perdas de dinheiro é melhor para a banca do que o contrário, isto asumindo que a banca também defende os seus interesses. Quando se é avençado, quando se passa a Hugo Gil do Sporting estas palhaçadas começam a acontecer. Para mim algo de muito grave está em curso para a banca aceitar tomar uma perda destas dimensões. Do lado da banca, que também tem que ser pesado nestas análises, o caso parece-me claro: não confiam já naquilo que assinaram com o Sporting e preferem sofrer uma perda e sair do acordo. A banca, que se tem que explicar aos accionistas, só aceita perdas quando não tem esperança nenhuma que o devedor seja capaz de pagar a dívida. Uma espécie de mais vale um pássaro na mão. ACORDEM SPORTINGUISTAS!!! Bruno de Carvalho vaiu rebentar com o Sporting e no fim não há mais reestruturações como houve com ele.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A ignorância e a estupidez é uma coisa tramada.

      Eliminar
    2. A banca não perde nada com isto, recebe praticamente os mesmos valores que ia receber em 2026. Só que em em vez de receberem 45M€ em 2026, recebem cerca de metade no outono de 2018. Para isso, entregam a posição futura na SAD que não lhes serve para absolutamente nada, por sensivelmente a outra metade. Todos ficam a ganhar com esta renegociação.

      Estudasses, lampião. Talvez agora com o colégio que o negociador implacável vai construir tenhas essa oportunidade, mas sinceramente duvido muito que a tua laia aprenda o que for.

      Eliminar
    3. Mais não há maneira de mandar este JRAMOS para a real puta que lhe pariu .... desaparece daqui seu canalha

      Eliminar
    4. Boas a todos, sou Benfiquista, adepto nao pagante, e acima de tudo nao sou doente, talvez por o meu pai ser Sportinguista nunca senti ou percebi o "Odio"... Por influencias familiares virei para o vermelho e quando o meu pai tentou ja foi tarde.. o coraçao é mais forte... Mas introduçao à parte, e porque sempre me interessei pela estabilidade e sucesso do SCP (para mim so tem de perder 2 jogos por ano) se so perder esses 2 jogo e for campeao na mesma por mim é ok. É porque o Benfica nao fez o que lhe compete... ganhar todos... Mas passemos à duvida que me faz escrevervos.. Todo o Exercicio Bancario é de louvar, a restruturacçao foi bem feita, mediante os pressupostos definidos... e ate percebo a tesposta que dá de a Banca receber +- o mesmo agore em vez de 2026, no entanto a duvida reside em: em 2026 a banca recebia os tais cerca de 44M mas ainda ficava com uma "apetitosa % de acções de uma SAD em franco crescendo... Da maneira que explica as contas, so nao e dissipada essa duvida.. a Banca nao quer deter uma % de accoes da SAD do SCP? nem que fosse para vender! Saudaçoes de um "Homem" adepto de futebol. Ah e que para a semana o que mereça mais va à Pre da LC.

      Eliminar
    5. Em 2026 a banca não receberia 44Milhões. Receberia o valor de mercado (cotação do dia acrescida de 20%). Com este negócio recebe nos próximos tempo 17,5 Milhões de euros o que já é um valor simpático para o balanço dos bancos. Depois tenho dúvidas se receberá o resto apenas em 2026 ou no momento em que a conta reserva estiver com saldo suficiente para fazer a liquidação.

      Ainda não analisei devidamente a questão do empréstimo obrigacionista, mas poderá estar ai a resposta através de uma liquidação antecipada de empréstimos bancários financiada por este empréstimo obrigacionista. Neste caso estou a especular, até porque ainda não analisei devidamente essa situação.

      Eliminar
    6. O João coitado acha mesmo que a banca abdicou de crédito e valor que tinha contratado com o Sporting porque, como diz Bruno de Carvalho, a coisa está a ser um sucesso financeiro. O que está a acontecer aqui é 1) que a banca não acredita que os 30 e tal porcento que ficaria para ela venha a ter algum valor na bolsa e 2) a cortar o Sporting dos seus interesses. Agora o Sporting para se financiar fica entregue a um mercado muito mais especulativo. Não tardará muito a perdermos a maioria sa SAD por falta de capacidade de financiamento sustentável no mercado. Se este comunicado fosse do dept. financeiro do benfica, fosse do Vieira ou do Pinto da Costa o Mister não tardaria a expô-lo ao ridículo que merece mas como é Bruno de Carvalho já passou a ser um sucesso. É mais que isso. É UM MILAGRE.

      Este comunicado de BdC está ao nível dos de Sócrates. Quando ele nos explicava as finanças do seu próprio governo estava sempre tudo muito bom, mesma na véspera de solicitar a intervenção do FMI.

      Eliminar
    7. Portanto considera os Sportinguistas burros por não perceberem que a banca terá uma antecipação do capital investido, tal como indicam as regras do acordo financeiro estabelecido.
      A mim parece-me que a banca estará com maior suspeita sobre os activos de quem preside a Provalor. Ou acha que a última injecção de capital no Benfica foi feita por entidades bancárias estrangeiras por mero capricho? Hmm?
      Saudações Leoninas

      Eliminar
  5. Mas... estou confuso. Então o André Ventura anda a dizer À BOCA CHEIA que o SCP está falido quem tem todas as contas hipotecadas!?? Não seria caso de apertar esse gajo DE UMA VEZ POR TODAS, na justiça, por calunia, difamação e dolo sobre a imagem do clube!??

    ResponderEliminar
  6. Pelo tom do artigo parece que o presidente continua a tentar capitalizar ainda mais a boa relação com os 2 bancos maiores bancos privados portugueses (BCP e NB), que vão subscrever a maioria dos futuros EO, num claro contraste com a Gestão da Corrupção e da Bandalheira do Orelhas (segunda maior dívida da Europa, certificada pela UEFA), o qual abandonou por completo a relação com os bancos nacionais, e optou por outras soluções fora do país, soluções essas que continuam no total obscurantismo e desconhecimentos dos próprios associados da agremiação corrupta, aka sport ladrões e bandidos, ao contrário do que acontece com o Sporting CP e o cristalino artigo subscrito pelo seu presidente, o qual me parece ter os dois maiores bancos privados nacionais, depois de tantas confusões e dissensões, completamente "presos" à excelência da sua gestão, até pela forma como diz que a SAD vai pagar “um juro de 6% como forma de compensar os investidores que têm apoiado a sociedade”...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A SAD vai pagar esses 6% porque não consegue pagar menos! Ou será que agora andamos a acreditar em anjinhos?

      Eliminar
  7. Então mas se o investidor dos 18M deixa de ser necessário e se o Presidente disse que o dinheiro já tinha entrado, e não à muito tempo ficou a saber-se que tinha entrado via NB... de que forma entra esse dinheiro nas contas? E para que é que foi preciso?

    ResponderEliminar
  8. Mister, o gilinho anda a dizer isto:
    http://hugogil.pt/escandalo-banca-perdoa-945-milhoes-de-euros-ao-sporting/
    Qual é a resposta e ela não deveria ser dada pelas redes digitais do Sporting poupando o presidente e director de comunicação

    ResponderEliminar
  9. Mas o que é que interessa o que é que os outros dizem. Eu nao percebo nada/zero de contas.
    Mas segundo sei há uma instituicao a quem tem que se prestar contas. (Neste caso a CMVM) Explicar o que foi feito e apresentar provas de que as coisas estao a ser feitas bem, é o minimo que se pede. Se isso ficar provado as galinhas só teem que engolir e pronto.
    Mais que esta grande gestao é mais importante estar atento ao que vai acontecer em Alvalade, porque quer-me parecer que vai dar bosta. Espero que nao mas..
    Sporting Sempre

    ResponderEliminar
  10. mais vale isto que io campeonato. obrigado presidente

    ResponderEliminar
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar