" Mister do Café: O instituto da vergonha

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

O instituto da vergonha


O jornal Ojogo na sua edição online acaba de anunciar um castigo nunca antes visto em Portugal. Segundo o jornal, "Fernando Madureira, líder da claque SuperDragões, de apoio ao FC Porto, foi castigado com uma multa de 2600 euros e a uma sanção acessória de interdição de acesso a recintos desportivos por um período de seis meses, apurou O JOGO". Em causa está o polémico cantigo alusivo à Chapecoense durante o encontro de andebol entre FC Porto e Benfica, realizado na última temporada, no Dragão Caixa.

O cântico alusivo à Chapecoense



Que fique bem claro que este cântico é vergonhoso e os seus responsáveis devem ser severamente punidos, como aliás se prepara para acontecer, segundo o jornal Ojogo. Ser apenas o líder da claque parece-me muito curto, até porque no vídeo haverá mais gente passível de ser identificada. De qualquer forma, parece-me também lógico que a liderança da claque tenha um castigo superior devido à responsabilidade que têm, mas os castigos não podem ficar pela cúpula da claques. 

E os outros?


Este castigo acaba por ser um escândalo quando analisado à luz do que tem sido o comportamento das claques ilegais do Benfica senão vejamos. O cântico da Chapecoense ocorreu a 12 de Abril deste ano.

Três dias depois dos incidentes no Dragão Caixa as claques do Benfica simularam o som do very-light em partida de Futsal frente ao Sporting no Pavilhão da Luz.


Cinco dias depois do cântico dos Super Dragões sobre o avião da Chapecoense, as claques ilegais do Benfica cantaram isto no Pavilhão da Luz:


Quatro dias depois, a 22 de Abril um elemento dos No Name Boys atropelou mortalmente um adepto do Sporting nas imediações do Estádio da Luz.


Na acusação do MP pode ler-se coisas como estas:

-"O ministério público e a juíza de instrução criminal não têm dúvidas: Luís Pina quis atropelar o italiano Marco Ficcini e outros quatro adeptos Sportinguistas apenas por ódio clubistíco
-"Segundo o ministério público, Luís Pina arrastou o corpo de Marco Ficcini por 15 metros, passou por cima e ao sair do carro e verificar que se encontrava um corpo estendido, abandonou o local negando auxilio à vitima."

No dia seguinte ao atropelamento de Marco Ficini, e antes do começo do derby entre o Sporting e o Benfica as claques ilegais do Benfica cantaram isto:


E nem vale a pena recuar mais no comportamento desta gente quando ainda este fim-de-semana voltaram a mostrar os seus créditos em Guimarães e em Braga como já mostrei (aqui)

Estamos a falar de 4 casos que ocorreram em Abril deste ano:

12 Abril - Cântico Chapecoense
15 Abril - Simulação som very-light no Pavilhão da Luz
17 Abril - Cântico Very-light Pavilhão da Luz
22 Abril - Atropelamento mortal de um adepto do Sporting
23 Abril - Cântico Very-light Estádio de Alvalade

Perante todos estes casos o IPDJ só instaurou um processo, o de Fernando Madureira.

O Estado da vergonha


Mais uma vez reitero a minha concordância com o castigo aplicado a Fernando Madureira, mas esta decisão enquadrada à luz do que têm sido os acontecimentos recentes é uma vergonha. O que o IPDJ está a dizer é que quem é ilegal não leva castigo e que está na legalidade será fortemente punido. 

O IPDJ está a proteger aqueles que estão na ilegalidade e no fundo a incentivar as restantes claques a adoptarem o mesmo comportamento. E recordo que estamos perante um instituto tutelado pelo Estado Português.

Perante isto, Fernando Madureira está a ser fortemente incentivado a tornar os Super Dragões uma claque ilegal. De que lhes serve estarem inscritos e identificados no IPDJ se isso só os prejudica? Se os No Name Boys e Diabos Vermelhos insultam, roubam, agridem e matam sem que nada lhes aconteça, por estarem sob o manto da ilegalidade, porque raio é que as outras claques irão cumprir a lei?

Onde está o Estado? Onde está a Liga? Onde está a FPF do senhor do "basta"? Esta gente anda a brincar com os portugueses. Ainda recentemente o Governo reuniu em Conselho de ministros extraordinário para analisar os casos de violência na noite. Quanto toca ao futebol e particularmente a casos relacionados com o Benfica não há coragem para intervir. Até quando os portugueses aceitarão isto?

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

17 comentários:

  1. "O Estado da vergonha", nem mais Mister, esta frase resume toda esta história de um país de DIREITOS e DEVERES enquanto cidadãos ou instituições, a LEI não é abrangida para TODOS! Há gente e instituições que vivem numa impunidade total!!!

    VERGONHA!!!

    ResponderEliminar
  2. Como já escrevi ontem, os incidentes nos jogos fora por parte do GAO (Grupo Organizado de Adeptos) do lado errado da Segunda Circular têm-se acentuado precisamente desde o momento em que o caso dos emails começou a entrar em velocidade de cruzeiro. Agora, isto.
    Isto só pode significar uma coisa: o processo não está a ir como desejariam. Então estão a usar de todas as táticas dignas de organização terrorista, de modo a, de forma indireta, intimidar quem está a levar a investigação a bom porto - leia-se: a ser sério. Daí os constantes episódios de violência nos jogos fora, até usarem os seus esbirros no IPDJ para aplicar esta sanção ao Madureira, não por sentido de Justiça, mas para fazer dele um exemplo. Em qualquer dos casos, não é assim tão diferente da ETA ou do IRA a porem bombas em sítios aleatórios até que um dos seus "companheiros de luta" seja libertado da prisão.
    Uma vez mais, fica aí a dica para pensarem.

    ResponderEliminar
  3. Grande Post Mister. Continua a desmarcarar estes Hipocritas.

    ResponderEliminar
  4. morte de 2 adeptos: bola
    apoio a claques com material perigoso em estádios e mais outras coisas: bola
    lançamento de petardos: bola
    agressões a árbitros: bola

    ResponderEliminar
  5. Impunidade. Sempre foi assim, mesmo quando não ganhavam nada.

    ResponderEliminar
  6. Caro Mister, há algo que eu não consigo compreender: o IPDJ não é um organismo estatal que está subordinado ao poder executivo e escrutinado pelo poder legislativo? Então de que estão à espera os deputados da nação, muitos deles sportinguistas? Há mecanismos legais que permitem a instauração de um inquérito parlamentar e, após uma investigação dos factos, determinar a exoneração imediata da direcção do IPDJ e o apuramento de ilícitos regulamentares e criminais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais! A questão é: de que estao à espera os deputados adeptos do Sporting?
      Mais: Fernando Gomes deveria ser obrigado a "sentar o cu no mocho" e responder acerca das acções objectivas da FPF sobre os grupos de adeptos organizados que vêm semeando o caos e o terror semana a semana;
      mais ainda, em pleno Parlamento, o Governo deveria ser interpelado sobre o mesmo assunto, e ainda, sobre os critérios usados pelo IPDJ no que se refere a adeptos organizados em claques e os (des)organizados em grupos.

      Eu sei como vou reagir, mas tenho que esperar por 2019 - quem compactua com estas vergonhas, ou está metido nelas ou em outras similares (e falo da sociedade em geral, não do futebol)

      Eliminar
    2. olha lá meu, esses (os deputados) são bons é para andar a mamar mais uns trocos nos programas da CMTV e da SportingTv.

      Eliminar
  7. Fico tudo dito. No entanto acho a musica da Chapoense gira e original. Já a porcaria que os rabolhos escrevem é lamentável...nem rima nem nada.

    Esperemos que o IPDJ comece a agir com os rabolhos, porque com ou sem claques ilegais, os actos estáo documentados, logo não podem ser varridos para debaixo do manto vermelho.

    ResponderEliminar
  8. Mister, e para cumulo ... o IPDJ depois de ignorar todos esses casos gravissimos conseguiram o mes passado acusar o Sporting de apoiar uma das claques do benfica, por estes terem conseguido entrar com uma tarja para um jogo.
    Fica bem claro que o IPDJ está apenas ao serviço dos vermelhos ...

    ResponderEliminar
  9. Este assunto devia ser resolvido tipo a adepto organizado do benfica ....e assim talvez abrissem os olhos ... ou fechassem ....

    ResponderEliminar
  10. Mister, grande post. Inacreditável discrepância de critérios. Só mostra que o polvo vermelho continua em pleno e que só uma mobilização publica e em massa poderá mudar este rumo!

    ResponderEliminar
  11. Mister já leu isto:https://www.sabado.pt/portugal/amp/juiz-do-tribunal-arbitral-do-desporto-apanhado-a-pedir-bilhetes-ao-benfica, fica pq o caso dos vouchers foi arquivado.

    ResponderEliminar
  12. https://www.sabado.pt/portugal/amp/juiz-do-tribunal-arbitral-do-desporto-apanhado-a-pedir-bilhetes-ao-benfica; esta explicado pq arquivaram o caso dos vouchers

    ResponderEliminar
  13. Ate eu passei a desejar que o avião da chapecoense fosse do benfica, por um portugal mais limpo.

    Este tipo decisoes ou falta de decisões, isto sim promove o odio, através da injustiça, é o que sinto.

    ResponderEliminar
  14. Mas lá está... o problema é que os "outros" não estão devidamente identificados e é por isso que nem querem estar. Porque assim fazem o que querem e ninguém é responsabilizado. Tanto nós como a claque do porto temos membros identificados e que dão a cara, mesmo que façam porcaria... Triste realidade em que vivemos neste momento! Cada vez mais revoltada com isto tudo... :(

    ResponderEliminar