" Mister do Café: Esfumaçados

domingo, 2 de julho de 2017

Esfumaçados


No passado dia 12 de Junho, Assembleia Geral da Liga de clubes esteve reunida para decidir questões fundamentais do futebol português. O Benfica, como habitualmente, não está preocupado com a alteração de regulamentos (por que será) e tentou transformar esta reunião magna num circo.

O cigarro electrónico


Paulo Gonçalves - o tal senhor dos emails - foi o representante do Benfica nesta reunião e em nome do clube dos vouchers apresentou uma proposta sobre a proibição de fumar cigarros electrónicos na zona técnica que versava assim: "considera-se revelador de indignidade agravada o ato de fumar na zona técnica, incluindo cigarros eletrónicos, e expelir fumo ou quaisquer outras substâncias, tais como saliva, na direção de dirigentes, jogadores ou quaisquer outros agentes desportivos".

Este artigo vergonhoso e provocador teve a aprovação de três fieis escudeiros encarnados. O Vitória de Setúbal, Arouca e o Famalicão. Curiosamente, foi João Tomás que votou em nome do Famalicão. O actual director-desportivo e antigo jogador do Benfica ficou com a responsabilidade de voto numa altura em que o Presidente do clube não se encontrava na sala, o que no mínimo foi conveniente. Votaram contra esta proposta o Sporting e o Porto.

E aqui quero entrar no cerne da questão. Os clubes que votaram a favor ou contra esta proposta assumiram uma posição clara quanto a esta matéria e à imagem que querem para o futebol nacional. A "classe" dos dirigentes de Vit.Setúbal e Arouca é há muito conhecida dos adeptos do futebol nacional e julgo que ninguém terá ficado surpreendido por se unirem ao Benfica. Ficamos também a conhecer os préstimos do Famalicão que por certo terá a manutenção mais facilitada na próxima época.

Os senhores do Nim


Mas, mais importante do que os clubes que votaram contra ou a favor, foi a posição de abstenção tomada por 31 clubes, que não se pronunciaram sobre esta patetice. Repito: 31 Clubes!

Eu pergunto: Porquê? Nestes 31 clubes não há um único elemento afecto a estar na zona técnica que fume cigarro electrónico? Ninguém se insurgiu pela forma como o artigo foi escrito? É esta a imagem que estes clubes querem passar do futebol português? Ficam aqui algumas perguntas para reflectirmos todos sobre o porquê de tantos "nim´s".

A decisão da FPF



No passado dia 29, a FPF reuniu em AG para ratificar as alterações ao regulamento de arbitragem e disciplinar definidos na AG da Liga. No que diz respeito ao regulamento de arbitragem, o documento foi ratificado por unanimidade dos 60 delegados presentes, enquanto o regulamento Disciplinar foi aprovado por unanimidade, mas apenas depois de ser retirado o vergonhoso artigo do cigarro electrónico.  A expurgação do artigo foi votada por 35 votos contra, 11 abstenções e 14 votos a favor da ratificação da norma.

Agradecimentos de Bruno de Carvalho


Após a expurgação deste norma vergonhosa, Bruno de Carvalho fez alguns agradecimentos.


Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

2 comentários:

  1. E mesmo na AG da FPF houve 11 nim's e 14 contra. Não há mesmo vergonha nenhuma...

    ResponderEliminar
  2. que enfiem a proposta de lei dos cigarros no orifício traseiro, mas com vaselina ou com pinhos que ainda é melhor

    ResponderEliminar