" Mister do Café: A tese do "pôs-se a jeito"

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

A tese do "pôs-se a jeito"


Nos últimos tempos tenho reparado que o bitaite do "pôs-se a jeito" serve para justificar praticamente tudo. É uma espécie de canivete suíço que desenrasca qualquer situação complicada. Vejamos a análise de Alexandre Pais, antigo director do jornal Record e do jornalista José Ribeiro.

As medalhas da semana



Um olho à belenenses...


Ora bem, vamos lá analisar as justificações de Alexandre Pais

João Capela 

Fez uma "arbitragem em Chaves onde não marca pelo menos duas grandes penalidades" e é um "árbitro internacional desde 2011, mas é um árbitro com pouca coragem na hora de tomar as grandes decisões"

Foi esta a análise de Alexandre Pais à arbitragem de João Capela. Curta mas muito dura. Acusar um árbitro internacional de falta de coragem não é algo muito comum, vindo de um analista dito "imparcial".

Lindelof


No caso de Lindelof, Alexandre Pais divide o seu comentário em 3 partes distintas. 

Obviamente, se estamos num programa para analisar os piores da semana é preciso fazer alguma critica. "Foi um dos piores em campo na Turquia, fez um penálti e falha no lance do 3ºgolo". Foram estas as críticas ao jogador. 

Passamos agora à fase do elogio:
- "Tem sido um dos melhores jogadores do Benfica" 
- "Estava no pico da sua forma" 
- "Foi nomeado para melhor jogador da Suécia" 
- "Elogiado pelo Ibrahimovic" 

E finalmente a parte da desculpabilização com argumentos brilhantes:
- "Acontece a todos"
- "Se o Mitroglou tem marcado aquele golo aos 53 minutos, fazia o 4-0 e o Lidelof não era réu neste momento".
- "É assim o futebol"


"And the winner is"


"A nossa escolha vai para o João Pereira que tem um falhanço um bocado inacreditável no jogo contra o Real Madrid"

"Trata-se de um jogador com 32 anos que tinha até 2014 uma carreira ascendente. Ele falha, comete um penálti no Mundial de 2014 que penso que o marca bastante do ponto de vista psicológico, perde a confiança, perde o seu lugar no Valência, perde o seu lugar na selecção, depois é emprestado pelo Valência ao Hannover porque o Nuno Espírito Santo não contava com ele e é finalmente recuperado pelo Jorge Jesus e não só recuperado, como volta à sua grande condição, porque deixa o Schelotto no banco"

"Para um jogador que já tem mais de 400 jogos como profissional é um bocado incrível que ele se tenha metido numa confusão daquelas"

"Não fez nada que justificasse a sua expulsão, mas entrou na confusão quando sabe que é um jogador marcado, já tem muitos casos anteriores" 

"Foi um bocado ingénuo o que nesta fase da carreira não se compreende"

Vejamos se eu consigo compreender. Alexandre Pais diz que João Pereira "não fez nada que justificasse a sua expulsão" mas mesmo assim merece o prémio de "medalha de lata", isto porque foi um bocado ingénuo. Aqui está a tal tese do "pôs-se a jeito" a funcionar. 

Mas vejamos todos os argumentos usados para denegrir ainda mais o jogador. 

João Pereira o responsável pelo descalabro do Brasil


O "careca" traz à conversa um jogo do Mundial de 2014. Como se isso fosse relevante para o considerar o "pior da semana". Mas vamos ao facto em concreto. Confesso que não me recordava do lance do tal penálti no Mundial. Fui ao "arquivo" e lá percebi que o jornaleiro estava a falar do jogo inaugural de Portugal no campeonato do Mundo em que fomos goleados pela Alemanha por 4-0. 

Fazer de João Pereira o bode expiatório dessa derrota é do mais nojento que já vi fazerem a um jogador, quando se nos recordarmos bem o lance mais importante da partida foi a expulsão de Pepe. Curioso que nesse caso, o luso-brasileiro também se enquadra na tese do "pôs-se a jeito". Mas isso agora não interessa para nada.

João Pereira e o Valência


Para além do Mundial, Alexandre Pais trouxe para o programa o "problema" que João Pereira teve no Valência. Vamos recorrer ao jornal do nosso "amigo" para perceber o que foi dito sobre este assunto.



De acordo com as fontes do Record, este "caso estranho tem uma explicação". E a explicação aqui indicada é muito simples: "Jorge Mendes deixou de atender o telefone" ao João Pereira e este mudou de empresário. Ora, como toda a gente sabe, Nuno Espírito Santo também é agenciado por Jorge Mendes (cliquem aqui para conhecerem pormenores interessantes sobre este duo amoroso). 

Quem também é agenciado por Jorge Mendes é João Cancelo, que curiosamente joga na mesma posição de João Pereira. Estamos a falar de um jogador que foi emprestado pelo Benfica ao Valência nessa época, e que tinha uma cláusula de compra de 15 Milhões de Euros. Obviamente o Benfica e Jorge Mendes tinham todo o interesse em que a compra fosse efectivada. É que segundo Luís Filipe Vieira, Jorge Mendes cobra 10% ao clube da Luz. São sempre 1,5 Milhões de euros que entram na conta do Mendes. Dá sempre jeito...

João Pereira foi colocado a treinar à parte, mas os adeptos nunca se esqueceram do jogador o que demonstra bem a forma injusta como o jogador foi afastado da equipa. Coisa que Nuno Espírito Santo também está a fazer neste momento no Porto. 


A tese do "pôs-se a jeito"


Vejamos agora a análise aos casos de arbitragem do Sporting vs Real Madrid, pelo jornalista José Ribeiro.


Como título "João Pereira pôs-se a jeito". Já em baixo existe "teatro de Kovacic" e foi "mal ajuizado". É preciso acrescentar mais alguma coisa!?

Resumindo


Capela decide um jogo que deveria ser decidido pelos jogadores, mas está tudo bem. Lindelof comprometeu no jogo na Turquia onde "ofereceu" dois golos ao adversário, mas também está tudo bem e até deu para ocupar mais tempo com elogios do que com críticas. O pobre do João Pereira não faz absolutamente nada para ser expulso, mas "pôs-se a jeito" e recebeu a medalha de lata da semana e ainda foram buscar episódios com mais de 2 anos para denegrir o jogador, que como o próprio jornal Record noticiou, não tem culpa absolutamente nenhuma. 

Esta argumentação do "pôs-se a jeito" faz-me lembrar aqueles que abrem a janela de casa para entrar ar fresco e depois são assaltados. No fundo, também se "puseram a jeito". Não tinham nada que abrir as janelas!!! 

No fundo, no fundo, ainda vamos acabar todos por dar razão ao taxista Máximo. As meninas de mini-saia são violadas porque se "põem a jeito".


Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já.

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

9 comentários:

  1. Acerca disso já escrevi no meu espaço que se estivermos a dizer que o árbitro realmente alegou uma agressão para expulsar o João Pereira, então é porque o mesmo dá amarelo ao Kovacic por ter sido agredido!

    ou, se a acusação é de se "ter posto a jeito", então nesse caso o amarelo ao jogador do real é por se "ter sido posto a jeito a"?

    De qualquer modo, vi atentamente a exibição do JP contra o boavista e não percebo como não foi expulso! em praticamente TODOS os momentos em que eu olhei para ele, ele realmente não estava a agredir ninguém, mas poderia ter dado a entender que teria tido intenção de o fazer. Safou-se de boa!

    ResponderEliminar
  2. O "pôs-se a jeito" é uma narrativa escolhida para apelar à neo-exigência dos sportinguistas que querem sempre que o Sporting jogue sempre 2x mais que os outros

    ResponderEliminar
  3. Dois bardamerdas, como muitos outros na Descomunicção Sucial (não é engano, é mesmo de súcia), e chupadores da p*ch* do Orelhas.

    ResponderEliminar
  4. Eles sabem bem que é da Manjedoura Mendes que lhes sai o ordenado.

    Estado Mendiânico e Estado Lampiânico: a mesma luta!

    E quem se lixou com um grande EFE foi o Papa Bufas.

    ResponderEliminar
  5. Tenho ouvido esta teoria algumas vezes na última semana:

    "mas entrou na confusão quando sabe que é um jogador marcado" - mas alguém, no seu perfeito juízo, acredita que o árbitro conhece a "fama" do João Pereira? Será que costumava ver os jogos do campeonato português, especialmente do benfica, para conhecer tão bem o João Pereira? Não estamos a falar de um Pepe, de um Matterazzi ou de um Chiellini! Mas qual "marcado"?!

    Por outro lado, se o árbitro conhece tão bem e acompanha a carreira do João Pereira, também deve ter reparado que o lateral-direito mudou de atitude nos últimos anos.

    ResponderEliminar
  6. Boa noite, caro Mister.
    Excelente explanação! Apetece-me dizer que pagava para que os visados a desmontassem. Não creio!
    SL

    ResponderEliminar
  7. Depois disto tudo, fiquei com curiosidade em saber, em Portugal, quais são os jogadores agenciados desse tal Jorge Mendes.
    É possível saber? Talvez assim se perceba melhor o que se joga fora do campo.
    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei até que ponto está correcto, mas dá para ter uma ideia.

      http://www.zerozero.pt/agent_players.php?id=72

      Eliminar