quarta-feira, 30 de março de 2016

Agora é que elas Doyen, Nélinho! - O cerco está a apertar



O castelo na areia de Nélio Lucas está a desmoronar-se. Depois de na semana passada, o Tribunal de recurso de Bruxelas ter rejeitado os recursos apresentados pela Doyen, Liga Espanhola e pelo modesto Seraing United, relativos à proibição pela FIFA da detenção de um passe de jogador por terceiros no futebol (link com o artigo - cliquem),  eis que surge mais uma punição.

Desta vez, a FIFA decidiu através do seu Comité Disciplinar impor sanções a quatro clubes por violações relacionadas com a influência ou propriedade de terceiros nos direitos económicos de futebolistas (TPO). Os espanhóis do Sevilla, os holandeses do Twente, os brasileiros do Santos e os belgas do St.Truiden


A base da decisão e os castigos aplicados



Neste artigo de Joel Neto no Jornal OJOGO a situação está bem descrita. Destaco a seguinte passagem: "clubes terem sido responsáveis pela celebração de contratos que permitiram a um terceiro influenciar a independência do clube no mercado de trabalho e matérias relacionadas com transferências".


A influência da Doyen nestes clubes


TWENTE





O clube holandês é provavelmente o caso mais sintomático da destruição causada pela Doyen. Já tinha sido castigado com uma suspensão de participar nas competições internacionais durante as próximas 3 épocas.(link artigo)

SANTOS


(link da notícia no site da Globosport)
(link da notícia no site da Foxsports)

Estas notícias são de hoje e confirmam a influencia da Doyen no clube brasileiro. Leando Damião, Gabriel e Lucas Lima (associado ao Porto) são alguns dos activos made in "Doyen".

SEVILLA

 


Para além do negócio Kondogbia, a Doyen também patrocinou o negócio de Baba 


A cobertura noticiosa em Portugal



Como vem sendo hábito, os pasquins lampiânicos continuam a branquear as derrotas da Doyen, semana após semana. Vejam o tamanho das notícias no Record e em Abola. A notícia teve algum destaque no jornal Ojogo mas numa coluna de opinião, o que não deixa de ser sintomático. Fica a vénia ao jornalista Joel Neto.

Mais uma vez se prova que a posição do Sporting nesta questão se justifica por completo. O castelo de areia do Nélinho está quase a cair. É só esperar que a maré suba... e ela está a subir!

Se calhar é melhor estes "senhores" começarem a arregaçar as calças...

"Godinho Lopes (ex-presidente do Sporting), Pedro Sousa (antigo funcionário do Sporting), Nobre Guedes (ex-dirigente do Sporting), Pinto da Costa (presidente do FC Porto), Paulo Gonçalves (assessor jurídico do Benfica) - que vai em representação de Luís Filipe Vieira -, Adriano Galliani (administrador-delegado do AC Milan) e Florentino Pérez (presidente do Real Madrid) fazem parte da lista de testemunhas da Doyen no processo contra o Sporting." (link da notícia)


Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já.

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

19 comentários:

  1. Quantos jogadores têm os passes partilhados, até pela Doyen, no Benfica, no Porto, no Rio Ave, no Braga, etc? E cá ninguém vem ver isto?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente, BdC teve a atitude que teve com a Doyen e agora nenhum fundo quer fazer negócios com o Sporting e se o fizerem irão precaver-se logo à partida.



      Eliminar
    2. Caro MdC


      Estás equivocado, os fundos não acabaram, apenas foi "proibida" de deter percentagens de passes de jogadores (embora ainda haja casos em que detenha fruto de acordos anteriores à nova legislação).

      Como não podem deter percentagens de passe de jogadores contornam a situação tornando-se financiadores dos clubes/sads.

      É uma situação perfeitamente normal, os clubes/sads não infringem a lei (tirando algumas excepções que podem ser punidas), apenas contornam a legislação.

      Eliminar
  2. Os fundos Sao uma mafia, bdc teve bem em lutar contra eles

    ResponderEliminar
  3. os fundos foram ao fundo, e agora o saloio Nelinho anda á nora...depois destes últimos casos era escandaloso até mesmo a nível mundial o tribunal que está a julgar o recurso apresentado pelo Sporting não nos dar razão.

    Pois é Nelinho, agora é que elas Doyen...seu filho de uma vaca malhada!

    ResponderEliminar
  4. Míster, sendo um anti-social assumido e uma pessoa que sofre de insónias, ir a um café e beber café estava fora de questão! Não tenho nada contra quem goste, mas para mim não dá.
    Até que, dei por mim a vir ao seu espaço desde que abriu e sinto-me aqui bem. Então não é que venho aqui tomar café de manhã, à tarde e à noite e durmo melhor!
    Continue com essa pujança que me faz lembrar o Fernando Fernandes nos seus tempos áureos! Eles nem sabem bem de onde elas vêm!
    O nélio, infelizmente, é um testa de ferro... o problema do mal e do crime é que essa gente arranja sempre solução para continuar, seja de uma maneira ou de outra. São como as porcas, os reguladores quando fecham uma teta eles mamam noutra. A bola movimenta dinheiro a mais, infelizmente.
    Por isso o caminho é ser um vigilante como o Míster faz e muito bem, toca a denunciar esses cancros todos! A malta (não sei se o nélio tem sentido de humor para este trocadilho com a sede da companhia) agradece!
    Tenho orgulho em ser do Sporting e saber que há, entre nós, gente com tanta qualidade!
    SL
    Basco "O Leão"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agora os fundos são mediadores de renovações e vendas, têm departamentos de Scouting, emprestam dinheiro. É só ver o wu o Futebol Clube da Fruta anda a fazer.

      Eliminar
  5. Mais um excelente post. O superleão é um nick que engana pois o homem não é leão, mas sim andrade. LS. SL

    ResponderEliminar
  6. Mais devagar, amigos. O Tribunal de Recursode Bruxelas (equivalente à nossa Relação não se pronunciou sobre o mérito, declarou-se incompetente e remeteu para o tribunal de comércio...e ainda sugeriu que o Tribunal de justiça da UE fosse consultado. Logo, entende que há uma questão de direito comunitário que deve ser avaliada. Portanto, está tudo em aberto.

    E as decisões da FIFA mencionadas não têm qualquer influencia no nosso contencioso com a Doyen...

    Nada de embandeirar em arco.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente.

      A única vitória da Doyen foi no TAS frente ao Sporting. Tudo o resto são derrotas humilhantes. Nélio Lucas esteve recentemente no parlamento Europeu em defesa das TPO e foi ridicularizado.

      Não sabemos o que vai acontecer, mas o que é certo é que o Mundo está cada vez mais atento a este caso e nem o branqueamento da CS em Portugal e Espanha (Liga espanhola também está ao lado da Doyen), vai conseguir travar a extinção dos fundos no futebol.

      Todas estas notícias dão mais força ao recurso do Sporting e são bem demonstrativas que a administração do Sporting tomou o passo certo ao "riscar" a Doyen.

      Vamos aguardar com serenidade na certeza que a razão está do nosso lado.

      Eliminar
    2. Tolinho das Arábias31 de março de 2016 às 11:53

      Mau! Mau! Mas então ao ler o post ficamos com a impressão que a Doyen está nas últimas. No entanto, depois dos comentários, a certeza transforma-se em "wishful thiking", mais uma "certeza que razão está do nosso lado". Razão? E quem a dá?

      Eliminar
    3. A Doyen "está nas últimas"! Não há volta a dar! Os fundos vão acabar e o Nélinho vai ter que voltar ao mundo da moda...

      https://www.youtube.com/watch?v=m5XilynlmvU

      Mais esclarecimentos na resposta que dei em baixo.

      Eliminar
  7. Que a luta contra os fundos é uma muito digna bandeira que o nosso clube assumiu, não há dúvida. Mas nada nestas notícias dá mais,força ao nosso recurso, infelizmente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está enganado. Todas estas derrotas da Doyen dão ainda mais força ao Sporting no seu recurso. No caso apresentado neste post, estamos a falar em ilegalidades como: "clubes terem sido responsáveis pela celebração de contratos que permitiram a um terceiro influenciar a independência do clube no mercado de trabalho e matérias relacionadas com transferências". citado do comunicado da FIFA

      E foi exactamente isto que aconteceu no caso entre o Sporting e a Doyen. Houve uma clara ingerência da empresa em assuntos que só diziam respeito ao Sporting.

      A pressão está toda do lado da Doyen. Com excepção dos "amigos" do Nélio, todas as instituições estão contra a Doyen. Todo o mundo já percebeu como estes negócios são feitos e como destroem os clubes em beneficio de meia dúzia de investidores, cujas identidades são desconhecidas. Tudo feito através de offshores em Malta e arredores...

      Que fique claro o seguinte:

      1)Este caso a somar a outros, prova mais uma vez que o Sporting tem a razão do seu lado.
      2)O facto de a sociedade internacional ter percebido o mal que estes negócios fazem ao futebol, coloca uma pressão adicional sobre os decisores jurídicos, que ninguém tenha dúvidas disso. E quantas mais derrotas a Doyen tiver melhor é para o Sporting e mais pressão coloca.

      3)Nada é garantido num processo como este. Como tem sido dito pelo presidente do Sporting, há muitos inocentes condenados e muitos culpados ilibados.

      Fica um pequeno excerto muito interessante sobre o assunto:

      It would take quite the imagination to find those in the ruling, and it's not as if CEO Nelio Lucas came off well (according to reports) while attending a conference TPOs at the Sport Intergroup of the European Parliament, held on January 28th.

      There is also a written common declaration dated back to the 11th on November 2015 and signed by some MEPs - including the Italian Antonio Tajani - which unequivocally condemn TPO’s models.

      The only verdict in favor of Doyen Sports Investments was made by the Court of Arbitration for Sport this past December. The court ruled in favor of Doyen, against Sporting Clube de Portugal which had sued the Investment fund for allegedly forcing them to sell Marcos Rojo to Manchester United.

      The Court of Arbitration for Sport’s sentence says a lot about the logic of their decision-making. They are an institution which only base their verdicts on contract violations, but they don’t care about the circumstances under which a certain contract was signed. The economy of world football has been changing a lot recently and I believe a more adequate institution should take care of these kind of decisions.

      http://www.calciomercato.com/en/news/tpo-doyen-sports-investments-take-another-blow-in-court-580298

      Eliminar
    2. Tolinho das Arábias31 de março de 2016 às 19:42

      É aborrecido e uma injustiça muito grande saber que temos razão, mas os tribunais condenam-nos a pagar os calotes que deixámos. É um mundo cão!

      Eliminar
  8. Mister, espero bem estar enganado, mas infelizmente creio que as questões aqui mencionadas nada acrescentam quanto à razão do Sporting. Podem criar um clima desfavorável à empresa, que sabemos ser useira e vezeira em certas práticas. Mas o mérito do caso continuará a ser avaliado em funcaomdos dados do caso...veremos se temos elementos suficientes para comprovar a tal inadmissível ingerência. Esclareço que não partilho da simplista apreciação do Tolinho das Arábias. Não será apenas uma questão de calotes...

    ResponderEliminar