" Mister do Café: A lesão da honra e da reputação

quinta-feira, 30 de março de 2017

A lesão da honra e da reputação


O castigo aplicado a Bruno de Carvalho e Octávio Machado foi publicado na passada terça-feira (28). O Presidente leonino foi castigado por três infracções de "lesão da honra e da reputação" ficando suspenso por 113 dias. 

O timing da "coisa"


O Benfica lançou o ataque à Federação Portuguesa de Futebol e Liga na noite de 20 de Março, através de um comunicado publicado no seu site oficial por volta das 20 horas. Ou seja, uma hora antes da Gala "Quinas de Ouro", organizada pela FPF, e que o Benfica decidiu boicotar anunciando-o quando os convidados já se encontravam no local.

Ora, a Gala realizou-se numa segunda-feira. Curiosamente, a reunião do Conselho de Disciplina da FPF é sempre realizada às terças-feiras. Timing absolutamente perfeito para condicionar a reunião de José Manuel Meirim e seus pares. 

O Sporting insurgiu-se de imediato contra o comunicado, anunciando a intenção de fazer uma participação disciplinar sobre o teor do comunicado encarnado. Só que, na tal reunião de terça-feira os senhores do Conselho de Disciplina resolveram instaurar o processo por iniciativa própria. Nessa reunião, nada de muito relevante ficou decidido. A expectativa estava toda virada para a reunião da semana seguinte, ou seja, a que foi realizada na passada terça-feira. 


No dia 21 de Março "Benfica ataca FPF e Liga". Uma semana depois, "Benfica castiga Bruno". Dissociar o ataque brutal do Benfica às instituições jurídicas desportivas, do castigo atribuído na reunião seguinte aos representantes do Sporting é impossível. 

Só há uma forma de analisar esta situação. O Benfica quis demonstrar força nas vésperas do jogo mais importante da época, e conseguiu fazê-lo através dos senhores do Conselho de Disciplina que cederam à pressão exercida. O efeito da coação exercida através do comunicado está à vista de todos. 

O jornalista André Pipa da Abola explica isto na perfeição:


"O que é que ele disse?"


Ora bem. O acórdão não foi disponibilizado pelo Conselho de Disciplina da FPF. Desta forma, não pode ser escrutinado pelos adeptos. Mesmo assim, o jornal Record arranjou maneira de chegar ao acórdão e noticiou as frases que levaram ao castigo de Bruno de Carvalho.


Vejamos agora a gravidade das declarações de Bruno de Carvalho.



1ª lesão da honra e da reputação

 A 15 de Janeiro de 2016, após o final do Sporting-Tondela, visando Vítor Pereira, então presidente do Conselho de Arbitragem: "Os jogos não se jogam dentro das quatro linhas"; "Gosto pouco de estar a brincar ao futebol. O Senhor Vítor Pereira já ultrapassou todos os limites do rídiculo".

2ª lesão da honra e da reputação

Também a 15 de Janeiro de 2016, através da sua página de Facebook:

"Inacreditável... A pressão aos árbitros já mete nojo! Querem provocar o pânico aos árbitros nos jogos que arbitram do Sporting e ainda passar a mensagem que os jogadores do Sporting têm de estar a ser sempre punidos. Vítor Pereira já não perdeu só o bom senso a nomear, já perdeu toda a noção do ridículo!".

3ª lesão da honra e da reputação

- A 23 de Janeiro de 2016, num artigo de opinião no jornal "A Bola"

"Tem sido evidente, não posso deixar de salientar, a falta de critério e bom senso em muitas nomeações este ano, nunca sendo de atribuir a culpa aos árbitros porque estes apenas são nomeados. Tem sido claro que após conflitos públicos existentes entre a instituição Sporting e alguns árbitros, no que diz respeito à sua atuação menos positiva, os mesmos têm sido constantemente escolhidos para arbitrar jogos do Sporting numa perfeita afronta ao clube e num total desrespeito com a própria defesa do respetivo árbitro";

"Significa apenas o total desnorte e falta de bom senso daquele que devia decidir em prol do futebol e da classe dos árbitros: Vítor Pereira"; 

"São exemplos e factos concretos de que o futebol continua a ser jogado fora da quatro linhas, de que a forma como é feito já nem sequer é velada". 


Sinceramente, estas afirmações são motivo para que Bruno de Carvalho tenha a maior punição de um Presidente em Portugal, desde o Apito Dourado?

Lesão da honra e da reputação!? Como é possível lesar algo que eles não têm? 

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

11 comentários:

  1. Só não vê quem não quer ver!!! Ontem mais uma vez o Presidente disse tudo, o lápis de cor vermelha está com o gás todo!!!
    Uma vergonha o que se passa no futebol português!!! Só tenho a esperança que o video-árbitro chegue mais depressa do que esperam e ai as coisas vão mudar, pode ser um bocadinho apenas, mas vão mudar, o processo de "reestruturação" do futebol mundial já está em andamento e não será nenhum lápis de cor vermelha que o vai conseguir parar!!!

    ResponderEliminar
  2. Só posso acreditar que a "Lesão de honra e reputação" sejam o motivo de castigo por serem parcas. Provavelmente, se Bruno de Carvalho afirmasse tudo o que lhe ia na alma e que certamente refletem o pensamento partilhado por um grande número de sportinguistas, não seria castigado, mais, porque quem diz a verdade nunca deve ser castigado.

    S.L.

    ResponderEliminar
  3. Lesão da honra?!

    "....«Podem ter a certeza que lhe disse o que nem o pior inimigo lhe diria […] Só não lhe dei um chuto no rabo porque, olhando para a figura dele, tive medo que ele gostasse», relatou Bruno de Carvalho."

    ResponderEliminar
  4. Este espaço anda a perder o gás...
    Posts com 2 0u 3 comentários, raramente mais de 10...

    Sobre este post:

    "O Senhor Vítor Pereira já ultrapassou todos os limites do rídiculo".

    "Vítor Pereira já não perdeu só o bom senso a nomear, já perdeu toda a noção do ridículo!"

    "Significa apenas o total desnorte e falta de bom senso daquele que devia decidir em prol do futebol e da classe dos árbitros: Vítor Pereira";

    "São exemplos e factos concretos de que o futebol continua a ser jogado fora da quatro linhas, de que a forma como é feito já nem sequer é velada".

    Realmente quem fala assim não merece castigo...
    LOL!!!

    ResponderEliminar
  5. O que vale é que provavelmente vai ser anulado, como o anterior castigo ao BdC, ao Nuno Saraiva e ao Frederico Varandas.
    Se eu fosse presidente do CD da Liga e visse sucessivamente as minhas decisões a ser anuladas tinha vergonha e demitia-me.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ter vergonha e demitir-se?... E depois, quem lhe paga os almoços?

      Eliminar
    2. Eu disse se fosse eu...
      Eu tenho brio profissional.

      Eliminar
  6. Bardamerda para alguns comentaristas que aqui param de vez em quando.

    A única solução para isto vai ser a falência do carnide. Sem dinheiro, acabou-se a mama.

    SL

    ResponderEliminar
  7. Ouvi agora na TV e achei curioso, no mínimo. O dr Bruno de Carvalho teve um castigo de 113 dias, nenhum comentador soube explicar o por quê de serem 113 e não 108, ou 122, ou 116 dias. Por um acaso do Universo, por uma conjugação cósmica, por um fenómeno extraterrestre ou por simples simples simples coincidência, o que é facto é que 113, são os anos que o clube que apresentou queixou, tem de existência, segundo alguns. Há coisas explicáveis (e eu gostaria de ouvir uma explicação, certamente, lógica, Há coisa inexplicáveis, há coincidências e há milagres. Eu acredito em milagres.

    ResponderEliminar
  8. O direito à liberdade de expressão e à critica estão juridicamente tutelados e até ver no Estado Português, que por ora quero crer que ainda se sobrepõe ao Estado Lampiolho, constitucionalmente garantido! Bardamerda para o castigo!

    ResponderEliminar