" Mister do Café: Taça da Liga sem observadores de arbitragem

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Taça da Liga sem observadores de arbitragem


A final four da Taça da Liga, disputada no Algarve na passada semana, e ganha pelo Moreirense, não contou com observadores de arbitragem, segundo noticia hoje o jornal Correio da Manhã. Vejamos:

Final 4 da Taça da Liga sem observadores


Link da notícia (aqui)

Tiago Martins Show



O facto de existirem observadores nunca inibiu estes senhores de prestações "magníficas". Mas, de facto, sem observador fica tudo mais fácil. No fundo é como se de uma "carta branca" se tratasse. Ou será uma carta vermelha? 

Jogos fantasma


Segundo consegui apurar, os jogos relativos a finais de competições não têm observadores. Isto acontece em eventos de grande importância como as finais do Campeonato da Europa, Campeonato do Mundo, Champions League, etc. São jogos onde as participações dos árbitros são consideras como um prémio pelo desempenho ao longo da época. 

Dai que seja ainda mais interessante verificar a nomeação de Marco Ferreira para a Final da Taça de Portugal de 2014/2015, sendo dias depois despromovido à segunda categoria. Mais uma daquelas "curiosidades" do futebol nacional. 

Quanto a Tiago Martins, árbitro do Moreirense-Benfica estará este fim-de-semana novamente em acção no Paços de Ferreira-V.Guimarães, como se nada tivesse acontecido.

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

4 comentários:

  1. "Quanto a Tiago Martins, árbitro do Moreirense-Benfica estará este fim-de-semana novamente em acção no Paços de Ferreira-V.Guimarães, como se nada tivesse acontecido.": é o prémuio pela validação de dois golos irregulares do Moreirense!

    ResponderEliminar
  2. (Esquecendo o execrável critério disciplinar), Mestre, terá sido coincidência não assistirmos àqueles erros técnicos que viram um resultado ao contrário e a falta de notações pontuais dos observadores?
    Ou de outro modo: terá sido por falta da pressão dos observadores que as galinhas levaram na pá?

    Não é por nada, mas.. aconteceu, até inesperadamente e de forma tão clara que só o Daesh lampiónico(1) contestou.
    Pois é, coincidência ou não, o Sporting, por intermédio do seu Presidente, considera que os observadores são para eliminar...

    (1) DL -Daesh Lampiónico, epíteto feliz e bem sugestivo, ~proposto num comentário de Master, no blog Leoninamente:

    http://leoninamente.blogspot.pt/2017/02/mais-valia-ter-feito-uma-rosca.html#comment-form

    Parece-me mais objectivo que o EL (estado lampiânico - ou lampiónico), que lhe parece?

    ResponderEliminar
  3. "Esta situação poderá ter criado alguma displicêcia nas equipas de arbitragem, que sabiam queo seu desempenho durante as partidas não seria alvo de avaliação."

    criou pois! faltaram 2 jogadores do Merdica irem para a rua.

    Fora isso faltou cada vez que os jogadores do Moreirense tocarem na bola ser falta!.. coisa que levou ao desespero do Rui Sonso, tão habituado está que isso aconteça, que já não sabe ver a coisa de outro modo.

    Porque é que NÃO ACABAM com esta PORCARIA!!... SÓ EM PORTUGAL!

    Observadores sim... mas cada um de cada um dos clubes envolvidos (como delegados ao jogo -> façam-se cursos!)

    Arbitragem TOTALMENTE autonoma e totalmente PROFISSIONAL para futebol profissional... não faz sentido nenhum o Zé da Apitadela vir aos fins de semana encher estádios inteiros com o fedor das suas actuações, e à segunda voltar a ser carteiro ou funcionário qualquer... como todas as equipas fazem á segunda vê-se os erros cometidos e treina-se para que não voltem a acontecer... e ninguém ganha 500 €, enquanto os mais conceituados e antigos ganham 5000 €, pelo menos 1500 a 2000 € devia ser o minimo...

    E assim ERA UMA VEZ a corrupção atroz na arbitragem... clubes tinham uma palavra a dizer pela classificação, pela observação com critérios OBJECTIVOS (façam-se cursos!) (fora isso ZERO, clubes não tinham qualquer outra influência, a APAF e os arbitros organizavam-se e elegiam quem quisessem), em vez de andar em CORRUPÇÃO a pedir ao CA pelos seus cavalos de troia um arbitro encomendado... para o quais um arbitro agora em cada jogo tinha que agradar a Gregos e a Troianos, que o MELHOR era mesmo não cometer erros, gostasse ou odiasse quem fosse.ponto

    ResponderEliminar