" Mister do Café: Os "Djim" do Dragão

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Os "Djim" do Dragão


Célestin Djim e o irmão Tony Djim chegaram ao FC Porto no verão de 2014 pelas mãos de Luciano D'Onofrio. Tony mantém-se na formação do Porto ao contrário de Célestin que participou em 3 partidas na equipa B antes de ser emprestado ao Freamunde onde fez sete golos na segunda liga durante a época 2014/2015. Vamos perceber o que aconteceu dai para a frente.

Negócios à moda do Porto


A 4 de Julho de 2015 Carlos Eduardo foi anunciado como reforço do Al Hilal.


Cerca de duas semanas depois, a 18 de Julho o Metz de Carlos Freitas - antigo funcionário do Sporting - anunciou a contratação de Célestin Djim, por empréstimo do FC Porto. 


Link do comunicado (aqui)

Como é possível verificar, o site do clube francês informa o empréstimo por uma época do jogador que chegava do Porto.

Mas qual é a relação entre estes dois jogadores?


Carlos Eduardo esteve por empréstimo no Nice em 2014/2015 e o clube francês ficou com direito a uma percentagem da venda do passe do jogador. Segundo o que foi falado na altura, a percentagem andaria na casa do 10%.

Ora, o Porto usou a chamada venda em "pacote". Para além de Carlos Eduardo, Célestin Djim também entrou no negócio. O Porto vendeu 50% do passe de Carlos Eduardo e 100% do passe de Célestin Djim ao Al Hilal por 5,5 Milhões de Euros. Desta forma, o Nice só receberia 10% da avaliação de Carlos Alberto no tal pacote e não os 10% do valor total.

O que diz o Relatório e Contas do Porto



Como podem verificar, o clube não discriminou os valores das vendas. Informa apenas que foram alienados direitos económicos de Celestin Djim e Carlos Eduardo. Informam também que a SAD detém um credito de 5,5 Milhões de Euros do Al Hilal.


Footballeaks mostra o resto


Link da notícia (aqui

Como podem verificar, o Porto vendeu Carlos Eduardo por 2 Milhões de Euros e Celestin Djim por 2,5 Milhões de Euros. Há coisas incríveis não há? Um desconhecido que jogava na segunda Liga vale mais do que Carlos Eduardo.

Isto equivale a dizer que o Nice deixou de receber 550 mil euros para receber apenas 200 mil euros. Com esta jogada o Porto encaixou 350 mil euros a mais do que o que estava acordado.

O Freitas do Metz


Curiosamente, o primeiro jogador dos quadros do Porto a ser associado ao Metz foi Kayembe. Mais um atleta com passado na Standard de Liege, clube onde Luciano D´Onofrio tem fortes ligações. Estou certo que estão recordados de Mangala e Defour. 

Tweet do jornalista desportivo francês, Nicolas Vilas 

Kayembe que custou uma verdadeira "pipa de massa". Ora vejamos:


Cerca de 2,6 Milhões de Euros por um completo desconhecido que chegou ao Porto sem ter feito um único jogo pelo clube belga. Quem ficou com a massa foi a Danubio Finanzierungsleistungen und Marketing GMBH,que abordarei mais em baixo.

A notícia do dia


Link da notícia (aqui)

Curiosamente, no caso Kayembe a Fifa condenou o Porto a pagar 190 mil euros de indemnização ao Standard de Liege. Em relação aos manos Djim, o processo irá agora decorrer no Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) e os belgas pedem 400 mil euros de indmnização devida pela formação dos dois atletas.


O Tony merece uma "Carreira"



Tony, o mano mais novo dos "Djim", também está envolvido em negócios "interessantes". Segundo o Footballeaks os contratos dos manos Djim com o Porto eram iguais. A saber, 50% do passe para a SAD, 50% para a Danubio. Se algum dos irmãos Djim fizer 5 jogos pela equipa A, a SAD tem que comprar 20% do passe por 1,5M€; e se houver uma renovação de contrato, a SAD tem que comprar mais 10% por 1M€. 

E não é que isso já aconteceu! 


Tudo isto deveria merecer uma profunda reflexão por parte dos portistas e da imprensa nacional. Como é habitual, estes assuntos não interessam à imprensa que não gosta de "ferir" os seus amigos e os interesses instalados. Basta ver o que acontece no carrossel de Jorge Mendes que é completamente branqueado pela imprensa nacional.

Siga a banda!

Nos próximos dias farei mais um post sobre este assunto.

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

4 comentários:

  1. como portista e seguidor deste blogue desta vez nao estas a dar nenhuma novidade, este "negocio" ja foi tb desmascarado plo Tribunal do Dragao, blog que habitualmente "casca" nos podres que sao este tipo de negocios.
    e ate te digo que infelizmente nao sao os unicos...basta ver que D'Onofrio tb agenciou o Depoitre, por isso...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isto que se pretende, malta com os pés assentes na terra. Não estão em causa os clubes mas sim quem os gere. Já chega de golpadas para aumentar os passivos em detrimento de ganhos obscuros pessoais. A malta distrai-se com campeonatos conquistados seja a que custo for.

      Eliminar
    2. Standard só agora é que veio pedir o dinheiro da formação, certo?
      Deve ser mais por isso. Não conhecia, mas não me choca. Já o fizeram com o merdinho.
      São valores elevados pelo Kayembe, isso sim.

      Eliminar
  2. http://www.ojogo.pt/futebol/1a-liga/porto/noticias/interior/dragoes-ganharam-em-tribunal-por-djim-5657647.html

    ResponderEliminar