" Mister do Café: O voo de Oblak e as comissões milionárias

domingo, 18 de dezembro de 2016

O voo de Oblak e as comissões milionárias


Em Julho de 2014, o então guarda-redes do Benfica, o esloveno Jan Oblak, esteve no centro de um aceso debate entre os adeptos de futebol, quando foi anunciado que ia ser comprado pelo Atlético de Madrid pela soma de 16 milhões de euros. 

O valor converteu o jogador num dos 10 guarda-redes mais caros da História e houve muitos a ditar que o preço era demasiado elevado por um futebolista então com 21 anos que só tinha jogado no União de Leiria e no Rio Ave depois de ter sido contratado pelo Benfica em 2010 e que só contava com uma única época de êxitos no clube da Luz. 

A peça que faltava para entender a contratação de Oblak pelo Atlético, avançou o "El Mundo", consta das informações do Football Leaks, a investigação que os parceiros do consórcio de jornalistas European Investigative Collaborations (EIC), entre eles o Expresso, têm conduzido nos últimos sete meses. 

Os contornos milionários da contratação tiveram por base um suposto interesse do Real Madrid pelo então guarda-redes do Benfica, um boato que foi avançado pelo próprio agente do futebolista em Junho de 2014, que provocou o súbito interesse do Atlético e o "custo exagerado" da transferência, assim classificado pelo "El Mundo" e outros jornais. 

De acordo com documentos analisados pelo jornal espanhol e pelo "Newsweek Serbia", outro dos 12 parceiros do EIC, a contratação foi concretizada a 6 de julho de 2014 num acordo secreto entre uma empresa com sede na Suíça, a Players Promotion S. A., e o clube madrileno. 

A empresa em causa é controlada pelo esloveno Miha Mlakar, representante de Oblak, que em negociações com o Atlético garantiu uma óptima fatia do bolo negocial: não só ganhou 1,9 milhões de euros previamente para garantir que Oblak seguia para aquele clube madrileno e não para o Real Madrid como ficou estipulado a tinta que, quando o guarda-redes for vendido a outro clube, Mlakar irá ganhar 12,5% do valor da transferência. 

Perante o alegado interesse do seu eterno rival, o Atlético quis actuar com rapidez e aceitou assinar um contrato com Mlakar pela compra de Oblak onde se lê: "O agente compromete-se a: a) que o jogador informe o Benfica de que pretende aceitar a oferta do Atlético; b) que o jogador faça tudo o que for necessário dentro do razoável para completar a transferência; c) que o jogador não dê início a negociações com outros clubes." 

Este contrato foi assinado dez dias antes de o Atlético fechar o negócio com o Benfica. Este último não chegou a ver nem dois terços do dinheiro prometido pelo Atlético por causa de "compromissos com terceiros e do valor escritural líquido do direito do jogador". 

Dos 16 milhões de euros fixados pela venda de Oblak ao Atlético, o clube da Luz só recebeu €9,46 milhões por causa de uma série de acordos, à cabeça um que o Benfica firmou com Jorge Mendes, o superagente que representa Cristiano Ronaldo, Mourinho, Fábio Coentrão e outras estrelas de futebol que surgem citadas na investigação europeia à alegada rede de evasão fiscal de proporções massivas que está instalada no mundo do futebol. 

Um documento interno analisado pelo "El Mundo" mostra que, um ano antes de Oblak partir para Madrid, o Benfica teve uma reunião com a Gestifute de Mendes a 26 de Agosto de 2013 na qual ficou apalavrado que o empresário receberia 20% do valor da futura venda do guarda-redes. Contactado pelo consórcio de jornalismo europeu, o guarda-redes disse apenas que está satisfeito com o trabalho do seu agente. A empresa de Mlakar, a Players Promotion, disse por sua vez que o guarda-redes esloveno está a par de tudo o que envolveu a sua transferência do Benfica para o Atlético. 

Artigo publicado pelo jornal Expresso. 

Resumindo


Dos 16 Milhões de Euros da venda de Oblak ao Atlético de Madrid, cerca de 7 Milhões de Euros foram "oferecidos" a empresários e ao clube formador. 


Mas a pergunta do milhão de dólares é esta: Por que será que o Benfica "ofereceu" 20% do valor da transferência a Jorge Mendes, um ano antes?

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já.

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

3 comentários:

  1. Oblak pede desculpa aos adeptos do Benfica
    26 Agosto 2013

    Jan Oblak pediu desculpa aos adeptos por só agora regressar ao Benfica, quase dois meses depois da pré-temporada ter arrancado. Após ter renovado por mais três temporadas, até junho de 2018, o guarda-redes esloveno garantiu que tudo não passou de um mal-entendido.

    "Estou muito feliz. Foi um mal-entendido. Peço desculpa aos adeptos por ter ficado tanto tempo no meu país", afirmou em entrevista à Benfica TV.

    http://www.ojogo.pt/futebol/1a-liga/benfica/noticias/interior/oblak-pede-desculpa-aos-adeptos-do-benfica-3388742.html

    Em 2013 o jogador tinha um acordo com o Porto, estava desaparecido na pré-época e foi Jorge Mendes que finalizou a renovação do jogador com o Benfica.

    ResponderEliminar
  2. Boas,
    Desde já quero congratular-vos pelo vosso exemplar trabalho na defesa da transparência do futebol e na luta pela verdade desportiva, defendendo isto a todos os níveis, não só em casos relacionados com o Sporting.
    Gostaria de partilhar convosco o meu projecto, mais virado para a análise do jogo que o vosso, não só sobre o Sporting, sobre o qual recai a maioria dos meus posts devido à minha preferência clubística, mas também ao nível do futebol português e mundial.
    Poderiam partilhar o link na vossa blogroll?
    https://omeiocampo.wordpress.com/

    Desde já obrigado pela vossa atenção e votos para a continuação do bom trabalho até aqui desenvolvido
    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. foi o mendes que o resgatou de uma possivel ida para o porto anteriormente

    ResponderEliminar