" Mister do Café: Vamos à luta! De punho fechado e de dentes cerrados!

domingo, 23 de outubro de 2016

Vamos à luta! De punho fechado e de dentes cerrados!


Começo pelo positivo da noite de ontem. A contratação de Nelson Évora e um momento muito importante da história do Sporting, que consegue contratar para a sua equipa de atletismo um campeão olímpico. Para se perceber a importância desta contratação, Portugal em toda a sua história tem 4 campeões olímpicos: Carlos Lopes, Rosa Mota, Fernanda Ribeiro e Nelson Évora. Um enorme orgulho e mais uma contratação importante para a reconquista do título nacional em masculinos.

O Sporting empatou ontem em Alvalade frente ao Tondela a uma bola. Um resultado negativo e que pode atrasar o Sporting para o primeiro lugar se o Benfica ganhar ao Belenenses.

O adversário


Em conversa com amigos antes do jogo, tinha avisado que o Tondela é uma equipa muito complicada de bater, especialmente pelos grandes. O Porto já tinha empatado em Tondela e o Benfica, apesar de ter saído com a vitória no jogo inicial do campeonato, sentiu muitas dificuldades para conseguir os 3 pontos, num jogo em que o Tondela falhou inúmeras oportunidades claras para marcar. Neste jogo, Petit preparou muito bem a sua equipa e tem todo o mérito ao ter "roubado" pontos ao Sporting.

A equipa


O Sporting foi ontem uma equipa sem rasgo, sem ideias e sem personalidade. A equipa viveu da irreverência de Gelson Martins, da vontade de Schelotto que deu tudo o que tinha para ajudar a equipa a subir no terreno, nem sempre com acerto; da entrega de Coates que até tentou explicar a Elias como se criam desequilíbrios no meio campo; e da raça de William Carvalho que, sozinho, teve que segurar o meio-campo do Sporting. 

Joel Campbell entrou bem na partida e acabou por marcar o golo que nos assegurou um ponto. No final do campeonato veremos se este ponto será importante. Mas o costa-riquenho não pode festejar o golo daquela forma. O Sporting tem de incutir nos jogadores as outro tipo de mentalidade. Tirar a camisola e festejar daquela forma, por muito importante que o golo tenha sido termos pessoais, nunca pode ser aceite pelo Sporting. Só tinha que ir buscar a bola o mais rápido possível e lutar pela vitória. 


O lateral esquerdo


Jefferson está uma sombra daquilo que foi com Leonardo Jardim. Na época passada, ainda começou bem com várias assistências para Slimani, mas a lesão fez com que perdesse o lugar para Marvin que em crescendo mostrou qualidade e fez uma recta final de campeonato bastante interessante. Para esta época, o holandês não consegue estar ao nível do que uma equipa como o Sporting necessita. Os assobios dos Sportinguistas ao jogador não ajudam o seu jogo e só prejudicam a equipa. Esta mentalidade de assobiar os jogadores tem de acabar definitivamente. Compreendo a insatisfação, mas por que não assobiar no final do jogo?

Bruno César já foi testado na posição com os resultados conhecidos em Vila do Conde. Contudo, Jorge Jesus tem outras opções. Desde logo, Ricardo Esgaio pode fazer a posição como fez durante os jogos olímpicos na equipa nacional. No limite, há outras soluções na equipa B com Pedro Empis à cabeça. Julgo que, nesta fase, o holandês não tem condições para continuar no 11 inicial.


O substituto de Adrien


Esta foi a pior exibição da equipa na era Jorge Jesus, no Estádio de Alvalade. A equipa nunca se encontrou e há aqui muito trabalho para ser desenvolvido pelo nosso treinador. Para mim este é o problema principal desta fase está nas dificuldades a meio campo. 

A lesão de Adrien Silva foi um enorme rombo na equipa. Não só pelo que joga, mas também pela raça e liderança que aporta à equipa (que falta fez frente ao Dortmund a raça do nosso capitão, especialmente na 1ª parte). O Sporting não tem um jogador que possa substituir o capitão mantendo a ideia de jogo da equipa. Ponto! 

No jogo frente ao Dortmund, Jorge Jesus tentou manter o esquema de jogo com um meio campo a dois, mudando um pouco a ideia de jogo. Como Elias não consegue ter a capacidade de encher o meio campo, pressionando alto a construção do adversário, a opção passou por baixar um pouco a linha defensiva, frente a um adversário com jogadores muito rápidos na frente. Para além disso, a inclusão de Markovic no apoio a Bas Dost visava dotar o Sporting com a capacidade de conseguir fazer saídas rápidas queimando linhas em progressão, dentro do que é a característica principal do jogador sérvio. À partida, estas opções tinham todo o sentido, só que o golo sofrido numa fase inicial da partida destruiu a estratégia para esse jogo. 

Durante a primeira parte e frente a uma equipa com vários jogadores de grande nível e que conhecem todos os momentos do jogo, o Sporting não conseguiu entrar no jogo. As trocas de bola em meio campo defensivo levaram os Sportinguistas ao desespero nas bancadas, que pediam pressão aos avançados do Sporting. Markovic e Bas Dost caíram no engodo e os alemães passaram sempre a primeira fase de pressão com facilidade, uma vez que o resto da equipa não acompanhou estes dois jogadores no momento de pressão. Nessa primeira parte, o Sporting foi muitas vezes uma equipa partida. Sem dúvida que a falta de Jesus, no banco, condicionou alterações que deveriam ter sido produzidas durante o primeiro tempo e não apenas ao intervalo. Na segunda parte, a equipa reorganizou-se com a entrada de Bruno César para o lugar de Elias e mostrou outra disponibilidade e capacidade para discutir o resultado. Apesar disso, também não me parece que Bruno César consiga ser uma solução definitiva enquanto Adrien está de fora.

Este foi o primeiro momento em que Elias teve que assumir o lugar e sem sucesso. Para o jogo com o Tondela, Elias e William seriam opções óbvias. Infelizmente, Elias voltou a não mostrar capacidade para ser o dono daquele lugar. E aqui não está em causa a valia do jogador, mas sim o que a posição exige. Após dois jogos de "teste" fica claro que Elias não consegue fazer o papel de Adrien.

Ora, se Elias não é solução é hora de testar Bruno César nesse lugar. Ou então recuperar um meio campo a três com William, Elias e Bruno César. Algo tem que ser feito e é hora de Jorge Jesus encontrar solução para este problema. 

Criticas ao treinador e jogadores


Absolutamente normais e compreensíveis. O Sporting tem que jogar muito mais do que fez ontem. Ponto!

Esclarecido esta questão de forma clara, existem algumas situações que merecem alguma reflexão.

1) Campbell, Markovic, Bas Dost, André, Castaignos, Elias e Douglas chegaram com a competição em andamento, pelo que não fizeram a pré-época com a equipa. Relembro que estes jogadores ainda não completaram 2 meses com a equipa e durante este período já existiram duas paragens para as selecções, o que dificulta ainda mais o trabalho. É preciso dar tempo a estes jogadores para se adaptarem à equipa.

2) O Sporting está nesta fase sem 3 dos pilares da época passada: Slimani, João Mário e Adrien. É natural que tudo isto condicione a equipa nesta fase.

3) Dois jogos por semana também não ajudam a consolidar os processos. Praticamente, a equipa só joga e faz recuperação física.

Apesar de tudo isto, volto a salientar que o Sporting tinha que ter jogado muito mais ontem. Muito, muito, muito, muito mais.

Responsabilidades


A responsabilidade deve ser assumida por todos. E quando digo "todos", incluo também os adeptos. Ontem também nós não fizemos a nossa parte, quando andamos a assobiar os nossos jogadores durante a partida. Na vitória é muito fácil estarmos com a equipa. É na hora da derrota que temos que mostrar o nosso amor ao clube e ajudar os nossos rapazes a superarem esta má fase. Acredito nos nossos dirigentes, nos nossos técnicos e nos nossos jogadores para darem a volta a esta má fase, mas acredito ainda mais nos nossos adeptos, que sempre souberam estar à altura dos acontecimentos.

Eu acredito nesta equipa!


Ainda estamos no início da época e temos muito jogos pela frente. Como o Sporting está numa fase negativa, os adversários também podem passar por uma fase semelhante. O ano passado, precisamente nesta fase, o Benfica estava a uns incríveis 7 pontos do Sporting que era líder isolado.



No final da época, os encarnados foram campeões.

Se fizermos uma comparação entre os resultados obtidos na época passada frente aos mesmos adversários que jogamos até agora, é possível verificar que estamos com um atraso de 3 pontos. O resultado que faz toda a diferença é a derrota em Vila do Conde onde na época passada vencemos. 3 pontos que podemos recuperar através de uma vitória no campo de uma equipa como o Feirense, uma vez que o União da Madeira - jogo que perdemos na época passada - desceu de divisão.

Relembro que na época passada fizemos a maior pontuação da história do Sporting. Isto só para dizer que tudo é possível e que não é hora de deitarmos a toalha ao chão.

Apelo a todos os Sportinguistas para estarem com a equipa neste momento difícil. É hora de fecharmos o punho e cerrarmos os dentes em defesa do Sporting.


Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já.

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

26 comentários:

  1. Quando falei no Markovic referia-me ao jogo frente ao Dortmund. Julgo que está explicito no post.

    ResponderEliminar
  2. Acho que devíamos começar a incutir a mentalidade de que cada jogo é uma final, como basicamente se passou na época passada depois dos encarnados nos roubarem o primeiro lugar. Ganhamos jogos e jogos seguidos para o campeonato com exibições aguerridas. Neste momento, temos 26 finais para jogar. É difícil com a CL, mas honestamente temos d meter o pé com o Dortmund e caso não dê em nada. Podemos esquecer e tentar simplesmente amealhar mais algum dinheiro.

    ResponderEliminar
  3. O que mais irrita neste Sporting é que estamos a sofrer desportivamente enquanto estamos a tentar recuperar (e valorizar) jogadores que não são nossos (Markovic e Campbell). Se esses jogadores estivessem em boa forma NUNCA teriam sido emprestados ao Sporting. Enquanto isso, temos jogadores da casa a rodar na equipa B ou emprestados a outros clubes. Quanto ao Elias não se iludam. Ele NUNCA foi um jogador com intensidade e pressão. Não foi no Atlético, não foi no Sporting, nem na seleção do Brasil, nem no corinthians e não é agora, aos 31 anos que vai começar a ser. ESQUEÇAM!
    Outro ponto é a má forma que o Bryan (jogador que admiro imenso) tem vindo a revelar. A atacar tem sido uma completa nulidade. É certo que dele sempre se espera um qualquer momento mágico mas é inegável que o Bryan do ano passado ainda não apareceu.
    Enquanto isso, os rivais vão continuando a somar pontos com jogadores jovens e "inexperientes", tipo aqueles que temos a rodar na equipa B (por ex. Matheus Pereira) ou que foram emprestados (Palhinha, Iuri, Podence, Wallison).
    Enfim...começo a ficar farto de ver o Sporting a sofrer golos sempre da mesma maneira (bola nas costas do lateral esquerdo, o Ruben Semedo sai à dobra e fica o Coates sozinho na área, como com o Tondela onde o Coates ficou entre dois atacantes).
    Dito isto, Bruno de Carvalho é o meu presidente, Jorge Jesus o meu treinador e o Sporting o meu grande amor. SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu compreendo por inteiro a questão dos empréstimos do markovic e do Campbell. Estão cá uma época e na próxima época vamos recuperar o Podence e o Iuri, que ainda não estavam prontos para a equipa principal. Esta é a minha interpretação.

      O Elias não é mau jogador mas não tem andamento para um meio campo a dois. Com mais um jogador a completar o meio campo acredito que possa ser útil. Desta forma, não acrescenta nada.

      Sim, o Bryan tem estado muito mal. Acredito que o JJ ainda não o tirou por considerar que é importante para o equilíbrio da equipa. Por mim também ficava de fora da equipa no próximo jogo. O Campbell rende muito mais na direita, só que não tem espaço perante um Gelson monstruoso. Quem sabe não pode ser uma boa solução atrás do Bas Dost.

      JJ tem aqui muito trabalho para fazer, especialmente no meio campo. Não tenho dúvidas que vai dar a volta ao texto. Quem nos colocou a jogar como o fizemos na época passada, também o conseguirá nesta época.

      O problema é que não há tempo. Temos que crescer e ir ganhando os jogos.

      Eliminar
  4. Excelente como sempre o mister... Concordo em tudo. O que não pode acontecer é voltarmos ao antigamente, assobiar a equipa e entrarmos na espiral de loucura em que tudo é mau já ninguém presta... Isso vai matar o clube... Clube que está a crescer só, não vê quem não quer... Vamos acreditar e juntar espingardas, já chega o mal que os outros nos querem fazer... Sporting sempre....

    ResponderEliminar
  5. Mister, desistir é para os fracos...mas vamos lá de punho aberto, porque se for fechado, ainda podem pensar que fazemos parte da geringonça!!!!

    ResponderEliminar
  6. "A responsabilidade deve ser assumida por todos. E quando digo "todos", incluo também os adeptos. Ontem também nós não fizemos a nossa parte, quando andamos a assobiar os nossos jogadores durante a partida. Na vitória é muito fácil estarmos com a equipa. É na hora da derrota que temos que mostrar o nosso amor ao clube e ajudar os nossos rapazes a superarem esta má fase. Acredito nos nossos dirigentes, nos nossos técnicos e nos nossos jogadores para darem a volta a esta má fase, mas acredito ainda mais nos nossos adeptos, que sempre souberam estar à altura dos acontecimentos."

    Não. Os adeptos no Estádio não têm responsabilidade nenhuma na merda que aconteceu. O Estádio estava praticamente cheio e fomos presenteados com uma merda de jogo. O responsável é o treinador e a equipe técnica e não digo isto para que se despeça JJ mas para que não se confunda minimamente onde está o problema e o que tem que melhorar: o trabalho de JJ a todos os níveis, desde a despensa de jogadores da formação em detrimento de toscos ou malta que ainda sequer entrou em campo contra equipes da terceirona.

    JRamos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aos 20m já haviam adeptos a assobiar a equipa. Para quem está lá dentro não é fácil. O Marvin é o melhor exemplo disso: tem sido contestado sistematicamente pelos adeptos. Não é por o assobiarem que ele jogará mais, pelo contrário.

      Notou-se a intranquilidade na equipa e as bancadas contribuíram para isso.

      Quanto aos empréstimos dos jogadores da formação, não me parece que pudessem ajudar nesta fase. Iuri, Podence ou Palhinha não resolveriam os problemas da equipa e teriam uma época perdida.

      Precisamos de soluções urgentes para o meio campo. Isso é um facto. A equipa tem esta semana para preparar bem o jogo contra o Nacional. É já na 6ªfeira.

      Eliminar
    2. *dispensa* em vez de *despensa*, desculpem o erro. Embora se por despensa é que que está na prateleira é tb de rever porque razão temos homens que sem estar lesionados nem contra equipes da terceira entraram em jogo. Como se percebe já vamos 6ª feira à madeira um pouco com o cojones na mão...

      JRamos

      Eliminar
  7. Elias não quer jogar.
    Tem medo de assumir o jogo, não conduz a bola. Para fazer isto mais valia apostar em Esgaio

    ResponderEliminar
  8. existem pessoas que julgam que um arbitro jamais se venderia por um prato de sopa(vá uma refeição)

    agora eu peço-vos que andem para trás no tempo e me respondam ao seguinte:

    porque raio então na altura do a(pito) dourado, um arbitro casado e com filhos precisava de um pito dourado, vulgo puta?

    SL

    ResponderEliminar
  9. A única coisa positiva foi a contratação de Nelson Évora?
    Será que é mesmo positiva? Li por aí que é 60.000 €/mês, tanto como o Gelson. De Gelson será de esperar uma venda por muitos milhões. Já do Évora, não sei o que se poderá lucrar no final da sua carreira...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo J.P.Gonçalves, não acredite em tudo o que lê. Obviamente, esse valor é completamente irrealista e impossível de concretizar. Não tem sentido absolutamente nenhum. Agora se me disser que são 60.000€/ano, assim já acredito.

      A máquina de propaganda está a fazer os possíveis e impossíveis para manchar o nome do atleta e atirar lama para cima de uma contratação histórica do Sporting.

      Nelson Évora é um atleta extraordinário que em 10 anos de Benfica venceu todas as provas em que participou pelo clube encarnado. É um enorme reforço para a equipa de atletismo masculino que quer reconquistar o título nacional e quem sabe conseguir mais uma taça dos campeões europeus para o Sporting.

      Eliminar
  10. Bom dia Mister,
    Completamente de acordo, queria só acrescentar que não estamos só sem 3 dos pilares da época passada: Slimani, João Mário e Adrien, estamos sem 4 dos pilares (+ Teo) da equipa que fez o último 1/3 da época passada num nível altíssimo e o Teo muito contribuiu para isso com golos em quase todos os jogos, e não é por acaso que essa tem sido a posição mais difícil de colmatar esta época por JJ.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim é verdade. No início da época e no final o Teo foi muito importante para a equipa.

      Eliminar
  11. A equipa está a ser decepcionante, vemos ali jogadores que não têm garra e outros que não têm qualidade, o jogo arrasta-se sem velocidade nem esclarecimento contra uma potência de futebol mundial como é o Tondela e não temos o direito de expressar o nosso descontentamento depois do carinho e do apoio que temos dado à equipa??? Eles é que têm de ter brio e categoria para não nos deixar assobiar e há ali meia duzia que a jogar como têm jogado nem no Tondela tinham lugar!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cada adepto fará o que entender. Eu acho que assobiar jogadores aos 20m é prejudicial para a equipa, alias como se percebeu durante o jogo. Os jogadores jogaram sob brasas e isso nunca é benefico.

      Agora, cada adepto é livre de assobiar a equipa quando quiser.

      Eliminar
    2. Atenção que não defendo a assobiadela ao fim dos 20 minutos, embora chegue a compreender a irritação de quem o faz! Às vezes até pode funcionar como um despertador, se houver profissionalismo dos alvos. Mas no final de um jogo como este contra o Tondela, uma valente pateada é o que eles, na minha visão e com as excepções que nós sabemos e eles também, merecem!!! Nós não vimos um jogo em que todos os jogadores "comeram" a relva e por infelicidade ou por erros de arbitragem as coisas não sairam... Vimos um jogo, como tem acontecido mais vezes antes, especialmente nas primeiras partes, em que parece que alguns jogadores foram ali fazer um treinito para descontrair as pernas... E com paninhos quentes parece que não dá resultado...

      Eliminar
  12. Sobre os assobios.... eu percebo e até concordo com a tua visão!

    Mas ver estes nossos laterais a jogarem, mete-me doido... é que são muito maus! Tanto um como o outro.... e isto é totalmente culpa do JJ, pede dezenas de avançados e laterais?! Não foi o JJ que pediu a renovação ao Schelotto?

    Quanto ao resto, estou de acordo, é altura para apoiar e ainda acreditar.... ainda vamos a tempo!

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Marvin tem estado terrível. Já o Schelotto, apesar de nem sempre as coisas lhe saírem bem, fez um esforço brutal nestes dois últimos jogos. Correu km´s sempre a dar opção de passe aos colegas ao longo de todo o flanco.

      O Schelotto e o Marvin acabaram muito bem a época passada. Neste defeso pareceu-me importante o Sporting contratar um novo defesa esquerdo, mas o facto de o Jeffferson não ter encontrado colocação pode ter alterado as ideias do JJ e da SAD.

      Não há muito a fazer nesta fase, enquanto o mercado está fechado. No post sugeri a entrada do Empis ou do Esgaio para a esquerda. Por certo, não farão pior...

      Eliminar
  13. Não sei se se deve fazer a comparação com o carnide há um ano... é que não temos vouchers para entregar... e não há almoços "grátes"...

    ResponderEliminar
  14. http://www.abola.pt/clubes/ver.aspx?t=4&id=637305

    Já nem me lembrava deste croquette camuflado. E aposto que nem era só eu. Deve ter achado que era boa altura para dar sinais de vida.

    ResponderEliminar
  15. Sou brasileiro e moro no Brasil e torço pelo Sporting, sou fâ deste time e sempre acompanho as matérias do Sporting. Vamos Sporting, vamos ser campeão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim. Temos de ganhar o próximo jogo. Na verdade, acho que temos de ganhar uns dez jogos seguidos na liga para chegarmos de volta ao primeiro lugar. Esta deve ser a meta para o próximo ciclo a começar já na Madeira.

      JRamos

      Eliminar