terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

As cadeiras voadoras e os "bons alunos"


No passado domingo, Benfica e Braga disputaram o jogo grande da jornada no municipal local. A importância da partida para os encarnados levou a múltiplas declarações durante a semana por parte de dirigentes, paineleiros, jornaleiros e até pelo próprio Benfica, que pediu uma reunião de urgência com o Conselho de Arbitragem. Curiosamente, esse pedido foi tornado público durante o jogo do Porto.

Para fechar o primeiro dia do festival de "folclore", Rui Vitória usou a táctica do "bom aluno". Vejamos:

A antevisão do "bom aluno"



Uma semana escaldante só podia acabar de uma maneira.

O pré-jogo



Sim, ouviram bem. Uma criança de 5 anos teve de ir para o hospital. Mas o festival de "folclore" ainda estava apenas a começar. No final do jogo, assistimos ao fenómeno das cadeiras voadoras.

Cadeiras voadoras



Curiosamente, a notícia das "cadeiras voadoras" atiradas pelos adeptos do Benfica para os adeptos do Braga só teve eco em dois jornais nacionais. O Jornal de Notícias e o jornal Ojogo. Curiosamente, os dois "afectos" ao FC Porto. Já os senhores dos grande jornais de Lisboa nem uma notícia, nem um pequeno rodapé, e muito menos passaram este vídeo. 

E agora?


Como habitualmente, ninguém faz nada. A Liga que até esteve representada no jogo por Pedro Proença não abre a boca. A FPF nada diz. Os senhores governantes assobiam para o lado. Benfica e Braga não condenam o comportamento dos seus adeptos. Os jornaleiros e paineleiros deste país tiraram férias. 

Está tudo bem e na paz do senhor. O Benfica ganhou e os 6 Milhões estão contentes. Mas atenção, não "chateiem" o Sr. Professor Rui Vitória que ele não está "aqui para acalmar ninguém". 

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

Os investidores das arábias


Nos últimos tempos o candidato Pedro Madeira Rodrigues tem andado pelas arábias em busca de investidores para o Sporting. Para o Sportinguista menos informado, esta busca por investidores acaba por ser uma movimentação normal. Para aqueles que são mais conhecedores da vertente económico-financeira do clube sabem que isso não é possível.

Bem, sobre a situação financeira do Sporting, coloquei um post online ontem que explica tudo de forma detalhada. Podem consultar (aqui).

Xenofobia ou ignorância?


O Sr. candidato saiu-se com uma tirada magnífica à partida para Inglaterra no final do mês de Janeiro. 


"Of course" que fica muito bonito dizer estas coisas à partida para Londres. Um mercado de primeiro mundo, com gente mui nobre e numa das principais capitais mundiais seria o ideal para um verdadeiro "City Lion". Só que...

Por falar em ilhas...


Link da notícia (aqui)

A busca por investidores teve início a 22 de Janeiro aquando da deslocação do Sporting à ilha da Madeira para jogar com o Marítimo. "Segundo o jornal A Bola, Madeira Rodrigues viajou até à ilha Madeira para assistir ao jogo, Marítimo e Sporting, a contar para a I Liga, contudo, antes de se dirigir ao estádio dos Barreiros, o candidato esteve reunido com um potencial investidor."

Leão das arábias


Parece que as coisas não correram grande coisa lá pelas ilhas, em termos de investidores. Contudo, a viagem a Inglaterra deu sempre para ganhar mais um apoiante benfiquista (link)

Mas nisto tenho de reconhecer grande versatilidade. O leão da cidade, rapidamente se transformou em leão da arábias na busca por investidores. Os investidores russos eram muito maus, mas os árabes são espectaculares. Com sorte, ainda vamos ver a versão City Ghetto com o candidato a pedinchar na Cova da Moura. Que aproveite o conhecimento dos amigos Gonçalo Morais Leitão, Tomás Froes e Lourenço Thomaz. (link)

A bola 


Hoje, o jornal Abola coloca na sua capa uma frase de Carlos Vieira, vice-presidente do Sporting responsável pela área financeira e património. 


Recebi de imediato várias mensagens no blog onde os leitores questionavam esta frase. Vejamos a notícia. 


As parangonas "Clube vai perder maioria da SAD", servem para alarmar os Sportinguistas menos atentos a estas questões financeiras. Nada de novo, vindo de onde vem. 

Como podem verificar na notícia, Carlos Vieira confirma aquilo que já se sabia há muito tempo. Na reestruturação financeira está prevista a entrada de investidores na SAD ficando garantida a maioria do capital da SAD para o Sporting. 

Já analisei ao pormenor o esta questão e todos os passos que terão de ser dados para a conclusão deste processo que também engloba as VMOC. Podem saber tudo (aqui)

Vou apenas colocar a composição final da estrutura accionista da Sporting SAD no final da reestruturação financeira. 


Como podem verificar, no final de todo o processo o Sporting ficará com 51,57% da SAD. Logo, não é possível entrar mais nenhum investidor na SAD sem que o Sporting perca a maioria do capital, como fica fácil de perceber. 

Importa também referir que Carlos Vieira fala também nos 3Milhões de Euros já colocados na conta de reservas destinada a juntar dinheiro para liquidar as VMOC. Algo que também já tinha referido no post de ontem. 

Academia e Estádio


O candidato anda também à procura de investidores para o naming da Academia e Estádio e diz claramente:


No final do dia, há sempre um "não poderei apresentar já e vamos ter de negociar e levar à Assembleia Geral". Pois...

PS: Já passou mais de um mês desde que anunciou que Jorge Jesus não seria treinador do Sporting, no caso de vencer as eleições. Até agora, o "novo treinador" continua por apresentar. Se calhar o melhor é esperar por uma AG onde se decida o nome...

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Toda a Verdade sobre as Finanças do Sporting


Neste post quero deixar um esclarecimento sobre a real situação financeira do Sporting para que de uma vez por todos as pessoas tenham uma noção do que tem sido feito em termos económico-financeiros nos últimos anos.

A explicação será simplificada ao máximo e darei exemplos do dia-a-dia para que mesmo as pessoas menos conhecedoras destas realidades consigam perceber.   

Conceitos base


A ideia fundamental para uma boa gestão passa sempre por termos mais receitas do que despesas. Se não gastarmos mais do que o que recebemos estamos no caminho certo. Isto acontece na economia familiar como empresarial. Este é o conceito fundamental que devemos ter sempre na nossa mente. 

Vamos ao exemplo prático que nos acompanhará ao longo de todo o post: Apresento-vos a família Silva. Os "Silva" têm dois filhos. Os pais trabalham e têm um vencimento de 1000€/cada. O filho mais velho tem um part-time onde ganha 500€ e o mais novo tem uma mesada de 100€ dada pelos pais. 

Activo e Passivo

A família Silva comprou uma casa por 100 Mil Euros. É esse o seu principal activo. Do lado do passivo está o crédito bancário usado para comprar a casa. Os vencimentos conseguidos ao longo do período também fazem parte do activo, assim como as despesas fazem parte do passivo. No fundo, os activo são as coisas "boas" e o passivo as coisa "más".

No caso da Sporting SAD há algo que afecta e muito o seu activo. Todos os jogadores que saem da academia valem zero no activo. Esta é uma enorme limitação contabilística e que prejudica gravemente clubes formadores como o Sporting.

Usando o nosso exemplo, a família Silva tem um quintal onde "produz" frutas e legumes. Esses valores não são considerados activos. Por outro lado, se forem ao supermercado e comprarem frutas e legumes, esses valores entram no activo da família.

Relatórios e contas

Os relatórios e contas de empresas "normais" têm periodicidade anual e o período de análise é o ano civil. No caso das Sociedades Anónimas Desportivas (SAD) cotadas em bolsa, a periodicidade de apresentação foi trimestral até ao final do exercício 2015/2016. No final dessa época, deixou de ser obrigatória a publicação de relatórios com base trimestral.

Nas SAD, é usado o ano desportivo para análise. Em termos de trimestre eram estes os períodos usados:

ReC do 1º Trimestre - De Julho a Setembro
ReC do 1º Semestre - De Julho a Dezembro
ReC do 3º Trimestre - De Julho a Março
ReC Anual - Julho a Junho

Dos clubes portugueses, o Sporting é o único que continua a publicar relatórios e contas com base trimestral, continuando a sua política de total transparência. A Sporting SAD já apresentou o ReC do 1º trimestre de 2016/2017, enquanto que Benfica e Porto não o fizeram. O último ReC publicado por estes dois clubes foi o anual da época desportiva 2015/2016.

No caso das contas do clube, ou as contas consolidadas de todo o grupo, a base de análise é o ano desportivo e não há relatórios trimestrais. Sai apenas um relatório por ano que engloba o ano desportivo que inicia a Julho e termina em Junho. 

No nosso exemplo, podemos apresentar o ReC do filho mais velho, o ReC dos pais ou até o ReC do filho mais novo. Nos clubes de futebol é preciso percebermos que tal como numa família existem vários membros. No caso do Sporting, há duas entidades principais: A Sporting SAD, que gere tudo o que está ligado com o Futebol e o Sporting (Clube) que gere todas as outras modalidades. 

Dentro destas duas entidades existem outras empresas associadas e cujos resultados influem nas prestações de contas. Mas já lá vou.

Resultado Líquido do Exercício

Resumidamente, o RLE dá-nos a diferença entre as receitas e as despesas num determinado período. No fundo é a resposta ao conceito inicial que aqui coloquei. Será que estamos a gastar mais do que o que recebemos?

Assumindo que o período é um mês: A família Silva tem receitas de 2500€ mensais em salários. Gasta 1000€ para a prestação da casa e derivados; 1000€ para alimentação e os tais 100€ de mesada ao filho mais novo. Contas feitas, sobram 400€. É este o Resultado líquido do exercício. 

Consolidação de contas

Muito se fala de contas consolidadas neste país, mas poucos são aqueles que percebem o seu significado. No caso das contas das SAD dos 3 grandes, todas são consolidadas. Isto quer dizer que outras empresas cuja SAD detém percentagem societária são consideradas na análise. 

Recorrendo ao nosso exemplo, imaginemos que a SAD é composta pelo casal Silva do nosso exemplo. A Sra Silva emprestou hoje ao marido 100€, mas o Sr.Silva tinha emprestado 100€ na semana passada à sua esposa. Ora, se analisarmos as contas individualmente a Sra Silva tem 100€ de dívidas e o Sr. Silva tem 100€ de dívidas. Consolidar contas não é somar passivos e activos. Este casal não deve 200€, está com contas saldadas. Isto quer dizer que não devem nada a nenhuma entidade externa.

Existem então as contas consolidadas da SAD, as contas consolidadas do Clube e as contas consolidadas do Universo Sporting. Estás últimas englobam tudo o que está relacionado com o clube e são as mais importantes para que os sócios conheçam a realidade global do clube. É a mesma coisa com o nosso exemplo familiar. O mais importante é termos acesso às contas consolidadas dos 4 elementos da família Silva para não existirem dúvidas.

Mas vamos lá a contas, começando pelas contas do clube. O Sporting (clube) é a sociedade que gere as modalidades do clube com excepção do futebol que está na SAD.

As contas do Sporting Clube de Portugal


As contas do clube começaram a ser publicadas no site do clube para acesso livre depois da entrada da direcção de Bruno de Carvalho. Até essa data só os sócios que comparecessem nas Assembleias Gerais do clube ou que pedissem essa informação juntos dos serviços é que conseguiam ter acesso a esta informação. Realço que quer Benfica, quer Porto não publicam as contas do clube no seu site.

Aqui fica um gráfico com os resultados líquidos das últimas 5 épocas. 

Cliquem na imagem para aumentar

No gráfico anterior temos os Resultado Líquidos das últimas 5 temporadas que como vimos anteriormente é o que nos permite perceber se estamos a gerir bem os nossos recursos. Vejamos agora a tabela com números claros.


Como podem verificar, nas duas épocas que Godinho Lopes esteve à frente do Sporting, o clube deu prejuízo. Godinho Lopes que foi também capaz de aumentar o passivo e diminuir o activo. Já Bruno de Carvalho conseguiu o enorme feito de colocar o clube a dar lucros consecutivos. O Passivo aumentou em cerca de 4 Milhões de Euros, mas o activo subiu uns impressionantes 19 Milhões de Euros. Sobre o exercício em curso só serão divulgados os resultados mais para o final do ano civil. De qualquer forma, o orçamento apresentado em AG no mês de Abril aponta para que o clube dê novamente lucros.

Para além dos lucros consecutivos, a direcção de Bruno de Carvalho conseguiu aumentar o património do clube ao construir um pavilhão para as suas modalidades. E não foi um pavilhão qualquer, uma vez que estamos a falar no maior e melhor pavilhão de clubes em Portugal. Importa também referir que o Sporting não aumentava o seu património há décadas.


Aqui fica um bom resumo dos dois últimos mandatos no clube. Godinho deixou 6M de prejuízos e Bruno de Carvalho, para além dos 12M de lucros ainda deixou um pavilhão construído e pago.

As contas da Sporting SAD


Vejamos agora as contas da Sporting SAD, que é a entidade que gere o futebol do Sporting. Começo por analisar os Resultados líquidos da SAD por época desde a constituição da SAD até hoje.

Cliquem para aumentar
Importa salientar que o resultado de 2016/2017 é relativo ao 1º trimestre de 2016/2017, que são os últimos dados conhecidos. Esse valor será usado no quadro seguinte.


Em 2010/2011 e 2012/2013 José Eduardo Bettencourt e Godinho Lopes interromperam os seus mandatos no mês de Março, pelo que não me parece justo considerar os novos presidentes eleitos nesse mês como responsáveis pelos resultados financeiros da época quando não tiveram qualquer interferência na gestão das épocas.

O melhor resultado líquido do exercício ocorreu na época de 2004/2005 na Presidência de Dias da Cunha. Resultado esse que foi conseguido através da venda do centro Comercial Alvaláxia, do Edifício Visconde de Alvalade, do Holmes Place e da clínica CUF. Esta foi a segunda fase da delapidação do património não desportivo do Sporting CP. Um momento absolutamente trágico para o clube e que infelizmente muitos Sportinguistas não têm conhecimento.

Lembram-se do nosso conceito base de gastar menos do que o que se recebe? Em 19 época de SAD, só por 7 ocasiões a SAD gastou menos do que o que recebeu. Dessas 7 ocasiões, 3 foram com Bruno de Carvalho, e aqui já estou a incluir o resultado da época em curso. Os cerca de 63 Milhões de lucro do apresentados no 1º trimestre desta época, será obviamente mais baixo no relatório anual, mas não há dúvida absolutamente nenhuma que a época vai terminar com os maiores lucros de sempre (se retirarmos a tal época da venda do património não-desportivo).



Voltando ao nosso conceito base de gastar menos do que o que se recebe podemos verificar algumas coisas "engraçadas".

- Godinho Lopes deixou um buraco na SAD de cerca de 90 Milhões de Euros em apenas duas épocas. No clube, como vimos anteriormente foram mais 6 Milhões em prejuízos. Tudo somado, Godinho Lopes deixou um buraco no Sporting de cerca de 96 Milhões de Euros. E não estão aqui incluídas outras empresas do grupo Sporting. Mais em baixo está o real buraco que Godinho Lopes deixou no Sporting.

- José Eduardo Bettencourt deixou um buraco na SAD de 70 Milhões de Euros. Infelizmente não tenho os dados do clube no período em causa.

- Dias da Cunha deixou um buraco de cerca de 26 Milhões de Euros na SAD e vendeu tudo o que restava do património não desportivo do clube (Centro comercial Alvaláxia, Clínica CUF, Holmes Place e edifício Visconde de Alvalade). Infelizmente não tenho os dados do clube no período em causa. 

- José Roquette deixou um buraco de cerca de 14 Milhões de Euros na SAD e vendeu ao desbarato os terrenos do antigo estádio à empresa MDC Multi Development. A tal empresa cujos filhos do dono (Sr. Van Veggel) são afilhados de Godinho Lopes, que por esta altura era vice-presidente com o pelouro do património. Diogo Gaspar Ferreira, que na altura da venda dos terrenos era director geral do Sporting passou após a venda a ser funcionário dessa empresa. Neste negócio o Sporting vendeu os terrenos a um preço inferior em 40% ao valor de mercado, tendo o clube sido lesado em mais de 40 Milhões de Euros. Para que não restem dúvidas, o Sporting vendeu o terreno por 467,90€ /metro quadrado. Mais tarde, o tribunal arbitral avaliou o metro quadrado em 800€ que foi o que a CM de Lisboa pagou ao Sporting por uma parcela de terreno. Sobre este caso fica apenas um pequeno resumo. No futuro farei um post mais completo sobre este assunto.

- Filipe Soares Franco foi o primeiro presidente a deixar a SAD com lucros. Perto de 3 Milhões de Euros. Infelizmente não tenho os dados do clube no período em causa. 

- Bruno de Carvalho está com perto de 51 Milhões de Euros de lucros acumulados na SAD. No clube já vimos que conseguiu sempre lucros em todos os períodos, num valor acumulado que passa os 12 Milhões de Euros. Tudo somado, Bruno de Carvalho acaba o mandato com 62 Milhões de Euros em lucros acumulados na SAD e no clube. 

Contas consolidadas de todo o grupo Sporting


Passo agora para as contas consolidadas de todo o grupo Sporting. Nestas contas estão incluídas todas as empresas do Sporting.


Importa referir que o Sporting é o único clube grande que publica no seu site as contas consolidadas de todo o grupo. É também importante referir que estas contas consolidadas são sempre publicadas no início do mês de Janeiro e referem-se à época anterior. Ou seja, em Janeiro de 2018 será publicado o ReC consolidado do exercício de 2016/2017, pelo que ainda não estão aqui englobados esses valores.

Como podem verificar, Godinho Lopes deixou um buraco total de 111 Milhões de Euros. Isto em apenas duas épocas desportivas (2011/2012 e 2012/2013).

Para a contabilização de Bruno de Carvalho estar fechada é preciso esperar pelos resultados de 2016/2017. Neste momento está com cerca de 15 Milhões negativos em termos consolidados, mas é só uma questão de tempo para que os números de 2016/2017 limpem este registo negativo e o coloquem no melhor mandato de sempre em termos financeiros.

De qualquer forma, a informação disponibilizada até 2015/2016 permite-nos perceber que o Passivo total consolidado do grupo Sporting baixou dos 442,7 Milhões - último ano de Godinho Lopes - para os 355 Milhões no final da época passada. Estamos a falar de um decréscimo do Passivo de cerca de 88 Milhões de Euros, conseguido por esta direcção. E ainda baixará mais quando saírem os resultados consolidados da época em curso.

Esta diminuição do Passivo deve-se em grande medida à reestruturação financeira levada a cabo por esta direcção e que demorou cerca de um ano a concluir. Algo que já abordei de forma exaustiva (aqui).

Ó mister e as VMOC?


Já tenho falado várias vezes sobre as VMOC, mas deixo mais uma vez um breve resumo para ficar tudo compilado no mesmo post. Podem consultar uma explicação mais detalhada (aqui).

Mais uma vez, importa dizer que as VMOC não são passivo. O Sporting tem opção de compra de 44 Milhões de acções até 2026 que lhe permitem manter a maioria do capital social da SAD. Estes 44 Milhões de acções têm um valor máximo de 1€/acção mas podem ser adquiridas por muito menos. O valor que será pago pelo Sporting é definido através de uma formula que tem por base a cotação média das acções da Sporting SAD ao longo dos últimos 6 meses, à data de compra.

Fazendo aqui um breve exercício e tendo em conta que as acções do Sporting nos últimos 6 meses tiveram um valor médio a rondar os 60 cêntimos/acção.

Preço que o Sporting paga = 0,6€ x 1,2 x 44 M = 31,6 Milhões de Euros

Ou seja, isto quer dizer que se o Sporting adquirisse neste momento os 44 Milhões de acções "só" pagaria 31,6 Milhões de Euros.

Mas o mais importante no meio de tudo isto é que no acordo de reestruturação financeira com a banca, está previsto que uma percentagem das vendas de atletas fique colocada numa conta de reservas para fazer face a compromissos assumidos com a banca, entre os quais as VMOC. Para se ter uma ideia, essa conta de reservas tinha cerca de 3 Milhões de Euros no final da época 2015/2016 e só nas vendas de João Mário e Slimani efectuadas durante este exercício estão mais 16 Milhões de Euros.

Resumindo



Trabalho absolutamente fantástico e que supera todas as expectativas dos sócios para este mandato. Eu não me esqueço que quando esta equipa dirigente entrou no Sporting, o Sr. Nobre Guedes - formado em Engenharia Química - e o seu "amigo" Paulo Farinha Alves - Especialista em insolvências - e agora comentador da SIC Notícias, tinham deixado um PER em cima da mesa.

Hoje, o Sporting é dono do seu destino. O clube ainda está sob o compromisso da reestruturação financeira, mas está cada vez mais próximo de resolver os problemas herdados por direcções absolutamente incompetentes. E designá-las por incompetentes é quase um elogio.

Qualquer dúvida coloquem nos comentários. É importante que todos os Sportinguistas tenham acesso a esta informação para não caírem na ladainha dos rivais. Por isso, todas as partilhas nas redes sociais são úteis para passar esta mensagem.

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)