" Mister do Café

domingo, 19 de novembro de 2017

Meu rico vídeo-árbitro



Os jogos realizados pelos 3 grandes nesta jornada de Taça de Portugal são o exemplo perfeito da importância do papel do VAR na verdade desportiva. Ainda vamos com apenas 11 jornadas de Liga com recurso ao VAR mas é já impossível para os amantes do futebol olharem para um jogo e não pensarem nos efeitos positivos que esta tecnologia teria. Vejamos os casos dos três grandes.

Sporting - Famalicão


Já falei em pormenor sobre a vergonhosa arbitragem de Hélder Malheiro (aqui), por isso deixo apenas o vídeo que demonstra que ficaram dois pontapés de penálti por assinalar a favor do Sporting e que o pontapé de penálti assinalado contra o Sporting é precedido por fora de jogo. 


Até concedo que o lance de pontapé de penálti no início da segunda parte não fosse decidido pelo VAR, uma vez que depende um pouco da interpretação e já vi análises distintas para o lance entre os experts da arbitragem. Já o lance do pontapé de penálti por falta sobre Bas Dost e o lance que deu o pontapé de penálti ao Famalicão teriam claramente de ser analisados pelo VAR, não permitindo que o Sporting fosse prejudicado, como aconteceu. 

Porto - Portimonense



Lance sem margem para dúvidas. Ficou por exibir cartão vermelho directo a Alex Telles aos 42´. Neste lance há duas coisas que me causam um certo incomodo e espanto:

1) Então o Artur Soares Dias conseguiu ver a entrada de sola de Alex Telles e mostra apenas o amarelo? Então e para que serve o árbitro auxiliar que estava em cima da jogada? 

2) E por que será que nem o narrador nem o comentador da partida deram a sua opinião sobre a acção disciplinar?


Benfica - Vitória de Setúbal



Continuam as infelicidades de Capela nas visitas à "Catedral". Desta feita, não viu um pontapé de penálti a favor do Vitória de Setúbal que poderia dar o empate a cerca de 10 minutos do final da partida. Na sequência do lance o Benfica marcou o segundo golo e sentenciou a partida. Com VAR, o golo do Benfica seria anulado e seria pontapé de penálti a favor do Vitória de Setúbal. 


Portanto


Com o VAR a funcionar nestes jogos:
- O Sporting poderia ter resolvido o jogo muito mais cedo, evitando a entrada de jogadores importantes para desbloquear o jogo. 
- O Porto ficaria reduzido a 10 jogadores mais de metade da partida frente ao Portimonense e numa altura em que o marcador estava (1-1).
- O Benfica provavelmente estaria empatado a 10 minutos do final da partida e com fortes possibilidades de jogar mais 30 minutos de prolongamento.

Estas três partidas são o melhor exemplo para expressar o motivo pelo qual o Sporting e os Sportinguistas foram os principais defensores da introdução do VAR no futebol. 

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Ó malhão, Malheiro, que vida é a tua?


O Sporting venceu ontem o Famalicão por 2-0 num jogo sem grande história, onde o árbitro Hélder Malheiro tudo fez para ser o principal protagonista da partida.

Análise de Pedro Sousa



Pedro Sousa foi o único comentador que salientou a gravidade da exibição de Hélder Malheiro. Bem sei que o Sporting venceu sem dificuldades mas este tipo de missa tem de ser analisado e denunciado. Começa já a ser inconcebível para os adeptos de futebol em Portugal pensarem num jogo sem a ferramenta do VAR. Acontece-nos quando vemos um jogo das competições europeias ou quando vemos um jogo da Taça da Liga e da Taça de Portugal. 

Que ninguém duvide que o VAR veio para ficar, por muito que haja por ai uma série de cartilhados que semana após semana tentam condenar esta ferramenta. 

Ó malhão, Malheiro...



... que vida é a tua?


Quando falamos de Hélder Malheiro estamos a falar de alguém que não viu isto:


São azares, dirá o leitor. Claro! Como também foi azar termos visto este Malheiro a protagonizar o espectáculo de Freamunde na época passada.

Links (aqui) e (aqui)

Curiosamente, o Freamunde estava em luta intensa com o Leixões pela qualificação para um lugar no play-off de manutenção da II Liga. É engraçado que na semana seguinte a estes acontecimentos em Freamunde, o senhor Hélder Malheiro tenha sido nomeado para o Portimonense-Leixões. Curiosamente, o clube que saiu beneficiado com o resultado do Freamunde na jornada anterior jogava agora em casa do líder Portimonense. Vejamos o que passou se...


Curiosamente, o Leixões é o mesmo clube que cerca de um mês antes destes acontecimentos fez uma aliança com o Benfica. Por coincidência, os bebés de Matosinhos começaram logo a somar pontos na II Liga tendo conseguido uma recta final de campeonato brilhante que lhes garantiu a manutenção. 

Por coincidência, o Leixões é o tal clube envolvido no "jogo duplo" e foi o também o clube que decidiu fazer queixa contra o Sporting pela utilização do Geraldes e do Ryan Gauld e que esteve ao lado do Benfica na AG da Liga, onde foram propostas alterações regulamentares relativamente às ofertas a árbitros, enquadradas no processo dos vouchers. Mais informação (aqui)

Para alguns deve ter sido uma pena o Rui Patrício ter defendido aquele penálti. Se não o tivesse feito, eu quase que "aposto" que alguém estaria a esta hora a dançar o malhão...

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

"Pela boca morreu o Piriquito"


Depois da notícia da revista Sábado durante o dia de ontem, Horácio Piriquito lá pediu a demissão do cargo de vogal do Conselho Fiscal da FPF.


Um comunicado patético



De todo esta comunicado patético que pouco mais de uma hora esteve disponível para consulta no Facebook pessoal do Piriquito, destaco a parte colocada a marcador amarelo. Pia o Piriquito que "Foram utilizados factos e dados disponíveis em qualquer documento público da FPF. Nenhuma informação confidencial foi passada para a praça pública."

De seguida, o pio do Piriquito virou-se para o jornalista que escreveu a notícia:




O Piriquito perdeu o pio


Hoje, o jornal Ojogo publicou dois emails trocados entre Horácio Piriquito e Pedro Guerra. Vejamos se a frase de destaque em cima bate certo com o seguinte:


E para fechar, aqui vai mais um:



Portanto, o Piriquito que piou que "Foram utilizados factos e dados disponíveis em qualquer documento público da FPF. Nenhuma informação confidencial foi passada para a praça pública." escreveu coisas como: "Envio-te um documento confidencial da FPF só para teu conhecimento e que ainda nem foi aprovado, vamos debate-lo agora numa reunião às 11h lá na FPF" e "Segue super confidencial. Nem sequer foi ainda aprovado".

Para além de bufo ainda é mentiroso.


"Pela boca morreu o Piriquito"


Ontem, no programa "Verde no Branco" da Sporting TV, foi apresentado um excerto do programa "Jogo Limpo"da Benfica TV datado de 3 de Novembro deste ano, em que o Piriquito falou sobre... emails.


Julgo que ficamos todos bem esclarecidos. Para quem ainda tem algum tipo de dúvidas sobre o "gangue" aqui fica este grupo organizado de tentáculos do polvo encarnado presente no casamento de André Ventura.


Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)