quarta-feira, 13 de abril de 2016

Harry postas e o Farinha ampara

 


Harry Postas  na "mouche"



No passado Domingo, Diamantino Miranda falou sobre os jogadores da Académica que ficaram de fora do jogo contra o Benfica da última jornada. Apenas e só, os dois melhores jogadores da equipa e internacionais pelos Sub-21 Leandro Silva e Gonçalo Paciência. Fica a notícia.


O intuito de Diamantino em desvalorizar as queixas do Sporting sobre às exclusões destes jogadores, ficou claro. Relembro que estamos a falar de cartões amarelos que foram erradamente atribuídos a estes jogadores por Carlos Xistra, impedindo-os de jogar frente ao Benfica.

Para branquear bem o caso, convinha dar um exemplo de situação semelhante envolvendo o Sporting. Como não há, inventa-se uma...

Segundo o artista, "3 jogadores do Moreirense acertaram na mouche, levaram amarelo e não podem jogar contra o Sporting". Vejamos:


Como podem verificar os 3 jogadores do Moreirense que levaram amarelo neste jogo foram: Marcelo Oliveira, João Palhinha e Vítor Gomes (duplo amarelo). A expulsão de Vítor Gomes é desde logo impeditiva de jogar contra o Sporting. O mesmo não acontece com os outros dois jogadores. João Palhinha está emprestado pelo Sporting e nunca poderia jogar contra a "equipa mãe". Já Marcelo Oliveira está apto a jogar tendo visto o 10º cartão amarelo da época na Liga.



De três castigados ficou apenas um. Continua a tentar Harry Postas...

A Farinha amarela


Depois do Harry Postas, chega o Chulé (Nuno Farinha) dar a táctica para a semana. Uma jogada dos livros. Quando não há argumentos inventasse qualquer coisa e atira-se areia para os argumentos dos adversários. 


É muito interessante verificar a "azia" que os castigos de Ukra e Wakaso provocaram no "artista". De facto, os jogadores não vão estar no próximo jogo com o Arouca e estarão disponíveis para defrontar o Benfica. Um crime de lesa-pátria.

A teoria até não é má. Mas vamos pensar um pouco. Se eu tivesse a clara intenção de levar um cartão amarelo iria fazê-lo aos 60´ ou 67´minutos? Não seria melhor esperar mais pelo final do jogo para o fazer? Digo eu...

De salientar que as crónicas de Nuno Farinha estão todas disponíveis para consulta no site do Record, mas só para leitores premium (meia dúzia de incautos que gostam de dar dinheiro a jornaleiros) Incrivelmente, o Record e o jornaleiro Nuno Farinha deixaram este artigo de opinião para toda a gente ler. Verdadeiro serviço público.

Tudo isto para branquear o que realmente interessa que é muito simples: O Rio Ave tem 3 jogadores em risco de exclusão para o jogo com o Benfica e o apitador nomeado para o jogo do Rio Ave em Arouca é nada mais nada menos do que... Manuel Mota o tal que é "dinheiro em caixa" (cliquem)

Sobre o Farinha tenho aqui dois "rebuçadinhos".


Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já.

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)
 

13 comentários:

  1. Muito bem.

    Estes lampiões também gostam de fazer teorias da conspiração, mas têm alergia a factos, o que torna tudo mais patético.

    ResponderEliminar
  2. Obrigado Mister por me elucidar numas duvidas que tinha....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando tiver alguma dúvida é só colocar na barra de comentários. Mediante o meu conhecimento responderei com todo o gosto.

      Eliminar
  3. Já não sabem o que dizer ou fazer. A pressão está a dar cabo deles. Já nem sabem mentir.

    ResponderEliminar
  4. O que é "engrassade" é que o Sporting comentar os jogadores que ficam impedidos, jornada após jornada, como se de um virus maléfico se tratasse, de deftontar o Colo Colo de Carnide é um "ai Jesus", é levantar suspeições, enfim, é deitar álcool para a fogueira! Já dizer que os jogadores do Rio Ave se limparam dos cartões para terem a certeza que defrontam o Benfica é só... jornalismo!

    Muito bom!

    Quanto ao Diamantino, era passar essa informação ao Zé Eduardo que ele fá-la chegar em directo ao "troca olhos"...

    ResponderEliminar
  5. Prestamos assistência domiciliar personalizada, segura e humanizada, através de boa pratica assistencial.
    Serviço oferecido a pacientes que necessitam de cuidados pontuais na continuidade dos tratamentos iniciados em ambiente hospitalar ou que estão sob prescrição médica ambulatorial
    http://californiahomecaresp.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  6. Mas que aldrabão mais descarado. Mas não existe ninguém no estúdio que desmonte as tretas deste monte de lixo? Não percebo

    ResponderEliminar
  7. Parabéns mister, isto sim é verdadeiro serviço público

    ResponderEliminar
  8. A diferença entre um futebol limpo e um corrupto é a diferença entre isto:

    http://abola.pt/nnh/ver.aspx?id=607189

    - árbitro adepto do Leicester não apita jogos de adversários directos.

    http://www.record.xl.pt/futebol/arbitragem/detalhe/manuel-mota-poe-like-em-orgulho-benfiquista-860249.html

    - aqui, árbitro lampião apita jogos do Sporting.

    JRamos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente dou-te razão, mas só em parte porque é muito mais fácil encontrar um árbitro do Leicester para ser descartado desses jogos do que encontrar um árbitro português que não seja do regime lampiónico. Só se viessem do estrangeiro. Até o tripeiro que apitou o Sporting-Benfica deu apenas amarelo pelo que fez o Deus da Musgueira ao Brian Ruiz...

      Eliminar
  9. O farináceo culé a esta hora deve estar a carpir algumas mágoas e, creio mesmo, que nos irá presentar brevemente com uma crónica, onde nos provará que até o Bayern tem os seus "Capelas".

    ResponderEliminar
  10. Vocês estão-se a esquecer do axioma básico: Há um cabrão em cada lampião. A partir daqui tudo é possível.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro leão verde, a confirmar o axioma tivemos o Mota dos talhos que, além de pôr likes facebookianos em páginas de apoio carnidense conseguiu fazer o que os benfas e o Vitor Pereira dele esperavam - pôr dois vilacondenses de fora do jogo com o AssHoleB. Sai mais uns voucherzinhos para o talhante e comparsas...

      Eliminar