" Mister do Café: O Homem do Ano para o "oficioso" ABola - A cartilha do estado Lampianico

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

O Homem do Ano para o "oficioso" ABola - A cartilha do estado Lampianico

No final de cada ano civil, o pasquim Abola elege a figura desportiva que mais se destacou ao longo do ano. O galardão é atribuído desde 2004 e conta com grandes desportistas portugueses entre os vencedores. 

Histórico vencedores:

 

  Recordemos os vencedores e os motivos que levaram à eleição destas figuras, segundo a transcrição do próprio jornal.


2004 - No ano do Europeu português, o FC Porto campeão da Europa sob o signo Mourinho.
2005 - Quebrado, enfim, o enguiço o Benfica campeão. Com Nuno Gomes, seu símbolo.
2006 - O fenómeno já explodira, Cristiano Ronaldo era a referência do Manchester United.
2007 - Porto campeão arrastado pelo encanto de Quaresma, o mago da trivela e não só.


2008 - Nélson Évora - Portugal de Ouro em Pequim, com Nélson Évora campeão olímpico do triplo-salto.
2009 - Jorge Mendes - Toque de Midas do agente. Record mundial na transferência de CR7 para Madrid.
2010 - José Mourinho - Mourinho no topo da Europa com o Inter.
2011 - Paulo Bento - Qualificou Portugal à fase final do Euro 2012

2012 - O arbitro da final do Euro 2012 e da Final da Champions.
2013 - Memorável ano em Madrid e na Seleção, sobretudo com os golos à Suécia.
2014 - Inédito póquer na história do Benfica (Liga, Taças e Supertaça) deu o prémio a Jorge Jesus.

O exercício da escolha por "gente séria":


Proponho que o leitor perca 2 minutos e faça a eleição do homem do ano 2015. Eu deixo a minha linha de raciocínio:

1 - Ora bem, a nível de modalidades extra-futebol, não tivemos Jogos Olímpicos nem tivemos um atleta com grande destaque internacional. Logo temos que ir para o futebol...

2 - No futebol português há sempre duas figuras a ter em conta, Ronaldo e Mourinho. Mourinho apesar de ter sido campeão acabou despedido do Chelsea. Ronaldo apesar da boa época também não ganhou nenhuma competição. Nenhum deles entra nas contas.

3 - Em Portugal o Benfica foi campeão e venceu a Taça da Liga; O Sporting ganhou a Taça de Portugal e a Supertaça. Destes 4 títulos, Jorge Jesus ganhou 3 (Liga, Taça da Liga e Supertaça) e Marco Silva ganhou a Taça de Portugal. 

Espera lá, não foi Jorge Jesus que dominou e continua a dominar a agenda mediática desportiva em Portugal desde a mudança do Benfica para o Sporting?  

Eh pá, e não foi Jorge Jesus o homem que esteve sempre na frente do campeonato em 2015, com exceção da última semana?

E não foi em 2015 que Jorge Jesus se tornou o treinador mais titulado da história do Benfica!?

Jorge Jesus parece a escolha óbvia. Certo? ERRADO!

A cartilha do Estado Lampianico:


Ora segundo o Art. Nº1 da cartilha do Estado Lampianico no capítulo para pasquins:  

"Em caso de atribuição de prémios relevantes por parte de um órgão do Estado Lampianico é pecado mortal escolher um vencedor que em algum momento tenha efetuado ações que tragam "danos reputacionais" ao Estado Lampianico. A oportunidade deve ser aproveitada para "adoçar a boca" a uma figura importante do futebol português que possa ajudar o Estado Lampianico. Dar preferência à elementos da FPF, Liga, Arbitros, etc"


O primeiro exemplo da utilização da cartilha no prémio "Homem do Ano":

 

Em 2011, André Villas Boas concluiu uma época histórica para o Porto e para o futebol português, batendo diversos recordes, mas principalmente por ter ganho 4 competições. Liga Europa, Campeonato, Taça de Portugal e Supertaça. Para adoçar ainda mais a época, Villas-Boas transformou o Estádio da Luz no salão de festas do Porto. Basta recordar o festejo do título nacional (sem Luz) e a reviravolta na 2ª mão da meia final da Taça de Portugal.

Ora de acordo com a cartilha, André Villas-Boas causou danos reputacionais ao Estado Lampianico que o excluem da lista dos candidatos ao prémio de homem do ano. Nesse ano o vencedor foi Paulo Bento (selecionador nacional) com a justificação "Qualificou Portugal à fase final do Euro 2012". Genial!!!!



O segundo exemplo da utilização da cartilha no prémio "Homem do Ano":

 
 Em 2011, tal como em 2015, a cartilha foi utilizada sem falhas mas com falta de criatividade. A escolha recaiu na mesma figura: a do Selecionador Nacional. Primeiro Paulo Bento, agora Fernando Santos.

A justificação para a atribuição do galardão a Fernando Santos foi a seguinte: 


Com que então Fernando Santos foi eleito o Homem do Ano em 2015 por ter conseguido 7 vitórias consecutivas na qualificação para a Fase final do Euro? Primeiro que tudo convêm referir que destas sete vitórias, duas delas foram conseguidas em 2014 e num grupo onde o adversário mais difícil foi a Albânia (ficou em segundo lugar) mais isso são peaners como diria alguém. Já agora alguém se lembra do nome de um jogador albanês!?


  VítorSerpa, Bispo da diocese de Pasquim justifica a escolha.

Na pag.47 de Abola publicada no dia 26 de Dezembro, o Bispo Vítor Serpa começa o seu artigo com um "é evidente que Jorge Jesus poderia ter sido, pela segunda vez, o homem do Ano. Havia argumentos que o justificariam.". (Argumentos!? Cá para mim havia muito mais do que argumentos. Haviam factos. Ou ganhar 3 títulos em 4 possíveis em 2015 em Portugal é um mero argumento!? E comparar isto com a qualificação de Portugal para o Euro 2016 faz algum sentido? Ainda para mais na qualificação mais fácil da história dos Europeus. Pela primeira vez na história, um Europeu terá 24 equipas, mais 8 do que as habituais 16. Estamos a falar num Euro que terá Islândia, Irlanda do Norte, País de Gales, Albânia e Eslováquia como seleções estreantes. Por alma de que santo é que uma qualificação nestes moldes é um feito histórico!?

Mas Vítor Serpa vai ainda vai mais longe. "Também o Presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, pela forma tumultuosa, diferenciada e incontornavelmente marcante da vida desportiva nacional chegou a ser considerado no pequeno grupo de candidatos.". (Ainda estou para perceber se esta adjetivação é elogiosa!?

Isto foram os primeiros 2 parágrafos. Os restantes 10 são um chorrilho de elogios à figura do Engenheiro. Por momento até pensei que estivéssemos a falar da Madre Teresa de Calcutá tal foi a adjetivação utilizada. 


Tenho que salientar algumas passagens:

"É um exemplo como treinador de futebol, porque também é um exemplo como homem e isso conta muito para Abola. Sobretudo conta muito num tempo em que os princípios e o respeito pelos outros tão pouco parecem contar" (tu queres ver que foi por isso que o Jorge Jesus não foi escolhido!? Naah não pode ter sido por isso, porque quando estava no Benfica ganhou o prémio. A não ser que tenha mudado... JJ mudasti!?)


"homem culto, personalidade vincada, cidadão solidário, espírito pragmático, assumidamente crente em Deus,treinador de uma competência técnica tão reconhecida como discreta" entre adjetivação mais corrente como "Grande fimeza competitiva", "competência", "consensual", "personalidade estrelar", "treinador de sucesso".

Confesso que fiquei emocionado.


Vai um docinho!?


Em 2012 tivemos uma surpresa nos convocados para o Europeu. Paulo Bento decidiu levar para o campeonato Nélson Oliveira (quêm?). É aquele miúdo do Benfica que ia ser o novo Ronaldo e que em 7 épocas de profissional leva uma média estrondosa que não chega aos 4 golos por época. Para um ponta de lança até não está mau...

Em 2016, provavelmente teremos Nélson Semedo, Gonçalo Guedes, Renato Sanches e afins no Europeu de França. Fernando Santos é uma figura estimada no Estado Lampianico, não fosse ele o homem que precisou apenas de ver meia dúzia de jogos de Nélson Semedo e Gonçalo Guedes para os tornar internacionais AA. Tem de facto uma visão que vai muito para além do mero mortal.  Este prémio e todos os elogios na comunicação social servem também para desviar a atenção das pessoas e descredibilizar todos aqueles que estejam contra alguma eventual convocatória.

A azia está neste momento em patamares estratósféricos. A não eleição de Jorge Jesus em 2015, na linha do que aconteceu com Villas Boas em 2011 é mais um episódio que deveria envergonhar os profissionais do Jornal ABola. Tenham vergonha por uma vez na vida e assumam-se pelo o que são ou pelo menos parecem ser: um mero pasquim ao serviço de um estado lampianico. Ou então deixem-se de tretas e façam jornalismo!

Caros leitores, continuo a apelar ao boicote total a este jornalixo. Quero também agradecer mais uma vez a todos pelo apoio recebido e pedir-vos para se assim o entenderem seguirem o blog no Facebook, Twitter e seguirem-nos no blogger. Quanto maior o blog se tornar mais pessoas conseguirá fazer chegar a informação. Obrigado!

3 comentários:

  1. Excelente Post Mister

    Mais um bom Blog, no universo Sportinguista. Desejo-lhe muita sorte e longa vida

    ResponderEliminar
  2. Isso! perante o cenário catastrófico dos media, em que o Sporting. mesmo sempre com 5 jogadores da formação não é reconhecido, em que a bisca do duricic ao rui costa não aparece (lembrem-se da novela sá pinto liedson, do bruno com o jefferson, etc...), o unico caminho é este: denunciar. tu, o artista do dia, a tasca...são ESSENCIAIS para a sibrevivencia e sucesso do clube.

    ResponderEliminar
  3. Fernando Santos é o braço direito do seleccionador tuga..o Mendes?
    é q quem faz as convocatorias é o Mendes....reparem qd o Eligordo sair de carnide se voltará a ser convocado

    ResponderEliminar