quinta-feira, 5 de abril de 2018

Um apito de "braguilha" aberta


A nomeação do senhor Luís Godinho para o jogo mais importante da jornada, foi mais um dos temas que passou entre os pingos da chuva. Ninguém neste país se questionou sobre a validade desta escolha. E isto acontece em grande parte pela forma como o conselho de arbitragem tem anunciado os árbitros em cima da hora dos jogos. Ontem falei um pouco sobre isso (aqui).  

Este Luís Godinho é mais um daqueles internacionais de aviário que têm surgido nos últimos tempos no futebol português. Obviamente, se a sua nomeação fosse conhecida com antecedência, a carreira do árbitro e a forma como chegou a internacional seriam escrutinadas, assim como a sua nomeação por parte do conselho de arbitragem. Que justificação é que o CA tem para nomear um árbitro sem experiência para um jogo desta importância? 

Curiosamente, não há ninguém que fale sobre a nomeação nem sobre a arbitragem de Luís Godinho. Mas, se ninguém fala, falo eu. Vamos lá ver o serviço de Luís Godinho. 

Pontapé de penálti por assinalar a favor do Sporting



A falta é evidente. Matheus entrou com tudo e poderia até ter lesionado gravemente Bas Dost. João Pinheiro, VAR da partida, deu indicação ao árbitro que teria ficado por assinalar um pontapé de penálti a favor do Sporting. Luís Godinho armou-se em chico-esperto e contrariou a evidência indicada pelo seu colega. 

Golo bem invalidado ao Braga



O golo do Braga foi precedido de falta sobre Gelson Martins. Pedro Henriques explica o lance de forma categórica. É visível a sombra na bota do jogador do Braga à medida que se aproxima do joelho. Depois é visível o pé do atleta do Braga a baixar subitamente depois de embater no joelho do Gelson. Restando dúvidas, revejam o lance do início e vejam como Gelson tinha caminho aberto e uma bola fácil de dominar para lançar de imediato o contra-ataque do Sporting. 

Mais uma vez, o VAR avisou o árbitro sobre o lance. Desta feita, Luís Godinho para não ir para o intervalo com dois lances capitais a prejudicar o Sporting, lá aceitou a recomendação do seu companheiro de equipa. 

Mas, Luís Pinheiro não quis ir para intervalo sem cometer outro erro capital na partida.

Expulsão perdoada  - "Varreu o Gelson, foi relva, foi chuteiras, bota, calções, tudo..."


Ao 40 minutos, Bruno Viana entra desta foram sobre Gelson Martins.


É absolutamente inacreditável ver como Luís Godinho não deu cartão vermelho direto por esta entrada com tudo de Bruno Viana. Aqui, o VAR deveria ter intervido para pelo menos dar ao árbitro a possibilidade de ver melhor o lance. Não o fez. 

Mas o mais incrível no meio de tudo isto foram mesmo os comentários de Luís Freitas Lobo quando disse que a falta era para amarelo. A análise ao lance do comentador é perfeita, quando diz que "Bruno Viana sentiu que Gelson ia isolar Bas Dost e entrou com tudo." Importa dizer que mesmo sendo uma falta sem qualquer perigo para a integridade física de Gelson o lance seria sempre para amarelo porque corta uma jogada de muito perigo. 

Deixa de ser amarelo para passar a vermelho quando Bruno Viana entra a matar. O próprio Freitas Lobo diz que foi "Bruno Viana varreu o Gelson. Foi Gelson, foi relva, foi chuteiras, bota, tudo, calções, tudo...". 

Se assim foi, como é que Freitas Lobo pode dizer que foi bem mostrado o amarelo? Inacreditável.

Como se inclina o campo


Quando estava a ver o jogo em directo fiquei logo com a sensação que Rául Silva tinha feito duas entradas para cartão amarelo no início da 2ª parte. Fui então rever os 15 minutos iniciais da 2ª parte. Para além desses dois lances encontrei mais quatro que são bem demonstrativos de como se inclina um campo a favor de uma equipa. Reparem nisto. 


No vídeo podem ver faltas inexistentes assinaladas a favor do Braga. Todas em momento de pressão do Sporting. Depois há uma pisão no calcanhar do Gelson que até lhe faz sair a bota. Luís Godinho nem falta marcou. Ficou um cartão amarelo por mostrar a Paulinho. E depois os experts dizem que o Sporting não conseguiu pressionar na segunda parte.

Mas vamos ver os lances pelos quais estive a rever os primeiros 15 minutos da 2ª parte.

O duelo entre Raúl Silva e Bruno Fernandes



Aos 58 minutos o Sporting sai em ataque rápido por Bruno Fernandes que é abalroado por Raúl Silva, numa falta clara para amarelo. Luís Godinho, nem falta marcou.

De seguida jogada rápida de contra-ataque do Sporting com Bruno Fernandes a abrir na direita em Gelson Martins e a ser mais uma vez abalroado por Raúl Silva, que impossibilita o médio do Sporting de continuar a participar na jogada. Se repararem, na repetição do lance é possível ver claramente que o árbitro Luís Godinho faz sinal que viu a falta mas deu a lei da vantagem. Ficou apenas a faltar o respectivo cartão amarelo. 

Para fechar


Como diz Jorge Jesus: "É muito mais fácil expulsar um jogador do Sporting". O Blog Artista do Dia fez esta semana uma análise estatística muito interessante. Deixo aqui um pequeno quadro que foi publicado nesse post (aqui).


Pode ser assacada culpa aos dirigentes, treinador e jogadores. O que não se pode fazer é passar um pano branco nas actuações miseráveis como esta de Luís Godinho.

PS: Se não conseguirem ver os vídeos, é provável que isso aconteça por terem o adblock ligado. A plataforma onde estão alojados os vídeos tem uma publicidade que é captada pelo adblock e não permite a visualização. Para verem abram um excepção para o blog.

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aqui)

5 comentários:

  1. O costume... Depois temos os "iluminados" de serviço com as tiradas "joguem à bola", "não jogamos nada" e "falta de atitude"...
    Era preciso que nos deixassem!...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mesmo!! É tão fácil, desde há muito tempo, condicionar os jogadores do Sporting com cartões atrás de cartões!! O Adrien enquanto esteve no Sporting, foi dos mais amarelados. Qualquer sopro e os adversário caiem que nem folhas!!!
      Merecíamos estar num campeonato onde houvesse VERDADE DESPORTIVA!!
      Isto está feito para ser sempre o mesmo a ser "campeão."

      Eliminar
  2. Falta aquele lance entre o golo anulado e o intervalo em que o Gelson sofre falta na quina da grande área e que daria um livre perigoso que poderia ser uma boa oportunidade para o sporting.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem lembrado. Foi dos últimos lances da 1ª parte

      Eliminar
  3. Continuamos a ser sirurgicamente prejudicados, cambada de vendidos.

    ResponderEliminar