quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

A "velha guarda"


Quando penso no director do jornal Record vem-me sempre à memória o momento em que este sujeito atribuiu a Luís Filipe Vieira o cognome de "O Estadista". Vamos recordar:

"Vieira, o estadista"


Link (aqui)
Este texto foi escrito pouco tempo depois de Bruno de Carvalho ter denunciado o escândalo dos vouchers, que ainda continua a ser analisado pela justiça. Visto a esta distância e mediante o que sabemos hoje, este texto torna-se ainda mais delicioso.

"É gente da velha guarda, supertrabalhadora"



No dia 3 de Novembro de 2016, António Magalhães envia um email para Luís Bernardo com um anexo de um cv de uma pessoa da "velha guarda e supertrabalhadora". Portanto, temos um director de um jornal a meter uma cunha ao director de comunicação do Benfica para dar emprego a uma pessoa amiga. Maravilha!

Não consegui apurar o paradeiro profissional da pessoa em causa, mas é questão de os jornalistas questionarem António Magalhães sobre este episódio. Como bom entendedor em "estadismo" não deve ter problemas em responder.

PS: Ainda alguém tem dúvidas do real motivo pelo qual os jornais não pegam nos emails? 


Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aqui)

12 comentários:

  1. Apesar de não pegarem estamos a assistir a uma mudanca no grupo cofina, em que CMTV e revista sábado fazem investigacões sobre o carnide. Claro que record passa tudo ao lado, mas isso já era de esperar.

    ResponderEliminar
  2. estes gajos vendidos diretores de jornais sao como as moscas que andam atraz da merda como nos jornais nao auferem grande coisa entao dedicam-se a lamber as botas a quem tem dinheiro so nao perguntam esses lambe botas como o dinheiro foi adquirido e nem nunca investigaram um pouquinho como o cadastrado vigarista fez a fortuna

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. isso de lamber botas já era,hoje em dia são conhecidos por lambéculas,uma evolução dos famigerados lambe-cús..

      Eliminar
  3. Não pegam só nos e-mails, são as entrevistas forjadas, as notas inflacionadas dos jogadores que são suspeitos de serem comprados pelo benfica, assim até fazem grandes exibições. Os maradonas da Mealhada, etc etc..

    ResponderEliminar
  4. estes gajos vendidos diretores de jornais sao como as moscas que andam atraz da merda como nos jornais nao auferem grande coisa entao dedicam-se a lamber as botas a quem tem dinheiro so nao perguntam esses lambe botas como o dinheiro foi adquirido e nem nunca investigaram um pouquinho como o cadastrado vigarista fez a fortuna

    ResponderEliminar
  5. Como é possível o grupo cofina alimentar tipos de estrumeira como este e outros como ele. Estes tipos são do mais baixo nível que pode haver. Nem eles próprios acreditam no que escrevem! São ridículos passam por estúpidos, até dentro da própria classe. O Descredibilizam totalmente a profissão. Estão como querem. Não vejo futuro nenhum nesta profissão, que tinha a vantagem de ser uma mais valia para um sistema democrático e que agora não tem credibilidade nenhuma. o problema é que erguer é que custa, destruir é rápido e tipos como este não se importaram de descer até ninguém acreditar uma réstia que fosse nesta gente.

    ResponderEliminar
  6. Este nunca me enganou... o "falinhas mansas"...

    ResponderEliminar
  7. Anda tudo com o rabo preso, e tenho a impressão que vai vir mais,gente sério ptocura - se.

    ResponderEliminar
  8. Os gajos da cofina sao iguais aos outros . Mas a CMTV como tem que manter as audiencias utiliza estes assuntos para fazer render o peixe nos programas da noite que tem o dobro de audiencia da concorrencia. Foi a bola que meteu a CMTV a frente de todos ! Eles falam nas coisas pela rama e gerem os assuntos para manterem os telespectadores agarrados a TV com as noticias que laçam , no entanto , ainda mantem o Carlos Janela que é altamente suspeito de corrupção passiva dos jornalistas do Record . É tudo puta !!!!

    ResponderEliminar