sexta-feira, 16 de novembro de 2018

Terrorismo?


Na passada terça-feira, Inês Ferreira Leite, docente da universidade de Direito de Lisboa esteve num especial de informação da SIC Notícias onde de uma forma elucidativa e informada deu o pontapé de saída numa discussão muito relevante, que passa pela categorização dos acontecimentos de Alcochete como sendo ou não considerados actos de terrorismo. 

Aqui fica o vídeo.

As declarações 



A complexidade das teorias jurídicas que têm sido apresentadas aos portugueses nos últimos tempos dificultam a percepção do que está verdadeiramente em causa no ataque à Academia do Sporting. A certa altura, Inês Ferreira Leite diz uma coisa que todos compreendemos: "As pessoas não precisam de ler o código penal para saberem o que é um crime". Chegamos a um ponto tal em que se torna refrescante ouvir algo que é do senso comum. Deixo apenas esta pequena reflexão complementar às declarações anteriores.

Quanto à classificação de terrorismo há mais para dizer, mas fica para outro post. 

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aquiInstagram: (aqui)

quinta-feira, 15 de novembro de 2018

Bruno de Carvalho e Mustafá saem em liberdade


Ao final da manhã de hoje o Juízo de Instrução Criminal do Barreiro do Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa informou a libertação imediata de Bruno de Carvalho e de Nuno Mendes, mais conhecido por Mustafá. 

Comunicado oficial


De seguida deixo o comunicado na íntegra:

"O Juízo de Instrução Criminal do Barreiro do Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa, informa os senhores jornalistas que, devido à greve parcial dos senhores oficiais de justiça, só agora foi lido o despacho que aplicou as medidas de coação aos arguidos agora detidos na sequência do processo n.º 257/18.0 GCMTJ instaurado pelos factos ocorridos na Academia do Sporting Clube de Portugal.

Mais informa que a ambos os arguidos, BRUNO MIGUEL AZEVEDO GASPAR DE CARVALHO e NUNO MIGUEL RODRIGUES VIEIRA MENDES tendo em conta que se verificam indícios da verificação dos pressupostos objetivos e subjetivos dos tipos de crimes que lhes são imputados:

- vinte crimes de ameaça agravada, p. e p. pelo artigo 153º, n.º 1 e 155°, nº1, alínea a) do Código Penal;

- doze crimes de ofensa à integridade física qualificada, p. e p. pelo artigo 143º, n.º 1 e 145º, n.º1, alínea a), n.º 2 por referência à alínea h) do n.º 2, do artigo 132° do Código Penal de:

- vinte crimes de sequestro, p. e p. pelo artigo 158°, n.º 1 do Código Penal;

- dois crimes de dano com violência, p. e p. pelo artigo 212°, n.º 1, e 214º, n.º1, alínea a), do Código Penal;

- dois crimes de detenção de arma proibida agravado, p. e p. pelo artigo 86°, n.º1, alínea d) e 89°, por referência ao artigo 2°, n.º 5, alínea af) e q) e 91°, n.º1, alínea a) e nº 2 da Lei n.º 5/2006, de 23.02;

- um crime de terrorismo, p. e p. pelo artigo 4º, n.º 1, por referência ao artigo 2º, n.º1, alínea a) da Lei n.º 52/2003, de 22.08, com a redacção dada pela Lei n.º 60/2015, de 24/6.

E que se indicia ainda, fortemente, a prática, pelo arguido NUNO MIGUEL RODRIGUES VIEIRA MENDES, em autoria material de:

- um crime de tráfico de estupefacientes, previsto e punível pelo art.º 21 n.º 1 do DL 15/93 de 22.01

e que se verificam, ainda, em concreto, os perigos de fuga, de perturbação do decurso do inquérito, nomeadamente, para a aquisição e conservação e veracidade da prova, de continuação da atividade criminosa, bem como de grave perturbação da ordem e tranquilidade públicas, atendendo à natureza dos ilícitos em causa e à visibilidade social que a prática dos mesmos implica, considerando que a atuação dos arguidos revela um manifesto desprezo pelas consequências gravosas que provocam nas vítimas, foram aplicadas a cada um dos arguidos, uma vez que apenas em relação à prática do crime de tráfico de estupefacientes imputado ao arguido Nuno Mendes se verificam fortes, os indícios resultantes dos elementos de prova constantes dos autos (o que implica que não seja possível a aplicação das medidas de coação previstas nos artigos 200º a 202º do Código de Processo Penal (proibição ou imposição e condutas, obrigação de permanência na habitação e prisão preventiva), para além do Termo de Identidade e Residência, as medidas de coação de apresentações diárias nos Órgãos de Polícia Criminal das respetivas áreas de residência e ainda a prestação de caução, no montante de € 70.000,00."

Para fechar


Neste curto despacho o juiz conclui que "uma vez que apenas em relação à prática do crime de tráfico de estupefacientes imputado ao arguido Nuno Mendes se verificam fortes, os indícios resultantes dos elementos de prova constantes dos autos". Portanto, relativamente ao caso de Alcochete o juiz considera que os indícios não são sequer suficientemente fortes para manter Bruno de Carvalho e Mustafá em prisão preventiva, ao contrário do que aconteceu com os restantes arguidos neste processo.

Posto isto, as televisões e jornais deste país podem mobilizem agora os seus meios para a porta do tribunal onde decorre a instrução do processo e-toupeira.

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aquiInstagram: (aqui)

quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Sempre a rasgar


Após a detenção de Bruno de Carvalho e Mustafá, a CMTV cancelou toda a sua programação regular para dedicar as 24 horas da sua emissão ao acompanhamento desta matéria. Uma posição editorial que já tinha sido praticada aquando do ataque na Academia do Sporting e que durou até ao dia da Assembleia destitutiva a 23 de Junho.

Para que se perceba melhor o que é a actual emissão da CMTV deixo-vos um pequeno vídeo com prints retirados a cada 10 minutos da emissão de ontem entre às 8:00h da manhã e a 1 hora da madrugada de hoje. Através do relógio colocado sob o simbolo da CMTV é possível verificarem a as a evolução. Antes de passar ao vídeo deixo duas notas adicionais:

1) Durante o jogo de futebol feminino transmitido em directo durante a tarde, a CMTV decidiu dividir o ecran e continuar a falar sobre Bruno de Carvalho. 

2) O único momento durante o período referido em que a CMTV abordou outras temáticas foi entre as 21:00h e as 21:40 onde foram apresentadas as restantes notícias do dia.

O vídeo



Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aquiInstagram: (aqui)

O "notável" que interessa ouvir


Entre o dia do ataque à Academia do Sporting a 15 de Maio e o dia de AG de destituição a 23 de Junho, os Sportinguistas tiveram de levar com doses diárias de "notáveis" a comentarem a situação do clube. Infelizmente, parece que as televisões nacionais querem recuperar esses tempos. Ainda ontem a CMTV, TVI24 e a Sic Notícias deram palco a figurinhas como José Pedro Rodrigues, Rita Garcia Pereira, Vítor Ferreira, Pedro Madeira Rodrigues, Luís Marques, Carlos Barbosa da Cruz, Rui Morgado ou André Pinotes, entre outros. Uma palavra para a RTP que não montou palco para este circo. 

Foi através de gente desta estirpe que a designação de notável passou a ter uma conotação negativa no universo leonino. Tempos houve em que a esta designação servia para descrever um indefectível Sportinguista com grandes méritos na sociedade portuguesa. Vou pessoalizar estes Sportinguistas em vias de extinção na pessoa do Dr. Eduardo Barroso, que ao longo de tantos anos tem sido um farol de Sportinguismo para tantos leões. 

A importância de termos Sportinguistas com a categoria do Dr. Eduardo Barroso não está relacionada com o estar certo ou errado numa ou outra matéria, ou com o facto de ter apoiado um ou outro candidato. A importância de existirem Sportinguistas como o Dr. Eduardo Barroso está sobretudo na forma convicta como usam a sua notabilidade na sociedade portuguesa para defenderem o ideal leonino e o Sporting.

Os leitores sabem perfeitamente qual é a minha opinião sobre o presidente Frederico Varandas e sabem também que o Dr. Eduardo Barroso foi um dos seus apoiantes. Não tenho sequer qualquer dúvida que sem o apoio do Dr. Eduardo Barroso, Frederico Varandas não seria presidente. Mesmo não concordando com a sua escolha, respeito-a por ter a certeza que o apoiou exclusivamente por achar que seria a melhor opção para o Sporting e não por qualquer outra questão. 

As declarações do Dr. Eduardo Barroso 


Posto isto, gostaria que os Sportinguistas ouvissem as palavras do Dr. Eduardo Barroso sobre a detenção do ex-presidente Bruno de Carvalho, no jornal da TVI na passada segunda-feira. Subscrevo-as na integra. No início do vídeo estão também declarações de Miguel Sousa Tavares, que como sabemos nunca morreu de amores por Bruno de Carvalho. 



Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aquiInstagram: (aqui)

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

A detenção de Bruno de Carvalho e Mustafá


Bruno de Carvalho e Mustafá (líder da Juventude Leonina) foram ontem detidos no âmbito do processo do ataque à Academia de Alcochete. Aqui fica um breve resumo do que foi hoje publicado na imprensa escrita.

Acusados de quê?


Na imprensa escrita de hoje apenas o Record e Abola avançam com os eventuais crimes que Bruno de Carvalho e Mustafá estarão acusados. O Record diz que estão ambos acusados de terrorismo, sequestro e ofensa agravada na condição de instigador. Abola diz apenas que Bruno de Carvalho é acusado de terrorismo e autoria moral. Importa referir que o resto da imprensa escrita não indica a acusação de que são alvo os detidos. Só por aqui já se consegue perceber a falta de informação oficial que existe neste momento.


Detidos onde?


Bruno de Carvalho está no posto da GNR de Alcochete e que Mustafá está no posto da GNR da Pontinha. 

Detidos até quando? 


O Record e o Correio da Manhã avançam que os detidos só amanhã serão presentes ao juiz de instrução criminal do Barreiro, ao contrário do que tem vindo a ser dito pela restante imprensa que aponta para hoje a audição dos detidos. As medidas de coação só serão conhecidas depois dos detidos serem ouvidos pelo juiz de instrução.

Buscas


Foram feitas buscas em casa de Bruno de Carvalho e na sede da Juventude Leonina no Estádio José Alvalade. Da casa do ex-presidente leonino terão sido levados os telemóveis e todos os computadores, inclusivamente o computador da filha mais velha. Na casinha da Juve Leo terá sido encontrado 20g de Cocaína. 

Indícios


Apenas o Correio da Manhã avança com a existência de indícios para estas diligências. Segundo Tânia Laranjo e Henrique Machado, o testemunho de Bruno Jacinto, antigo oficial de ligação aos adeptos é o principal indício que as autoridades têm para ligar o antigo presidente do Sporting e o líder da Juventude Leonina a estes crimes. Segundo o mesmo jornal, Rui Caeiro será chamado a prestar declarações sobre uma eventual conversa telefónica entre Bruno de Carvalho e Fernando Mendes. 

Notas finais


Neste momento é muito cedo para fazer qualquer tipo de análise mais profunda sobre o envolvimento do antigo presidente do Sporting e do líder da Juventude Leonina, até porque nem sequer se sabe com certeza de que é que são acusados. 

Posto isto, há algo que já posso comentar e que passa pela forma como Bruno de Carvalho foi detido e pelo tempo de espera de que será alvo para prestar declarações perante um juiz de instrução criminal. Salvo raras excepções, não me parece justo que a casa de um cidadão seja alvo de buscas a um domingo ao final do dia e que esse mesmo cidadão seja detido por duas noites até ser ouvido por um juiz de instrução. 

Quanto ao processo em si, reitero a minha confiança nas instituições e só peço que se apure toda a verdade para que a justiça seja feita. 

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aquiInstagram: (aqui)

domingo, 11 de novembro de 2018

Negócios de Jorge Mendes estão a ser investigados em 5 países


O semanário Expresso publica na sua edição deste fim de semana uma investigação a Jorge Mendes com base nos ficheiros revelados pelo Footballeaks. 

Resumidamente


Segundo o Expresso, "de 2008 a 2016, Mendes e a mulher receberam 96 milhões de euros sem os declarar como dividendos", sendo que neste momento Jorge Mendes está a ser investigado pelas autoridades portuguesas numa investigação que envolve uma colaboração directa entre 5 países. 

Estão neste momento sob investigação 59 negócios (transferências, empréstimos, contratos e renovações) ocorridos entre 2014 e 2016. Nestas negociações estão envolvidos 34 jogadores de futebol, dois treinadores e 15 clubes.

Clubes
- Reino Unido: Manchester United, Manchester City, Chelsea, Swansea, Burnley, Bolton, Norwich e Wolverhampton
- Espanha: Real Madrid, Barcelona, Atlético de Madrid e Valência
- Portugal: Benfica, Porto e Braga

Dos 59 negócios identificados, o Expresso diz que em Março de 2018 já tinham sido recolhidos dados sobre 20 negócios. Neste lote figuras nomes como os de Diego Costa, Eder, Mangala e Jackson Martinez. Destes 20 negócios, uns incríveis 12 dizem respeito a acordos com o Benfica. Porto tem 4 negócios identificados e o Braga está com três. 


O artigo do Expresso


(cliquem em abrir imagem num novo separador para aumentar a imagem)




Para fechar


Felizmente, no período que está a ser analisado pelas autoridades o Sporting não teve qualquer tipo de negociações com gente desta estirpe. Razão pela qual o clube não se vê ligado a mais uma trapalhada de Jorge Mendes, que recordo, foi o mentor dos problemas fiscais de Cristiano Ronaldo, Pepe, Falcão, James Rodriguez, Fábio Coentrão, Ricardo Carvalho ou José Mourinho, entre outros. 

Com a entrada de Sousa Cintra no Sporting, Jorge Mendes foi novamente apresentado como o "salvador do Sporting" e a direcção de Frederico Varandas parece querer seguir o mesmo caminho daquele que foi trilhado pela comissão de gestão. Infelizmente, sobre mais uma passagem desta personagem no Sporting terei muito mais a dizer nos próximos tempos. 

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aquiInstagram: (aqui)

quinta-feira, 8 de novembro de 2018

O "pedido de insolvência" da treta


É engraçado verificar que com o tempo, algumas das manchetes que alimentaram capas de jornais, discussões estéreis nas televisões, a oposição interna do Sporting e os rivais, vão agora ficando desmontadas de forma definitiva. O mais recente mito a cair foi o tal pedido de insolvência da Sporting SAD. Vejamos:

"Credor pede falência da Sporting SAD"



No dia 17 de Março de 2018 foi este o destaque de capa escolhido pelo Correio da Manhã. Aqui fica também a notícia completa:


Como podem verificar, a entidade que pediu a insolvência da Sporting SAD foi a Camacho & Nunes, reclamando 511 mil euros à Sporting SAD. 

A resposta de Bruno de Carvalho


No próprio dia em que saiu esta "notícia" do Correio da Manhã, Bruno de Carvalho respondeu através do seu Facebook. Aqui fica o print:


Neste post, Bruno de Carvalho confirmou a entrada do pedido de insolvência, mas garantiu aos Sportinguistas que a SAD nada devia a esta sociedade e que tudo iria fazer para defender o bom nome do Sporting.

Uma história antiga


Importa recordar que o que está em causa nem sequer é relacionado com actos de gestão durante o mandato de Bruno de Carvalho. Este é um assunto que vem da gestão de Godinho Lopes. Recuemos a 2012.

Link da notícia (aqui)

Em Novembro de 2012 foi pedida pela primeira vez a insolvência da Sporting SAD e como podem verificar no título da notícia do jornal Público da época, já o Sporting negava a existência desta dívida. Reparem agora numa notícia do mesmo dia no jornal Dinheiro Vivo. 

Link da notícia (aqui)
Como podem verificar, na altura quem pedia a insolvência da Sporting SAD era a empresa Care, através do advogado João Camacho. 

Mais uma vez, a direcção de Godinho Lopes desmentiu esta dívida: "fonte oficial do clube lisboeta disse à Lusa que “o Sporting está completamente tranquilo porque não deve um cêntimo a essa empresa”, clarificando ainda não ter havido, até ao momento, qualquer notificação formal."

Camacho & Nunes compraram a "dívida" 


Obviamente, a Care não levou avante a sua intenção. Mais tarde, a Camacho & Nunes, uma empresa de recuperação de crédito, comprou a alegada "dívida" do Sporting à Care. Curiosamente, João Camacho, o tal advogado que interpôs o primeiro pedido de insolvência à Sporting SAD em nome da Care é um dos sócios da Camacho & Nunes, a tal firma que em Março deste ano voltou a interpor novo pedido de insolvência da SAD.

É este o senhor de quem vos falo.

Dr. João Camacho

Conhecido o Dr. João Camacho, fica a faltar conhecermos o outro sócio da empresa que queria a insolvência da Sporting SAD. Apresento-vos o senhor António Nunes.


Nesta foto podemos ver António Nunes ao lado Juan Barnabé, antigo guardador do milhafre do Benfica e que foi corrido ao pontapé do clube, literalmente. 

Link (aqui)
No print anterior é possível vermos António Nunes em Nápoles para acompanhar o Benfica. Ao seu lado, José Carlos Amorim, antigo árbitro da primeira categoria. Maravilhoso...

Assunto fechado


Ontem ficamos a saber através da imprensa que a Camacho & Nunes desistiu do processo contra o Sporting. Vejamos agora o destaque dado pelo Correio da Manhã na sua edição de hoje. 


Quase que precisava de uma lupa, mas lá consegui encontrar.

"Insolvência está fora de questão"


Aqui fica a notícia de hoje publicada pelo jornal Ojogo. As versões dos outros dois diários desportivos são iguais a esta. 

Jornal Ojogo de 08/11/2018
Portanto, a Camacho & Nunes desistiu do pedido de insolvência "reconhecendo que a SAD leonina não tinha qualquer dívida". Fonte do Sporting disse ao jornal Ojogo e a todos os outros jornais nacionais que a SAD não procedeu a nenhum pagamento à Camacho & Nunes. Nesse sentido, e uma vez que a empresa reconheceu que não tinha direito a estes montantes, o Sporting também deixou cair o processo de litigância de má fé e de responsabilidade civil por pedido infundado, interposto pela direcção de Bruno de Carvalho em Março deste ano.

Vergonhoso


E é aqui que fico completamente estupefacto com a posição da SAD do Sporting em desistir do processo contra esta gente. Estes senhores utilizaram uma dívida fantasma para pedirem a insolvência da SAD. Uma atitude completamente infundada que colocou em causa o bom nome do clube durante meses e de repente reconhecem que não há qualquer dívida? Querem comportamento mais exemplificativo do que é uma litigância de má fé? Mas esta gente pensa que está a brincar com quem? Que motivações estarão por trás de uma empresa que sabe que não existe qualquer dívida do Sporting e mesmo assim faz este espectáculo mediático todo? E o que dizer do timming em que foi interposta esta acção?

Na notícia inicial do Correio da Manhã, datada de 17 de Março de 2018 é referido que o pedido de insolvência entrou no tribunal no dia 19 de Fevereiro de 2018. Deixo aqui o recorte do 1º paragrafo, mas podem ir acima confirmar.


Para os mais distraídos, este pedido de insolvência deu entrada no tribunal dois dias depois da célebre Assembleia geral realizada no Pavilhão João Rocha. A AG foi no Sábado (17/02) e o pedido de insolvência entrou na segunda-feira seguinte (19/02). Mais uma daquelas coincidências enormes a que se junta o facto de agora a empresa desistir do pedido de insolvência e de reconhecer que afinal não existia dívida nenhuma. Algo que acontece numa fase em que outros órgãos sociais tomaram conta do clube. Bastou o Sporting mudar de liderança para a Camacho & Nunes descobrir que afinal o Sporting não lhes devia nada. É incrível, não é? É quase como se de repente os senhores da Camacho & Nunes tivessem visto a luz.

Face a tudo o que é publico, considero que é absolutamente inaceitável ver a administração da Sporting SAD desistir do processo litigância de má fé e de responsabilidade civil por pedido infundado, contra esta gente. Aceitarem isto de animo leve não levando o assunto até às últimas consequências, defendendo assim de forma intransigente o bom nome e a honra do clube é um acto de gestão absolutamente desastroso e que me envergonha enquanto Sportinguista. 

Os sócios e os accionistas merecem uma explicação cabal. Porque raio desistimos de um processo - no qual temos toda a razão - contra aqueles que durante meses lutaram e alimentaram uma guerra contra o Sporting no sentido de nos fecharem as portas? 

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aquiInstagram: (aqui)

quarta-feira, 7 de novembro de 2018

Uma mão cheia de... tudo e mais alguma coisa


O Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa pediu à juiza de instrução que está com o caso dos emails, alegando que se trata de um processo de excepcional complexidade, avançou esta tarde o semanário Expresso na sua edição online.


A notícia


"Esta investigação visa, segundo o MP, responsáveis e colaboradores do Benfica, que em conjunto com agentes do futebol, da arbitragem e de outros clubes, terão pressionado arbitragens e outras estruturas do futebol português.

Além disso, o MP tem fortes indícios de que o clube encarnado tenha influenciado equipas adversárias de forma a obter resultados favoráveis à equipa.

Os procuradores do DIAP de Lisboa consideram que esta "atividade criminosa se insere num esquema altamente organizado". Podem estar em causa crimes de corrupção passiva e ativa.

O MP justifica o alargamento temporal do inquérito devido à gravidade dos crimes em causa, ao número elevado de pessoas a ser alvo dessa investigação ou na documentação que foi já produzida e aquela que ainda virá a sê-la. E recorda que se trata de crimes de gravidade acentuada a que correspondem a molduras penais elevadas.

O inquérito conta já com sete volumes e dezenas de apensos."

Notas finais


É de extrema relevância salientar que o MP afirma perante a juíza de instrução que existem fortes indícios de compra de adversários de forma a obter resultados favoráveis ao Benfica. Mais informa o MP que consideram que existe "um esquema altamente organizado" de "actividade criminosa" no clube encarnado. 

Posto isto, quero ver até onde vai a lata daqueles que diziam que estávamos perante uma mão cheia de nada...

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aquiInstagram: (aqui)

As remunerações das administrações da SAD´s dos "3 grandes"


Fechado o ciclo da presidência de Bruno de Carvalho no Sporting e uma vez que na passada quarta-feira a Benfica SAD publicou finalmente o seu ReC relativo ao exercício de 2017/2018, é possível fazermos um balanço e um comparativo em relação aos rivais, relativamente a um tema que foi sempre de muito interesse para alguns jornais e adeptos leoninos: as remunerações dos administradores do Sporting, nomeadamente do seu presidente. 

Os números individuais


No quadro seguinte é possível verem os vencimentos de todos todos os membros do conselho de administração de Sporting, Benfica e Porto desde o primeiro exercício de Bruno de Carvalho no Sporting. Importa referir que estes dados são totais, ou seja, incluem remunerações fixas e também as remunerações variáveis durante os exercícios em causa.


Como podem verificar, os 4 membros do conselho de administração da Sporting SAD estão no final da lista. Pelo meio apenas Angelino Ferreira que numa época conseguiu auferir mais do que Guilherme Pinheiro auferiu em 5 épocas e mais do que Rui Caeiro auferiu em 3 épocas. Já Antero Henrique foi administrador da SAD por pouco tempo até sair para o PSG.

Fiquem com os dados graficamente para perceberem melhor as diferenças:


O administrador mais bem pago do país é Pinto da Costa que teve remunerações superiores a 3M durante este período. Em segundo lugar está Domingos Soares de Oliveira com cerca de 1,7M.  Durante este período, Bruno de Carvalho foi o 7º administrador de SAD mais bem pago do país.

Todos os administradores do Porto e Benfica ganharam muito mais do que Bruno de Carvalho. Reinaldo Teles e Fernando Gomes ganharam mais do dobro de Bruno de Carvalho, sendo que Fernando Gomes só não está na mesma situação dos outros dois administradores do Porto porque não entrou no início do exercício 13/14. Mesmo assim auferiu mais 538 mil euros do que Bruno de Carvalho.

De salientar que Rui Costa auferiu mais 410 mil euros do que o Presidente do Sporting. E conseguiu fazê-lo sem dar a cara pelo clube, mesmo em momentos complicados como os que o Benfica vive actualmente. 

A evolução dos vencimentos na Sporting SAD


Importa recordar que o aumento que se foi verificando nos vencimentos da Sporting SAD se deve a uma política de contenção inicial levada a cabo pela administração de Bruno de Carvalho. Aqui fica a recordação:

Link da notícia (aqui)
Face ao momento financeiro catastrófico deixado por Godinho Lopes, a direcção de Bruno de Carvalho decidiu propor aos accionistas remunerações muito abaixo dos valores praticados no mercado. Durante este período Bruno de Carvalho auferiu 5000 mil euros brutos e os restantes administradores auferiam cerca de 3500 euros. Como podem verificar no print da notícia, esta decisão foi tomada em AG em Setembro de 2013. 

Dois anos passados e depois de a SAD do Sporting ter recuperado financeiramente do buraco de perto de quase 100 milhões de euros deixado por Godinho Lopes, foi proposto aos accionistas a retoma a uma situação de normalidade nas remunerações dos administradores da SAD. 

Link da notícia (aqui)
Nessa AG de Setembro de 2015 foi aprovado o aumento da remuneração fixa do Presidente da Sporting SAD dos 5000 euros brutos para os 10.500 euros brutos. Os restantes administradores da SAD também passaram dos 3500 euros para os 7000 euros brutos. Como estas alterações já tinham sido aprovadas pelos sócios foi necessário proceder aos respectivos acertos por retroactivos desde a data da aprovação dos sócios, motivo pelo qual no exercício de 15/16 os valores são mais elevados. 

Os números gerais



Em termos gerais os valores pagos por Sporting e Benfica estão próximos, com a diferença que a SAD do Benfica tem apenas dois administradores enquanto que a SAD do Sporting tinha 4 administradores. Mas aqui o principal destaque tem de ir para as remunerações completamente astronómicas pagas pela SAD do Porto. Estamos a falar de quase o dobro de Sporting e Benfica juntos. Dá que pensar.

Também dá que pensar que o conselho de administração da Sporting SAD tenha custado cerca de 2M por 5 anos de trabalho. Tanto quanto José Peseiro e os seus adjuntos levaram para casa por 4 meses de trabalho no Sporting.

Para fechar


Fica assim feito um balanço final relativamente a uma matéria que fez correr tanta tinta no Correio da Manhã. Relativamente às remunerações do novo conselho de administração da SAD, importa esclarecer que os valores ainda não foram deliberados pela comissão de accionistas, mas segundo a informação que consegui apurar deverão manter-se inalterados.

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aquiInstagram: (aqui)

terça-feira, 6 de novembro de 2018

Confirmado acesso VIP para a "toupeira" do Benfica


Ficamos ontem a saber o teor do conteúdo do depoimento de Rui Pereira, director de segurança do Benfica que acabou por desmontar a teoria de defesa do Benfica no que diz respeito à presença de José "toupeira" Silva na área reservada aos jogadores no parque de estacionamento do Estádio da Luz. Aqui fica a reportagem com o respectivo auto de inquirição. 

A reportagem



Como é lógico, numa zona tão reservada do Estádio da Luz só podem aceder "estranhos" com a devida autorização do departamento de futebol do Benfica. Negar isto, como o Neymar, Messi e o Ronaldo da advocacia tentam fazer é passar um atestado de estupidez ao tribunal. 

Este acesso VIP proporcionado à "toupeira" é mais uma daquelas "cortesias" que não tem valor comercial mas que terá por certo um grande valor sentimental para qualquer adepto do clube. Tanto assim é que o próprio José "toupeira" Silva colocou diversas fotos destes encontros com os jogadores no seu Facebook pessoal. Que orgulho. Um acto que até levou Paulo Gonçalves a ordenar que as toupeiras não metessem estas fotos no Facebook.

Link da notícia (aqui)

As outras prendas


Para fechar, recordar que a acusação do Ministério Público considera como contrapartidas pelas "toupeiradas" uma série de situações:
- Oferta de diverso material de vestuário do Benfica;
- Oferta de mais de 100 bilhetes para jogos de futebol do Benfica;
- Promessa de emprego para o sobrinho de José "toupeira" Silva no museu do Benfica. Contratação que não se chegou a consumar porque a investigação ficou concluída antes de estar consumada a contratação;
- "Cunha" numa instituição bancária para desbloqueio de um empréstimo bancário;
- 58 operações a crédito na conta de José "toupeira" Silva durante o período em investigação. Foram 11 depósitos bancários e 47 transferências na conta de José "toupeira" Silva que totalizam mais de 10 mil euros.

Apesar de tudo isto, ainda há benfiquistas a enterrarem a cabeça na areia e a não quererem ver o óbvio. 

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aquiInstagram: (aqui)

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Ó Cintra, podes passar o cheque


No dia do 112º aniversário do Sporting, Sousa Cintra resolveu "presentear" todos os Sportinguistas com a contratação de José Peseiro. 

"Se as coisas correrem mal eu assumo, essa despesa é por minha conta"


Na altura da apresentação de Peseiro, a esmagadora maioria dos Sportinguistas mostraram-se contra esta escolha, sendo que na própria conferência de imprensa Sousa Cintra foi questionado sobre esta matéria. 



Na altura, Sousa Cintra afirmou cabalmente o seguinte: "Assumo que é difícil agradar a todos. Uns pensam de uma forma, outros de outra. Uns queriam um treinador estrangeiro que já tivesse ganho muitos títulos lá fora e mesmo aqui em Portugal. Foi uma decisão absolutamente minha, se as coisas correrem mal, eu assumo essa despesa."

Uma decisão pessoal


Como confirmou Sousa Cintra, esta foi uma decisão pessoal que não foi de encontro à opinião de outros administradores da Sporting SAD, tal como aconteceu com o despedimento de Siniša Mihajlović. Ainda na recente entrevista que deu ao Record, Sousa Cintra confirmou essas decisões. 


Sousa Cintra foi nomeado pela comissão de gestão - da qual também fazia parte - para liderar de forma transitória a Sporting SAD. Ora, isto por si só já deveria ser factor inibidor para fazer alterações na estrutura deixada pela direcção anterior, que estava legitimada pelos sócios para exercer as suas funções. 

Sousa Cintra deveria ter feito apenas gestão corrente, permitindo depois à nova direcção eleita tomar as suas decisões. Não foi esse o seu entendimento, e mesmo contra a vontade dos restantes membros do Conselho de Administração, Cintra fez profundas alterações na estrutura do Sporting. Trocou de treinador, num processo que pode ainda trazer graves custos para o clube. Despediu uma equipa médica tendo contratado um nova equipa, que agora será novamente remodelada por Frederico Varandas. No futebol de formação também foram feitas profundas alterações que estão dentro do âmbito da chamada "gestão corrente". 

O primeiro a matar Peseiro


Na entrevista concedida ao Record no dia 22 de Outubro, Sousa Cintra foi a primeira figura a tirar publicamente o tapete ao treinador José Peseiro com duras críticas. Aqui ficam algumas dessas declarações. 


Portanto, o homem que contratou José Peseiro teve a coragem de vir para a praça pública atacar o treinador José Peseiro. Estas declarações não foram mais do que a assunção de um enorme erro. Sousa Cintra não ouviu os seus colegas na administração da SAD e sobretudo não ouviu os Sportinguistas. 

Vamos a contas


Assim sendo, e acreditando que José de Sousa Cintra é um homem de palavra, os Sportinguistas ficam a aguardar que o cheque para compensar esta brincadeira chegue à secretaria do Sporting. José Peseiro e a sua equipa técnica trouxeram um custo de 2 milhões de euros (salários e indemnizações da equipa técnica) ao Sporting. A confirmar-se a vinda do treinador holandês, serão mais 600 mil euros só para indemnizar o Al Jazira. Por certo será encontrado um montante justo entre a administração do Sporting e o senhor Cintra para cumpra a sua promessa de "assumir essa despesa". 

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aquiInstagram: (aqui)

sexta-feira, 2 de novembro de 2018

Estás demitido, obviamente demitido


Ao início da madrugada de hoje a Sporting SAD anunciou à CMVM a saída de José Peseiro do comando técnico da equipa principal. Sobre esta matéria há algumas considerações que gostaria de deixar. 

Obviamente, demitido


Considero a decisão de Frederico Varandas completamente acertada. A única coisa de errado nesta decisão é apenas o atraso com que foi tomada. Na realidade, José Peseiro deveria ter sido demitido após a partida com o Portimonense, como defendi na altura. A paragem das selecções era perfeita para dar a um novo técnico a oportunidade de uma mini pré-época. Mas, mais vale tarde do que nunca e finalmente José Peseiro pode seguir o seu caminho.

Mediocridade


Medíocre. Se há palavra que assenta bem em José Peseiro é esta. Continua a ser um enorme mistério perceber como é que este homem teve passagens por clubes como Sporting, Porto, Braga ou Guimarães. Peseiro é mau tacticamente, é mau tecnicamente, é mau na gestão do plantel, é mau na gestão dos jogadores e ainda consegue ser abominável na comunicação. Só alguém com a capacidade para falir uma industria de cerveja num país de bêbados teria a ideia de ir buscar alguém como Peseiro. E o pior é que ainda houve muito boa gente a bater palmas. Era uma questão de tempo. 

Para memória futura


Relativamente à primeira passagem de Peseiro pelo Sporting, fiz um post com alguns dos principais dados (aqui). Nesta segunda passagem pelo Sporting (espero que seja a última), deixo agora um pequeno resumo de algumas decisões incompreensíveis:
- Encostou aquele que é de muito longe o melhor guarda-redes do Sporting;
- Não quis a contratação de Fábio Coentrão. Prefere o Jefferson;
- Andou 4 meses para montar meio campo com duplo-pivot. Ainda hoje os jogadores não sabem o que têm de fazer em campo;
- Montou um plantel com 9 médios para apenas duas posições e não contratou um ponta de lança com caracteristicas próximas das de Bas Dost para suplantar uma eventual ausência do holandês, como veio a acontecer;
- Oito lesões musculares em 14 jogos oficiais, com destaque para a forma patética como foram geridos Mathieu e Bas Dost;
- Futebol paupérrimo em praticamente todos os jogos;
- Palhinha, Geraldes e Matheus escorraçados em detrimento de jogadores carissímos e sem qualquer rendimento;  
- Para a história do futebol leonino fica o dia em que jogamos com um triplo-pivot-defensivo. Se Peseiro tem aguentado mais uns dias, poderia até ter deixado outro escalamento para a história do Sporting. Talvez um 11 composto por 5 defesas com 3 centrais, 3 trincos no meio campo e sem ponta de lança, jogando o Bruno Fernandes como homem mais adiantado;
- Conseguiu o feito de perder em casa contra uma equipa da IIª Liga e no final dessa partida ainda teve a coragem de dizer que o Sporting tinha feito uma boa exibição;
- Conseguiu acabar um jogo contra uma equipa da 3ª Divisão a olhar para o relógio; 
- Várias substituições nos descontos. Para a história fica a entrada de Miguel Luís contra o Loures em que nem teve tempo para tocar na bola;

Mas se há coisa que me incomodou foi ter de ouvir uma ladainha antiga...

"Estamos em todas as competições" 


Este discurso miserável e vergonhoso apresentado por José Peseiro em Outubro, numa altura em que faltam 7 meses para o termino da época, diz praticamente tudo sobre a mediocridade do sujeito e da sua equipa técnica. Ver isto a ser repetido por cartilheiros até posso compreender. Agora, por Sportinguistas!? Não posso aceitar.

Desde logo, o Sporting só não estaria em todas as competições nesta fase se fosse eliminado pelo Loures. É importante que as pessoas percebam isto. Mas vamos analisar uma por uma as competições em que estamos inseridos. 

Taça de Portugal: Estamos em prova depois de eliminarmos o Loures. E ainda tivemos de ver Peseiro, Presume e Tiago Fernandes a olharem para o relógio. Qual é o grande feito aqui?

Taça da Liga: Acabamos de perder em casa contra uma equipa da 2ª divisão. Estamos em prova, mas o próximo treinador terá de ganhar em Santa Maria da Feira e esperar uma boa combinação de resultados para que se consiga seguir em frente. Qual é o grande feito aqui?

Liga Europa: Ganhamos contra duas equipas de 3ª divisão europeia e num desses jogos foi mesmo por milagre. Vejo muita gente a pensar que a qualificação está garantida, mas isso não é assim. O mais certo é que no final da próxima jornada o Sporting e os ucranianos estejam empatados no 2º lugar do grupo.

Campeonato Nacional: Estamos em 5º lugar. Repito: 5º lugar. Para quem ainda não se apercebeu, temos de recuar até 2012/2013 para encontrarmos um arranque de campeonato pior do que este, quer em termos de classificação, de pontos e até em termos de diferença de golos. Por essa altura era Sá Pinto o homem do leme. 

"Ó Mister, como é que se demite um treinador que está em todas as provas e apenas a 2 pontos do líder do campeonato"


Esta é outra das teorias lançadas pelos cartilheiros. A resposta a isto é simples. O Sporting não joga um caracol. Tirando o jogo com o Boavista e as duas partidas com o Marítimo, as exibições do Sporting têm sido patéticas. O trabalho de Peseiro não tem o mínimo de consistência. Demitir o treinador nesta altura permite dar a oportunidade a outro treinador de lutar por todas estas competições. Aguentar Peseiro no cargo serviria apenas para destruir essas hipóteses. De que é que adiantava despedir Peseiro quando estivéssemos a 7 pontos da liderança?

Mais 2 milhões "pró galheiro"


Saiu cara a brincadeira de Sousa Cintra. Em José Peseiro e na sua equipa técnica o Sporting terá gasto qualquer coisa como 2 milhões de euros por 4 meses de trabalho. Dar um vencimento desta grandeza a um treinador da igualha de José Peseiro é criminoso. Mas ainda há quem ache que Sousa Cintra merece uma estátua. 

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aquiInstagram: (aqui)

quarta-feira, 31 de outubro de 2018

O aprendiz de Luís Filipe Vieira


Parece-me que há muito boa gente neste país que ainda não se apercebeu da "estirpe" do aprendiz de Luís Filipe Vieira. Nesse sentido, fiquem com uma "entrevista" que o senhor César Boaventura concedeu a uma página de Facebook no passado dia 12.

Parte I


Parte II




Perante isto, julgo que não preciso acrescentar mais nada.

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aquiInstagram: (aqui)

terça-feira, 30 de outubro de 2018

A versão benfiquista do "The Apprentice"


Ao final da tarde de ontem começou a circular nas redes sociais uma gravação entre Luís Filipe Vieira e o empresário César Boaventura.

O audio



A transcrição da conversa


Cliquem na imagem para aumentar

Notas finais


Sinceramente, nem relevo muito o facto de Luís Filipe Vieira querer "arrumar" com Rui Vitória. Para mim, o mais relevante em toda esta história é o forma como Luís Filipe Viera, professor catedrático com doutoramento em roubo, ensina o seu querido aprendiz César Boaventura a fazer um "negócio". Quase como se estivéssemos a assistir a um episódio do "The Apprentice" com Donald Trump. 

Toda esta lição de Luís Filipe Vieira a César Boaventura é um tratado. Da forma como se deve vestir, na forma reiterada como instruiu o aprendiz a mentir aos responsáveis do Everton e fechando com um forte e emocionante incentivo para que o seu César siga as pisadas do grande líder com um épico: "Aprende pá. Aprende a negociar sozinho, caralho.". Uma lição que mostra bem a cumplicidade que há entre os dois e que mata a teoria do "o Vieira sabe lá quem é o César Boaventura". Não sabe, não...

No "The Apprentice" ficou célebre a forma como Donald Trump despedia os seus aprendizes ao longo do tempo. Um "You´re fired" convicto que Vieira parece querer copiar para o seu Benfica. Depois do aprendiz Paulo Gonçalves, parece que chegou a vez de César Boaventura, senão vejamos o post que publicou há cerca de uma hora no seu Facebook pessoal. 

Link post (aqui)

De facto, as semelhanças entre o programa americano e a realidade benfiquista são muitas. Não acreditam? Olha vejam lá o logo do programa na imagem inicial do post. A única diferença estará talvez na indemnização paga após o "despedimento". 

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aquiInstagram: (aqui)

segunda-feira, 29 de outubro de 2018

Prémios à moda de Sousa Cintra


Ficou confirmada oficialmente a atribuição de um prémio pago pela comissão de gestão aos jogadores do Sporting pelo desempenho nas primeiras quatro jornadas da Liga. Quem o confirmou foi o próprio Presidente do clube em entrevista ao Expresso publicada este fim-de-semana. 

A confirmação


Entrevista de Frederico Varandas ao Expresso a 27-10-2018

O Exclusivo


A 15 de Setembro o jornal Ojogo, através dos jornalistas Rafael Toucedo e Bruno Fernandes, noticiou que a comissão de gestão decidiu atribuir um prémio de 10 mil euros a cada jogador em caso de vitória frente ao Moreirense, V. Setúbal, Feirense e empate ou vitória frente ao Benfica. 

180 mil euros


Segundo a mesma notícia, o prémio seria atribuído a todos os jogadores que tivessem dado o seu contributo em campo nessas quatro primeiras jornadas. Ora, nesse período foram utilizados 18 dos 29 jogadores do plantel leonino, o que perfaz um prémio de 180 mil euros. 

Guarda-redes: Salin
Defesas: Mathieu, Coates, André Pinto, Ristovski, Jefferson, Acuna, Bruno Gaspar, 
Médios: Battaglia, Petrovic, Bruno Fernandes, Misic, 
Avançados: Nani, Bas Dost, Raphinha, Jovane Cabral, Montero, Castaignos, 

Para fechar


Estar a gastar 180 mil euros num prémio aos jogadores numa fase em que o Sporting está com um problema de tesouraria é um verdadeiro crime. Quanto ao facto em si, considero que é incompreensível que se defina como miniobjectivo ganhar três partidas contra equipas que lutam para não descer e empatar no Estádio da Luz. Não sou contra os prémios aos jogadores, mas tem de existir uma justificação válida para a sua atribuição e essa justificação num clube como o Sporting só pode passar por títulos ou qualificações importantes nas competições europeias. 

Numa altura que se fala tanto em auditorias, se calhar não seria nada má ideia pedir uma auditoria forense ao serviço da comissão de gestão. 

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aquiInstagram: (aqui)

sábado, 27 de outubro de 2018

As últimas movimentações na Sporting SAD


Ontem foi dia de AG da Sporting SAD. Na ordem de trabalhos estavam várias propostas para a cooptação de membros, eleição do conselho fiscal, mesa da assembleia geral, revisor oficial de contas e comissão de accionistas. Como seria de esperar, uma vez que o Sporting é accionista maioritário da SAD, foi tudo aprovado por maioria. 

As deliberações da AG de ontem


Ficou ontem fechado o conselho de administração da Sporting SAD, que conta agora com Frederico Varandas como Presidente e com 4 vogais: Francisco Zenha, João Sampaio, Miguel Cal e Nuno Correia da Silva, que continua a ser o administrador delegado pela Holdimo.

Não ficou versado nos comunicados enviados à CMVM, mas os pelouros da administração executiva já estão definidos. Deixo aqui em primeira mão esta informação:

Frederico Varandas (Presidente): Coordenação geral, futebol e comunicação
Francisco Zenha (Vogal): CFO, Mercado, Infraestruturas, IT e segurança
João Sampaio (Vogal): Jurídico
Miguel Cal (Vogal): Comercial, Marketing e Expansão

Em relação a este conselho de administração, incomoda-me particularmente que só Nuno Correia da Silva e João Sampaio tenham acções da sociedade. Julgo até que é a primeira vez que um presidente da Sporting SAD não detém uma única acção da sociedade. O panorama não é muito melhor nos restantes órgãos da SAD.

Conselho Fiscal
Presidente: Fernando Augusto de Sousa Ferreira Pinto
Vogal Efectivo: Gonçalo Navarro de Castro de Sousa Uva
Vogal Efectivo: Telmo Gastão Ramalho Alves Marques dos Santos
Vogal Suplente: Luis Alberto Vilalonga Pinto Durão

Mesa da Assembleia Geral
Presidente: Bernardo Manuel d’Almeida e Vasconcelos Diniz de Ayala
Vice-Presidente: Ana Carla Mendes Diogo Pereira
Secretário: Manuel Maria de Carvalho Pinto Cordeiro Ferreira

Comissão de Accionistas
Bernardo Manuel d’Almeida e Vasconcelos Diniz de Ayala
Fernando Augusto de Sousa Ferreira Pinto
Gonçalo Navarro de Castro de Sousa Uva

Revisor Oficial de Contas
PricewaterhouseCoopers & Associados (SROC 183), representada por: Dr. Carlos Manuel Sim Sim Maia (R.O.C. nº 1138) ou Dr. Jorge Manuel Santos Costa (R.O.C. nº 847).

O Empréstimo Obrigacionista


Depois de ao início do dia de ontem o jornal ECO ter avançado com a possibilidade de a SAD pedir novo adiamento do Empréstimo obrigacionista que vence daqui a um mês, a Sporting SAD comunicou o seguinte:


Portanto, o Sporting oficializa que o EO ainda não está fechado e passa a bola para o campo do Montepio Investimento, que é a entidade que está a tratar do processo. 

PS: Entretanto saíram algumas informações relativas às contas do 1º trimestre e que analisarei num outro post dedicado exclusivamente para esse efeito. 

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aquiInstagram: (aqui)

quinta-feira, 25 de outubro de 2018

"O tempo de circo e da chacota acabou"


Durante as últimas horas toda a imprensa tem noticiado que o Sporting homenageará Luís Boa Morte no intervalo do jogo de mais logo com o Arsenal. 


A homenagem



Resumindo, o jogador vai assistir ao jogo na tribuna e no intervalo descerá ao relvado onde receberá uma lembrança do Sporting e este terá oportunidade de se dirigir aos adeptos. 

O histórico no clube


Luís Boa Morte fez a formação no Sporting, mas não chegou a fazer um único jogo pela equipa principal, tendo sido vendido ao Arsenal em 1997. Regressou ao clube como treinador em Outubro de 2014, tendo substituido José Lima no comando dos juniores do Sporting. Na altura, o que foi comentado é que a sua escolha para treinador dos juniores se deveu à indicação de Marco Silva, então treinador da equipa A e grande amigo de Luís Boa Morte. Os resultados não foram positivos e saiu no final dessa época. 

Desde logo, e olhando para este histórico, não vejo onde é que Luís Boa Morte mereça ser homenageado pelo Sporting. Mas pior do que o histórico no clube é mesmo o histórico recente.

O histórico recente


Depois de ter saído do Sporting deu inclusivamente uma entrevista onde se colocou ao lado de Marco Silva no diferendo com o Sporting. Mas ainda fez "melhor" do que isso.

Fiquem com a opinião de Luís Boa Morte sobre o Tiago Fernandes, treinador que o sucedeu na equipa de Juniores do Sporting e que é filho de Manuel Fernandes. 

E ainda...


Bem, o que vale é que o homem deve ser um daqueles Sportinguistas ferrenhos...


Ups...


Para fechar


É incompreensível que se considere Luís Boa Morte como sendo alguém que merece uma homenagem do Sporting. Só mesmo uma equipa directiva completamente alheada da realidade do clube é que pode achar que isto tem algum sentido. 

Para a homenagem ser perfeita só falta mesmo meterem o Tiago Fernandes, actual treinador adjunto de Peseiro, a entregar a lembrança em nome do Sporting. Para quem ainda há dias dizia que o "tempo do circo e da chacota acabou", não está nada mal. Não está não senhor. 

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aquiInstagram: (aqui)