domingo, 31 de dezembro de 2017

O pontapé de saída no "Campeonato da corrupção 2015/2016"


Durante a noite de sexta-feira a CMTV anunciou que a Polícia Judiciária está a investigar o título nacional conquistado pelo Benfica em 2015/2016, por suspeita de práticas de corrupção. A investigação suspeita que empresários mandatados pelo Benfica terão sido os intermediários junto de jogadores das equipas adversárias, nomeadamente defesas, para que a vitória do Benfica fosse garantida e dá o caso concreto do Rio Ave-Benfica dessa época. 

Vejamos a forma como a notícia se foi desenvolvendo. Primeiro deixo o vídeo da CMTV que apresentou o exclusivo na noite de sexta-feira.

Reportagem CMTV


(vídeo Blog Artista do Dia)

A notícia do Correio da Manhã é relativamente simples. Diz o jornal que no âmbito do processo relativo ao Feirense-Rio Ave foram encontrados indícios de outro esquema semelhante envolvendo o Benfica. Indícios corroborados pela audição de testemunhas que garantiram que empresários ligados ao Benfica terão abordado os jogadores para que o Benfica ganhasse a partida frente ao Rio Ave no Estádio dos Arcos em 15/16.

No dia seguinte, a SIC e a RTP deram continuidade à notícia e adicionaram mais peças a este puzzle. Vejamos:

Reportagem SIC - As SMS dos "intermediários"



Dos 4 arguidos do processo Feirense-Rio Ave, dois deles participaram na partida contra o Benfica (Marcelo e Cássio). A SIC diz que no âmbito do processo Feirense-Rio Ave os 4 jogadores tiveram de entregar os telemóveis para análise. Nos telemóveis de dois desses jogadores (SIC não especifica quais) foram encontradas mensagens escritas de "pessoas alegadamente ligadas ao Benfica que tentariam convencer os jogadores a facilitar a vitória dos encarnados". Acrescenta ainda a SIC que o processo está a ser analisado pela PJ do Porto e ainda não está decidido se passará para a secção da PJ de Lisboa que está a analisar o caso dos emails.

Reportagem RTP - 5 jogos do Benfica sob investigação



A RTP avança que o Rio Ave-Benfica está a ser investigado "por suspeitas de pagamentos em dinheiro a jogadores do Rio Ave. Pagamentos esses, feitos alegadamente por empresários ligados ao clube da Luz. Na questão da apreensão dos telemóveis, a RTP tem informação muito relevante. Diz a televisão pública que os telemóveis dos quatro jogadores envolvidos no processo Feirense-Rio Ave foram apreendidos pela PJ, mas só os de Cássio e de Marcelo é que não foram devolvidos aos jogadores porque servem de prova e porque "possuem indícios fortes de alegado aliciamento" 

Acrescenta ainda a RTP que o Rio Ave-Benfica começou a ser investigado pela PJ do Porto em Fevereiro de 2017 e transitou por ordem do ministério público para a investigação do caso dos emails liderada pela unidade do combate à corrupção de Lisboa. 


Reportagem TVI


Das três principais televisões do país, a TVI foi a única a não dar a notícia no jornal das 13 horas. Mas perante a importância do tema não poderiam ficar calados durante muito mais tempo. Para atenuar a coisa, decidiram chamar a estúdio para comentar o caso o "isento" Rui Pedro Braz, o homem que tem um vinculo com o Benfica onde é expresso que "não poderá, em circunstância alguma por em risco a imagem e o bom nome do Benfica", como já vimos (aqui)



A TVI não acrescenta grande informação sobre o caso. Limita-se a confirmar que "fonte próxima da investigação diz que testemunhas do Rio Ave alegam ter sido abordadas por empresários ligados ao Benfica para perderem o jogo" e que sabem que há mais jogos do Benfica a serem investigados, não especificando quantos ou quais. 


Resumindo 


Baseando-me nas notícias avançadas pelas principais televisões do país, faço um pequeno resumo.

A investigação ao Rio Ave-Benfica está em curso desde Fevereiro de 2017 pela PJ do Porto. Uma investigação que surgiu na sequência da constituição de arguidos de Cássio, Marcelo, Roderick Miranda e Nadjack no jogo Feirense-Rio Ave. Na altura, estes quatro jogadores tiveram de entregar os seus telemóveis à polícia. Nos telemóveis de Cássio e Marcelo - os jogadores que jogaram contra o Benfica - foram encontradas mensagens que indiciam o aliciamento por parte de empresários ligados ao Benfica para que os encarnados ganhassem o jogo em Vila do Conde, como viria a aconteceu. A RTP e a SIC garantem também que há testemunhas ligadas ao Rio Ave que confirmam este aliciamento. O Rio Ave-Benfica não é o único jogo do Benfica que está em análise e segundo a RTP são cinco as partidas relativas à época 15/16 que estão sob investigação da PJ. A investigação destes casos transitou por ordem do ministério público para a investigação do caso dos emails liderada pela unidade do combate à corrupção de Lisboa. 

Não tenho grandes dúvidas que os próximos dias trarão novidades muito, mas mesmo muito interessantes. 

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aqui)

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Zivkovic - Um "custo zero" de 24 Milhões de Euros


A transferência de Zivkovic para o Benfica é um bom exemplo dos negócios a "custo zero" que alguma imprensa tenta propagandear. Com base nos contratos divulgados pelos pelo site que tem divulgado os emails encarnados podemos verificar que o negócio de Zivkovic custou uma pipa de massa aos cofres do clube, senão vejamos:

Comissão para o agente



A US11, Lda, empresa do empresário Ulisses Santos facturou neste negócio 1 Milhão de euros pela intermediação entre o jogador e o Benfica.


5 Milhões para (a) Malta


A Zile Football Managemente LTD recebeu 5 milhões de euros pela intermediação do negócio (então, não tinha sido o Ulisses a tratar do assunto!?). Basta uma pequena pesquisa para percebermos que a empresa é detida pelo pai do jogador e que curiosamente foi constituída no Chipre dias antes da transferência do jogador ser oficializada.

Link (aqui)

Salários



Só para salários estamos a falar de cerca de 14.998.551,60 €. Em números redondos são 15 Milhões de Euros. Coisa pouca...

Um cláusula bonita



Portanto, quando o jogador sair do Benfica terá de receber no prazo de 30 dias mais 3 Milhões de Euros. Há vidas muito complicadas, não há?

Sempre a somar


Portanto:
- 1 Milhão para o Ulisses Santos
- 5 Milhões para o pai do jogador num empresa constituída dias num paraíso fiscal
- 15 Milhões em salários
- 3 Milhões de "prémio" quando o jogador for vendido

Tudo somado e chegamos aos 24 Milhões de Euros. 

Caso para dizer: "Carrega Benfica!"

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aqui)

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

A "porta do cavalo" e o lobby dos €stádios


O caso da "porta do cavalo" protagonizado por Gilberto Madail e Domingos Soares de Oliveira tem novos desenvolvimentos, uma vez que o site que tem publicado os emails do Benfica divulgou dois contratos relativos à cedência do Estádio da Luz para jogos da selecção nacional AA. Vejamos:

A "porta do cavalo"



No dia 21 de Setembro de 2009, Domingos Soares de Oliveira envia um email para Paulo Gonçalves onde diz que o acordo entre o Benfica e a FPF para a cedência do Estádio da Luz para o Portugal-Hungria está fechado. Mais informa que o "GM vai paga pela porta do cavalo mais 50k". Facilmente identificamos GM como sendo Gilberto Madaíl, presidente da FPF nesta fase. 

O Diário de Notícias questionou Gilberto Madaíl sobre o caso, tendo o antigo presidente da FPF negado qualquer tipo de fuga ou fraude fiscal. Sinceramente, alguém esperava que o homem dissesse outra coisa que não esta? As perguntas ficaram-se por aqui. Ninguém questionou a autoridade tributária, o ministério público e muito menos questionaram Domingos Soares de Oliveira, o autor da "porta do cavalo". O derby de dia 3 pode ser uma excelente oportunidade para os jornalistas questionarem o Ministro das Finanças e o próprio primeiro-ministro sobre "o que passou se?".

O contrato do Portugal-Hungria


Nos emails divulgados ontem foi disponibilizado o acordo para o jogo em que está em causa os 50 mil euros pela "porta do cavalo". Vejamos:


Neste contrato assinado por Gilberto Madaíl e Amândio de Carvalho por parte da FPF e Luís Filipe Vieira e Domingos Soares de Oliveira em representação do Benfica, ficou definida uma compensação fixa no valor de 200 mil euros pela utilização do Estádio. Como montante adicional ficou ainda definida a possibilidade da FPF pagar mais 75 mil euros no caso de o estádio ter uma assistência igual ou superior a 60 mil espectadores. 

Segundo consegui apurar o Estádio da Luz teve cerca de 50 mil espectadores nessa partida, logo não houve direito a compensação adicional. Por isso o Benfica terá recebido "apenas" 200 mil euros.

Enquanto fazia pesquisa para o post encontrei uma curiosidade deliciosa. Esta partida foi transmitida pela TVI e teve os comentários de Toni, João Querido Manha e Valdemar Duarte. O mais interessante é que o único benfiquista assumido do grupo, seja sem sombra de dúvidas, o mais sério e isento deste trio. Quero sublinhar que tenho o máximo de respeito pelo Toni, ao contrário dos outros dois artolas.


Os contratos com Fernando Gomes


Para além do contrato do Portugal-Hungria de 2009, foi também disponibilizado o contrato do Portugal-Estónia de 2016. Este contrato, já da era Fernando Gomes, é muito diferente daquele que foi assinado com Gilberto Madaíl, senão vejamos:

De acordo com a imprensa estiveram no Estádio da Luz cerca de 53 mil espectadores. Portanto, o Benfica recebeu à cabeça 135 mil euros e depois mais 50 mil euros pela razão de a assistência ser superior aos 50 mil espectadores. Tudo somado dá 185 mil euros. Só que há aqui uma pequena grande diferença em relação ao contrato anterior. Reparem como neste contrato é dito expressamente que "aos montantes acordados se acresce o IVA à taxa legal em vigor". Coisa que não acontecia no contrato com Gilberto Madaíl. 

Curiosamente, se começarmos a fazer contas em relação ao IVA podemos chegar aos 50 mil euros da "porta do cavalo". Coincidências...

É muito interessante verificarmos a evolução dos montantes em causa, visto que dos 200 mil euros fixos de Gilberto Madaíl, passamos para os 135 mil de Fernando Gomes, mas com mais "aditivos".

O lobby dos €stádios


Perante estes contratos fico a aguardar com muita expectativa o que outros clubes/entidades com acordos com a FPF terão a dizer sobre estes montantes e especialmente sobre a "porta do cavalo". 

Enquanto aguardo, deixo-vos com algo que é irrefutável. O Benfica é o clube mais beneficiado pela FPF no que diz respeito à atribuição destas verbas, senão vejamos.

Todos os jogos realizados em território nacional depois do Euro 2004
Como podem verificar, depois do Euro 2004 o Estádio da Luz é o estádio mais utilizado pela FPF para jogos da equipa principal de Portugal. Mais do dobro das utilizações do Estádio de Alvalade e Dragão juntos. 

Depois vemos os casos curiosos do Algarve e do Dr.Magalhães Pessoa em Leiria, que são estádios geridos pelas autarquias e que estão a ser claramente beneficiados. Será que a ligação de Tiago Craveiro à política está a influenciar estas decisões? Porque razão tem interesse a FPF em dar tantos jogos e estas magníficas receitas a estas autarquias? A FPF não deveria ajudar os clubes a se desenvolverem? Com receitas deste género porque é que a FPF não leva os seus jogos a estádios que necessitem de remodelações, condicionando a receita à obrigação de remodelação dos recintos desportivos? Estádios míticos como o Bonfim, Restelo, São Luís, Estádio do Mar, Estádio dos Arcos, São Miguel nos Açores ou até o municipal de Chaves não merecem uma ajuda por parte da FPF? 

O que choca mais nesta tabela é a disparidade latente entre o Estádio da Luz e os outros estádios. É algo que devia encher de vergonha os representantes máximos da federação e que tem de ser fortemente combatido, até porque não há nada que o justifique. 

Mas vamos a mais dados para que percebam melhor este tratamento de excepção.

Os jogos de Fernando Gomes


Que ninguém pense que Gilberto Madaíl é o único culpado desta situação. Vejamos agora os jogos realizados pela selecção nacional em casa, desde que Fernando Gomes é Presidente.

Todos os jogos realizados em solo nacional desde que Fernando Gomes foi eleito
Nesta tabela é ainda mais visível o benefício prestado por Fernando Gomes ao Benfica. Umas incríveis 7 partidas já foram realizadas no Estádio da Luz, contra apenas 2 de Alvalade e Dragão. Mais uma vez é possível vermos que numa segunda linha continuam os estádios de Leiria e Algarve. Coincidências...

Não há ninguém que diga algo em relação a isto? Os clubes irão ficar calados durante muito mais tempo? O Governo não tem nada a dizer sobre o facto de uma instituição com o estatuto de utilidade publica fazer este tipo de discriminação? Onde está a tão apregoada descentralização? Só as gentes do litoral têm direito a ver os jogos da selecção? 

Para fechar, deixo-vos com mais um exemplo do tratamento de excepção. Na fase de qualificação para o Mundial de 2018, Portugal jogou cinco partidas em casa. Destes cinco jogos, um foi para o Estádio do Bessa, um para o Estádio do Algarve, um para o estádio de Aveiro e... dois para o Estádio da Luz.

Alguém consegue compreende isto? Será pelo facto de o Estádio da Luz ter a "Porta 18" e a "Porta do cavalo" sempre abertas? 

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aqui)

Rui Pedro Braz - A bater punho com força e energia


Rui Pedro Braz é um dos mais famosos personagens do anedotário nacional. Desta feita a anedota chega através de um contrato assinado com o Benfica. Se os flic-flacs e mortais encarpados à retaguarda deste menino querido já são famosos mundialmente, imaginem o que é termos acesso ao bater de punho com força e energia deste sujeito.


Brazzado o "licenciado"


Durante o dia de ontem o site que tem disponibilizado os leaks dos emails do Benfica colocou online um contrato assinado entre a Rui Pedro Braz, Unipessoal, Lda e o Sport Lisboa e Benfica.


Neste acordo de licenciamento, assinado pelo próprio Luís Filipe Vieira, o Benfica concede uma licença ao menino querido para que este possa comercializar quatro livros relacionados com o Benfica.


Dos livros mencionados só encontrei a capa de um deles e curiosamente não foi escrito pelo nosso menino querido, mas sim por Ricardo Serrado. Não deixa por isso de ser interessante verificarmos que a empresa de Rui Pedro Braz é uma espécie de editora "licenciada" de livros sobre o Benfica.


Bom para o negócio


Mas mais interessante do que tudo isto é uma cláusula absolutamente deliciosa. Vejamos:


Portanto, Rui Pedro Braz nas suas relações com terceiros actua em seu nome mas não poderá "em circunstância alguma, pôr em risco a imagem e o bom nome do 1º contraente, nem induzir terceiros em erro". Está encontrada a razão para todos os flic-flacs e mortais encarpados na defesa do Benfica. Afinal de contas, criticar o 1º contraente pode ser mau para o negócio.

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aqui)

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Os "parceiros de sueca" de Luís Filipe Vieira


Nos últimos dias surgiram algumas notícias e declarações vindas de umas curiosas personagens que durante décadas andaram pelos corredores de Alvalade, com os resultados conhecidos por todos. Vamos por partes:


Menezes Rodrigues "atira-se" a Bruno


É muito interessante verificarmos de onde é que as polémicas surgem. Mais uma vez, o jornal Ojogo demonstra que se tornou no jornal oficial dos ex-dirigentes do Sporting e da "oposição", para não lhes chamar outra coisa. Ainda estou com o espírito natalício. 


É importante que as pessoas percebam que Menezes Rodrigues era presidente dos leões de Portugal desde 2011, tendo sido reeleito em 2015. Ora, isto quer dizer que coabitou com Bruno de Carvalho na Presidência do Sporting durante quase 5 anos, mas só agora é que encontrou motivos de incómodo. 

Legitimidade absoluta


O Sporting tem toda a legitimidade de se intrometer na actividade da associação, uma vez que esta utiliza o nome, as instalações do Sporting CP (o centro de dia e a sede são no Estádio de Alvalade) e até o seu Presidente é eleito por inerência para o conselho leonino. Posto isto, o Presidente do Sporting, eleito pelos sócios do clube, tem todo o direito e legitimidade para intervir no que achar conveniente. Quem não tem legitimidade para colocar em causa o bom nome do Presidente do Sporting e do clube é Menezes Rodrigues. O curriculum - talvez cadastro fosse a palavra mais correcta - deste senhor é verdadeiramente arrepiante, no que à sua prestação nos órgãos sociais do clube diz respeito. Já vos deixo um pequeno lamiré. 


Curiosidades e coincidências


É curioso vermos que os jornais nunca noticiam nada referente às actividades sociais destas associações, mas se for algo que sirva para atacar o Presidente do Sporting, dá-se logo um grande destaque. O jornaleiro Filipe Alexandre Dias merece um Pulitzer por esta magnífica peça jornalística, senão vejamos:

Por coincidência, o jornal Ojogo publica esta notícia colocando a própria carta enviada por Menezes Rodrigues à Presidente da Mesa da Assembleia Geral da instituição. Nesta fase estamos todos muitos virados para os emails, mas neste caso a opção de Menezes Rodrigues foi mesmo a carta. Ora, se Menezes Rodrigues enviou a carta à Presidente da MAG da associação, como é que a mesma foi parar aos jornais? Tu queres ver que estamos aqui também perante um crime de violação de correspondência!? Com jeitinho a culpa ainda vai sobrar para a senhora...

Mas a maior coincidência está mesmo relacionada com o timing da notícia. Não é que o jornal Ojogo publica a carta precisamente no dia em que a direcção do Sporting tinha marcada uma reunião com a associação? 

Foto reunião publicada site Sporting (aqui)
Com esta renúncia, Menezes Rodrigues colocou um ponto final na sua ligação aos órgãos sociais do clube. Uma relação que durava desde 1989 quando foi eleito para o Conselho Fiscal e Disciplina que viria a presidir de 1991 a 1995, passando depois para o Conselho Directivo onde foi vogal até 2002 tendo nessa altura subido a vice-presidente de Dias da Cunha e continuado no cargo com Filipe Soares Franco. Em 2009 passou para o Conselho Leonino nas listas de José Eduardo Bettencourt tendo mantido o cargo quando em 2011 se tornou presidente dos leões de Portugal, cargo que por inerência dá assento no Conselho Leonino. 

Os Sportinguistas não devem ter medo de tratar os bois pelos nomes. Menezes Rodrigues fez parte de sucessivas direcção que cometeram verdadeiras atrocidades com o bom nome, com o património e com a história do clube. O dia da sua saída do Sporting, tem de ser um dia de celebração. Infelizmente, faltam mais uns quantos...

Os dias do Cunha


A 20 de Abril de 2016, a imprensa anunciou com jubilo um processo interposto por Dias da Cunha a Bruno de Carvalho na sequência do processo de auditoria. Uma auditoria que foi sufragada pelos sócios nas eleições de 2013 e cujos processos jurídicos contra os antigos dirigentes também foram sufragados em Assembleia Geral. É também importante referir que Dias da Cunha foi o único dos ex-presidentes que não aceitou prestar esclarecimentos na comissão de auditoria. Um verdadeiro "gentleman".


É interessante verificar que esta notícia foi apenas publicada pelo jornal Record sem que nenhum outro órgão de comunicação social tenha considerado este facto digno de ser replicado. Os 150 mil euros pedidos por danos não patrimoniais e o pedido de desculpas público pedido por Dias da Cunha são mais uma mancha vergonhosa no percurso de Dias da Cunha como associado do clube. Mas não deixa de ser ilustrativo que o homem que delapidou o património não desportivo do Sporting, tenha tido a ousadia de pedir uma indemnização de 150 mil euros a Bruno de Carvalho. Com jeitinho, qualquer dia ainda mete o Sporting em tribunal, como fizeram Maurício do Vale ou Luís Duque. 

Tempo livre para a "sueca"


"Jogo da sueca" a 26 de Fevereiro de 2016

"Jogo da sueca" a 23 de Junho de 2017

Felizmente, Dias da Cunha e Menezes Rodrigues terão agora todo o tempo do mundo para se dedicarem ao "jogo da sueca" com o amigo Luís Filipe Vieira, deixando definitivamente o Sporting e os Sportinguistas em paz. Vejam como ficam bem na fotografia ao lado do mentor da cartilha do ódio e protector dos assassinos de Sportinguistas.

PS: Senhores do Ojogo, não se esqueçam de convidar Menezes Rodrigues para escrever uma crónica no vosso jornal. Ele tem tempo livre e enquanto joga à sueca até pode ser que alguém lhe dê umas dicas. 

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aqui)

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

#CarregueiraBenfica


A estrutura encarnada já providenciou o início dos treinos de ambientação às prisões nacionais e parece que o processo está a ser muito fácil de implementar. Num par de horas, os responsáveis do Benfica já se "sentem em casa", senão vejamos:



Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aqui)

domingo, 24 de dezembro de 2017

Da última ceia ao natal verde



Uma vez que vivemos numa fase em que são feitos balanços e reflexões pessoais, parece-me importante que os Sportinguistas também "percam" algum do seu tempo a reflectir sobre o clube que amam. 

A última ceia


A 20 de Dezembro de 2012 o jornal Sporting publicou aquela que considero ser a pior capa da de sempre do jornal e um dos momentos mais baixos da história centenária do nosso clube. A célebre reprodução da "última ceia" de Leonardo Da Vinci com Godinho Lopes a fazer o papel de Jesus Cristo e os 19 apóstolos a serem representados por atletas do clube, foi um desrespeito para com os Sportinguistas e para quem acredita em Jesus Cristo. 

Aquando da publicação do jornal o Sporting vivia a maior crise da sua história. Completamente delapidado do seu património, com um buraco financeiro colossal, com uma gestão desportiva caótica, com modalidades a fecharem e um sem fim de problemas ameaçavam a sobrevivência do clube. Para os mais esquecidos, é importante referir que no futebol ocupávamos o décimo lugar a 20 pontos de distância do Benfica e do Porto. Isto quando apenas tinham sido disputadas 12 jornadas. Felizmente, foi mesmo a última ceia de Godinho Lopes e cerca de 3 meses depois Bruno de Carvalho foi eleito. 

O natal é verde


Passados 5 anos vivemos um momento fantástico com a equipa de futebol a disputar todas as frentes e na liderança do campeonato. Algo que não acontecia há 44 anos. Nas modalidades de equipa somos líderes isolados do campeonato de Futebol Feminino, Hóquei em Patins, Voleibol, Ténis de Mesa, Andebol e Futsal, sendo que destas seis modalidades, três foram reintroduzidas no clube pela actual direcção. Nos últimos três anos foram conquistados tantos títulos europeus como de 1994 a 2015: três (Taça CERS em hóquei em patins, Taça dos Clubes campeões europeus em pista e a Taça Challenge em Andebol). E esta época somos candidatos à conquista de mais títulos europeus em diversas modalidades.

Passadas décadas sem casa própria, foi construído o maior e melhor pavilhão de clube do país, o magnífico Pavilhão João Rocha. Temos o maior número de sócios da história do Sporting. Em termos financeiros temos sistematicamente lucros quer na SAD quer no clube. Passamos de pouco mais de 30 modalidades para as 54 actuais, reabilitamos o estádio e a Academia, etc. 

Obviamente temos de estar contentes com este natal verde, mas nunca podemos perder de vista que o objectivo é estarmos em 1º no final da época e não no Natal. Posto isto, este período de reflexão deve ser aproveitado por todos nós para percebermos o que podemos fazer para ajudarmos as nossas equipas a conquistarem os tão desejados títulos e para ajudarmos o clube a crescer em todas as vertentes. 

Para quem ainda não é sócio, este é um bom momento para o serem. Basta clicarem (aqui) e num minuto tornam-se sócios do Sporting Clube de Portugal. É também uma excelente prenda de natal, até porque é atribuído de imediato um nº de sócio e uma cartão virtual que pode ser imprimido enquanto o cartão "oficial" está a ser processado para envio por correio. Haverá melhor prenda do que esta?

Agradecer as mensagens de natal que tenho recebido e desejar a todos os leitores um feliz Natal.


Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aqui)

sábado, 23 de dezembro de 2017

Advogado do Benfica reconhece tráfico de influências


Para se defender do escândalo dos emails o Benfica contratou quatro firmas de advogados ficando a cargo de João Correia a liderança e coordenação deste batalhão de advogados. O Dr. João Correia esteve ontem na SIC para prestar alguns esclarecimentos em relação a esta matéria e acabou por dizer que não existem actos de corrupção mas "uma ou outra questão pode ser considerada tráfico de influência"

Tráfico de influências à Benfica



Esta declaração é taxativa e não pode ser considerada com um acto falhado, até porque João Correia desenvolve de seguida a ilicitude do tráfico de influências. Aqui não há grande coisa a acrescentar. Quando o próprio advogado do Benfica reconhece o crime, temos apenas de nos centrar na moldura penal desportiva, que é o mais relevante neste caso. Mas antes disso convém darmos uma vista de olhos pela imprensa.

Querido mudei a notícia


Perante o reconhecimento do tráfico de influências por parte do advogado do Benfica o jornal Record noticiou esta questão da seguinte forma:


Poucos minutos depois, esta notícia foi apagada - link original está (aqui) - e o jornal Record decidiu colocar nova versão mais afinada com a máquina de propaganda, como podem ver de seguida:


Como temos visto nos emails, o jornalismo português está completamente subjugado à máquina de propaganda encarnada e neste sentido não me custa nada acreditar que alguém no Record terá recebido um email...

Já é tempo de os senhores do Record terem vergonha na cara, não?

O que dizem os regulamentos sobre tráfico de influência?


Para fechar, vamos ao que interessa. Havendo tráfico de influências é preciso definir as competições e o período em que foram praticadas. Depois de esta questão estar claramente definida a moldura penal aponta para a despromoção, perda de títulos - inclusive das competições por eliminatórias como a Taça de Portugal e Taça da Liga - e até pode chegar à proibição de o clube estar jogar uma determinada competição até um limite máximo de três épocas desportivas. Os próximos tempos serão engraçados com a divulgação de mais emails, segundo os autores do site que feito a divulgação dos emails. Dia 1 será disponibilizado o arquivo de Paulo Gonçalves de 2010 e no dia seguinte será o arquivo de Luís Filipe Vieira.

Vamos aguardar com a serenidade habitual saboreando o desespero de alguns.

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aqui)

sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Os bandalhos da intimidação


Na passada segunda-feira (18), o Benfica declarou em comunicado que "para todos os efeitos legais, que irá responsabilizar todos aqueles que continuam a difundir informação confidencial sua e, ainda, aqueles que, através das hiperligações já publicadas ou outras que venham a ser publicadas, obtenham e acedam ao conteúdo dessa informação confidencial."

"Benfica segue rasto e notifica quem descarregou emails"



O Jornal de Notícias coloca hoje como tema de capa a informação sobre a perseguição que o Benfica está a fazer a quem acedeu aos emails. Segundo o jornal, o Benfica está a notificar as pessoas que descarregaram os emails. Perante isto os leitores são levados a pensar algo do género: "Porra, afinal a justiça trabalha rápido. O Benfica ameaçou na segunda-feira e na quinta-feira as pessoas começaram a ser notificadas". Na realidade esta linha de pensamento está incorrecta, senão vejamos:


Segundo o jornal, o Benfica está a enviar cartas assinadas pelo secretário-geral João Salgado a interpelar empresas alertando os seus responsáveis para a prática de crime por parte de funcionários, que alegadamente terão feito download dos ficheiros. Nessas cartas estão incluídos os endereços de email desses funcionários.

As cartas



Como é que o Benfica sabe quem é que está a fazer os downloads? 


É importante salientar que estas cartas estão a ser enviadas pelo Benfica e não por uma qualquer entidade policial ou judicial. Ora, se não está aqui envolvida nenhuma entidade pública, como é que o Benfica sabe quem é que anda a fazer download dos emails? A conclusão só pode ser uma: o Benfica anda a cometer crimes informáticos para descobrir quem é que anda a fazer download dessa informação. Ou seja, fazem precisamente aquilo que acusam outros de fazer. 

Questões sem resposta


De imediato o Jornal de Noticias colocou questões de extrema relevância ao director de comunicação do Benfica que optou por não responder. 


Provavelmente, Luís Bernado estava numa reunião com os cartilheiros e não teve oportunidade de responder...

Do ponto de vista legal



O Jornal de Notícias fez o seu trabalho e lá encontrou um pateta para se disponibilizar a avalizar esta atitude do Benfica, um tal de Miguel Matias. Como bom pirata informático, como me querem considerar, fui consultar a página de facebook deste artista do direito e encontrei um "curiosa coincidência".

Miguel Matias come propaganda às fatias



Seguindo a lógica deste artista irei brevemente receber uma notificação por ter utilizado fotos privadas, apesar de estarem disponíveis a qualquer pessoa com acesso à internet.


Uma manobra de diversão


Como disse Pedro Marinho Falcão, estamos perante uma manobra de diversão, uma vez que o crime (e ainda é preciso provar que existiu mesmo crime) não foi cometido pela pessoa que fez o download de algo que se tornou público. E basta pensarmos um pouco. Se fosse crime, todos os jornalistas já teriam sido condenados pela divulgação de informação, documentos e correspondência em casos como Panama Papers, Wikileaks, Watergate e por ai fora.

Os responsáveis encarnados estão tão desesperados que esquecem-se que nos quadros do clube existem funcionários como Pedro Guerra, Paulo Gonçalves e restante entourage que durante anos andaram a divulgar todo o tipo de informação confidencial nas televisões nacionais. Quem não se lembra dos contratos de jogadores do Sporting divulgados em directo por Pedro Guerra, ou então do "Fizeram-me chegar" de Paulo Gonçalves, relativo a um relatório de um árbitro da época passada, numa fase em que não eram públicos. Fiquem com a recordação de dois destes momentos:



Seria giro o Benfica receber também uma carta relativa ao comportamento destes dois artistas. Como o Benfica até está zangado com os CTT depois do que aconteceu na quarta-feira, até podem entregar a carta em mão. É só uma questão de João Salgado andar alguns metros no Estadio da Luz e encontrar os gabinetes destas duas figuras que tanto prestigiam o Benfica.

Bandalhos da intimidação


Os responsáveis do Benfica comportam-se como uns verdadeiros bandalhos da intimidação. Para quem nunca reconheceu a veracidade dos emails é sintomático que tudo tenham feito para impedir a divulgação dos mesmos. Começaram com a providência cautelar - prontamente negada - e agora seguem para esta técnica de intimidação absolutamente patética e centrada apenas na raia miúda. 

Gente anónima, com muitos benfiquistas à mistura, que têm interesse em saber mais sobre os esquemas de corrupção, tráfico de influência e afins perpetrados por esta corja que intoxica o futebol nacional. Esta ameaça a cidadãos anónimos, através da coação e da chantagem é uma vergonha e é, ela sim, um verdadeiro crime. Que moral tem o Benfica para pedir às empresas para interporem processos disciplinares aos seus funcionários, quando o próprio Benfica fomenta o uso de práticas criminosas nos seus funcionários? 

Que fique bem claro que o Benfica não tem qualquer legitimidade moral e muito menos legal para enviar este tipo de missiva às empresas. Felizmente, ainda não é o Benfica que faz justiça neste país, mas as entidades publicas têm a obrigação de se pronunciarem sobre esta tentativa de justiça pela próprias mãos levada a cabo pelo Benfica. Toda esta bandalheira deixa também aberta a porta para que os visados processem o Benfica e os seus responsáveis pelos transtornos causados. E ai sim, quero ver como é que o Benfica se safará. Sugiro que os visados processem o Benfica pedindo uma indemnização de 14 Milhões de Euros.

É também engraçado que o Benfica não tenha o mesmo tipo de postura perante publicações internacionais. Ainda na segunda-feira o jornal "As" publicou uma matéria sobre as negociatas entre Vieira e o Atlético de Madrid e não consta que tenham sido notificados. Portanto, forte com os fracos, fraco com os fortes. No campo tem sido a mesma coisa...

Cá no burgo o silêncio é praticamente absoluto por parte da imprensa que vê nesta patetice a desculpa perfeita para fugir às suas responsabilidades. Quanto a mim, não tenho sido particularmente incisivo na divulgação dos emails e só peguei na questão da "porta do cavalo", mas perante isto quero garantir aos leitores que o meu foco vai mudar. A intimidação vinda por parte destes bandalhos deve ter como resposta precisamente o efeito contrário pretendido por esta corja. E é o que vai acontecer.


Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aqui)

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

10 questões sobre "A porta do cavalo" benfiquista


O email da "porta do cavalo" é o exemplo perfeito da transversalidade da podridão deste polvo encarnado a todas as áreas da nossa sociedade. Mais de 48 depois de ter sido divulgado esse email - podem consultar (aqui) e (aqui) enviado por Domingos Soares de Oliveira a Paulo Gonçalves onde é dito taxativamente que a FPF através de Gilberto Madaíl irá pagar "50 mil euros pela porta do cavalo" ao Benfica. Estamos, obviamente na presença de um crime de fraude fiscal punivel com pena de prisão até 3 anos. 

Perante um caso tão evidente onde o crime é confessado, a imprensa, a justiça e os governantes destes país optam por assobiar para o lado. Em termos mediáticos apenas a Sporting TV e o Porto Canal pegaram neste caso. Posto isto, tenho 10 questões para colocar a estes "senhores".


10 questões sobre "a porta do cavalo" benfiquista


1 - O Sr. Primeiro Ministro António Costa não tem nada a dizer sobre a "porta do cavalo"?

2 - O Sr. Ministro das Finanças Mário Centeno não tem nada a dizer sobre a "porta do cavalo"?

3 - O Sr. Secretário de Estado do Desporto João Paulo Rebelo não tem nada a dizer sobre a "porta do cavalo"?

4 - O Sr. Gilberto Madaíl, à data dos factos Presidente da FPF e visado neste email não tem nada a dizer sobre a "porta do cavalo"? Não quer repor o seu "bom" nome? O silêncio é sinónimo de aceitação da culpa?

5 - O Sr. Domingos Soares de Oliveira não tem nada a dizer sobre a "porta do cavalo"? Não quer repor o seu "bom" nome? O silêncio é sinónimo de aceitação da culpa?

6 - O Sr. Presidente da FPF Fernando Gomes não tem nada a dizer sobre a "porta do cavalo"?

7 - O Conselho Fiscal da FPF não tem nada a dizer sobre "porta do cavalo"? Bem sei que o Piriquito abandonou o cargo, mas ficaram mais dois membros neste conselho fiscal...

8 - Os senhores jornalistas não têm o número de telefone destes sujeitos para lhes fazerem estas perguntas?

9 - As empresas responsáveis por auditar as contas do Benfica e da FPF não se querem pronunciar sobre "a porta do cavalo"?

10 - António Costa, Mário Centeno e restantes membros do executivo governativo irão sentar-se no dia 3 de Janeiro ao lado do mentor deste enorme esquema de corrupção, fraude fiscal e tráfico de influências?

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aqui)

Por um Benfica "made in China"


A viagem de Luís Filipe Vieira à China numa fase tão importante da época faz lembrar o fim-de-semana prolongado de Pinto da Costa e Carolina Salgado para fazerem compras de Natal no El Corte Inglês em Vigo. Escrevo este post hoje por ser precisamente o dia em que está previsto o regresso do caixeiro viajante que durante esta viagem Vieira garantiu o reforço "Xau Taça" para a equipa de Rui Vitória, mas não é sobre isto que vos quero falar...

Timing perfeito



Por coincidência, Luís Filipe Vieira viajou precisamente na altura em que estava marcado o julgamento do processo interposto pelo Benfica a Jorge Jesus. É curioso que Vieira tenha chegado precisamente hoje, última data disponível para ser ouvido. 

Obviamente, o Benfica será atropelado pelos argumentos de Jorge Jesus que muito provavelmente terá base legal para exigir uma indemnização para além do último vencimento que o Benfica decidiu de forma patética não lhe pagar. 

O enxovalho já começou quando o próprio tribunal considerou a acção do Benfica como "inepta". A treta da indemnização dos 14 milhões (1€ por cada alegado adepto do clube) não terá por certo provimento e o Benfica sairá vergado a uma humilhante derrota depois de todo o circo mediático que a máquina de propaganda fez em torno da saída de Jorge Jesus. E já viram o que seria se esta decisão saísse antes do derby. Não dava jeito nenhum...

Vieira despediu-se sorridente


Record 13-12-2017
Só mesmo em Portugal é que um jornal envia um repórter ao aeroporto para tirar uma foto do Presidente de um clube de Futebol a partir em viagem. Sobre o motivo da visita, o Record não quer adiantar e muito menos especular os motivos pelos quais Vieira embarcou nesta longa aventura.

Chineses em Portugal



Curiosamente, no final do mês de Setembro o Presidente encarnado recebeu uma comitiva chinesa no Estádio da Luz. Algo que é já um clássico, senão vejamos:

"Vai vir charters"


Link (aqui)

Muito antes de Futre, já Luís Filipe Vieira tinha "conquistado a China". Em 2006 esteve no país asiático e trouxe "o melhor jogador chinês da actualidade", como diria Paulo Futre. Infelizmente para Vieira, não vieram "charters" para ver tamanha estrela, de seu nome: Yu Dabao 


A segunda tentativa por um Benfica "made in China"


A 11 de maio de 2016 as "negociações" intensificaram-se entre os chineses e Vieira e o DN garantia que tinham 10 mil milhões para investirem em Portugal.

Dias depois destas negociações em Portugal, Vieira deslocou-se à China e trouxe...

Um contrato milionário



Nesta segunda visita a território Chinês, Luís Filipe Vieira fez-se acompanhar de Jorge Mendes, mas na prática a viagem serviu apenas para propagandear mais uma mentira. De facto, não existiu nenhum contrato milionário da China. Como é habitual em Portugal, o assunto morreu para a imprensa. Ninguém se interessou em saber "o que passou se" com o tal contrato milionário. 

Não há duas sem três



Como vimos em cima, uma comitiva chinesa esteve na Luz no final de Setembro e Vieira chega hoje para dar a boa nova à nação benfiquista. E que "boa nova" é essa, perguntam os leitores. É simples, meus caros. Luís Filipe Vieira tem estado a negociar um aumento de capital da SAD fazendo entrar os chineses no capital da sociedade, mas mantendo os 50,01% na titularidade da SAD para o clube. 

Provavelmente nas próximos dias será anunciado com pompa e circunstância mais um contrato estratosférico na mesma linha do contrato com a NOS e com a Emirates, que como ontem ficamos a saber estão muito longe dos valores anunciados pela máquina de propaganda.

A informação relativa ao aumento de capital não é propriamente uma novidade para os benfiquistas mais conhecedores da realidade do clube, assim como não surpreende os jornaleiros da nossa praça, que mesmo tendo acesso cabal a esta informação continuam a assobiar para o lado. A forma como a imprensa tem silenciado os emails é um sinal claro que demonstra que não querem estragar o negócio ao Benfica.

Bem sei que na China o acesso à internet é muito condicionado, razão pela qual os chineses podem não ter acesso aos emails da vergonha e fechem o acordo com o Benfica. Se por outro lado não fecharem negócio, Vieira não dará a viagem por perdida e por certo aproveitará importará a ideia do condicionamento do acesso livre à internet para a tentar implantar cá no burgo. As ameaças que o Benfica fez em comunicado até às pessoas que apenas viram os emails é um bom sinal disso mesmo.


Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aqui)

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

"Pela porta do Cavalo"


Há que dar mérito a quem o tem e a quem trabalha para engrandecer a instituição que representa. Neste sentido, quero parabenizar os responsáveis do Benfica que tudo fizeram para destronar a mítica porta 10-A do Sporting - local por onde os adeptos do Sporting esperavam a passagem dos seus ídolos - como a porta de estádio mais relevante do país. Não tenho problemas em dizer que o Benfica conseguiu esse objectivo com a famosa porta 18, relacionada com o tráfico de droga. Mas parece que não ficaram satisfeitos e introduziram outra porta com grande potencial de futuro: A porta do Cavalo. 

A porta do Cavalo


Já ontem falei aqui na troca de um email entre Domingos Soares de Oliveira e Paulo Gonçalves, onde é dito taxativamente que o contracto para a cedência do Estádio da Luz para a FPF realizar um jogo de qualificação para o Mundial de 2010 estava fechado, mas que o  GM"=Gilberto Madaíl "vai pagar pela porta do cavalo mais 50 mil euros".

Podem ver esse post (aqui)

Vamos lá ver se nos entendemos. A expressão "porta do cavalo" serve para designar algo que é feito de forma ilícita, sem que seja do conhecimento público. Neste caso, como estamos a falar de contrapartidas financeiras no valor de 50 mil euros, somos claramente levados a pensar que estes 50 mil euros não serão declarados nas contabilidades dos intervenientes. Estamos portanto a falar de um eventual crime de fraude fiscal, punível com pena de prisão até 3 anos.  

Toda a gente consegue perceber isto. Bem, toda a gente menos a jornaleiragem deste país que não acha este assunto relevante. Vamos tentar perceber porquê.

"Proibido reproduzir"


O Benfica apressou-se a ameaçar tudo e todos para tentar desta forma estancar a divulgação dos emails por parte da imprensa, blogosfera, redes sociais e outros foruns, chegando mesmo ao cumulo do ridículo, quando ameaçaram as pessoas "que acedam ao conteúdo desta informação".

"Assim, o SPORT LISBOA E BENFICA declara, para todos os efeitos legais, que irá responsabilizar todos aqueles que continuam a difundir informação confidencial sua e, ainda, aqueles que, através das hiperligações já publicadas ou outras que venham a ser publicadas, obtenham e acedam ao conteúdo dessa informação confidencial."

Não deixa de ser interessante ver finalmente reconhecido por parte do Benfica a veracidade dos emails. 

Da parte dos jornais e das televisões o silêncio é absoluto. Basta olharmos para as capas dos jornais de hoje para percebermos que não há qualquer tipo de informação sobre o assunto. Mas vejamos o que é feito no interior dos jornais desportivos.


O jornal Abola é o mais explicito na necessidade de passar a mensagem do "proibido reproduzir". E reparem no pormenor delicioso de citarem o jornal As para falarem sobre os negócios ruinosos do Benfica relativamente a Borja Bastón e Lucas Hernandez. Resumindo, o Benfica gastou 4M de euros pelas cláusulas de opção destes dois jogadores. Mais informação sobre essas negociatas num post do Artista do Dia (aqui)

Voltando aos jornais. Portanto, um jornal do país de onde sai o escândalo dos emails cita notícias de jornais espanhóis. Giro. 

Se do pasquim de Serpa e Delgado não seria de esperar grande coisa, vejo com muita estranheza o comportamento dos outros diários desportivos, especialmente do Ojogo.


O Record guardou um pequeno espaço na penúltima página e o jogo utiliza a mesma estratégia de citar o "As". Vergonhoso!

"O cavalo passa à porta de toda a gente"


Voltando ao email que ontem aqui publiquei, ficarei a aguardar que durante o dia de hoje a imprensa, os cronistas e afins falem sobre este assunto, para que depois não tenhamos todos de ouvir que "nos emails não há indícios nenhuns de crimes" como alguns patetas andam para ai a dizer. Querem mais indícios de crime do que um email do CEO do Benfica a dizer que o Presidente da FPF lhes vai pagar 50 mil euros pela porta do cavalo?

Se calhar não é tema de conversa porque, como diz Rui Vitória: "O cavalo passa à porta de toda a gente".

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aqui)

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

"O Gilberto Madaíl vai pagar mais 50 mil euros pela porta do cavalo" por Domingos Soares de Oliveira


Vamos recuar até ao dia 21 de Setembro de 2009. Nesse dia o Benfica e a FPF finalizam as conversações para a realização do Portugal-Hungria da fase qualificação para o Mundial da África do Sul. Atentem nesta negociação "maravilhosa".


A porta do cavalo


Cliquem para aumentar
Como podem verificar, Domingos Soares de Oliveira reconhece neste email enviado para Paulo Gonçalves um crime de fraude fiscal, quando diz com todas as letras que o "GM"=Gilberto Madaíl "vai pagar pela porta do cavalo mais 50 mil euros". Portanto, temos a federação Portuguesa de futebol a dar dinheiro ao Benfica pela porta do cavalo. Tá certo.

Venham de lá essas teorias por parte da máquina de propaganda em relação ao significado de "porta do cavalo". Aposto que vão ser hilariantes.

Também pela porta do cavalo foi a decisão de alterar a contagem do número de títulos, beneficiando o Benfica e prejudicando os restantes clubes nacionais. Agora adivinhem lá quem era o Presidente da FPF quando essa alteração foi feita. Coincidências...

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aqui)