quarta-feira, 25 de outubro de 2017

IPDJ considera que Sporting apoia Diabos Vermelhos


No passado sábado o jornal Record publicou uma notícia sobre o facto de o Sporting ter recebido recentemente 12 contra-ordenações por parte do Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ). 

Destaque de capa do jornal Record 21-10-2017

Surrealismo à moda do IPDJ


Estão por certo lembrados do caso da interdição do Estádio da Luz no final do mês de Julho. O caso pode ser recordado (aqui) e (aqui). Em traços gerais o IPDJ interditou o estádio da Luz a uma sexta-feira e na segunda-feira seguinte o IPDJ levantou essa interdição, após a entrega de um novo regulamento de segurança do Estádio da Luz. Para sua defesa o Benfica contratou José Fanha Vieira, advogado e comentador da BTV. Curiosamente um senhor que foi durante 3 anos vice-presidente do organismo (2008-2011). Por coincidência, já nessa altura o Benfica prestava apoio às suas claques ilegais e o IPDJ de Fanha Vieira assobiava para o lado. 

Neste processo foi conhecido o envolvimento de Vítor Pataco, actual vice-presidente da instituição e que no seu curriculum tem uma passagem pela Sport Lisboa e Benfica Multimédia, SA, conforme está documentado nos links anteriores. 

É óbvio para todos os portugueses que o Benfica goza de uma total impunidade junto do IPDJ que durante todos estes anos tem permitido absolutamente tudo às claques ilegais do Benfica. 

Vejamos agora o que aconteceu com o Sporting.


É do conhecimento geral que o Benfica apoia as suas claques ilegais de diversas formas. Estes "grupos organizados de sócios" - como Luís Filipe Vieira gosta de chamar - têm direito a instalações no Estádio da Luz, bilhetes mais baratos para os jogos fora, bilhetes de época a preço reduzido, meios de transporte e combustível pagos pelo próprio clube, etc. Isto para não entrar em questões como as excepções aplicadas em termos de segurança ou da conivência da direcção do Benfica com práticas criminosas dentro destes grupos.

Perante tudo isto, os senhores do IPDJ têm reiteradamente assobiado para o lado e aplicado apenas multas de valor irrisório ao Benfica. Dentro deste contexto é gravíssimo o que esta notícia do jornal Record relata. 

Ora, segundo o Record, o Sporting interpôs um processo disciplinar a Nuno Cardoso, responsável comercial do clube. Este sujeito é enteado de Augusto Baganha, presidente do IPDJ. Por coincidência, desde que existe esse processo disciplinar choveram contra-ordenações no Sporting, que é um dos poucos clubes em termos nacionais que tem mantido uma postura forte com as suas claques e que tem resultado muito bem. Basta vermos que as claques leoninas nos últimos 4 anos não têm participação em episódios infelizes.

Existem dois factos que tornam o aparecimento destas contra-ordenações ainda mais curiosas nesta fase. Numa das notificações o IPDJ foi buscar uma questão de um jogo com mais de 2 anos (Outubro de 2015). Compreende-se isto?

Mas se os dois anos de intervalo entre a situação e a apresentação da contra-ordenação são graves, analisem isto: "o Sporting é acusado pelo IPDJ de prestar apoio a claques ilegais, por, no derbi com o Benfica realizado a 22 de Abril deste ano, ter permitido a entrada e afixação no seu estádio de uma tarja onde se podia ler "Diabos", em alusão ao conhecido grupo de adeptos do Benfica".

Impunidade total para uns, guerra aberta para outros


Olhando para tudo isto parece-me que estamos perante um ataque vingativo ao Sporting, por oposição a um completo fechar de olhos a claques que vivem num mundo de criminalidade. Acusar o Sporting de apoiar os Diabos Vermelhos, mais do que uma mentira é um insulto para todos os adeptos do clube e uma particular humilhação para familiares e amigos dos dois adeptos assassinados. É preciso dizer que esta acusação do IPDJ é relativa ao derby realizado no dia seguinte ao assassinato de Marco Ficini.

É também curioso que Fernando Madureira, líder do Super Dragões, esteja a ser acusado pessoalmente pelo IPDJ em relação ao vergonhoso cântico sobre o avião da Chapecoense. Dizem os jornais que o "macaco" pode ser impedido de entrar em recintos desportivos por duas épocas. Nada a apontar contra isto, mas então onde está o processo do IPDJ para os claqueiros benfiquistas?

Vamos recordar:

No dia 17 de Abril deste ano, no jogo de andebol entre Benfica e Sporting no pavilhão da Luz, os adeptos do Benfica presentes no Pavilhão da Luz cantaram isto:


Quatro dias depois, Marco Ficini foi assassinado por um elemento com grande destaque na estrutura dos No Name Boys. Onde é que está o processo do IPDJ a pedir que os adeptos do Benfica que cantaram este nojo sejam impedidos de entrar em recintos desportivos? Onde está o processo a impedir de forma definitiva o assassino de entrar num recinto desportivo em Portugal?

A notícia do Record aponta uma contra-ordenação ao Sporting por ter apoiado os Diabos Vermelhos, precisamente no jogo realizado no dia seguinte ao assassinato de Marco Ficini. Nesse jogo foi desta forma que os adeptos do Benfica respeitaram o minuto de silêncio:


Onde está o processo com estes "adeptos"? O facto de ser ilegal permite-lhes fazer tudo? Se calhar é altura de as restantes claques se tornarem ilegais. É isto que o IPDJ deixa transparecer quando pune quem cumpre pertence a uma claque legal e iliba os que pertencem a claques ilegais. 

E é assim que anda o desporto em Portugal. A impunidade do Benfica é total e estes senhores ainda têm a lata de acusar o Sporting de apoiar os Diabos Vermelhos. 


Deixo aqui as caras dos senhores que lideram o IPDJ e que decidiram assinar uma verdadeira declaração de guerra ao Sporting e aos seus adeptos. Gente que devia ter outra postura, até porque já têm sangue nas mãos. Será preciso morrer mais alguém?


Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

21 comentários:

  1. VERGONHOSO!!!! o que anda o Governo a fazer? O Ministro que tutela esta "merda" não tem vergonha?

    ResponderEliminar
  2. só vejo fotos de gente desonesta será que são criminosos procurados pelo FBI ou pela interpol ? é que pelo que se ouve dizer ésta porcaria de gente da foto pequenas costumam estar afixadas na policia será que portugal já engendrou pela justiça e vai sanear este lixo de tudo o que é instituiçào que deve ser gerida por gente séria ?

    ResponderEliminar
  3. estas pessoas são nôjo da nossa sociedade esta gente não presta para nada só sabem viver ás custas dos pobres que trabalham no duro esta cambda de corruptos era metelos num saco e jogá-los ao tejo...

    ResponderEliminar
  4. É simplesmente o espelho da nossa sociedade. Homens e mulheres que ocupam lugares que obrigaria a uma postura ética e moral exemplar e são aqueles que usam e abusam das ferramentas legais que têm ao seu dispor para se servirem.

    Ás vezes a vontade que dava era (tipo à faroeste) colocar uma foto desta gentinha numa parede com um descritivo a dizer o que andaram a fazer.

    Para deixar no ar, porque efetivamente não sei, alguém sabe como é que esta gente é nomeada? será que não existe nenhum mecanismo legal, tipo petição, para destituir esta gente?

    Uma iniciativa desta género era sem dúvida como um oásis num deserto neste nosso país. Para além do futebol, poderia ser que começasse a despoletar mais iniciativas destas para correr com muito incompetente e parasita que gravita e se pavoneia no Estado.

    ResponderEliminar
  5. A lixeira fez 14 anos.Que pena não haver uma compilação comemorativa com um video a mostrar os roubos a outros clubes durante este periodo "aureo" do slb.

    SL

    ResponderEliminar
  6. Não compreendo como se pode chegar a este ponto, juro que não. É o Benfica que manda no país? São ameaçados a tiro? É por pura maldade? São psicopatas? São malucos? Ou tudo numa só?

    ResponderEliminar
  7. o BdC deveria proibir todo e qualquer adepto que se comporte indevidamente, assim até final da corrente época nenhum rabolho deveria poder entrar em Alvalade. jogos com o benfica sem adeptos criminosos e cadastrados... e o preto que beijou os pés ao messi devia pagar a multa!

    ResponderEliminar
  8. Corrijam-me se estiver enganado, mas isto não pressupõe que o IPDJ esteja a reconhecer publicamente que o SLB tem claques ilegais?

    ResponderEliminar
  9. Sempre avisei que a intervenção da politica no futebol nada de bom trazia.

    Se pensam que no futebol existe muita corrupção, agora imaginem misturar a corrupção que existe na politica com o futebol.

    Alias temo que já nem exista politica, mas sim prostituição politica, as ideias e os ideais, são leiloados á melhor oferta.

    ResponderEliminar
  10. já enviei e-mail para o IPDJ " alegadamente" apoiam clubes de assassinos, vendedores de droga, arguidos BPN, devedores BEs e atacam quem tem as claques legais!

    ResponderEliminar
  11. O IPDJ ao fim de alguns meses ainda não se dignou a esclarecer quais foram as alterações ao regulamento de segurança do pré-fabricado, o que contribui para que as claques 5lb possam continuar a ter um estatuto especial perante a Lei. Depois de fechar o olhos e permitir isto, o IPDJ ainda se dá ao desplante de vir cinicamente acusar o Sporting de "apoiar" uma claque de um rival?? Se há alguma entidade que apoiou claques do 5lb, foi mesmo o IPDJ!

    ResponderEliminar
  12. Chama-se a isto instrumentalização das instituições nacionais por tentáculos do polvo

    ResponderEliminar
  13. Custa-me muito ver metido nisto o Augusto Baganha, um dos maiores basquetebolistas portugueses de sempre, entre outros clubes, campeão nacional ao serviço do Sporting, clube de que o antigo base da Selecção Nacional sempre se confe4ssou adepto. Mas, como diz o outro, é a vida... a tal coisa do pãozinho para a boca...

    ResponderEliminar
  14. Isto seria engraçado. Depois só teriam que punir o venfique por todos os jogos na Lixeira em que deixaram os DV colocar tarjas, indo até ao ano em que a lei passou a obrigar os clubes a legalizar claques.

    ResponderEliminar
  15. Temos um presidente que gosta de se pôr a jeito. Já o Benfica tem um presidente que, apesar de ser um pouco bronco, não se põe tantas vezes a jeito. E tem a vantagem de ser de um clube que ganha há 4 anos. Temos é que trabalhar mais e falar menos. Pois só seremos respeitados se começarmos a ganhar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Neste caso se alguém se 'põe a jeito' é o IPDJ, entidade na qual o Estado português investiu\delegou poder. E o que está aqui em causa vai muito para alem do presidente do Sporting ou do próprio clube porque:

      - O IPDJ não está a aplicar os regulamentos que são da sua competência e dever ao permitir que haja um clube que use o estádio que não cumpre com os regulamentos de segurança;

      - O IPDJ não trata dois clubes da forma igual conforme se pode concluir com esta sanção ao Sporting e ao mesmo tempo permite que haja um clube com claques ilegais. E assim falha no dever da imparcialidade que é apenas e só um principio basilar da CRP e ao qual estão sujeitos todos os organismos públicos, embora já se saiba que que o 5lb vive num regime de excepção qualquer e à margem da Lei.

      Eliminar
  16. "Se calhar é altura de as restantes claques se tornarem ilegais."

    O problema é que a polícia já tem os dados todos.

    ResponderEliminar