" Mister do Café: Outubro 2017

terça-feira, 31 de outubro de 2017

Os cúmplices no assassinato de Marco Ficini


Cerca de meio ano depois dos acontecimentos, o Ministério Público acusou Luís Pina de um crime de homicídio qualificado na forma consumada, de um crime de omissão de auxílio e ainda de quatro crimes de homicídio na forma tentada. Isto é o mesmo que dizer que o MP considera que Luís Pina tentou assassinar de forma propositada cinco adeptos do Sporting tendo conseguido ferir mortalmente uma pessoa. É importante referir que estamos perante o crime mais gravoso do nosso código penal, com uma moldura penal de 25 anos de prisão. 

O histórico do assassino


O Jornal de Notícia de hoje afirma que "Luís Pina já era bem conhecido por violência no desporto antes do atropelamento de Marco Ficini. O seu nome aparece em vários processos desde 2011, muitos deles investigados pela PSP, sempre ligado aos "No Name Boys", tendo chegado a ser condenado. A viver na Amadora, Pina é conhecido também pela PSP local, associado ao tráfico de droga e a roubos." 

Link da notícia (aqui)
Era interessante percebermos como é que Luís Pina tem condições financeiras para ser defendido por um dos mais importantes advogados do país como é Carlos Melo Alves. Mais informação (aqui).

Quem causou os confrontos


Link da notícia (aqui)

" sendo adeptos do Sporting, o que estavam a fazer na Luz às três da manhã? Não seria certamente para tirar fotos ao Cosme Damião ou ao Eusébio. Sabemos que provocação gera violência e sabemos quem tem contribuído para isso".

De acordo com a acusação do MP fica também muito claro que o início de toda esta confusão foi despoletada por um ataque que os "No Name Boys" fizeram junto às instalações do Estádio de Alvalade, o que contraria por completo a versão vergonhosa que Vieira e alguns dos seus acólitos tentaram passar. Recordo que estas declarações foram proferidas no dia do derby por Luís Filipe Vieira, que em vez que apaziguar as coisas decidiu meter mais lenha na fogueira. 

Luís Filipe Vieira é o maior cúmplice destes crimes. Não é à toa que a própria defesa de Luís Pina alega que a presença de Luís Pina no Estádio da Luz se devia ao facto de ter ido buscar bilhetes à "casinha" da claque no Estádio da Luz. Ora, quem é o responsável por uma claque ilegal ter instalações próprias no Estádio da Luz? Não será o Presidente do Benfica!? E o Presidente do Benfica representa quem?

O nome do Benfica fica directamente ligado a esta tragédia e todos os sócios do clube têm sangue nas mãos. É este tipo de gente que a direcção eleita pelos Benfiquistas apoia numa base diária, através da entrega de uma sede no próprio estádio da Luz, através de bilhetes mais baratos quer para os jogos fora quer bilhetes de época, através do aluguer de carrinhas para as deslocações com o combustível pago, através da conivência da equipa de segurança do Estádio para a entrada de artefactos pirotécnicos, etc. 

Acho que já toda a gente percebeu que Luís Filipe Vieira está refém desta gente. O que me custa a perceber é a passividade com que os Benfiquistas olham para isto. Como é que aceitam que estes criminosos tenham acesso a transporte, combustível e a bilhetes pagos com o dinheiro das vossas quotas, enquanto vocês têm de pagar os bilhetes, deslocações e outras despesas para acompanharem o Benfica do vosso bolso? Como é que aceitam que estes delinquentes destruam a reputação de um clube como o Benfica? 

E as instituições desportivas e governativas nacionais não têm responsabilidade? O que anda a fazer o IPDJ, o Estado, a Liga e a FPF para de uma vez por todas acabar com esta pouca vergonha? É com discursos de miss universo que lá vamos ou com medidas concretas?

Têm todos sangue nas mãos. Até quando vão assobiar para o lado? Já não chega terem morrido dois adeptos do Sporting? É preciso morrer mais alguém?

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Luciano Gonçalves - O Sr. do Centro Recreativo de Alcanadas


No discurso de tomada de posse como Presidente da APAF, Luciano Gonçalves referiu que o seu "principal objectivo é lutar por uma maior credibilização e transparência no sector da arbitragem". É o típico discurso de miss universo que está muito na moda no futebol português, mas que na prática não resulta em nada. Senão vejamos:

A Credibilização


Em Abril deste ano foram divulgadas trocas de emails entre Luciano Gonçalves e dirigentes do Benfica. Em causa estava o pedido de 50 bilhetes por parte de Luciano Gonçalves para levar utentes do tal Centro Recreativo de Alcanadas.


Deixo apenas este print para ilustrar o caso, uma vez que já falei sobre este assunto anteriormente. Podem perceber mais sobre o "esquema dos bilhetes" clicando (aqui).

Quanto a credibilidade estamos conversados. 

A Transparência


Vejamos o tipo de transparência que Luciano Gonçalves aplicou na sua carreira antes de chegar à Presidência da FPF.

Link (aqui)
A notícia diz tudo, mas faço um pequeno resumo. Corria o ano de 2004 e o senhor Luciano Gonçalves mostrava ser uma artista mutifacetado. Era árbitro de futebol, jogador e dirigente. Toda essa versatilidade permitiu que fosse apitar um jogo entre duas equipas da mesma divisão que o clube no qual era jogador e dirigente, o Centro Recretivo de Alcanadas. Para transparência não está mal, pois não?

Em termos de transparência e credibilidade, Luciano Gonçalves é craque. Eu até deixo uma sugestão a Fernando Gomes: no tal curso que quer dar aos dirigentes seria importante incluir uma cadeira de transparência e credibilidade e nesse sentido Luciano Gonçalves tem um curriculum que lhe permite assegurar o ensino dessa cadeira sem dificuldades. Com uma amizade tão grande entre ambos, julgo que não haverá problemas. 

E depois ainda falam de clima de suspeita no futebol português. Perante tudo o que se vai sabendo destes artistas, querem que os adeptos pensem o quê? Alguém acha normal que o Presidente da APAF tenha estes histórico?

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

O rapaz que "não volta a vestir a camisola do Benfica" e a propaganda


Na passada sexta-feira o jornal Abola publicou uma entrevista de Bernardo Silva onde são abordados diversos temas desde a sua transferência para o Manchester City, passando pela selecção nacional e o percurso no Benfica. 


"Nunca mais joga pelo Benfica"


No final do mês de Setembro, Francisco J.Marques divulgou emails relacionados com uma dívida do Benfica a Bernardo Silva. Aqui fica o vídeo.


É engraçado que nenhum jornal tenha conseguido descobrir que o Benfica esteve impedido de inscrever jogadores até ao dia em que Vieira deu a ordem para processar o vencimento de Bernardo Silva. Mais engraçado é percebermos que Luís Filipe Vieira achava que o jogador não tinha o direito de receber pelo trabalho desenvolvido no clube. Algo que não é nenhuma novidade. Já com Talisca tinha acontecido o mesmo:


Uma realidade paralela


Quando vi a capa pensei imediatamente que na entrevista seria esclarecida a situação dos vencimentos em atraso e dos emails divulgados sobre o "caso Bernardo Silva". Uma esperança que rapidamente desapareceu, quando percebi que a "entrevista" foi conduzida por Gonçalo Guimarães. 

Para quem não conhece o artista, deixo-vos apenas com alguns dos seus últimos "trabalhos".

No dia 16 de Agosto deste ano escreveu isto: 


O coito de Agosto fez com que cerca de um mês depois o jornal Abola parisse uma das peças jornalísticas mais hilariantes do ano. Um "chouriço" transformou-se em candidato a prémio Puskás e um jogador absolutamente banal viu o seu nome associado a Maradona, depois de ter sido associado a Ronaldo.

Deliciem-se: 


A abordagem ao tema


Foram muitas as questões colocadas nestas 8 páginas de entrevista, mas para a questão dos emails/vencimento em atraso foi criada uma caixa especial com um título avassalador.


É importante referir que a entrevista foi publicada de forma corrida nestas 8 páginas. Em discurso directo Bernardo Silva foi respondendo às questões do Gonçalo Guimarães. A única excepção foi para este assunto. O jornaleiro optou por colocar o tema numa caixa separada do resto da entrevista corrida e com um título particular: "Boa relação com Vieira". A mensagem estava passada. Está tudo na paz do senhor e nem o facto de o Benfica ser reincidente em não pagar o último vencimento a funcionários, fez com que esse assunto fosse questionado pelo escriba de serviço. 

Eu tinha aqui uma série de perguntas interessantes para fazer ao jogador que ficaram sem resposta.

- É verdade que o Benfica esteve em incumprimento salarial consigo? Se sim, foi a primeira vez?
- Agora que tomou conhecimento que Vieira referiu que "nunca mais jogaria no Benfica", olha para trás e pensa que foi empurrado do Benfica pelo Presidente? 
- Acha que se não tivesse reivindicado os seus direitos teria tido a oportunidade de continuar no Benfica? 
- Da sua parte, considera a possibilidade de regressar ao Benfica com Luís Filipe Vieira à frente do clube?

Este é já o terceiro caso de incumprimento do Benfica em relação ao pagamento do último vencimento de funcionários. Bernardo Silva e Talisca juntam-se assim a Jorge Jesus que neste momento luta nos tribunais para receber o seu último vencimento no Benfica. 

Apesar de tudo isto a imprensa não questiona nem investiga o assunto. O que interessa é passar a mensagem do grande líder, custe o que custar. Não é à toa que Vieira tem o poder de "mandar pôr":

"Você vai ler uma notícia n’A Bola na qual o Mitroglou diz que não quer ir para a China. Não se preocupe, eu é que mandei pôr"

Vá lá que a entrevista ao menos não foi encenada como as que Vieira concede todos os anos ao mesmo pasquim, como já vimos (aqui). Por falar em entrevistas, alguém sabe para quando é que a entrevista de Vieira à RTP foi adiada? É que já vamos com quase 5 meses de adiamento. Por certo Vieira andará com a agenda muito ocupada. Pensando que não, a PJ deve ter deixado a casa do homem toda desarrumada e apesar de ter grande experiência em termos de busca, custa sempre um pouco ter de colocar as coisas nos sítios devidos...

Uma sugestão


Já que sugeri algumas perguntas que nunca terão resposta, quero deixar uma sugestão que é completamente viável. E que tal o Sr. Gonçalo Guimarães convidar um velho amigo para dar uma entrevista?


Tema para conversa com o amigo e "uma das melhores pessoas que teve oportunidade de conhecer no mundo do futebol", não deve faltar quando ainda na semana passada foi noticiado isto:

Link notícia (aqui)
Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

domingo, 29 de outubro de 2017

O maior


Rui Patrício provou mais uma vez que é um dos melhores guarda-redes do mundo ao fazer 3 defesas assombrosas que foram decisivas para a conquista de 3 pontos no jogo desta jornada em Vila do Conde.


3 defesas, 3 pontos



O maior


TOP 10 - Jogadores com mais jogos pelo Sporting

Rui Patrício caminha a passos largos para se tornar no jogador com mais jogos pela equipa principal do Sporting. Neste momento está em 4º lugar a 7 jogos do grande goleador Manuel Fernandes, a 10 jogos do mítico Vítor Damas e a 27 jogos do nosso grande Hilário. 

Se não tiver nenhum problema físico, Rui Patrício conseguirá ainda esta época tornar-se no jogador com mais jogos pelo Sporting. Assumindo apenas os jogos já agendados, os leões têm mais 24 partidas na Liga, 1 na Taça de Portugal, 2 na Taça da Liga e 3 na Champions League: 30 jogos. O número de jogos obviamente aumentará mediante a qualificação para as fases seguintes das competições a eliminar. 

Com 29 anos, teremos Rui Patrício para mais uma década na baliza nacional, e se continuar no clube poderá tornar-se no maior símbolo da história do futebol leonino. Para isso é preciso juntar também títulos nacionais no seu curriculum. Os 6 títulos conquistados (3 Taças de Portugal e 3 Supertaças), são muito curtos para um guarda-redes com o seu nível. Com uma equipa focada nos objectivos como a que temos vindo a apresentar e com a nível de excelência apresentado pelo Rui, não vejo motivos para não sermos felizes esta época. 

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

sábado, 28 de outubro de 2017

Os "apagões" da BenficaTV


Na jornada anterior tivemos um "apagão" na Vila das Aves que impossibilitou o VAR de prestar assistência à equipa de arbitragem liderada por Nuno Almeida, vulgarmente conhecido por "Ferrari Vermelho". Nesta jornada foi a vez de a Benfica TV - mais uma vez - dar continuidade aos "apagões".

Primeira manipulação



A imagem da esquerda foi a que passou na transmissão da BTV. Como podem verificar o realizador ampliou a imagem não permitindo que no plano aparecesse Seferovic, que curiosamente era o jogador que estrava a colocar em jogo o avançado do Braga. Só depois de a partida ter terminado é que a imagem do lado direito foi divulgada pelo canal. 

Segunda manipulação



Na imagem da esquerda vemos a linha colocada pela Benfica TV, que como se pode verificar está enviesada em relação à linha de grande área. Um enviesamento que vai precisamente no sentido de colocar o avançado do Portimonense em offside. Na imagem da direita está traçada um linha sem o "efeito BTV" e como se pode verificar o atleta do Portimonense está em jogo. 

Que passou se? 


Minuto 50 da partida entre o Benfica e o Feirense e eis que surge este lance na grande área encarnada:


Foi desta forma que os comentadores de serviço definiram o lance:

- Hélder Conduto: "Pode marcar Tiago. Vai para o remate... cai na grande área.... o jogador do... É Luís Machado. Do Feirense. Creio que ele perdeu foi uma grande ocasião para a equipa de Santa Maria da Feira.
- Rogério Matias: "Sim, foi mais...foi mais isso do que propriamente o que ele estava a pedir."

A Benfica TV não mostrou uma única repetição desta jogada. No final da partida, António Rola - o tal ex-árbitro jubilado com quase duas dezenas de anos ao serviço ao Benfica - na sua análise aos lances chave da partida também se esqueceu deste lance.

Estamos perante um verdadeiro abalroamento de Luisão ao atacante do Feirense que mesmo sem repetição não deixa grandes dúvidas.  

Para fechar


Ao quinto jogo transmitido pela Benfica TV esta época, já vamos com três caso de manipulação de imagens por parte do canal benfiquista. Três em cinco é obra. E se estas situações juntarmos o caso Eliseu e o apagão cirúrgico na Vila das Aves conseguimos constatar as inúmeras coincidências e curiosidades por onde o Benfica passa.

Fico a aguardar uma reacção do Presidente da FPF a esta manipulação de imagens, uma vez que estamos perante situações que adulteram a verdade desportivo. Visto isto acredito piamente que Fernando Gomes virá a terreiro com o seu discurso de miss universo pedir mais uma "basta". Ou então não!?

PS: Se calhar miss universo não será o melhor concurso para o senhor aplicar o seu discurso. Sugiro que Fernando Gomes concorra ao Miss Bumbum Brasil. Consta que não tem problemas em perceber o sotaque do português do Brasil...

E se tiver dúvidas, Fernando Gomes pode sempre pedir ajuda ao empresário de jogadores António Araújo. Consta que percebe da poda. Curiosamente, esse senhor é empresário do jogador que protagonizou a transferência mais cara do futebol português, sendo que no seu bolso caíram uns míseros 1,6 Milhões de Euros. Falo da transferência de um tal de Rafa...

Coincidências...

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

O binómio FPF/VAR


No programa "Verde no Branco" de ontem, Nuno Saraiva teceu considerações que considero particularmente interessantes. Quero salientar duas questões fundamentais do discurso do director de comunicação do Sporting.

Fernando Gomes/FPF



Fico muito satisfeito por ver que o Sporting está bem ciente do que se está a passar. É também importante que os Sportinguistas percebam o que está em causa neste momento e que demonstrem a sua militância, que será fundamental se queremos ter sucesso nesta época. Sobre este assunto também já escrevi um pouco (aqui), mas nos próximos dias farei uma análise mais completa ao momento do futebol português.

Querem matar o vídeo-árbitro


Mas o momento mais relevante do discurso de Nuno Saraiva esteve relacionado com o vídeo-árbitro e com os últimos acontecimentos. Aqui fica o vídeo.


É importante acrescentar a isto que o VAR funcionou BEM em Alvalade. Bruno Esteves avisou o árbitro Rui Costa para o facto de lance de Gelson ter sido grande penalidade. Não se pode culpar o VAR nesta situação. Se alguém é culpado neste caso, é o árbitro da partida, que mostrou toda a sua incompetência. Curiosamente, os senhores do CA consideram que esta perspicácia na análise das imagens por parte de Rui Costa serve para ser VAR já no jogo entre o Marítimo e Tondela a realizar no próximo domingo.

Depois de a BTV ter manipulado as imagens num lance de golo legal do Sporting de Braga na Luz (Lance em que ampliaram o plano retirando o jogador que estava a colocar em jogo o atacante do Braga ), depois de a linha de offside ter sido mal colocada e ter influenciado o VAR num golo que foi anulado ao Portimonense na Luz e depois de Eliseu ter agredido barbaramente Diogo Viana sem qualquer tipo de punição, tivemos este fim-de-semana o caso do apagão na Vila da Aves. Começam a ser muitas coincidências sempre envolvendo o mesmo clube. E perante tudo isto os senhores da FPF assobiam para o lado e nada fazem.

O próprio CD recusou-se a abrir um processo de inquérito para averiguar o caso do "apagão", por considerar não existir natureza disciplinar. Ora, quando o árbitro e os delegados da Liga não colocam nenhuma informação nos seus relatórios sobre o "apagão" e quando se vai sabendo que a falha não partiu da cidade do futebol, isto começa a cheirar a esturro. E depois ainda temos de levar com o discurso de miss universo de Fernando Gomes. 

De facto existe um "clima", mas não é de ódio. É um clima de total desconfiança que os portugueses sentem em relação ao desporto nacional. Se a nossa sociedade está corrompida até às mais altas esferas do Estado, o que podemos esperar do mundo de futebol, onde temos casos como o da Porta-18, vouchers ou emails?

Sobre isto a miss universo não gosta de falar.

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

O campeonato das rodinhas


Na lista de nomeações de árbitros para esta jornada do campeonato nacional de hóquei em patins, a Federação Portuguesa de Patinagem anunciou que Manuel Oliveira será um dos árbitros do Juventude de Viana-Benfica.

Cliquem para aumentar

"Benfica forever"



Esta é uma publicação no facebook pessoal do árbitro Manuel Oliveira que indicia claramente a sua paixão clubística. Curiosamente, estamos a falar de um árbitro que subiu de categoria esta temporada.

Se bem se recordam, ainda recentemente o Benfica colocou em causa a idoneidade de um juiz devido à sua "confissão clubística" no caso do indeferimento da providencia cautelar interposta pelo Benfica e que visava silenciar o Porto no caso dos emails.

Posto isto, gostaria de ver o Benfica a tomar uma posição relativamente ao juíz nomeado pelo FPP para o jogo de Domingo. 


O regresso a Viana do Castelo


Tradicionalmente os jogos em casa do Juventude são sempre complicados. Na época passada o Benfica sofreu até aos últimos segundos da partida para vencer os locais. E só com uma golpada da equipa de arbitragem salvou o Benfica de perder pontos. Esse lance ficará na história dos campeonatos nacionais como provavelmente a decisão técnica mais vergonhosa da história do nosso hóquei moderno. 

Jogo empatado a 4 golos e a faltarem 22 segundos para o final da partida acontece isto:


João Rodrigues marcou a grande penalidade enviando a bola contra o poste da baliza de Edo Bosch, tendo a bola ressaltado e ficado por baixo do equipamento do histórico guardião que esta época iniciou a sua carreira como treinador adjunto. Inexplicavelmente, o juiz mandou repetir um lance que deveria ter recomeçado na quina na área, como em qualquer outra situação em que a bola fica presa no equipamento do guarda-redes. Esta decisão "inventiva" acabou por dar a vitória ao Benfica numa partida que deveria ter empatado.

Coação desde o início da época


De facto, os responsáveis encarnados estão apostados em condicionar a arbitragem desde o primeiro momento da época. O campeonato começou no passado fim de semana, mas dias antes Pedro Nunes, treinador do Benfica decidiu entrar em campo numa entrevista ao jornal Abola (what else?).

Jornal Abola 13/10/2017

"Há tráfico de influências na arbitragem" afirmou o treinador encarnado dias antes do começo do campeonato. É uma maravilha ver o clube amigo dos árbitros, da moral e dos bons costumes aparecer com este discurso. Mais me surpreende vindo de Pedro Nunes que sempre me pareceu ser alguém com uma postura muito digna no mundo do hóquei.

O timing foi absolutamente perfeito e perante as nomeações a que temos assistido o espectáculo está garantido para toda a época.

Espectáculo na linha do que aconteceu no derby do pavilhão da Luz na época passada onde foi Ângelo Girão foi expulso por não ter feito absolutamente nada. Vamos recordar:


Na primeira jornada o Sporting já foi brindado com uma arbitragem vergonhosa de Jaime Vieira, patriarca de uma família de artistas como podem ver (aqui)

Apesar de todos estes casos a época passada teve um campeão justo. De facto, o Porto foi a melhor equipa e mereceu conquistar o título. Este ano poderemos ter o campeonato mais competitivo de sempre. Sporting está mais forte e irá discutir com Porto, Benfica e Oliveirense o título nacional. Equipas como o Óquei de Barcelos, Valongo e Juventude de Viana podem roubar pontos aos candidatos ao título, pelo menos aos candidatos que não têm padres nos seus planteis...


Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

A imagem do momento


Dizem que uma foto vale mais do que mil palavras e a foto que escolhi para ilustrar este post é bem representativa do momento em que o futebol português vive.

Fernando Gomes


Por um lado temos um Fernando Gomes sorridente, armado em paladino da verdade e dos bons costumes. Este senhor foi à casa da democracia pedir a "criação de uma autoridade administrativa exclusivamente vocacionada para a segurança e combate à violência no desporto, dotada de recursos e não apenas de atribuições e competências, de forma a que, qualquer infracção à lei, seja sancionada de forma célere.", quando já existe um organismo para o efeito, o IPDJ. Por coincidência este senhor segue a tese de Luís Filipe Viera que no almoço da Supertaça no inicio da época, pedia precisamente o mesmo.

Que eu saiba a legislação dá todos os poderes à FPF através do Conselho de Disciplina para punir os clubes por comportamentos incorrectos dos seus adeptos. A Federação deste senhor já se pronunciou sobre o assassinato de um adepto do Sporting por um alto quadro da uma claque ilegal do Benfica? 

Estamos perante alguém que não hesita em fazer juízos de valor sobre outros dirigentes do futebol português, arrogando-se no direito de os obrigar a um curso de formação cívica. Mas quem é este tipo pensa que é? Que moral tem este senhor para pedir o que quer que seja quando esteve envolvido em coisas como estas:


Se o curso versar sobre falsificação de facturas e prostituição, o senhor Fernando Gomes será o professor perfeito. Se nesse curso existir uma cadeira sobre fraude fiscal pode pedir a João Vieira Pinto - seu colega de direcção na FPF - para dar esse cadeira, uma vez que já foi condenado pela prática desse crime.

Pedro Proença


Tal como na imagem, Pedro Proença anda de cabeça baixa, desaparecido do grande público, sem declarações a fazer quando o edifício do futebol português está prestes a ruir. Na semana passada tivemos a maior operação de buscas que o futebol português tem memória e nem uma palavra do Presidente da Liga. Eu pergunto: buscas a um dos competidores na competição sobre suspeitas de corrupção a árbitros não descredibilizam o nosso campeonato? Não há uma reação porquê?

Acho que já toda a gente percebeu que o futebol português entrou por estes dias em guerra civil declarada. Por um lado temos uma federação que quer conquistar todo o poder à força e esvaziar por completo a Liga, que devia ser preservada por todos os clubes que são os pais da competição. Do outro lado temos uma Liga amorfa e que tenta sobreviver a ataques como a golpada parlamentar proposta pelo PSD para retirar os poucos poderes que a Liga tem, ou a propaganda mentirosa sobre uma demissão de Proença na última AG. Algo que nunca aconteceu e que foi plantada nos jornais para fragilizar a sua liderança. 

Esta semana foi também esclarecedora quanto à posição da APAF e do sindicato de jogadores e treinadores que se colocaram ao lado da FPF. É hora de a Liga tomar posição de combate e defender de uma vez por todas os clubes. Pedro Proença não se pode esconder e tem de tomar medidas, até porque por inerência também é vice-presidente da FPF.

Os próximos dias serão interessantes de acompanhar e brevemente falarei muito mais em pormenor sobre este assunto. Para já fica esta pequena introdução. 

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

IPDJ considera que Sporting apoia Diabos Vermelhos


No passado sábado o jornal Record publicou uma notícia sobre o facto de o Sporting ter recebido recentemente 12 contra-ordenações por parte do Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ). 

Destaque de capa do jornal Record 21-10-2017

Surrealismo à moda do IPDJ


Estão por certo lembrados do caso da interdição do Estádio da Luz no final do mês de Julho. O caso pode ser recordado (aqui) e (aqui). Em traços gerais o IPDJ interditou o estádio da Luz a uma sexta-feira e na segunda-feira seguinte o IPDJ levantou essa interdição, após a entrega de um novo regulamento de segurança do Estádio da Luz. Para sua defesa o Benfica contratou José Fanha Vieira, advogado e comentador da BTV. Curiosamente um senhor que foi durante 3 anos vice-presidente do organismo (2008-2011). Por coincidência, já nessa altura o Benfica prestava apoio às suas claques ilegais e o IPDJ de Fanha Vieira assobiava para o lado. 

Neste processo foi conhecido o envolvimento de Vítor Pataco, actual vice-presidente da instituição e que no seu curriculum tem uma passagem pela Sport Lisboa e Benfica Multimédia, SA, conforme está documentado nos links anteriores. 

É óbvio para todos os portugueses que o Benfica goza de uma total impunidade junto do IPDJ que durante todos estes anos tem permitido absolutamente tudo às claques ilegais do Benfica. 

Vejamos agora o que aconteceu com o Sporting.


É do conhecimento geral que o Benfica apoia as suas claques ilegais de diversas formas. Estes "grupos organizados de sócios" - como Luís Filipe Vieira gosta de chamar - têm direito a instalações no Estádio da Luz, bilhetes mais baratos para os jogos fora, bilhetes de época a preço reduzido, meios de transporte e combustível pagos pelo próprio clube, etc. Isto para não entrar em questões como as excepções aplicadas em termos de segurança ou da conivência da direcção do Benfica com práticas criminosas dentro destes grupos.

Perante tudo isto, os senhores do IPDJ têm reiteradamente assobiado para o lado e aplicado apenas multas de valor irrisório ao Benfica. Dentro deste contexto é gravíssimo o que esta notícia do jornal Record relata. 

Ora, segundo o Record, o Sporting interpôs um processo disciplinar a Nuno Cardoso, responsável comercial do clube. Este sujeito é enteado de Augusto Baganha, presidente do IPDJ. Por coincidência, desde que existe esse processo disciplinar choveram contra-ordenações no Sporting, que é um dos poucos clubes em termos nacionais que tem mantido uma postura forte com as suas claques e que tem resultado muito bem. Basta vermos que as claques leoninas nos últimos 4 anos não têm participação em episódios infelizes.

Existem dois factos que tornam o aparecimento destas contra-ordenações ainda mais curiosas nesta fase. Numa das notificações o IPDJ foi buscar uma questão de um jogo com mais de 2 anos (Outubro de 2015). Compreende-se isto?

Mas se os dois anos de intervalo entre a situação e a apresentação da contra-ordenação são graves, analisem isto: "o Sporting é acusado pelo IPDJ de prestar apoio a claques ilegais, por, no derbi com o Benfica realizado a 22 de Abril deste ano, ter permitido a entrada e afixação no seu estádio de uma tarja onde se podia ler "Diabos", em alusão ao conhecido grupo de adeptos do Benfica".

Impunidade total para uns, guerra aberta para outros


Olhando para tudo isto parece-me que estamos perante um ataque vingativo ao Sporting, por oposição a um completo fechar de olhos a claques que vivem num mundo de criminalidade. Acusar o Sporting de apoiar os Diabos Vermelhos, mais do que uma mentira é um insulto para todos os adeptos do clube e uma particular humilhação para familiares e amigos dos dois adeptos assassinados. É preciso dizer que esta acusação do IPDJ é relativa ao derby realizado no dia seguinte ao assassinato de Marco Ficini.

É também curioso que Fernando Madureira, líder do Super Dragões, esteja a ser acusado pessoalmente pelo IPDJ em relação ao vergonhoso cântico sobre o avião da Chapecoense. Dizem os jornais que o "macaco" pode ser impedido de entrar em recintos desportivos por duas épocas. Nada a apontar contra isto, mas então onde está o processo do IPDJ para os claqueiros benfiquistas?

Vamos recordar:

No dia 17 de Abril deste ano, no jogo de andebol entre Benfica e Sporting no pavilhão da Luz, os adeptos do Benfica presentes no Pavilhão da Luz cantaram isto:


Quatro dias depois, Marco Ficini foi assassinado por um elemento com grande destaque na estrutura dos No Name Boys. Onde é que está o processo do IPDJ a pedir que os adeptos do Benfica que cantaram este nojo sejam impedidos de entrar em recintos desportivos? Onde está o processo a impedir de forma definitiva o assassino de entrar num recinto desportivo em Portugal?

A notícia do Record aponta uma contra-ordenação ao Sporting por ter apoiado os Diabos Vermelhos, precisamente no jogo realizado no dia seguinte ao assassinato de Marco Ficini. Nesse jogo foi desta forma que os adeptos do Benfica respeitaram o minuto de silêncio:


Onde está o processo com estes "adeptos"? O facto de ser ilegal permite-lhes fazer tudo? Se calhar é altura de as restantes claques se tornarem ilegais. É isto que o IPDJ deixa transparecer quando pune quem cumpre pertence a uma claque legal e iliba os que pertencem a claques ilegais. 

E é assim que anda o desporto em Portugal. A impunidade do Benfica é total e estes senhores ainda têm a lata de acusar o Sporting de apoiar os Diabos Vermelhos. 


Deixo aqui as caras dos senhores que lideram o IPDJ e que decidiram assinar uma verdadeira declaração de guerra ao Sporting e aos seus adeptos. Gente que devia ter outra postura, até porque já têm sangue nas mãos. Será preciso morrer mais alguém?


Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

Jonas - O maquinista


O histórico de atropelamentos de Jonas vai aumentando a cada jornada. Desta feita, foi a vez de Nildo ser abalroado pelo comboio de Jonas. Um verdadeiro maquinista todo o terreno. Aqui ficam alguns dos atropelamentos do brasileiro.

Apita o comboio



Nestes 4 atropelamentos, os padres perdoaram 3 expulsões e não viram a falta que originou o 3º golo do Benfica nesta jornada. Se compararmos estas entradas grandes penalidades cavadas com mergulhos olímpicos de Jonas, ficamos a perceber melhor o porquê de a nossa Liga ser vista como a Liga dos emails e dos vouchers.

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

terça-feira, 24 de outubro de 2017

O clube formador com mais prémios de melhor do Mundo e a única academia com dois vencedores FIFA


Cristiano Ronaldo foi coroado ontem como o melhor jogador do Mundo do Ano de 2017. Esta foi a quinta vez que o jogador formado no Sporting venceu o prémio individual mais importante no mundo do futebol.

O prémio de melhor do Mundo


O Ballon d´Or foi criado pela revista France Football em 1956 e premiava o melhor jogador de nacionalidade europeia a jogar na Europa. Foi este o critério utilizado até 1995, ano em que o prémio se tornou mais abrangente, passando a englobar todos os jogadores a jogarem na Europa independentemente da nacionalidade. Só em 2007 o prémio passou a abranger jogadores a jogarem em todos os continentes. 

Eusébio recebeu o Ballon d´Or em 1965 para melhor jogador Europeu a jogar na Europa
Estas limitações fizeram com que jogadores como Pelé, Garrincha, Zico ou Maradona nunca tenham vencido o prémio. Importa também dizer que o vencedor era decidido através da votação de jornalistas europeus.

Luís Figo venceu o Ballon d´Or em 2000 que na altura premiava o melhor jogador do Mundo

O prémio oficial da FIFA


Em 1991 a FIFA criou o FIFA World Player Of The Year que foi o primeiro prémio oficial instituído pela organização que rege o futebol mundial. O júri é composto pelos capitães e seleccionadores das selecções nacionais de todo o mundo e por representantes de órgãos de comunicação social. Em 2010 a Fifa e a France Football uniram esforços o o prémio passou a ser conjunto, designando-se por FIFA Ballon d´Or. Em 2016 FIFA e France Football quebraram essa ligação e a FIFA instituiu o "The Best" que teve este ano a sua segunda edição.

Luís Figo "Fifa Player Of The Year 2001"

Os vencedores oficiais



Esta foi a 27º ocasião em que a FIFA distinguiu o melhor jogador do mundo. Como podem verificar o Sporting Clube de Portugal é o único clube do mundo a ter formado dois jogadores que atingiram o maior prémio oficial e individual do mundo do futebol. Com a quinta conquista de Ronaldo, o Sporting torna-se também no clube formador com mais prémios (6), superando os 5 do Barcelona, todos conquistados por Lionel Messi.

Os cinco prémios oficiais de "melhor do mundo" para Cristiano Ronaldo. Fifa Player of The Year 2008, Fifa Ballon d´Or 2013 e 2014 e The Best 2016 e 2017

A propaganda nunca falha


Link (aqui)
No seu facebook oficial, a FPF apressou-se a colar Eusébio à conquista de Cristiano Ronaldo. Nesta imagem a organização máxima do nosso futebol e filiada na FIFA engana os portugueses afirmando que Eusébio foi considerado o melhor do mundo em 1965. Algo que é absolutamente mentira. Eusébio ganhou o Ballon d´Or da France Football que na altura apenas premiava jogadores europeus a jogar na Europa.

Pelo meio lá tentaram corrigir o erro com um comentário ao post.


"Seja como for", o erro já está feito e o alcance da propaganda já chegou a milhares de portugueses através da conta da selecção nacional, que manteve o post. Não é de admirar a falta de conhecimento histórico por parte dos senhores da FPF. Basta vermos a forma como pela calada alteraram a contagem dos títulos de campeão nacional, beneficiando o Benfica. 

Talvez os senhores da comunicação da FPF deveriam estar mais preocupados com a comunicação do organismo do que em estar a passar informações mentirosas para as televisões como fizeram depois do final da partida entre o Aves e o Benfica como demonstram várias declarações compiladas neste post (aqui)

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

O que "passou se" no apagão do VAR na Vila das Aves?


As movimentações em torno da arbitragem e do apagão da vila das Aves estão ao rubro. Nas últimas horas já tivemos acesso a informações muitíssimo relevantes. Mais tarde analisarei a greve, mas para já fico-me pelo "apagão".

Uma trapalhada à moda do tugão


Link da notícia (aqui)
Pelas 18:25h é passada a explicação do Conselho de arbitragem sobre a suposta anomalia do VAR no Aves-Benfica. Na notícia é indicado que uma "fonte do CA explicou esta segunda-feira aos clubes os motivos para a inoperacionalidade do video-árbitro no jogo entre Desportivo das Aves e Benfica"



Cerca de 35 minutos após a comunicação da fonte do CA, o jornal Record avança que nem os árbitros nem os delegados colocaram a informação de falha no sistema do VAR nos respectivos relatórios ao jogo.

11 minutos depois...

Link da notícia (aqui)
Cerca de uma hora depois da explicação da fonte do Conselho de arbitragem, "fonte da Liga garantiu que o organismo pediu ao Conselho de Disciplina a abertura de um inquérito para averiguar os motivos que levaram à falha do vídeo-árbitro no Aves-Benfica de domingo." 

Fonte essa que desmentiu a fonte do CA: "Até essa altura, a Liga, que é a entidade organizadora do jogo, não teve qualquer conhecimento formal de qualquer anomalia no sistema, divulgada logo após a partida através da conta de Twitter oficial do projeto vídeo-árbitro."

Ao final do dia o  programa Dia Seguinte através de Paulo Garcia confirmou a informação que dá conta que nem os árbitros nem os delegados da Liga deram conta da anomalia no VAR nos respectivos relatórios de jogo. 


Para fechar a troca de bitaites entre fontes, a fonte do CA revela-se chocada com revelação da Liga sobre os relatórios dos delegados e dos árbitros. Deve ter causado alguma comichão ao CA o facto de estes agentes não terem entrado na tese da avaria no sistema de comunicações do VAR. 


Um apagão da treta!?


No programa "titulares" de ontem, o antigo árbitro Pedro Henriques decidiu abriu um pouco o livro sobre o "apagão" da Vila das Aves. O que foi dito neste programa é muito grave e merece uma profunda reflexão. 

Aqui fica o vídeo:


Vou transcerver duas passagens que são muitíssimo relevantes:

"Tenho algumas dúvidas que o sistema tenha caído a partir do minuto 66, mas deixamos isso para outro programa para depois analisar."

Obviamente que esta questão de a rede ter caído, a gente vai aceitar que é uma realidade. Verificamos duas coisas ontem, uma delas é que foram rápidos e prontos a colocar no twitter a dizer essa circunstancia, mas temos conhecimento que já houve outras falhas este ano com dificuldades de comunicação e dificuldades também nomeadamente nas redes e não vimos com a mesma celeridade a colocação no twitter a dar essa explicação. 

O que me deixa, juntamente com aquela questão que aconteceu ontem e em directo num programa de outro canal, que é percebermos que houve uma comunicação por parte de elementos da FPF que tentaram-se desdobrar em algumas televisões no sentido de passar a informação que o protocolo não fazia a revisão dos lances nos penáltis, só fazia nos golos. 

Mais um erro crasso. Isto remete-me para uma situação: Deixem as coisas da arbitragem com os árbitros, neste caso com o conselho de arbitragem. O pessoal da comunicação e os outros não se metam nesse trabalho, que eles não sabem, eles não percebem, eles não foram árbitros e portanto de certeza que o João Ferreira que é o melhor técnico que a FPF tem neste momento nunca iria dizia uma coisa que a gente sabe que no protocolo são revistos os golos e os lances de pontapés de penálti.

Quanto à questão da máquina de propaganda da FPF liderada por Luís Sobral, Octávio Machado já tinha falado um pouco na noite de Domingo.


Resumindo


- Cerca de 1:20h após o final da partida, o CA a conta de twitter do VAR anuncia que a partir do min.66 até ao final da partida existiu uma anomalia no sistema VAR.

- No dia seguinte e por volta das 18:30 (ainda estavam a trabalhar a essa hora!?), fonte do CA diz aos jornais que os clubes já foram informados do que aconteceu, através de uma comunicação feita para a Liga. 

- Meia hora depois, os jornais avançam que nem os delegados da Liga nem os árbitros colocaram nos respectivos relatórios ao jogo a informação sobre a anomalia do VAR.

- Por essa altura, fonte da Liga afirma que irá pedir ao Conselho de Disciplina para averiguar o caso e desmente a fonte do CA sobre a comunicação feita à Liga durante o dia. "Até essa altura, a Liga não teve qualquer conhecimento formal de qualquer anomalia no sistema".

- Depois da hora do jantar o antigo árbitro Pedro Henriques coloca em causa a veracidade de esta avaria no VAR e informa que já existiram falhas noutros jogos e que nessa altura o CA nunca anunciou essa situação. 

O mais curioso no meio de tudo isto é percebermos que estas singularidades acontecem sempre com o Benfica. Repetições adulteradas na Benfica TV,  agressões bárbaras que passam pelos pingos da chuva, como aconteceu no caso Eliseu e até dificuldades técnicas do VAR precisamente numa altura decisiva da partida e em que o Benfica é beneficiado claramente com um golo ilegal. Com tanto jogo para a tecnologia falhar, tinha logo que ser numa partida do Benfica em semana de buscas no estádio da Luz e com a equipa a jogar sobre brasas. Coincidências...

Perante tudo isto, onde anda o senhor do "basta"?

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Eucaristia dominical


A eucaristia dominical ocorreu por volta da hora do jantar em duas sessões muito especiais, uma na vila das Aves e outra em Alvalade. Os padres Rui Costa e Nuno Almeida deram missas que ficarão na história da Igreja Universal do reino dos emails, vouchers e da Porta 18. Senão vejamos:

Ferrari vermelho de 5 portas


Na vila das Aves aconteceu isto:


Como é fácil verificar, no início da jogada Jonas faz uma falta clarissíma sobre o jogador do Aves. No seguimento, Pizzi conquista um pontapé de penálti a favor dos encarnados. Em minha opinião não há qualquer falta sobre Pizzi. O único contacto que existe é com os braços e não me parece passível de falta. Mas isso acaba por ser indiferente para o caso, uma vez que a jogada já estava ferida de morte.

Nem eu nem ninguém consegue compreender como é que Nuno Almeida não conseguiu ver a falta de Jonas. Fábio Piló, 4º árbitro da partida e os árbitros auxiliares Venâncio Tomé e Paulo Ramos também não viram.


Deixo apenas o print da análise feita pelo tribunal do Ojogo para destacar sobretudo a apreciação global que é feita. 

O Ferrari vermelho ia a tanta velocidade que ninguém conseguiu ver o lance. Nem o condutor Nuno Almeida e muito menos os 3 penduras. 

Missa à luz das velas


Depois desta pouca vergonha e  já o jogo tinha terminado eis que surge a explicação oficial na conta de twitter do Conselho de arbitragem.


Perante isto eu começo a achar que só podemos estar perante um incrível bruxedo. Na primeira jornada aconteceu um bruxedo no jogo entre o Benfica e o Braga, que fez desaparecer das imagens o atleta do Benfica que estava a colocar o jogador do Braga em jogo, num golo limpo que foi invalidado. Agora, ficamos a saber que faltou a luz ao vídeo-padre e que a missa foi dada à luz das velas. Há coincidências incríveis não há?

Resumindo: O árbitro não viu. O 4 árbitro não viu. O primeiro auxiliar não viu. O segundo auxiliar não viu e o vídeo-árbitro estava sem comunicações. Se isto não é "bruxedo" não sei o que será...

Em Alvalade também houve missa



Depois da vergonha na Vila das Aves, o padre Rui Costa não quis ficar atrás dos padres que deram a missa nas Aves.

O penálti sobre Gelson é evidente e indiscutível. Rui Costa esteve mal ao não assinalar o pontapé de penálti mas não é o único culpado nesta fase inicial. Por que será que o árbitro auxiliar João Bessa Silva não deu a indicação certa ao árbitro? Também não viu?

Perante a decisão errada de Rui Costa, o VAR Bruno Esteves deu indicação ao árbitro da partida que não tinha tomado a decisão mais correcta. De outra forma nem sequer teria havido contacto entre o vídeo-árbitro e o árbitro da partida. Inacreditavelmente, Rui Costa reviu as imagens por duas vezes e mesmo assim continuou a achar que tomou a decisão mais correcta. 

Ou Rui Costa é incrivelmente incompetente ou então há aqui algo de muito estranho. 

"Aguenta, aguenta..."


Estamos perante uma decisão inacreditável e que merece claramente ser punida pelo Conselho de arbitragem. Relembro que estamos a falar do mesmo padre que não viu a agressão de Eliseu. Obviamente coincidências...


Fico a aguardar o audio da conversa entre Rui Costa e Bruno Esteves. A bem da transparência é bom que seja disponibilizado rapidamente.

Se isto fosse noutras bandas, já tinha saído um email a pedir para "dar cabo da nota" a Rui Costa. Algo que se afigura complicado, não fosse este senhor irmão de Paulo Costa, um dos vice-presidentes do Conselho de arbitragem que se mantém em funções desde a vigência do Papa Vítor Pereira. 

Coincidências...



Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)