" Mister do Café: Os campeões das comissões

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Os campeões das comissões


No dia 1 de Abril de 2015 (não haveria dia melhor) entrou em vigor a nova regulamentação da actividade dos intermediários/agentes FIFA (IRT), que obrigou as federações a tornar públicos os dados relativos a todos os intervenientes que participam nas transferências de futebolistas. Nesse sentido, em Julho de 2015 a FPF anunciou a adopção do sistema TMS da FIFA, que tem como função efectuar todos os registos das transacções e dos intermediários envolvidos nas transferências dos jogadores.

Época 2015/2016


Em Maio de 2016, a FPF anunciou os dados relativos ao período compreendido entre 1 de Abril de 2015 até 31 de Março de 2016.

Como podem verificar, em 2015/2016 o FC Porto foi o clube que pagou mais comissões (11,8M). O Benfica também passou a barreira dos 10 Milhões, enquanto que o Sporting se ficou pelos 4 Milhões de Euros.

O segundo report


No final do mês passado a FPF anunciou os dados relativos ao período compreendido entre 1 de abril de 2016 até 31 de Março de 2017.

Como podem verificar, o Benfica bateu todos os recordes ultrapassando a fasquia dos 30 Milhões de Euros em comissões numa só época. Impressionante. Estamos a falar do dobro do somatório de todos os outros clubes profissionais do país. 


Tudo somado...


Comissões pagas pelos clubes em 2015/2016 e 2016/2017
Somando as duas épocas após a entrada em que os dados foram conhecidos ficamos com um resumo interessante no que diz respeito aos 3 grandes: O Benfica gastou 40 Milhões em comissões. O Porto gastou cerca de 18 Milhões e o Sporting ficou-se pelos 9 Milhões. Tirando os 3 grandes foram gastos cerca de 5,8 Milhões de Euros.


A versão do Al Carnidão


O "Ah e tal, o Benfica paga muitas comissões porque o Jorge Mendes consegue fazer grandes vendas" foi imediatamente propagandeado pelas televisões nacionais. Os propagandistas de Luís Filipe Vieira esqueceram-se de dizer que é possível fazer grandes vendas sem gastar um único tostão em comissões, como aconteceu no caso das vendas de João Mário (40M + 5M por objectivos) e Slimani (30M + 5 M). 

Entretanto, de Espanha aparecem estas notícias...

Link da notícia (aqui)
Mais um exemplo perfeito para enquadrar o #CarregaBenfica

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

5 comentários:

  1. Caro Mister do Café,

    Alias salvo erro BdC até cobrou um valor próximo de M€ ao Fundo QFIL que detinha 25% do João Mário na altura da venda ao Inter.

    ResponderEliminar
  2. Esta exposição e regulamentação apertada não poderá atirar os clubes para a movimentação de dinheiro via offshore longe da vista? (já hoje o devem fazer...)

    ResponderEliminar
  3. O cerco começa a apertar para estes senhores de "colarinho branco". Aos poucos isto está a mudar, espero, porém que as instâncias judiciais, consigam "controlar" o caminho paralelo de todos estes valores envolvidos. Este alerta dado pelo Luís Duarte sobre as offshore é muito bem lembrado...

    Esta gente andam sempre com intenções de dar a "volta ao sistema", esta-lhes no sangue, e casos como o Mendes em que o dinheiro roda em milhões não será muito do seu agrado, ver o carrossel sem um ou dois cavalos a girar...

    ResponderEliminar
  4. Mister para apimentar o teu post não te esqueças do caso "je suis comissionist" e da empresa do PdC junior. O Expresso lançou a lebre do conflito de interesses.

    http://tribunaexpresso.pt/porto/2016-10-31-Angelino-Ferreira-As-comissoes-a-Alexandre-Pinto-da-Costa-levantam-questoes-eticas

    O problema do FCP é que não teve lucros e pagou comissões altas neste período.

    saudações leoninas

    ResponderEliminar