" Mister do Café: As propostas de Bruno de Carvalho

quinta-feira, 4 de maio de 2017

As propostas de Bruno de Carvalho


Ao longo dos últimos quatro anos a máquina encartilhada do ódio e maldizer tem colocado sob Bruno de Carvalho alguns rótulos mentirosos. É interessante verificarmos que é o tempo que tem vindo a dar razão ao presidente leonino. Tem sido assim nos processos em tribunal que na sua esmagadora maioria têm sido ganhos como podem ver (aqui) e também na adopção por parte das instituições nacionais e internacionais das propostas apresentadas pelo Sporting.

Se há alguém neste país que tem lutado pela reformulação do futebol mundial, esse alguém é Bruno de Carvalho. O Presidente do Sporting tem corrido todas as instituições nacionais e internacionais apresentando as propostas do clube para que o desporto se modernize e se adeqúe ao século XXI, com propostas que abrangem todas as áreas relacionadas com a actividade desportiva. 

Como sempre, vamos ao prints para comprovar esta realidade. Para não ser maçador coloco apenas o que foi feito por Bruno de Carvalho em 2014. 

Comissão Europeia


Link da notícia (aqui)

Parlamento Europeu


Link da notícia (aqui)

Presidente da República


Link da notícia (aqui)

Assembleia da República


Link da notícia (aqui)

APAF e Sindicato dos jogadores


Link da notícia (aqui)

Federação Portuguesa de Futebol


Link da notícia (aqui)

Clubes


Link da notícia (aqui)

UEFA


Link da notícia (aqui)

FIFA


Link da notícia (aqui)

É importante salientar que Bruno de Carvalho falou com todas as instituições com poder regulamentar e política com jurisdição sobre o futebol nacional e europeu.

As ideias defendidas


Mas mais importante do que as visitas, são as propostas apresentadas ao longo dos últimos 4 anos. Não quero estar a maçar os leitores com todas as propostas pelo que deixo apenas as mais mediatizadas. Questões como a luta pela introdução do vídeo-árbitro, a divulgação dos relatórios e das notas dos árbitros, a questão dos fundos no futebol, um novo regime fiscal mais competitivo para os clubes portugueses, regulamentação e fiscalização das apostas online, sorteio dos árbitros, despenalização de jogadores através de imagens televisivas, centralização dos direitos televisivos, redução do IVA para 13% para o nível dos espectáculos musicais, regulamentação da actividade dos empresários ou a profissionalização da arbitragem. Estas são apenas algumas das propostas apresentadas.

O tempo...


A máquina de propaganda gozou, achincalhou e atacou as propostas do Sporting durante anos. O que é certo é que o tempo tem vindo a dar razão a Bruno de Carvalho. Os fundos foram banidos do futebol, a profissionalização da arbitragem é uma realidade, os relatórios dos árbitros passarão a ser divulgados na próxima época, a regulação sob os empresários de futebol e a sua actividade está ai e a avançar a toda a força.

Em meados de Abril, o Tribunal Arbitral do Desporto confirmou de forma definitiva o fim dos fundos no futebol.

Link da notícia (aqui)

E entre ontem e hoje mais dois propostas defendidas por Bruno de Carvalho tiveram acolhimento. Ontem foi anunciado pelo Estado Espanhol que os clubes locais vão deixar de pagar aos representantes dos jogadores, passando a ser os próprios atletas a serem responsáveis por esses pagamentos.
Link da notícia (aqui)

Como vimos recentemente com a divulgação do Estudo da FPF, o Benfica - de Jorge Mendes - gastou só na última época 30 Milhões de Euros em comissões. O dobro do somatório gasto por TODOS os clubes profissionais do país. O Sporting gastou cerca de 4,8 Milhões em comissões num período em que só em vendas fez cerca de 90 Milhões de Euros e neste estudo estão também incluídas as compras de jogadores.

Hoje foi divulgado nas capas dos três desportivos a informação de que a FPF ira introduzir o vídeo-árbitro já na próxima época. Mais uma enorme vitória de Bruno de Carvalho que andou praticamente a pregar no deserto pela introdução das novas tecnologias no futebol. Muitos disseram que não era viável, que iria "matar o futebol", etc.


Ou seja, em pouco mais de 15 dias o TAD deu definitivamente a sentença de morte aos fundos, o fisco espanhol está a apertar o cerco aos empresários e aos negócios obscuros no futebol e o video-arbitro será uma realidade já na próxima época.

Isto de ter razão antes do tempo e de perceber que as instituições não acompanham a evolução e a modernidade, deve ter sido muito aborrecido para Bruno de Carvalho. Mas depois de tanta luta em todos os fóruns possíveis e imaginários, a adopção das propostas do Sporting só podem dar um enorme gozo aos Sportinguitas e ao seu presidente que tanto lutou por elas.

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

10 comentários:

  1. Grande Presidente. Gostava que pelo menos uma vez na vida está comunicação social vendida desse valao a Bruno de Carvalho.

    ResponderEliminar
  2. O demagogo e mentiroso compulsivo para alguns, é afinal um visionário que anteviu a evolução do futebol com apoio tecnológico, com vista ao auxilio às equipas de arbitragem para que os erros e as más avaliações, sejam cada vez em menor número e os "escândalos", deixem praticamente de existir.

    BdC, lutou muito para que o VAR, fosse uma realidade; BdC, lutou muito para que as TPO fossem irradiadas pela FIFA e UEFA, lutando contra um MONSTRO DE INTERESSES ECONÓMICOS IMPLEMENTADOS, de facto foi um GLADIADOR.

    Durante este percurso todo, como refere (e bem) o Mister, foi achincalhado, foi perseguido, ultrajado, injuriado, insultado, prejudicado e ofendido por uma máquina propagandista de cartilha na mão, que tudo fez para o desencorajar e ridicularizar.

    O meu espanto é agora esta mesma máquina propagandista, querer agora tirar alguma "condecoração", do que foi conseguido... hipocrisia como sempre.

    BdC, lutou e luta diariamente pela VERDADE DESPORTIVA esta é sem sombra de dúvidas a maior chapada de luva branca que o PRESIDENTE deu ao FUTEBOL PORTUGUÊS. Tenham a humildade de lhe dizer: MUITO OBRIGADO!

    ResponderEliminar
  3. Excelente publicação, como sempre. Fiquei sobretudo agradado e surpreendido com a noticia de que os clubes locais vão deixar de pagar aos representantes dos jogadores, passando a ser os próprios atletas a serem responsáveis por esses pagamentos. Olé!!! Muito à frente e fartinhos de serem comidos em fuga aos impostos por Mendes e afins vampiros. Calculo que estas sanguessugas já estejam a pensar como contornar isto, mas pelo menos obriga-os a pensar e a expor-se mais e mais...

    ResponderEliminar
  4. Essa de lhe chamarem D. Quixote vai fazer com que os moinhos lhes caiam em cima... :)

    ResponderEliminar
  5. É impressão minha ou as ave-raras de Carnide ainda não deram à costa hoje? Será mudança de tempo? Fica a pergunta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E muito tema e informação para uma só cartilha.
      O comunicado lampiónico é vago e, como sobre o VAR é um tanto lacónico e contraditório sobre anteriores tomadas de posição, é bem possível que a muitos dos avençados tenham fundido alguns fusíveis.
      Tem calma, eles vão aparecer de novo.

      Eliminar
  6. Cada vez maior o orgulho de ter um presidente assim.
    Relativamente aos seus detractores encartilhados deixo apenas um recado podem ter enganado muitos durante algum tempo, setia impossivel enganar todos durante todo o tempo.Isto da verdadex ser como o azeite e vir sempre à tona, tem destas coisas.
    Delicioso o link com o elencar de todos os processos, bela ferramenta para ascminhas sessoes de esclarecimente junto de amigos adversarios.

    ResponderEliminar
  7. @Leão da estrela

    Ainda não saiu cartilha!!



    Efectivamente, brutal decisão a de Espanha!

    ResponderEliminar
  8. Já eu espero que por cá ainda demore essa das comissões. O Venfique que continue a pagar 30M€ em comichões que é para o lado que durmo melhor..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O pior é que nessas comichões estão incluídos alguns dos "investimentos" necessários para garantir campeonatos.

      Eliminar