" Mister do Café: Tiago Martins - O árbitro do Windows 95

sexta-feira, 24 de março de 2017

Tiago Martins - O árbitro do Windows 95


Ontem escrevi sobre o caso que envolveu o relatório do árbitro Tiago Martins e que serviu de base para a aplicação do castigo a Jorge Maciel, preparador físico do Arouca. Para quem não leu, façam o favor de o fazer. Cliquem (aqui).

Um árbitro com Windows 95


Depois de ter sido noticiado que o Conselho de Disciplina anulou o castigo por falta de resposta do árbitro, eis que surge a explicação para o facto de a resposta não ter aparecido.


Absolutamente surreal a justificação dada pelo árbitro Tiago Martins para o facto de não ter respondido ao Conselho de Disciplina da FPF. Com que então, "aconteceu um problema técnico" no envio do email. Sinceramente, nem no tempo do Windows 95 existiam "problemas técnicos" que impediam o envio de um simples email de resposta. Isto é simplesmente gozar com os agentes de futebol que diariamente dão o litro nos seus clubes para conseguirem resultados desportivos. 

Mas Tiago Martins não se ficou por aqui. Conclui reafirmando tudo o que escreveu no relatório. Ora, vamos lá recapitular a ver se nos entendemos.


Recapitulando...


FASE 1: Castigo imediato de Jorge Maciel

Acórdão do Conselho de Disciplina

Jorge Maciel sancionado com 10 dias de suspensão e uma multa de 1913€. Esta sanção foi atribida de acordo com o que o árbitro escreveu no relatório de jogo. 

FASE 2: Jorge Maciel recorre da decisão 

Recomendo que leiam tudo, mas se não o fizerem fiquem-me pelo último parágrafo do print seguinte.



Ou seja, Jorge Maciel recorreu e apresentou a sua versão dos acontecimentos onde para além de ter negado qualquer injuria aos adeptos do Feirense, acusa esses adeptos de ter sido alvo de cuspidelas. Queixa que fez aos delegados da Liga que confirmaram essas queixas em sede de inquérito. 

Quer os delegados da Liga, quer o 4º árbitro, quer os jogadores em exercícios de aquecimento confirmam que não ouviram nenhum tipo de insulto por parte de Jorge Maciel. Mais, as imagens oficiais do jogo relativas ao incidente mostram que "o árbitro e os seus auxiliares estão em zona do campo afastados várias dezenas de metros do local" e o "barulho dificulta ou mesmo impossibilita, a essa distância provável, a audição de palavras de alguém que está virado de costas para o campo de jogo a dirigir-se aos espectadores atrás de uma das balizas".

FASE 3: Tiago Martins que diga de sua justiça



Face à idoneidade que todos os árbitros possuem perante a lei, é muito raro existirem decisões que vão em sentido contrário ao que o árbitro escreve no relatório. Quando isto acontece é quase como se o decisor estivesse a assumir que o árbitro escreveu no relatório é mentira.

Ora, mediante um conjunto enorme de indicios que demonstram que Jorge Maciel não proferiu qualquer ofensa, e que os árbitros da partida não teriam condições para ouvir as declarações por estarem muito longe do local, o CD decidiu pedir um esclarecimento ao árbitro Tiago Martins. 

FASE 4: O Windows 95 de Tiago Martins está "avariado"

Como vimos em cima, justificou a situação com problemas técnicos no envio do email. Mas o assunto não ficou por aqui.

FASE 5: Conselho de Disciplina desculpa Tiago Martins

"Assim, "não sendo possível alterar a decisão disciplinar", o órgão "não censura a conduta do árbitro, que se terá convencido que o seu correio teria chegado"."

O Conselho de arbitragem continua a acreditar num árbitro que inventa factos nos relatórios e nada faz. O Conselho de Disciplina considera normal o facto de ter existido um problema técnico no envio de um email. O que é certo é que Jorge Maciel ficou privado de exercer a sua profissão durante 10 dias. E pronto, é isto o futebol português. Mais um dolo sem intenção que vai passar pelas pingas da chuva.

PS: Se se esquecerem de enviar a declaração de IRS a tempo e horas, mandem um pedido de desculpas à Autoridade Tributária. Basta dizerem que foi um problema técnico. Estou certo que serão igualmente compreensivos... 

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

6 comentários:

  1. "Continua a acreditar" é eufemismo para "não lhe podem tocar porque ele faz parte do carrossel", certo?

    PS: Volto a perguntar ao Mister sobre a versão telemóvel do blogue.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ricardo, a versão para mobile não é para avançar. Vai manter-se igual à versão de PC.

      Eliminar
  2. Não concordo em relação ao teu PS.
    És multado se entregares o IRS atrasado tal como o árbitro viu o seu relatório ser "atirado para o lixo" porque não respondeu e ficou mal na figura.

    O facto deles desculparem o árbitro seria quase que obrigatório fazerem-no, pois abririam um precedente muito grande se atacassem o árbitro.

    Não desculpando o árbitro que todos sabemos que é desonesto, mas já me aconteceram coisas estranhas com emails (e eu trabalho na área de Informática) do género enviar um email e ficar descansado que a pessoa o recebeu quando 1 dia mais tarde, por sorte, reparei que enviei para o endereço errado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. qd fazes isso no caso de n existir o tal email ou conta errada recebes um reply de erro de envio ou nao?
      sendo correio eletronico prioritário, tem ou nao, e se trabalhas na area a informatica sabes, um campo onde pergunta se queres ser notificado da recepção do email ou nao? mais, até se quiseres podes sem 3º saber, saber qd o email é aberto, podes ou não podes? Sim, podes, i rest my case!

      Ps: mister mais uma vez um grande bem haja! Obrigado! Partiu-me todo a do win95, olhe q com jeitinho ainda é 3.11 ou ms-dos, com comunicação via BBS LMFAO!

      Eliminar
    2. Árbitro que "erre" até num endereço de email no mínimo é absolutamente incompetente.
      Quando o assunto é muito sério pedem-se recibos de recepção. E ainda há a sempre actual "instituição" do forward, logo depois de constatada a dificuldade.
      Vivemos o sonho dos sonsos: é tudo à vontadinha.

      Eliminar
    3. O árbitro diz ter dado conhecimento "do email que tinha enviado" quando leu o acórdão. Se se desse o caso do destinatário estar mal escrito, não seria "um problema técnico", ao ponto do CD da FPF ter pedido "uma informação técnica". Portanto, se trabalhas na área da informática saberás, como o splntr referiu, que o árbitro teria recebido uma mensagem de bounce caso o(s) servidor(es) da FPF estivessem cheios ou temporariamente indisponíveis. Até mesmo se o email tivesse sido filtrado como spam, a responsabilidade seria da FPF e não do árbitro. Mas aparentemente o que se passa é que o email nunca chegou e ninguém sabe porquê.

      Honestamente, não vejo qualquer razão para crer na palavra deste árbitro. Até porque, segundo o próprio, no mail apenas diria o mesmo que escreveu no relatório. Não sejamos anjinhos, àquela distância, com o barulho de um estádio e tendo em conta que Jorge Maciel estaria de costas, virado para a bancada, o árbitro certamente não ouviu o que escreveu.

      Perante isto, poderemos até concluir que o árbitro teve a felicidade do seu email não ter chegado ao destinatário. Afinal, talvez assim o seu falso testemunho (perante o visionamento das imagens) fosse "censurado" pelo CD. Não basta por isso dizer que "há um conjunto considerável de justificações técnicas" que o desculpam, é preciso apurar qual o motivo, a sua plausibilidade e responsabilidade, sob pena de se abrir um precedente que poderá servir de justificação para outros casos sem qualquer consequência.

      Eliminar