" Mister do Café: José Maria Ricciardi "Nobre Guedes estava a preparar um PER"

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

José Maria Ricciardi "Nobre Guedes estava a preparar um PER"


Aqui fica uma entrevista muito interessante a José Maria Ricciardi publicada hoje pelo jornal Record.

O banqueiro, de 62 anos, já foi vice-presidente do Conselho Fiscal e é agora candidato ao Conselho Leonino. Em exclusivo a Record, dá o mérito da reestruturação a Bruno de Carvalho e elogia a dupla com Jesus no futebol.

RECORD: Como parte ativa da reestruturação financeira, importa esclarecer: foi Godinho Lopes quem a fez, como o próprio reclama?

JOSÉ MARIA RICCIARDI – Não. No tempo de Luís Godinho Lopes, o Sporting incumpria permanentemente com os orçamentos que apresentava aos bancos. E tinha prejuízos elevadíssimos. São factos. O ambiente não era propício a qualquer espécie de reestruturação, que aliás não se fez. Mais. Na altura, o vice-presidente com o pelouro financeiro [José Filipe Nobre Guedes] até já estava a preparar um PER [Processo Especial de Revitalização]. Quando se está a fazer uma reestruturação, não se prepara um PER, não é?

R: Prepara-se uma falência?

JMR – PER é uma proteção de credores, não tem nada a ver com reestruturação bancária. O Sporting estava perto da falência, isso é indiscutível. Tinha perdido a credibilidade junto aos bancos e os bancos estavam decididos a não acorrer mais às necessidades de tesouraria do clube. Portanto, quem efetivamente fez a reestruturação foi Bruno de Carvalho. Tive a oportunidade de colaborar, através do banco de investimento a que presidia na altura [BESI]. Essa reestruturação foi extraordinária, muito bem conduzida.

R: Com negociações duras...

JMR – Muito. Mérito total de Bruno de Carvalho e Carlos Vieira, é preciso que se diga. E de Guilherme Pinheiro. Resultou numa reestruturação extremamente positiva para o Sporting. Gostava que isso ficasse bem frisado, porque é a verdade.

R: Ainda assim, pode ficar em risco a maioria na SAD com a conversão dos VMOC em 2026?

JMR – O Sporting tem de se munir dos fundos necessários a adquirir uma parte desses VMOC, de maneira a manter a maioria da SAD, conforme é promessa da direção.

R: Não está preocupado?

JMR – Não. Pela situação financeira do Sporting, pela equipa diretiva, por aquele que é o treinador que mais valoriza os jogadores em Portugal, pelos novos contratos com a NOS, pelo aumento das receitas, pela presença na Liga dos Campeões. Não tenho qualquer dúvida de que o Sporting irá ter os meios para resolver este problema.

R: Diz que Jesus é quem mais valoriza os jogadores em Portugal...

JMR – Parece-me indiscutível.

R: Se Madeira Rodrigues for eleito, ele deixará o Sporting.

JMR – Pedro Madeira Rodrigues tem legitimidade, se ganhar, de poder escolher outro treinador. Correto. Não vejo problema.

R: Mas entende que Jesus é a pessoa certa no lugar certo?

JMR – Disso não tenho qualquer dúvida. Aliás, nunca vi os nossos rivais tão nervosos como agora para desfazer esta dupla, Bruno de Carvalho e Jorge Jesus. Nunca vi. Há muitos anos... Com as outras direções, a que eu pertenci, estavam sempre muito contentes, nomeadamente com as últimas... Estavam contentíssimos.

R: Acredita que o Sporting será campeão no próximo mandato?

JMR – Com certeza. É preciso perceber outra coisa. Um clube que está sempre a mudar de presidente e de treinador não vai a lado nenhum. Veja-se há quantos anos o senhor Jorge Nuno Pinto da Costa está a dirigir o FC Porto. E há quanto anos Luís Filipe Vieira está no Benfica. Já se fez um grande trabalho mas é preciso tempo. E o ano passado não fomos campeões por muito pouco.

R: Esperava-se mais este ano.

JMR – Acontece. Mas estamos no caminho certo. 

R: "José Maria Ricciardi queria ser dono do Sporting, escolher presidentes, até jogadores." Como responde a esta acusação de Pedro Madeira Rodrigues?

JMR – Acho ridículo e um atestado de menoridade aos sócios. Os presidentes do Sporting não são escolhidos por ninguém. Quem os elege são os sócios. E em todas as eleições houve alternativas. Acho isso absolutamente ridículo. Segundo ponto: nunca indiquei jogador nenhum, nem treinador. Nunca me meti nessa área, porque fiz parte de conselhos fiscais. Pedro Madeira Rodrigues deve ter sido mal informado.

R: A mesma lista acusa a atual direção de falar em demasia do Benfica. Concorda?

JMR –Aceito. Esta direção não é perfeita, ninguém é. Pode ter incorrido nalguns erros. Mesmo assim, fez um trabalho absolutamente notável face à situação em que o Sporting se encontrava. 

R: Esteve muitos anos no Conselho Fiscal e Disciplinar. Por que aceita agora fazer parte da lista de Bruno de Carvalho ao Conselho Leonino? 

JMR – Tenho grande prazer em colaborar com o Sporting. São funções em que eu posso participar, ao contrário de outras, cuja intensidade não permitiria, por causa dos meus projetos e da minha vida profissional.

R: "Ganhe quem ganhar, tem de ser de goleada", para citar Bruno de Carvalho?

JMR – Eu sou um democrata: a partir de 50% é vitória. Aliás, na política, com o nosso sistema eleitoral, nem é necessário. Estou convicto de que Bruno de Carvalho irá ganhar as eleições. A percentagem para mim não é o mais importante.

R: Não tem dúvidas sobre quem vencerá?

JMR – Certezas só no dia do ato eleitoral. Não tenho esse pretensiosismo. Mas tenho a forte convicção de que esta lista irá ganhar as eleições.


Considerações finais


José Maria Ricciardi é uma das personagens mais sombrias do universo leonino. Nunca me esquecerei do facto de ter sido um dos principais envolvidos na escolha de presidentes, através da organização de jantares entre os ditos notáveis. José Eduardo Bettencourt. foi o último "escolhido". Já Godinho Lopes impôs-se como candidato do "sistema".

Contudo, foram sempre os sócios que escolheram os Presidentes do clube em eleições livres - com excepção de 2011 - pelo que a culpa tem de ser assumida por todos nós. Foram os sócios que deixaram chegar o clube a uma situação de pré-falência. Foram os sócios que permitiram a venda de todo o património não desportivo, etc

Não gosto minimamente desta figura, mas também não posso esconder que durante os últimos 4 anos tem ajudado o Sporting na medida das suas possibilidades, quer na reestruturação financeira, quer na busca por novos patrocinadores/investidores para o clube. 

No fundo, quando penso em Ricciardi lembro-me sembre de uma frase de Bruno de Carvalho.


Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

14 comentários:

  1. Desde que o Bruno esteja sempre atento... ou seja ... com um olho no burro e outro no cigano.

    O que este Sr diz é tudo verdade ... mas cuidado... pode trazer uma adaga atras das costas ( ??)

    Nunca fiando!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A adega era um pouco mais abaixo e do outro lado da rua, sendo gerente um tal Vilavinho (ou Vilarinho, como também havia quem lhe chamasse)

      Eliminar
    2. Eh pá... Não farto de repetir isto, olhemos os piores exemplos do futebol português... até já corremos com o Roquette aos insultos...

      Seria realmente necessário uma medicina especial à superladrões para lidar com infiltrações!??... Um Presidente não pode tudo, enquanto a esmagadora maioria fica de sofá a comer pipocas e mandar bitaites... como se por exemplo um PMR (plano medíocre redutor) perder eleições e entrar em campanha logo no dia seguinte até às próximas...

      Clube onde não há *UNIÃO* desde o Presidente até à mulher da limpeza não ganha nada... (depois escusam de tentar arranjar culpados).

      Eliminar
  2. Mente sempre escolheu presidentes e sempre boicotou possíveis presidentes para mais o seu carácter está à vista no caso Best.

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  4. Mister, se há pessoa que já mostrou que não se deixa influenciar facilmente (deve até ser bem teimoso), essa pessoa é o BdC.

    Ricciardi no Conselho Leonino não podia ser mais inócuo... e se fôr para pôr as suas influências a ajudar o Sporting, então muito melhor ainda.

    Agora Árabes, esses sim, causam apreensão...

    ResponderEliminar
  5. Eu discordo da maioria das opiniões. Fruto de uma experiência profissional que tive no estrangeiro há uns anos, pude testemunhar - de longe é certo, mas pude - que este senhor é sportinguista até à raíz dos cabelos. Pode ter sido durante muito tempo um "nabo" e sobretudo um "amador" a gerir e avaliar os negócios do futebol, mas é um grande amigo do Sporting. S situação calamitosa em que o Sporting estava em 2013 podia ter ocorrido anos antes se não fossem os bons ofícios deste senhor, acreditem no que vos digo. O facto de se ter rendido agora às evidências só demonstra que coloca o Sportng acima dos seus interesses, até porque não deve ter sido fácil para ele engolir o orgulho e reconhecer que o tal que apelidavam de garoto - e cujos apoiantes o apelidavam a ele de croquette e coisas muito piores - é, afinal, um Presidente para muitos anos... Isso só demonstra sportinguismo. Posso estar enganado, mas é a minha opinião. SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isto que este poster diz. Para além dos factos mais €€€€, o BdC vai pagar a dívida, este trambique do PMR não.

      Eliminar
  6. Concordo igualmente com o que escreveu o Rui Moreira. Ricciardi é um individuo inteligente e percebeu que Bruno de Carvalho realizou um bom trabalho e por isso não teve problemas em dar o braço a torcer e apoiá-lo. Demonstrou ser sportinguista, ter amor ao Clube e querer o bem do Sporting ao contrário doutra corja de parasitas de que todos sabemos os nomes que apenas pretende servir-se do Sporting em proveito próprio.

    ResponderEliminar
  7. Há muita desconfiança em relação a JMR mas quem o conhece sabe que ele é um Sportinguista "doente".Quando o clube passava por dificuldades era a ele que recorriam e ele,sempre atarefado,terá muitas vezes avaliado mal a situação e esses serão os seus "pecados".Tem sido muito injustiçado mas tem sido uma ajuda preciosa para BC.Na falência do BES denunciou o que estava e foi acusado pela familia de querer usurpar o lugar ao primo. Foi o que se viu e o BESI de que era Presidente saiu incólume e foi bem valorizado pelos Chineses.

    ResponderEliminar
  8. Há muito receio, de muita gente, em relação a José Maria Ricciardi, mas na maior parte dos casos sem fundamento.
    Terá sempre atrás de si o anátema do nome de família e o facto de ter integrado direcções de má memória, quer no Sporting, quer na banca.
    Mas em ambos os casos teve sempre um registo bem diferente e independente das presunções e abusos dos restantes.
    Quem acompanhou de perto as investigações do BES, por ex., sabe bem que foi JMR que denunciou a situação toda, que o fez assim que tomou conhecimento dela, mesmo tendo que enfrentar e entregar inclusivé o próprio pai. Não é à toa que, entre aquela gente toda, foi o único que manteve a idoneidade enquanto banqueiro e é testemunha em vez de ser arguido.
    Nunca pestanejou em colocar o interesse das instituições acima da sua própria conveniência, nunca trocou a seriedade, a competência e o sentido de responsabilidade pelos seus interesses ou caprichos pessoais, mesmo se isso o sujeitou à injustiça de acabar confundido com autênticos criminosos, pelo nome de família que tem e que denunciou.
    Como disse atrás Rui M Moreira, é um sportinguista dos sete costados, sem quaisquer problemas em reconhecer e recomendar o excelente trabalho que a direcção de BdC está a fazer, por muita urticária que isso cause à croquetagem, incluindo familiares seus.
    Quando assim é... bem vindo seja.
    SL

    PS - Após 4 anos de evidências do contrário, ainda há muita gente que ainda não percebeu que não há que ter receios: Bruno de Carvalho não é menino nenhum. Já deu provas bastantes e tem o grosso dos sportinguistas com ele. Da minha parte, aconteça o que acontecer, não vou facilitar: estarei presente nas eleições e com os meus votos BdC pode contar. E todos os votos irão fazer falta!

    ResponderEliminar
  9. Ricciardi sempre foi um grande sportinguista. Sempre procurou ajudar o Sporting e nunca escondeu o seu amor ao clube. Este não é Croquete. Saudações Leoninas.

    ResponderEliminar