quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Os poderes da Super Relvinhas


A delegada Helena Relvas já foi devidamente apresentada aos leitores em Agosto deste ano, num post que deve ser lido ou relido (aqui)

Nos últimos dias a nossa querida "super relvinhas" decidiu mostrar todos os seus poderes em dois casos que são sintomáticos da importância dos delegados da Liga. 

A polícia da moral e dos bons costumes


Link do mapa de castigos da FPF (aqui)
Portanto, no jogo entre o Aves e o Porto a senhora dona delegada Helena Relvas considerou que João Silva, adjunto de Lito Vidigal teve um comportamento incorrecto e por ter descrito isso no seu relatório o Conselho de Disciplina decidiu aplicar uma multa ao treinador. 

Desde logo, existe uma equipa de arbitragem com 4 elementos que é perfeitamente capaz de analisar o comportamento dos agentes desportivos presentes nos bancos da equipas. Era só o que faltava se agora os delegados também virassem polícias da moral e dos bons costumes dos bancos de suplentes. Mas até admito que numa circunstância particularmente gravosa pudessem analisar a situação. Algo que não acontece neste caso, senão vejamos os comportamentos que foram imputados o adjunto do Aves:

"Corrida até à linha lateral com os braços no ar; deu murros no ar, bateu com a mão na testa e abanou a cabeça, tendo ainda proferido palavras de desacordo com as decisões da equipa de arbitragem"

O único argumento utilizado que poderia ter alguma validade seriam as "palavras de desacordo com as decisões da equipa de arbitragem", desde que as mesmas fossem insultuosas. Algo que não foi o caso, senão teriam sido relatados os insultos. 

Toda este queixume da Relvinhas é absolutamente patético. É que se vamos por este caminho não haverá nenhum treinador que não seja castigado numa base semanal. E se pensarmos que a Relvinhas poderá fazer delegacias num jogo com Jorge Jesus até fico com suores frios. Só a forma vigorosa com que o técnico masca a sua pastilha é capaz de lhe dar a irradiação...

Mas há mais!

A relva da Relvinhas


No jogo entre o Sporting B e o Leixões realizado a 29 de Outubro,  Helena Relvas escreveu no seu relatório que a relva não estava no tamanho regulamentar e por esse motivo o Sporting foi castigado com uma multa de 1785€. Sporting não concordou com este castigo e interpôs um recurso que acabaria por vencer.

Link da notícia (aqui)

Vamos então perceber o que "passou se".

Factos provados - Acórdão CD

Importa dizer que o jogo entre a equipa B do Sporting e o Leixões tinha hora marcada para as 15H. É também de extrema relevância a visão de lince da nossa Relvinhas que achava que a relva estava alta. Recordo que estamos a falar de milímetros. Neste momento a delegada da Liga entendeu por bem não fazer a medição do relvado, desrespeitando o que está nos regulamentos.

Factos provados - Acórdão CD
Portanto, a nossa "menina querida" só mediu a altura do relvado "por volta das 13:30", ou seja, uma hora e meia antes do inicio da partida e só efectuou esse medição "numa zona do terreno de jogo próxima do banco de suplentes".

Relvinhas não sabe as regras sobre a relva


O regulamento é muito claro. A relva não pode exceder os 25 milímetros em toda a superfície do terreno de jogo. Helena Relvas disse no seu relatório que a relva estava com 30 milímetros, só que fez a medição apenas uma zona do terreno de jogo, não dando cumprimento o que está estipulado, que passa por fazer mais do que uma medição em locais diferenciados do terreno de jogo. 

Mas a "menina querida" fez ainda pior. Os regulamentos dizem que essa medição tem de ser feita com antecedência mínima de 3 horas antes do início do jogo" para dar tempo para a equipa da casa resolver a situação procedendo ao corte da relva. Algo que não foi feito, uma vez que a medição foi feita às 13:30 (1:30h antes do início do jogo). 

Portanto, a medição da relva não foi feita em vários locais do terreno de jogo nem o tempo de antecedência para esse procedimento foi respeitado. Por este incumprimento dos regulamentos por parte da delegada da Liga o Sporting foi ilibado. 

Mais uma vez, Helena Relvas atropelou os regulamentos da Liga prejudicando o Sporting. É inconcebível que esta senhora se mantenha no cargo de delegada da Liga com tantos casos absolutamente vergonhosos. Como pode a Liga ter alguém que atropela os regulamentos da Liga numa função de supervisão? 

Obviamente, Reinaldo Teixeira, guru dos delegados nada irá fazer, não fosse ele alguém que também é especialista em atropelar regulamentos, ocupando a liderança dos delegados de forma ilegal como já denunciei (aqui). Enquanto toda esta trapalhada acontece na reino dos delegados, Pedro Proença continua a assobiar para o lado. Até quando?

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aqui)

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Adjuntos da propaganda


Durante as últimas horas têm sido divulgados milhares de emails trocados por figuras ligadas ao Benfica, com especial destaque para Pedro Guerra e Paulo Gonçalves. A informação é muita e de extrema relevância, pelo que com tempo farei uma série de análises sobre o conteúdo desses emails. 

Para já importa fazer uma primeira análise ao comportamento da imprensa desportiva.

As capas de hoje



Nas capas de Abola e Record não há uma única referência a este caso. Se olharmos para as capas de hoje dos desportivos percebemos que apenas o jornal Ojogo dá destaque a este assunto. Abola e o Record nem uma pequena referência.

No interior dos jornais Abola optou por um pequenissimo destaque nas páginas do Benfica enquanto que o Record meteu o tema lá no fundo do jornal. 


É preciso ter lata



O Record vai ainda mais longe atribuindo a medalha de lata a este caso. Não concordando, até poderia aceitar esta posição por parte do jornal, se a mesma fosse coerente com o histórico recente. Algo que claramente não é o caso. Para quem já não se recorda, estamos a falar do jornal que garantiu o exclusivo do Footballeaks em Portugal e que alimentou durante meses a boca aos escribas do jornal. É engraçado que nessa altura quando foram divulgadas moradas de dirigentes e atletas, contactos telefónicos, vencimentos de jogadores, comissões de agentes entre muitas outras coisas, o Record não tenha apresentado qualquer tipo de reserva moral. Estamos a falar do mesmo jornal que andou a noticiar as celebres sms de Jorge Jesus que nunca apareceram ou até a hilariante aparição de Guardiola na Luz. Mais informação sobre esta questão no post de hoje do Blog Artista do Dia (aqui).

Os adjuntos da propaganda


Este branquemento por parte do jornal Record e Abola não será surpresa para os leitores que acompanham o blog com regularidade. Como sabem, Nuno Farinha e José Manuel Delgado para além de partilham o estatuto de adjuntos nos respectivos jornais também conseguem partilhar espaço na caixa de correio electrónico de Paulo Gonçalves. Vejamos:

"É absolutamente essencial que o Benfica ganhe ao Sporting no sábado"


cliquem para aumentar
Todo o email é digno de ser lido, mas a parte marcada a amarelo é uma verdadeira delícia. Com tanta pro-actividade quem sabe se um dia José Manuel Delgado não consegue chegar a um cargo na máquina de propaganda oficial. Recordo apenas que estamos a falar do mesmo senhor que aceita a manipulação de entrevistas em nome de Luís Filipe Vieira e que se sujeita a ser um mero modelo fotográfico no estádio da Luz enganando os leitores do jornal, como já demonstrei (aqui)

Por falar nisso, no final do mês Vieira deve voltar a conceder a tal entrevista de balanço anual, que por acaso este ano calha mesmo em cima do derby com o Sporting. Veremos o que António Galamba nos preparou para este ano...

"Não é montagem"


Cliquem para aumentar

No dia 4 de Fevereiro de 2009, na sequência de um pedido de Paulo Gonçalves a Nuno Farinha relativo ao envio de umas fotos de arquivo do Record, o jornaleiro foi expedito em enviar algo de interessante ao amigo. Nas buscas pelo arquivo, Farinha lá encontrou uma foto de Pinto da Costa com a bandeira do Benfica. Podia ter aproveitado o embalamento e pesquisado os cartões de sócio do Porto e Sporting de Luís Filipe Vieira... 

"Para recordar"


"Para recordar" foi o título escolhido por Nuno Farinha nesse email para Paulo Gonçalves. Por falar em recordar, que tal recuperarmos o dia em que Nuno Farinha foi convidado de honra da Gala do Benfica, onde esteve sentado entre João Gabriel e Paulo Gonçalves. 


São apenas coincidências da vida. Coincidências e curiosidades que com a divulgação de todos estes emails vão continuar a surgir a uma velocidade estonteante. O difícil vai ser acompanhar tudo, até porque "o melhor ainda está para vir"...

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aqui)

Telepizzi


Recuemos a 8 de Novembro de 2004, dia de clássico entre o Sporting e o Porto no estádio do Dragão. Ao minuto 71´ José Peseiro decidiu tirar Fábio Rochemback de jogo. Quando se dirigia para o banco o jogador brasileiro virou-se para o treinador e disse em alto e bom som "Vai tomar no cú". 

Esse episódio ficou marcado na história do futebol português, em particular na história recente do Sporting. Por certo os leitores menos jovens estarão recordados da enorme novela criada pela imprensa em torno deste assunto. Desse dia em diante José Peseiro nunca mais se livrou do estigma de ser um mau líder de balneário. Serve este exemplo introdutório para que as pessoas consigam perceber o poder que a imprensa tem junto dos adeptos.

Cerca de 13 anos depois aconteceu algo semelhante no mesmo estádio, mas com um tratamento jornalístico muito diferenciado.

Um grupo organizado de palavras feias



Foi desta forma que Pizzi reagiu à substituição efectuada por Rui Vitória. Ao contrário de Rochemback que na altura tinha 4 meses de Sporting e de futebol português, Pizzi tem uma história importante no Benfica e no futebol português. Algo que lhe dá uma responsabilidade adicional, até perante os jovens que vêm nele um ídolo.


A versão da máquina de propaganda


Link da notícia (aqui)

No caso Rochemback a imprensa colocou gasolina no assunto colocando o foco na fraca liderança do treinador José Peseiro. Já quando acontece algo para outras bandas o caso muda de figura. Após apurada investigação dos jornalistas Nuno Martins e André Monteiro o jornal Record decidiu fazer uma notícia com dois paragrafos apenas e só para dizer que afinal o Pizzi "estava insatisfeito com a má exibição que realizou". Ora digam lá que isto não é maravilhoso!?

Ajudem-me aqui a ver se eu percebi bem: Então, quando qualquer um de nós comete um erro no trabalho a primeira coisa que devemos fazer é insultarmos o nosso patrão de tudo e mais alguma coisa? É isto, senhores do Record?


"A mim ninguém me expulsa caralho, nem amarelo quanto mais expulsar"


Depois do branqueamento do caso pela máquina de propaganda e pela comunicação social amiga, eis que surgiu nas redes sociais um audio de uma conversa entre Pizzi e um adepto do Benfica.


Curiosamente, o vídeo original que andou a ser partilhado nas redes sociais - obteve mais de 100 mil visualizações - nunca chegou às televisões que tanto gostam de gravações e muito menos aos jornais. Provavelmente, todos os jornalistas deste país ficaram sem Internet nos últimos tempos.

Estamos perante declarações que demonstram que os próprios jogadores do Benfica têm a completa noção da protecção que sentem nos jogos e na imprensa para fazerem e dizerem tudo o que lhes apetece sem qualquer tipo de punição.

Face a esta pouca vergonha e ao total branqueamento da imprensa, gostaria de saber se o Conselho de Disciplina já abriu um processo de inquérito para averiguar estas declarações do jogador do Benfica? Se não abriu, não sei do que é que os clubes que participam na Liga estão à espera para se queixarem disto.

Vieira pede respeito



Para terminar em beleza o ciclo de propaganda e hipocrisia, na passada sexta-feira Luís Filipe Vieira pediu aos benfiquistas para terem respeito por Rui Vitória. Provavelmente será o mesmo tipo de respeito que Pizzi teve quando "mostrou a insatisfação pela sua exibição"...

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aqui)

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Las Ramblas


Durante o Barcelona-Sporting transmitido pela RTP vi três profissionais pagos pelos nossos impostos a branquearem de uma forma incrível um lance de pontapé de penálti a favor do Sporting. Vamos ao vídeo:


"Las ramblas"



Este jogo contou com a narração de Gonçalo Ventura, os comentários de António Tadeia e a reportagem de João Pedro Mendonça. Até dou de barato que João Pedro Mendonça não se tenha apercebido do lance em directo e como presumo que não tenha um monitor perto de si compreendo que não tenha falado no lance. António Tadeia teve a oportunidade de ver o lance por 4 ocasiões e não foi capaz de dizer uma palavra sobre o lance. Mas, também neste caso até posso ser um pouco condescendente e até "comer" a tese do não ter sido questionado pelo narrador sobre o assunto. Em última instância a responsabilidade seria de Gonçalo Ventura, narrador da partida. Como é possível que este senhor tenha ignorado o lance por 4 ocasiões? 

Como é do conhecimento geral a UEFA é muito rígida em relação às repetições mas neste caso por existirem dúvidas, a realização catalã (insuspeitos) repetiram o lance por 3 ocasiões sempre de ângulos diferentes. Mas, nem assim Gonçalo Ventura abriu a boca para o comentar. Ficou-se por uma pequena intenção quando disse: "Viamos há pouco um lance na área". 

Ora, isto é absolutamente vergonhoso, mas vindo de quem vem não é de espantar. Mas vamos ao lance.

A análise dos "experts"


No dia seguinte, Duarte Gomes no jornal Abola foi o único a analisar o lance, uma vez que no Ojogo e no Record os experts só fazem análise de jogos nacionais. Curiosamente, até o insuspeito Duarte Gomes - não fosse ele o nome menino querido citado pela máquina de propaganda - diz que ficou por assinalar pontapé de penálti a favor do Sporting.


Foi um erro importante de uma equipa de arbitragem que tirando este lapso fez uma arbitragem de grande nível nos restantes momentos do jogo. Que fique claro que o que está aqui em causa não é o lance, mas sim o branqueamento feito pela RTP. E eu nem digo que eles tinham de dizer que era pontapé de penálti. Agora, alguma coisa tinha de ser dita. Talvez para não quebrarem a espinha, ficaram em silêncio. 

Um artista conhecido


Relembro apenas que Gonçalo Ventura é uma ave rara que na época 2015/2016 foi responsável por uma violenta resposta de Jorge Jesus a Rui Vitória, depois de ter sido confrontado com uma pergunta mentirosa deste patético Gonçalo Ventura. 


E foi assim que este senhor criou um enorme mal estar entre Jorge Jesus e Rui Vitória. Algo que foi feito através da manipulação das declarações de Rui Vitória que não se referiu da forma descrita pelo jornaleiro em relação a Jorge Jesus. O treinador do Sporting ainda desconfiou da pergunta, razão pela qual questionou o jornalista sobre a veracidade da afirmação, tendo depois respondido em conformidade com o que lhe foi transmitido. 

São estes os "exemplos" do jornalismo português. Até hoje continuamos a aguardar o pedido de desculpa de Gonçalo Ventura a Jorge Jesus e aos Sportinguistas. Enquanto isso não acontece, sempre dá para dar uns passeios nas ramblas à custa de todos nós. 

Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aqui)

domingo, 10 de dezembro de 2017

Jornalismo de porcaria


Depois da importante vitoria de ontem no estádio do Bessa, Bas Dost "perdeu" alguns minutos para responder a algumas questões dos jornalistas. Mais uma vez, o holandês demonstrou toda a sua classe na hora de analisar o jogo e o momento da equipa. 


Jornalismo de porcaria


Cliquem para aumentar

A marcador amarelo estão as declarações que o jornal Ojogo atribui a Bas Dost. Declarações essas que foram completamente manipuladas pelo jornaleiro de serviço. Vejam agora as declarações bem transcritas pelo jornal Record.


Resumindo


Vamos então resumir a manipulação feita pelo jornal Ojogo:


Meus amigos, isto é um absoluto nojo!

As declarações do jogador


Para que não restem dúvidas, aqui ficam as declarações do jogador.


É preciso acrescentar que este tipo de manipulação é habitual no jornal Ojogo sempre que o Sporting se encontra na liderança do campeonato ou a lutar por ela. Ainda esta semana, o mesmo pasquim adiantou o já habitual mal estar entre Bruno de Carvalho e Jorge Jesus. 

Parece-me que o Sporting tem aqui a oportunidade perfeita para fazer uma queixa na ERC em relação ao comportamento destes artistas. 

Enquanto Bas Dost marca um "golo de porcaria" de ano a ano, o jornal Ojogo pode gabar-se de fazer jornalismo de porcaria numa base diária. 


Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aqui)

sábado, 9 de dezembro de 2017

Dois anos de Mister do Café


Já é tarde mas ainda me apercebi a tempo que hoje o estaminé comemorou dois anos de existência. Quero aproveitar a efeméride para agradecer a todos os leitores a ajuda e o apoio que tenho recebido, assim como quero pedir desculpa em relação ao tempo de resposta das solicitações que me fazem, mas fica complicado ter tempo para responder a todos a tempo e horas. Aproveitando este post gostaria ter o vosso feedback em relação ao design da página, conteúdos do blog e das redes sociais, etc.

Forte abraço e obrigado por estarem desse lado.

Realidades alternativas


O senhor da foto dá-se pelo nome de Sílvio Cervan e é vice-presidente suplente do Benfica. Se no clube encarnado é um mero suplente que nunca chegará à equipa titular, no jornal Abola tem titularidade garantida todas as sextas-feiras, sendo o único dirigente desportivo em Portugal com uma crónica semanal num jornal desportivo. Um "título" que este senador - como é designado pelo próprio jornal - partilhava com Rui Gomes da Silva, até ao dia em que este último foi proscrito por Luís Filipe Vieira. Coincidências da vida.

Mas vamos ao que interessa:

"O Benfica foi o único prejudicado pela arbitragem no clássico"


Cliquem para aumentar
Depois de ler esta coisa, sou levado a concluir que Sílvio Cervan é um espectador habitual da Benfica TV e dos resumos de Valdemar Duarte (aqui). Mas vamos por partes.

Título e destaque


O título é absolutamente brilhante. Cervan quer passar a ideia que o Benfica perdeu dois pontos no Dragão quando toda a gente percebeu que o ponto conquistado pelos encarnados cai-lhes do céu. Dar os parabéns ao Porto pelo empate é algo só ao alcance de gente doente. Mas as realidades alternativas não se ficaram por aqui. Diz o "suplente" que o lance do Felipe definiu o único prejudicado pela arbitragem no clássico. Portanto, para o "senador" o primeiro erro da equipa e arbitragem numa partida é que determina a equipa mais prejudicada. Quanto ao erro já lá vou.


Contradições - Parte I


Acho piada ao facto de ter gozado com Marega por ter falhado um golo cantado, para no mesmo paragrafo acabar por dizer que um passe de Jonas ao José Sá tenha sido a melhor oportunidade do jogo. Marega que teve 3 oportunidades claras de golo durante a partida. 

Contradições - Parte II


Adoro sempre ver a máquina de propaganda a reconhecer os esforços de cartilheiros travestidos de isentos e imparciais. Desta feita o beneficiário deste valoroso esforço foi Duarte Gomes, ex-árbitro que escreve para o mesmo pasquim que abriga o único dirigente desportivo com direito a crónica semanal do país.

Vejamos a análise ao jogo de Duarte Gomes:


Há que salientar o enorme esforço feito pelo ex-árbitro benfiquista para merecer tamanhos elogios da máquina de propaganda encarnada. Reparem bem na forma como este artista deu a volta no lance de eventual expulsão para Felipe e no lance do pontapé de penálti de Luisão. No primeiro diz que "no mínimo, cartão amarelo", enquanto que no lance do pontapé de penálti "dá o benefício da dúvida ao árbitro". Isto quando a imprensa é unanime em dizer que Felipe deveria ter levado cartão amarelo e que ficou por assinalar um pontapé de penálti contra o Benfica. Interpretações à parte não há maneira de ignorar o lance invalidado por offside a Aboubakar.  

Portanto, nem como toda a vontade do mundo Duarte Gomes conseguiu encontrar um erro grave que tivesse prejudicado o Benfica, logo cai por terra a tese do "O Benfica foi o único prejudicado pela arbitragem". 

Para fechar


É muito curiosa a protecção dada pela máquina de propaganda a Duarte Gomes, através de um vice-presidente do Benfica. Talvez agora se consiga perceber melhor a forma como o ex-árbitro entrou no "Dia Seguinte. Depois salientar mais uma vez a realidade alternativa que o Benfica quer passar aos seus sócios e adeptos. Um narrativa que foi colocada a circular ainda na noite do jogo e que se acentuou depois de mais uma derrota na Champions.

O facto de o Benfica estar a apresentar um futebol absolutamente medíocre, de não ter sequer um 11 base e de os reforços não serem opção válida para a equipa não merece reflexão e analise por parte da tal estrutura.


A arbitragem não colaborou...


O que interessa é arranjar uma realidade alternativa. Mas lá pelo meio lá lhes vai fugindo a boca para a verdade...


Podem seguir o blog nas redes sociais nos links seguintes:
Facebook: (aqui)  Twitter: (aqui)

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

As realidades alternativas de Valdemar Duarte


Senhoras e senhores, fiquem com as realidades alternativas lançadas por Valdemar Duarte nas emissões da Benfica TV.


O resumo do Clássico



Ora digam lá que este resumo de Valdemar Duarte não é uma peça jornalística de excelência. Quem não viu a partida e viu apenas este resumo ficou claramente com a ideia que o Benfica dominou o jogo todo e que apenas a arbitragem tirou os 3 pontos aos encarnados.

Ora, reparem que no resumo foram apresentadas duas oportunidades claras de golo para o Benfica. Já para melhores momentos do Porto foram escolhidos dois lances: um remate fraco e à figura na primeira parte e um remate defendido por Varela no 2º tempo de uma bola que até ia para fora.

Quanto à arbitragem ficamos a perceber que Felipe deveria ter sido expulso por duas vezes e que Marega e Luís Gonçalves também deveriam ter sido expulsos. Quanto à expulsão de Zivkovic, Valdemar Duarte considera a mesma como "incrível".

Curiosamente, Valdemar Duarte deixou de fora as principais oportunidades de golo do Porto nomeadamente dois lances de "golos cantados" falhados por Marega. É também curioso que não neste resumo não tenha havido espaço para um lance de pontapé de penálti que ficou por assinalar contra o Benfica e de vergonhoso lance de fora de jogo que daria um golo ao Porto.

Os lances de arbitragem em que o Benfica foi beneficiado até posso compreender que tenham ficado de fora do resumo, até porque é difícil ver os clubes a reconhecerem oficialmente algum tipo de beneficio do apito. Agora, transformar dois remates sem perigo nos principais lances de perigo do Porto, mais do que vergonhoso é apenas triste. Mas, também não será nada de novo vindo de quem manipula imagens e inventa notícias.

É esta a isenção da Benfica TV e de Valdemar Duarte.

Por falar em isenção



Durante a sua carreira como jornalista este senhor nunca enganou ninguém e se alguém tem dúvidas sobre o seu pedigree, basta perceber os locais por onde esta ave rara teve ninho: Rádio Renascença, TVI e MaisFutebol. Faltou-lhe apenas acrescentar que também presta serviços à SIC Radical nos jogos do Brasileirão, fazendo assim os grand slams da propaganda benfiquista. Com o final do Brasileirão estou muito curioso para ver as próximas movimentações deste artista. Com sorte a estação de Carnaxide ainda o coloca a narrar os jogos do Sporting na Liga Europa.

Se há coisa que o resumo do clássico demonstra é que a isenção de Valdemar Duarte é uma "isenção da treta". Um jornalista sério tem de ter respeito pelo seu publico. Estando numa estação de clube até compreendo que não analise os lances de arbitragem que beneficiam quem lhe paga o salário. Agora, manipular um resumo retirando as melhores oportunidades do rival substituindo-os por lances banais "o que me provoca é nojo".

Quanto ao facto de ter lançado para o ar que a comunicação social é controlada por Sporting e Porto, julgo que nem sequer merece comentários. Dá apenas para rir.

Justiça à moda do norte


Depois da manipulação do resumo e da mentira sobre o estado da imprensa nacional, Valdemar Duarte decidiu colocar em causa a polícia e os tribunais do norte do país? Também não será nada de novo vindo destes artistas.


Quanto às dúvidas de Valdemar Duarte sobre a justiça do norte, apenas me apetece perguntar se no que diz respeito à justiça na comarca de Sintra joga no um, no "x" ou no dois...

Link da notícia (aqui)
Se ainda não se fartaram de ouvir disparates, podem ver aqui a forma como este artista narra imagens de pancadaria entre benfiquistas e a polícia (aqui), ou então também podem ficar a perceber o que pensa do assassinato do adepto leonino brutalmente assassinado por um benfiquista (aqui).


Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Vergonha Alheia - Parte II


Dizer que o nível do jornalismo nacional está pela hora da morte não será novidade para ninguém. Dentro deste contexto é importante que as pessoas pensem se estamos perante casos de incompetência ou de manipulação e propaganda.

Já aqui falei da jornalista Carla de Sousa Coelho. A antiga pivot da Abola TV alterou o seu ninho passando recentemente para a Sport Tv + e levou consigo os métodos e conhecimentos adquiridos com os mestres Serpa, Delgado, Guerra e amigos. Ainda no início da época esta senhora foi responsável por designar por assistência para a assistência da verdadeira assistência para golo um passe que Renato Sanches fez no meio campo dos sub-21. Podem ver esse post (aqui).

Vergonha alheia - Parte II


Desta feita, Carla de Sousa Coelho presenteou os espectadores da Sporttv com esta magnifica informação.


Portanto, "em termos de participações portuguesas na fase de grupos só o Sporting tinha feito pior do que o Benfica em 2000/2001. Na altura os leões terminaram com 2 pontos".

A ver se percebi bem: Os ZERO pontos conquistados pelo Benfica são melhores do que os 2 pontos conquistados pelo Sporting em 2000/2001. Tá certo.

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

Balanço da participação na Champions League


O Sporting fechou ontem a sua participação na Champions League desta época com uma derrota em Barcelona por (2-0). Hora para fazer um pequeno balanço da prestação leonina na competição.

Análise desportiva


Em termos desportivos muitos foram os que duvidaram que o Sporting estaria nesta fase da competição. O que é certo é que os leões conseguiram o apuramento através do play-off goleando o Steaua na Roménia. O facto de a trupe de Godinho Lopes ter deixado de fora das competições europeias ainda pesa muito no ranking europeu da equipa e por isso já sabíamos com antecedência que encontraríamos duas grandes equipas. Por "sorte" apanhamos apenas e só duas das principais candidatas ao título europeu. 

Melhor 11 do Ano para a FIFA
Basta olharmos para o melhor 11 do ano de 2017 para percebermos que das três equipas representadas neste lote de jogadores, duas jogaram contra o Sporting nesta fase de grupos. O que é certo é que os leões deixaram uma excelente imagem e lutaram até ao último jogo pela qualificação. Não há aqui nada a apontar aos jogadores nesta campanha europeia. Seguimos para a Liga Europa com mérito e com possibilidade de enfrentarmos qualquer equipa para ganhar.

Análise Financeira


Esta é já a melhor época de sempre do Sporting em termos de rendimentos financeiras provenientes da UEFA. Os cofres de Alvalade já receberam 18,7 Milhões de Euros em prémios da UEFA:
- Qualificação no Play-off Champions League: 2 Milhões de Euros
- Prémio Entrada na Champions League: 12,7 Milhões de Euros
- Prémios de Jogo na Champions League: 3,5 Milhões de Euros
- Qualificação para a Europa League: 500 mil Euros

Nestes cerca de 19 milhões de euros não estão incluídos os valores de marketpool ( serão superiores a 3,5 Milhões de Euros), nem estão incluídas as 3 extraordinárias receitas feitas nos jogos em casa. Se pensarmos ainda na valorização que os nossos jogadores tiveram na montra europeia ficamos ficamos ainda com uma ideia mais real da importância de uma participação europeia. Importa ainda salientar que o saldo pode subir ainda mais dependendo da prestação da equipa na Liga Europa.

Histórico


Cliquem para aumentar
Os cerca de 19 Milhões já conseguidos são já um recorde de receita nesta rúbrica e a tendencia é serem ainda melhores. O Sporting terá ainda direito ao market pool da Champions League e da Liga Europa. Só aqui estaremos a falar de pelo menos mais 4 milhões de euros, o que fará subir o montante total para os 23 milhões de euros, sem contar com os prémios que o Sporting possa vir a conseguir se avançar na Liga Europa.

A questão da manta


Esta fantástica receita ajudará e muito as contas do clube e pode ser através destas receitas que a administração possa ter alguma folga para o reforço do plantel em Janeiro. Se queremos ter uma palavra a dizer na Liga Europa temos obrigatoriamente de ter mais soluções no plantel, nomeadamente nas posições mais avançadas do terreno. 

Em minha opinião a prioridade tem de ser sempre o campeonato nacional, mas é complicado não olhar com atenção para a Liga Europa, principalmente pelo facto de o Sporting precisar de recuperar posições na ranking da UEFA. A prestação europeia já nos permitiu subir mais de uma dezena de lugares (na quinta-feira o ranking será actualizado). Um bom ranking não é decisivo (que o diga o Benfica e as 6 derrotas na Champions), mas fica mais fácil não termos de apanhar Dortmund, Real, Barcelona ou Juventus.

Esta época Jorge Jesus tem encontrado forma de conseguir dar bom seguimento aos jogos europeus. Nos 7 jogos disputados depois da Champions os leões venceram e empataram 2 (Braga e Porto). Agora é virar o foco para o Bessa e conquistarmos os 3 pontos em disputa. 

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Uma entrevista "show de bola"


Foi ontem para o ar uma entrevista que Jorge Jesus concedeu aos canais Esporte Interativo. Uma conversa muito interessante conduzida por Arthur Quezada que merece ser vista por toda a gente especialmente por profissionais da comunicação social nacional.


Quanto ao jogo de mais logo, o objectivo nesta fase está cumprido por isso tudo o que vier será lucro. 

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

E agora?


Os últimos dias foram pródigos em casos vergonhosos no desporto nacional. Desde invasões de campo, ameaças de greve, violência, arbitragens vergonhosas, declarações inacreditáveis de responsáveis governamentais, etc. Deixei passar algum tempo para ter uma perspectiva mais global do que esta a acontecer e agora é hora de apresentar uma série de post sobre estes assuntos.

Jogo à porta fechada para o Braga


Na semana passada o Conselho de Disciplina puniu o Sporting de Braga com um jogo à porta fechada por um alegado cântico racista durante o jogo Desportivo das Aves-Braga a 10 de Agosto deste ano. 

É muito importante sublinhar algumas ideias em relação a este caso. O castigo ao Braga foi aplicado tendo por base única e exclusivamente o relatório de jogo do árbitro Fábio Veríssimo. Curiosamente, nos dias seguintes a imprensa não deu eco a estes eventuais cânticos racistas por parte de adeptos do Braga. Estamos então perante um caso que terá apanhado a maior parte dos adeptos de futebol de surpresa, até porque não existiram imagens do sucedido.

Uma justiça especial para o Benfica


No programa "Verde no Branco" da última quinta-feira, Nuno Saraiva comentou este castigo ao Braga e questionou a justiça desportiva sobre outros acontecimentos tão ou mais gravosos. Subscrevo na integra o que foi dito pelo director de comunicação do Sporting que podem ver de seguida.


Dois pesos, duas medidas


Portanto, de um lado da balança temos um eventual cântico racista de adeptos do Braga cujo único meio de prova é o relatório de um árbitro. Nesta situação o Braga apanhou um jogo à porta fechada. Do outro lado da balança temos um assassinato, cânticos de celebração do assassinato de um adepto do Sporting, destruição de estádios, agressões a adeptos rivais, etc. 

Senão vejamos alguns exemplos que ocorreram este ano. Repito: Acontecimentos que ocorreram em 2017.

Link da notícia (aqui)

Link da notícia (aqui)

Link da notícia (aqui)

Na Liga desta temporada as claques do Benfica já mostraram a sua valia em três jogos fora de portas. Em Vila do Conde as agressões levaram mesmo a que alguns adeptos do Rio Ave tivessem de ser hospitalizados. Seguiu-se a deslocação à Vila das Aves onde as claques do Benfica "provocaram o caos no Bar do Estádio". Há pouco mais de um mês 500 casuals do Benfica já com o jogo a decorrer em Guimarães fizeram com que os adeptos Vitorianos se tivessem de refugiar no relvado. 

Mas há mais. No Futsal as claques do Benfica também dão "espectáculo". 

Link da notícia (aqui)
Estes acontecimentos no futsal ocorreram no mesmo fim-de-semana do jogo em Guimarães em futebol, que já falei em cima. É importante referir que os jogos de Futsal também estão sob a égide da Federação Portuguesa de Futebol. 

Deixei 4 acontecimentos que ocorreram nesta época desportiva e que não motivaram qualquer sanção disciplinar, mas se recuar mais uns meses e mantendo-me em 2017 ainda há isto:

A 19 de Fevereiro de 2017, as claques do Benfica decidiram criar uma nova modalidade: arremesso de cadeiras contra adeptos.


No dia 15 de Abril de 2017 as claques do Benfica simularam o silvo do very-light num derby contra o Sporting. Uma verdadeira celebração de uma assassinato. 


Poucos dias depois, a 23 de Abril de 2017 jogou-se o derby em futebol entre o Sporting e o Benfica e depois de no dia anterior terem assassinado mais um adepto do Sporting, as claques do Benfica decidiram cantar isto:


Resumindo


Faço um breve resumo só para o ano de 2017 e apenas nas competições organizadas pela Federação Portuguesa de Futebol, daquele que tem sido o comportamento das claques do Benfica.

19/02/2017 - Claques Benfica arremessam cadeiras contra adeptos do Braga que circulavam no exterior do estádio municipal de Braga;

15/04/2017 - Claques Benfica simulam o silvo do Very-light num derby contra o Sporting no Pavilhão da Luz;

22/04/2017 - Assassinato de um adepto do Sporting por um elemento das claques do Benfica;

23/04/2017 - Cântico celebração do assassinato de Rui Mendes no Jamar em 1996, no derby de futebol em Alvalade;

26/08/2017 - Agressões de elementos das claques do Benfica a adeptos do Rio Ave em Vila do Conde. Várias pessoas hospitalizadas;

05/10/2017 - Claques do Benfica lançam tochas, cadeiras e entram em confronto com a polícia num jogo de Futsal em Braga;

22/10/2017 - Claques do Benfica destroem Bar do Estádio do Desportivo das Aves;

05/11/2017 - 500 casuals do Benfica invadem as bancadas afectas aos adeptos do Vitória de Guimarães no D.Afonso Henriques fazendo com que essas pessoas se refugiassem no terreno de jogo;

Como é possível que o Conselho de Disciplina tenha decidido ignorar todos estes casos? É este o regime de impunidade total por parte do Benfica. Como é possível? Eles matam, batem, roubam, mandam adeptos dos clubes rivais para o hospital, entram em confronto com a polícia, invadem bancadas adversárias, causam tumultos que fazem com que os árbitros tenham de interromper as partidas, e celebram um assassinato cometido por um membro das suas claques e nada lhes acontece.

E agora?



No último clássico um adepto do Porto invadiu o terreno de jogo e agrediu Pizzi. Nos regulamentos está prevista esta situação com um ou mais jogos à porta fechada para o clube do adepto prevaricador. Obviamente, se a justiça funcionar o Porto terá de ser castigado. Os factos são evidentes e não é preciso haver grandes investigações. As imagens falam por si e julgo que até os adeptos do Porto concordam com a justiça de uma eventual sanção. 

O problema é o histórico de impunidade do Benfica. Perante todos estes casos ignorados pelo Conselho de Disciplina e relacionados com as claques ilegais do Benfica, como é que os adeptos podem acreditar na justiça e nas instituições desportivas nacionais e aceitarem um castigo dos seus clubes? Quando há uma equipa a quem tudo é permitido, como é que podemos aceitar que outros clubes sejam punidos por comportamentos semelhantes?

Era esta pergunta que os jornalistas da praça deveriam fazer a José Manuel Meirim. Veremos o que o benfiquista e seus pares - alguns dos quais com direito a bilhetes de luxo para assistirem aos jogos do Benfica - decidem. 

E depois ainda querem que as pessoas não se revoltem com a injustiça e a impunidade. 

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

domingo, 3 de dezembro de 2017

Entrevista de Bas Dost


O jornal Record publicou hoje uma entrevista ao goleador holandês do Sporting. Nesta curta entrevista, Bas Dost produziu algumas declarações muito interessantes e que devem ser analisadas pelos Sportinguistas e especialmente pelos jogadores mais jovens. 

Entrevista


Cliquem para aumentar

Cliquem para aumentar

Goleador


Bas Dost é já o 37º jogador com mais golos pelo Sporting. Se analisarmos apenas os jogadores estrangeiros ocupa a 10º posição. Aqui fica a lista completa:

1º Liedson 172 golos
2º Yazalde 126 golos
3º Iordanov 70 golos
4º Jardel 67 golos
5º Diego Arizaga 61 golos
6º Balakov 60 golos
7º Fernando Puglia 59 golos
8º Islam Slimani 57 golos
9º Manoel 56 golos
10º BAS DOST 50 GOLOS


É complicado fazer previsões mas se Bas Dost repetir os números da época passada acabará esta temporada no pódio dos melhores marcadores estrangeiros da história do Sporting.

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

O Papel de Hugo Miguel


A equipa B do Sporting deslocou-se no passado fim-de-semana ao terreno do Famalicão em jogo da Liga Ledman Pro. Logo aos 5 minutos Hugo Miguel decidiu expulsar Ary Papel por palavras dirigidas ao árbitro auxiliar nº1, Ricardo Santos.

O lance



É fácil de perceber que Ary Papel disse "O que foi caralho?". No mundo do futebol este tipo de linguagem é normal entre os jogadores e treinadores. Em praticamente todos os jogos existem expressões destas dirigidas à equipa de arbitragem.

Os árbitros como entidade máxima durante um jogo de futebol não devem utilizar este tipo de linguagem. Ainda recentemente o árbitro Jorge Sousa destratou um jovem guardião da equipa B do Sporting tendo sido punido por isso. Na altura, foi engraçado ver a APAF a defender o árbitro. e condenando o castigo ao árbitro. Portanto, a mesma associação que representa todos os árbitros portugueses considera que um árbitro mandar um jovem para a "puta da baliza" não é gravoso, mas quando um atleta pergunta "o que foi caralho?" os mesmos árbitros ficam muito ofendidos e expulsam de imediato o jogador.

O relatório de Hugo Miguel



Diz Hugo Miguel que Ary Papel terá dito "Onde é que isto é falta, caralho? tendo repetido de seguida: "Vai mas é para o caralho". "

Ora, como podemos ver no vídeo as declarações atribuídas ao atleta do Sporting são falsas e esta situação tem de ser denunciada. Não concordando com a decisão de expulsão até posso compreender que tenha sido uma precipitação e um erro da equipa de arbitragem. Agora, manipular um relatório só para que a justificação para o cartão vermelho soe melhor não posso aceitar.

Mas isto também não é nada que eu já não tenha denunciado, basta recuarmos a um episódio envolvendo o árbitro Tiago Martins (aqui)

Excelente audição, péssima visão


Não há dúvida que Hugo Miguel tem uma excelente audição. O mesmo não se pode dizer da sua visão, senão vejamos como este senhor ignorou uma agressão sem bola e com o jogo parado a Francisco Geraldes na deslocação do Benfica a Vila do Conde. 


Rir para não chorar...

Amarelo para uns, vermelho para outros


Também no mesmo jogo entre o Benfica e o Rio Ave aconteceu algo muito interessante.


Ao minuto 66 Hugo Miguel assinalou um pontapé de penálti a favor do Benfica tendo sido questionado por Tarantini: "Queria ver se tinhas coragem de marcar na outra área". 

Portanto, temos um jogador que pergunta "o que foi caralho?" não compreendendo o motivo pelo qual a falta foi assinalada. Este jogador levou cartão vermelho directo. Por contraponto, um jogador do Rio Ave coloca em causa a seriedade do árbitro da partida insinuando que só marcou o pontapé de penálti por ter sido num lance a favorecer o Benfica. Esse jogador levou apenas cartão amarelo. 

É esta dualidade de critérios que descredibiliza o futebol e principalmente os homens que andam de apito ao peito. E depois não querem ser chamados de padres, quando andam a dar sermões nos relvados portugueses.

Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)

Manipuladores ou incompetentes?


Os últimos dias foram marcados pelo polémico tweet da conta oficial da comunicação do Benfica em relação ao lance da possível grande penalidade nos últimos minutos do Desportivo das Aves - Porto. Propositadamente deixei este assunto rolar para no final fazer uma reflexão sobre tudo o que foi dito e feito. Vejamos:

A conta de twitter da comunicação do Benfica


Recentemente o departamento de comunicação do Benfica decidiu criar uma conta de twitter. Até aqui nada de anormal, não fosse essa conta ter acesso exclusivo a jornalistas devidamente "credenciados" para o efeito. 

Link (aqui)


Cartilha para jornaleiros


Como podem verificar do lado esquerdo é dito: "Twitter oficial da comunicação do SL Benfica reservado a jornalistas. Pedidos de acesso através do e-mail: dep.comunicacao@slbenfica.pt". Portanto, uma conta de profissionais para profissionais. No fundo, estamos perante uma verdadeira cartilha que a comunicação do Benfica passa para as redacções dos jornais. 

Uma imprensa séria ignoraria por completo esta conta que mais não é que um gigantesco atestado de burrice aos jornalistas cá do burgo. Pelo contrário, os pasquins e os jornaleiros dão cobertura e propagandeiam este vergonhoso estratagema de encartilhamento. Espero que pelo menos também tenham direito a um voucher para o Museu da Cerveja. 

Aqui o ponto é simples: Se o Benfica tem algo a comunicar porque não o faz com acesso a toda a gente? Porquê restringir estas comunicações a jornalistas? Os benfiquistas - que são quem paga a conta astronómica de Luís Bernardo - não merecem ter acesso a esta informação de forma directa? 


Assobios para o lado


Olhamos para Sporting e Porto e vemos os respectivos directores de comunicação a darem a cara pelos seus clubes. No Benfica não se percebe muito bem quem é o director de comunicação oficial nem oficiosa. Os nomes são tantos que se atropelam uns aos outros. Luís Bernardo, José Marinho, Carlos Janela, Pedro Guerra, etc. 

De facto, a hipocrisia é um dos principais valores do Benfica à Viera. "Não falem dos outros", mas tomem lá mais de três de dezenas de páginas semanais com a cartilha do ódio e do ataque calunioso aos rivais. "Nós não falamos dos outros" mas agora até já temos uma conta de twitter para caluniar os rivais. 

O Sindicato de Jornalistas, a ERC e os responsáveis dos principais órgãos de comunicação social deste país acham tudo isto normal e comem tudo o que o Benfica lhes pões à frente. O tal polvo é muito isto: Um sem fim de branqueamentos, promiscuidades, corrupção e tráfico de influências. 

Para que se perceba, esta conta escreve coisas como: "É oficial o regresso das arbitragens do Apito Dourado às Antas: expulsões perdoadas ao FC Porto, expulsão inventada contra o Portimonense, sete minutos de descontos sem explicação. A total impunidade perante as ameaças e coação compensa".

Perante declarações deste tipo como é que a FPF e a Liga ainda não puniram severamente o Benfica? Fica difícil sabermos quem deverá ser a pessoa castigada, uma vez que a conta não é assinada individualmente por ninguém. Para isto tenho uma sugestão muito simples: Sendo Luís Filipe Vieira o responsável máximo do clube encarnado, deverá ser ele a ser castigado pelas declarações da conta de twitter da comunicação do Benfica. É que por certo este meio de comunicação foi aprovado por si, e sendo ele a máxima figura do clube, estará na altura de assumir as responsabilidades, não?

Adidas!?


Serei só eu a achar muitíssimo estranho que esta conta tenha como imagem principal um enorme banner com publicidade à Adidas? A Adidas revê-se no que é feito por esta conta? Será que é a máquina germânica que patrocina as cartilhas para jornalistas? Bem, agora que penso nisso... (link 1) e (link 2).

O vídeo manipulado


A conta da comunicação do Benfica decidiu então publicar um vídeo com o lance de eventual grande penalidade sobre Danilo. Importa dizer que o vídeo divulgado não foi publicado através de um retweet de uma outra conta. Foi carregado directamente na conta de twitter da comunicação do Benfica. 

Rapidamente se percebeu que as imagens divulgadas pelo Benfica não batiam certo com o as imagens da Sporrtv. Valeu para isso a intervenção da conta oficial de Francisco J.Marques director de comunicação do Porto que apresentou um vídeo comparativo entre estas duas "realidades":


É engraçado como desaparecerem precisamente os frames do momento em que o jogador do Aves toca na perna do Danilo.

A culpa é do... Sporting



Obviamente, a culpa é do Sporting e dos blogs leoninos. Mas o mais engraçado é que nem sequer existe um blog chamado "Sporting Independente". Pedro Guerra e André Ventura ficaram sem a companhia da Rui Gomes da Silva nas segundas-feiras da cartilha, mas nem por isso deixaram de ser menos afinados em duo.

A confusão é tanta nestas cabeças que a emenda saiu pior do que o soneto. Então estes tipos estão a dizer-nos que a conta da comunicação oficial do Benfica roubou o vídeo de um blog leonino que não existe? Será que percebi bem? E foi de facto um azar enorme que quando carregaram o vídeo - que mais parece ter sido gravado por uma torradeira a cores - perderam-se alguns frames pelo caminho. 


Manipuladores ou incompetentes?


Manipulação e incompetência são duas palavras que andam de mãos dadas no Benfica. Se juntarmos a isto corrupção fica o ramalhete composto.

Começo pela manipulação. Qual foi o canal de clube que deu um plano ampliado que retirou o jogador do Benfica que estava a colocar em jogo um atleta do Braga que fez um golo legal na 1ª jornada da Liga? Qual foi o clube que transmite os seus próprios jogos que no derby da época passada só depois do jogo acabar é que mostrou a repetição do toque com as duas mãos do Pizzi num lance onde ficou por marcar pontapé de penálti a favor do Sporting? Qual foi o clube que divulgou um ranking dos clubes mais corruptos da Europa quando não existe nenhuma base factual e o próprio jornal desmentiu categoricamente ter algum dia feito algo desse género?  Qual foi o clube que teve durante 5 meses falhas nas cameras de segurança do seu estádio, curiosamente durante um período em que existiram crimes graves a serem realizados nas imediações do estádio como o assassinato de um adepto do Sporting?

Portanto, olhando para isto conseguimos perceber que estamos perante gente com doutoramento em manipulação, como já foi reconhecido pelo próprio Dr. Pedro Guerra.


Mas não é isto que o Benfica quer que as pessoas pensem. Os responsáveis pelo Benfica não assumem a manipulação de imagens. Ora, se não são manipuladores só podem ser muito incompetentes. Então um departamento pago a peso de ouro em que só para Luís Bernardo vão 240 mil euros por ano (link), não consegue colocar um vídeo com o mínimo de qualidade na sua conta do twitter sem ter de recorrer a outras fontes? E o que dizer quando a pretensa fonte é um blog leonino? É esta a tal estrutura que está 10 anos à frente da concorrência? 

Para fechar deixo uma pequena reflexão. Qualquer tweet de João Gabriel a picar os rivais é imediatamente replicado pelos jornais, com especial destaque no jornal Record do seu amigo Farináceo. Curiosamente, João Malheiro teceu nos últimos dias duras críticas sobre a política de comunicação do Benfica, mas nem uma única palavra foi replicada na imprensa. Neste caso, como em outros estamos perante manipulação ou incompetência? 


Agradecer a todos pelo apoio. Se ainda não seguem o Mister do Café nas redes sociais, podem começar já. 

Link do Facebook: (cliquem)
Link do Twitter: (cliquem)