" Mister do Café: Dezembro 2015

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Sporting/NOS/PPTV - Os números do négocio (Parte I)




Vamos lá analisar o negocio ontem apresentado pelo Sporting com a PPTV e a NOS do ponto de vista financeiro, e tendo em conta, as receitas da Sporting SAD. Nos próximos tempos irei apresentar outras análises a este e aos negócios dos rivais.

Primeiro quero-vos mostar uma timeline com as épocas e com o que está em causa no acordo.


Neste acordo temos 4 fases distintas. Esta temporada, e a partir de Janeiro passaremos a ter as camisolas com a publicidade da NOS. Na próxima época entra em vigor a parte do negócio relativa à Sporting TV. O acordo com a PPTV estará em vigor até ao final da temporada 2017/2018.

A partir de 2018/2019 o unico acordo que teremos será com a NOS e durará por 10 épocas (+1 com apenas os direitos da Sporting TV). Ao todo, o acordo estende-se por 14 épocas. Isto deve-se ao facto de por imperativos contratuais a Sporting TV não poder passar de imediato para a NOS (por isso há aquele ano extra). Se tal fosse possível seria um contrato de 13 épocas. Vamos por isso assumir 13 anos para contabilização financeira. Basta passar o acordo da Sporting TV de 2028/2029 para esta época para percebermos que de facto são 13 épocas com as 3 vertentes do negócio definidas.

As receitas da SAD do Sporting ao longo dos últimos 14 épocas (desde a entrada do Euro)






Como podem verificar nos últimos 14 anos a Sporting SAD conseguiu receitas totais de 506.290.000,00 €. Este montante engloba absolutamente tudo com exceção de vendas de jogadores. Direitos televisivos, todo o tipo de patrocínios, bilheteira, bilhetes de época, merchandising, royalties, publicidade, receitas da UEFA, etc. Enfim, tudo menos as transferências.

Ora nos últimos 14 anos o Sporting recebeu menos do que o que vai receber com parceria com a parceria com a NOS e a PPTV ontem anunciada. (515 M > 506).

Mas ainda há muitas outras formas de o Sporting conseguir mais receita para as épocas futuras, ao contrário do que a pasquinada do Estado Lampiânico quer fazer passar. Vamos por partes:

Bilheteira e Bilhetes de época

 

Nestes últimos 14 anos o valor médio no que diz respeito a receitas de bilheteira e bilhetes de época (gamebox) anda na casa dos 9M€. Importa salientar as épocas de 2001/2002 e 2002/2003 foram feitas no antigo estádio de Alvalade. Outra questão importante é o facto do Sporting neste período ter passado por graves crises internas que afastaram os adeptos do Estádio. 

Na última temporada já com a nova direção e com um rumo bem traçado e ainda com a presença na Champions o Sporting conseguiu o seu melhor resultado nesta rubrica.

Traçando um cenário muito mas mesmo muito conservador vamos considerar 10M por época nesta rubrica para os próximos anos. 

Patrocinadores e publicidade 

Na época passada o Sporting teve pouco mais de 10 Milhões em receitas nesta rúbrica. Os patrocínios mantém-se (CGD, Unicer e Macron) com exceção da PT que saiu de cena. Ora, o acordo da PT valia cerca de 3Milhões de Euros por época. Retirando esse montante aos 10 Milhões são cerca de 7 Milhões  de receita adicional que podemos contabilizar. E ainda há outras àreas em que o Sporting pode conseguir mais receitas para esta rubrica, nomeadamente com as portas do Estádio, já que neste momento das 4 existentes apenas duas estão vendidas. Entre outras formas de rentaabilização. De qualquer forma vou manter os 7 Milhões, porque a análise é para pecar por defeito.

Competições Europeias

 


Os valores de 2001 até 2004 não estão discriminados nos respetivos relatório e contas. Estão englobados em rubricas mais complexas pelo que não contabilizei nada. A época 2013/2014 não teve receita porque não fomos às competições da UEFA (Obrigado Godinho Lopes e sus muchachos!) 

O valor médio anda perto dos 5 Milhões. Com os novos montantes em causa nas competições da UEFA os valores tendem a aumentar. Esta época e mesmo não tendo conseguido a qualificação para a proxima fase o Porto consegiu 17 Milhões só na Champions sem contabilizar o prémio de entrada na Liga Europa e o resto da competição. No caso do Sporting esta época e apesar da eliminação da Champions, leva já uma receita de 7.350.000,00 €. De referir ainda que a estes valores ainda há que somar o Market Pool dos direitos televisivos das competições europeias. Na época passada o Sporting conseguiu mais 2,4 Milhões. 

Por tudo isto um valor médio razoável para os próximos anos anda na casa dos 10 Milhões de Euros.

 

Outras receitas

 

Existem muitas outras áreas onde o Sporting irá obter receitas. Entre as quais estão:

- Loja Verde
- Royalties
- Jogadores dispensados para as seleções
- Jogos particulares, torneios de pré-época, etc
- Prémios de rendimento em competições internas
- Direitos de formação jogadores (Mecanismo de solidariedade)
- Outros (devo-me ter esquecido de outras fontes de receita certamente)

Só na loja verde e em Royalties são 2,3M. Nesta rúbrica os montantes médios apresentados nos ultimos 2 relatórios e contas são superiores a 7 Milhões. Aqui até vou reduzir o montante contabilizado, porque os valores podem variar muito de época para época. 5M parece-me bem.

Previsão de receitas

Ora bem, agora que já fiz uma previsão das receitas principais deixo-vos um quadro resumo.

De acordo com os dados que fui recolhendo em cima, fiz este quadro resumo do que serão os valores médios relativos a receitas para as próximas épocas. Obviamente os valores dos contratos com a PPTV não serão assim divididos por temporada, mas na impossibilidade de fazer outro tipo de previsão dividi os 515 pelos 13 anos. Quanto aos restantes valores estão de acordo com as análises que fui fazendo em cima. 

Ora, em termos médios o Sporting terá nos próximos anos receitas ordinárias na casa dos 71,6 Milhões de Euros, coisa que nunca conseguiu ter. 

Vamos agora recordar o segundo quadro que coloquei em cima:


Como vimos em cima, o valor médio por temporada em receitas ordinárias para os próximos anos é de 71,6 Milhões de Euros quando nos últimos 14 anos foi de cerca de metade, 36,1 Milhões de Euros. 

Nos últimos 14 anos o Sporting teve em receitas ordinárias (sem vendas de jogadores) uma receita global de 506 M. Nos próximos 13 anos terá uma receita na casa dos 931 Milhões.

Se isto não é um bom negócio não sei o que será!?    

Assim que possível apresentarei mais sobre este assunto. Mais uma vez agradeço o apoio a todos e peço-vos que continuem a divulgar o blog. O intuito é apenas e só informar os Sportinguistas. Sigam o blog nas redes sociais, e fiquem à vontade para tirar qualquer dúvida ou até mesmo sugestão.

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Todas as respostas sobre o negócio do Sporting com a NOS

 

 

Qual o montante total que o Sporting irá receber?

São 515 Milhões de euros.

Então porque é que se fala em valores distintos? Uns dizem que são 446M, outros 515M. O que se passa?

O Sporting fez dois acordos. Um com a NOS e outro com a PPTV– Publicidade de Portugal e televisão, S.A. O acordo com a NOS vale 446 Milhões e o acordo com a PPTV são 69 Milhões. Ora , 446+69 = 515Milhões de Euros.

Mas porque é que é que foi necessário fazer dois acordos? 

Porque são entidades diferentes. A NOS é uma empresa e a PPTV é outra.

Quem é a PPTV– Publicidade de Portugal e televisão, S.A?

 E a empresa detentora dos direitos televisivos do Sporting até ao final da época desportiva 2017/2018. A empresa faz parte do grupo empresarial Controlinvest de Joaquim Oliveira. Estes direitos televisivos são depois "passados" para a Sporttv que é outra empresa do grupo. Tirando o acordo de hoje estava em vigor um acordo datado de 2010 na altura elaborada entre o Sporting e a PPTV na Presidência de José Eduardo Bettencourt.

 

Então esses 69 Milhões que o Sporting vai receber dizem respeito ao quê em concreto?

Dizem respeito aos direitos de transmissão televisiva e multimédia dos jogos em casa da equipa A de futebol sénior da Sporting SAD e direito de exploração da publicidade estática e virtual do estádio José Alvalade para as épocas de 2015-2016, 2016-2017 e 2017-2018.

Mas isso já não estava contratualizado no anterior acordo com a PPTV? Quanto é que o Sporting ganhava?

 Estava. Nesse anterior acordo o Sporting recebia 15 Milhões por época até ao final da época 2017/2018. Ora, (2015/2016; 2016/2017;2017/2018) são 3 épocas desportivas. Ou seja, o Sporting receberia até ao final da época 2017/2018 o montante de 45 Milhões de Euros.

 

Qual a vantagem deste aditamento no acordo com a PPTV?

É simples. O Sporting passa a receber 69 Milhões de Euros quando anteriormente recebiria 45 Milhões no mesmo período e pelo mesmo "serviço". No mesmo período vamos receber mais 24 Milhões de Euros do que o que estava estipulado. 

Esses 69 Milhões serão distribuídos de forma uniforme ao longo dos 3 anos ?

Não há informação publica sobre o assunto. Só será possível perceber quando sair o Relatório e Contas.

Mas o Sporting já não recebeu da PPTV os 15 Milhões relativos a esta época ?


Segundo o Relatório e Contas do 1º Trimestre deste exercício o Sporting recebeu 3.750 Milhões de Euros. Supondo que os 69 Milhões de Euros serão distribuidos de forma uniforme ao longo das 3 épocas desportivas, o Sporting terá a receber até ao final deste exercício mais 19,25 Milhões.

Relativamente ao contrato com a NOS o que é que o Sporting está a vender?

1 ) Direito de transmissão televisiva e multimédia dos jogos e direito de exploração da publicidade estática e virtual do estádio José Alvalade pelo período de 10 épocas desportivas com início em 1 de Julho de 2018. Ou seja, depois de acabado o contrato com a PPTV no final da época 2017/2018 começará novo contrato com a NOS nos mesmos moldes e durará por 10 épocas desportivas. Até ao final da época 2027/2028.

2) Direito de transmissão e distribuição do Canal Sporting TV, pelo período de 12 Épocas desportivas, com início em 1 de Julho de 2017. Ou seja, até ao final da época 2028/2029 a NOS terá o direito de transmissão e distribuição da Sporting TV.

3) Direito a ser o seu principal patrocinador, pelo período de 12 épocas e meia, com início a 1 de Janeiro de 2016.Ou seja, até 2027/2028.

Relativamente à Sporting TV só estará disponível na NOS?

Neste momento isso não está definido, tudo dependerá da politica da NOS. O que é importante salientar é que na NOS passará sempre a Sporting TV. Depois a operadora pode vender os direitos a outros operadores nacionais ou internacionais. Não me parece que a NOS ponha de parte distribuir para os competidores MEO ou Vodafone. É tudo uma questão de números.

 Onde vão ser transmitidos os jogos do Sporting?

A expectativa é que os jogos continuem a ser transmitidos pela Sporttv, uma vez que a NOS é accionista do canal onde detem 50% do capital. 

Os jogos vao ser transmitidos nos outros operadores?

 Por imposição legal os jogos da Liga Portuguesa são considerados eventos de interesse público logo todos os operadores terão a possibilidade de fornecerem nos seus pacotes os canais onde os jogos passam. Não há nenhum tipo de exclusividade neste sentido.

Qualquer outra dúvida é só colocarem na barra de comentários que dentro da minha capacidade e conhecimento tentarei esclarecer.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

O Homem do Ano para o "oficioso" ABola - A cartilha do estado Lampianico

No final de cada ano civil, o pasquim Abola elege a figura desportiva que mais se destacou ao longo do ano. O galardão é atribuído desde 2004 e conta com grandes desportistas portugueses entre os vencedores. 

Histórico vencedores:

 

  Recordemos os vencedores e os motivos que levaram à eleição destas figuras, segundo a transcrição do próprio jornal.


2004 - No ano do Europeu português, o FC Porto campeão da Europa sob o signo Mourinho.
2005 - Quebrado, enfim, o enguiço o Benfica campeão. Com Nuno Gomes, seu símbolo.
2006 - O fenómeno já explodira, Cristiano Ronaldo era a referência do Manchester United.
2007 - Porto campeão arrastado pelo encanto de Quaresma, o mago da trivela e não só.


2008 - Nélson Évora - Portugal de Ouro em Pequim, com Nélson Évora campeão olímpico do triplo-salto.
2009 - Jorge Mendes - Toque de Midas do agente. Record mundial na transferência de CR7 para Madrid.
2010 - José Mourinho - Mourinho no topo da Europa com o Inter.
2011 - Paulo Bento - Qualificou Portugal à fase final do Euro 2012

2012 - O arbitro da final do Euro 2012 e da Final da Champions.
2013 - Memorável ano em Madrid e na Seleção, sobretudo com os golos à Suécia.
2014 - Inédito póquer na história do Benfica (Liga, Taças e Supertaça) deu o prémio a Jorge Jesus.

O exercício da escolha por "gente séria":


Proponho que o leitor perca 2 minutos e faça a eleição do homem do ano 2015. Eu deixo a minha linha de raciocínio:

1 - Ora bem, a nível de modalidades extra-futebol, não tivemos Jogos Olímpicos nem tivemos um atleta com grande destaque internacional. Logo temos que ir para o futebol...

2 - No futebol português há sempre duas figuras a ter em conta, Ronaldo e Mourinho. Mourinho apesar de ter sido campeão acabou despedido do Chelsea. Ronaldo apesar da boa época também não ganhou nenhuma competição. Nenhum deles entra nas contas.

3 - Em Portugal o Benfica foi campeão e venceu a Taça da Liga; O Sporting ganhou a Taça de Portugal e a Supertaça. Destes 4 títulos, Jorge Jesus ganhou 3 (Liga, Taça da Liga e Supertaça) e Marco Silva ganhou a Taça de Portugal. 

Espera lá, não foi Jorge Jesus que dominou e continua a dominar a agenda mediática desportiva em Portugal desde a mudança do Benfica para o Sporting?  

Eh pá, e não foi Jorge Jesus o homem que esteve sempre na frente do campeonato em 2015, com exceção da última semana?

E não foi em 2015 que Jorge Jesus se tornou o treinador mais titulado da história do Benfica!?

Jorge Jesus parece a escolha óbvia. Certo? ERRADO!

A cartilha do Estado Lampianico:


Ora segundo o Art. Nº1 da cartilha do Estado Lampianico no capítulo para pasquins:  

"Em caso de atribuição de prémios relevantes por parte de um órgão do Estado Lampianico é pecado mortal escolher um vencedor que em algum momento tenha efetuado ações que tragam "danos reputacionais" ao Estado Lampianico. A oportunidade deve ser aproveitada para "adoçar a boca" a uma figura importante do futebol português que possa ajudar o Estado Lampianico. Dar preferência à elementos da FPF, Liga, Arbitros, etc"


O primeiro exemplo da utilização da cartilha no prémio "Homem do Ano":

 

Em 2011, André Villas Boas concluiu uma época histórica para o Porto e para o futebol português, batendo diversos recordes, mas principalmente por ter ganho 4 competições. Liga Europa, Campeonato, Taça de Portugal e Supertaça. Para adoçar ainda mais a época, Villas-Boas transformou o Estádio da Luz no salão de festas do Porto. Basta recordar o festejo do título nacional (sem Luz) e a reviravolta na 2ª mão da meia final da Taça de Portugal.

Ora de acordo com a cartilha, André Villas-Boas causou danos reputacionais ao Estado Lampianico que o excluem da lista dos candidatos ao prémio de homem do ano. Nesse ano o vencedor foi Paulo Bento (selecionador nacional) com a justificação "Qualificou Portugal à fase final do Euro 2012". Genial!!!!



O segundo exemplo da utilização da cartilha no prémio "Homem do Ano":

 
 Em 2011, tal como em 2015, a cartilha foi utilizada sem falhas mas com falta de criatividade. A escolha recaiu na mesma figura: a do Selecionador Nacional. Primeiro Paulo Bento, agora Fernando Santos.

A justificação para a atribuição do galardão a Fernando Santos foi a seguinte: 


Com que então Fernando Santos foi eleito o Homem do Ano em 2015 por ter conseguido 7 vitórias consecutivas na qualificação para a Fase final do Euro? Primeiro que tudo convêm referir que destas sete vitórias, duas delas foram conseguidas em 2014 e num grupo onde o adversário mais difícil foi a Albânia (ficou em segundo lugar) mais isso são peaners como diria alguém. Já agora alguém se lembra do nome de um jogador albanês!?


  VítorSerpa, Bispo da diocese de Pasquim justifica a escolha.

Na pag.47 de Abola publicada no dia 26 de Dezembro, o Bispo Vítor Serpa começa o seu artigo com um "é evidente que Jorge Jesus poderia ter sido, pela segunda vez, o homem do Ano. Havia argumentos que o justificariam.". (Argumentos!? Cá para mim havia muito mais do que argumentos. Haviam factos. Ou ganhar 3 títulos em 4 possíveis em 2015 em Portugal é um mero argumento!? E comparar isto com a qualificação de Portugal para o Euro 2016 faz algum sentido? Ainda para mais na qualificação mais fácil da história dos Europeus. Pela primeira vez na história, um Europeu terá 24 equipas, mais 8 do que as habituais 16. Estamos a falar num Euro que terá Islândia, Irlanda do Norte, País de Gales, Albânia e Eslováquia como seleções estreantes. Por alma de que santo é que uma qualificação nestes moldes é um feito histórico!?

Mas Vítor Serpa vai ainda vai mais longe. "Também o Presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, pela forma tumultuosa, diferenciada e incontornavelmente marcante da vida desportiva nacional chegou a ser considerado no pequeno grupo de candidatos.". (Ainda estou para perceber se esta adjetivação é elogiosa!?

Isto foram os primeiros 2 parágrafos. Os restantes 10 são um chorrilho de elogios à figura do Engenheiro. Por momento até pensei que estivéssemos a falar da Madre Teresa de Calcutá tal foi a adjetivação utilizada. 


Tenho que salientar algumas passagens:

"É um exemplo como treinador de futebol, porque também é um exemplo como homem e isso conta muito para Abola. Sobretudo conta muito num tempo em que os princípios e o respeito pelos outros tão pouco parecem contar" (tu queres ver que foi por isso que o Jorge Jesus não foi escolhido!? Naah não pode ter sido por isso, porque quando estava no Benfica ganhou o prémio. A não ser que tenha mudado... JJ mudasti!?)


"homem culto, personalidade vincada, cidadão solidário, espírito pragmático, assumidamente crente em Deus,treinador de uma competência técnica tão reconhecida como discreta" entre adjetivação mais corrente como "Grande fimeza competitiva", "competência", "consensual", "personalidade estrelar", "treinador de sucesso".

Confesso que fiquei emocionado.


Vai um docinho!?


Em 2012 tivemos uma surpresa nos convocados para o Europeu. Paulo Bento decidiu levar para o campeonato Nélson Oliveira (quêm?). É aquele miúdo do Benfica que ia ser o novo Ronaldo e que em 7 épocas de profissional leva uma média estrondosa que não chega aos 4 golos por época. Para um ponta de lança até não está mau...

Em 2016, provavelmente teremos Nélson Semedo, Gonçalo Guedes, Renato Sanches e afins no Europeu de França. Fernando Santos é uma figura estimada no Estado Lampianico, não fosse ele o homem que precisou apenas de ver meia dúzia de jogos de Nélson Semedo e Gonçalo Guedes para os tornar internacionais AA. Tem de facto uma visão que vai muito para além do mero mortal.  Este prémio e todos os elogios na comunicação social servem também para desviar a atenção das pessoas e descredibilizar todos aqueles que estejam contra alguma eventual convocatória.

A azia está neste momento em patamares estratósféricos. A não eleição de Jorge Jesus em 2015, na linha do que aconteceu com Villas Boas em 2011 é mais um episódio que deveria envergonhar os profissionais do Jornal ABola. Tenham vergonha por uma vez na vida e assumam-se pelo o que são ou pelo menos parecem ser: um mero pasquim ao serviço de um estado lampianico. Ou então deixem-se de tretas e façam jornalismo!

Caros leitores, continuo a apelar ao boicote total a este jornalixo. Quero também agradecer mais uma vez a todos pelo apoio recebido e pedir-vos para se assim o entenderem seguirem o blog no Facebook, Twitter e seguirem-nos no blogger. Quanto maior o blog se tornar mais pessoas conseguirá fazer chegar a informação. Obrigado!

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

TAS pronuncia-se sobre litigio entre Sporting e Doyen e o jornalixo português é desmascarado!

A falta de vergonha no jornalixo nacional está a atingir proporções épicas com a chegada de Bruno de Carvalho à Presidência do Sporting. Hoje, o TAS fez um comunicado esclarecendo o essencial em relação ao veredicto do caso que opõe o Sporting à Doyen. Vejam bem o seguinte com atenção. Em baixo e com fundo cinza está o comunicado do TAS que fiz questão de traduzir para não haver dúvidas. O Link do comunicado oficial está já de seguida:

Link com o Comunicado do TAS

Tradução Comunicado do TAS:


Lausanne, 24 dezembro de 2015

O Tribunal Arbitral do Desporto emitiu a sua decisão no o processo de arbitragem entre o clube de futebol Português, Sporting Clube de Portugal e Doyen Sports Investments Ltd, uma empresa de investimento privado. O processo diz respeito a um contrato a uma disputa contratual entre as partes relativas à a  direitos económicos de dois jogadores de futebol (TPO).

No início desta semana, o TAS Painel responsável por esta matéria emitiu sua decisão arbitral às partes, que inclui as seguintes decisões:

- Sporting é condenado a pagar à Doyen 10.000.000,00 € e GBP £ 1,433,596.15 acrescido de juros.
- Sporting terá de pagar no prazo de três dias à Doyen 75% de qualquer montante que pode advir para Sporting do seu direito a 20% do excesso de qualquer compensação futura transferência de Jogador X superior a EUR 23 milhões


Para o momento, apenas os detalhes acima referido podem ser confirmados. O acórdão permanece confidencial e não pode ser publicado, a menos que ambas as partes acordem o levantamento da confidencialidade do acórdão.

 O comunicado não acrescenta grandes novidades, tirando o negrito e sublinahdo. A principal novidade é a seguinte: Caso o Rojo seja vendido por um valor acima dos 23M€ o Sporting tem direito a 20% da mais valia conforme o que acordou com o Manchester United. Ora, caso isso aconteça 75% da mais valia dos 20% que o Sporting tem terá de ser paga à Doyen num prazo de 3 dias. 

Agora vejamos o que diz a pasquinada em uníssono nas suas edições online:

ABOLA







RECORD





OJOGO


MAISFUTEBOL




Todos os pasquins querem fazer passar a ideia de que o Sporting tem 3 dias para pagar à Doyen a totalidade do valor definido pelo tribunal. Contudo como já vimos em cima o comunicado refere que esses 3 dias são relativos a uma eventual mais valia que o Sporting possa fazer caso o Rojo saia do Manchester United. Contudo, isso só é abordado no titulo porque no interior da notícia é explicada a situação em conformidade com o comunicado. Isto no Record, na Abola e no JOGO. Porque há outro...

Maistabaco, perdão, MaisFutebol e o seu Mágico primeiro parágrafo que para além do print tenho que citar para a posteridade:

"O Sporting terá de pagar nos próximos 3 dias os mais de 12 milhões de euros que foi condenado a pagar ao fundo de investimento pelo TAS na sequência do diferendo que mantinha relativamente ao "caso Marcos Rojo" MENTIRA!!!!!!!



O mais curioso nisto tudo é que se o Rojo nunca for vendido por mais de 23M€ não há lugar a pagamento nenhum.   

Incompetência? I dont think so...

Fica o apelo para que os Sportinguistas deixem de comprar a pasquinada do tugão e mesmo de entrar no site desta gente porque ai eles também ganham!

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

As "negociatas" entre o Sporting de Godinho Lopes e a Doyen de Nélio Lucas

Palavras para quê!? - São artistas portugueses

 

Quando começaram os negócios entre o Sporting e a Doyen?

Os negócios entre a Doyen e o Sporting começaram no mercado de Verão de 2012/2013 com a chegada de Marcos Rojo e Zakaria Labyad ao clube. Na altura o Presidente era Godinho Lopes coadjuvado por Carlos Freitas e Luís Duque na SAD. Ricardo Sá Pinto era o treinador da equipa principal.

Quanto custaram as transferências desses jogadores ao Sporting?


Imagem 1 - Pagina 109 do ReC da Sporting SAD relativo ao exercício anual 2012/2013

  Segundo o Relatório e Contas anual do Sporting referente à época 2012/2013 Marcos Rojo custou 5.425.000,00 € pela totalidade do passe e chegou do Spartak de Moscovo. 

Zakaria Labyad chegou do PSV supostamente a "custo zero" mas como podemos ver o Sporting pagou 900.000,00 por 70% do passe do jogador ao PSV. Mas o negócio Labyad não fica por aqui...

Imagem 3 - Pagina 110 do ReC da Sporting SAD relativo ao exercício anual 2012/2013
Na pagina seguinte do mesmo relatório e contas encontramos o montante pago em "gastos inerentes à contratação do jogador". (ainda gostava de saber o que isto quer dizer!?) São mais 2.610.000,00 € a somar aos 900.000,00€ pagos ao PSV (coisa pouca...)  

E aindaaaaa... ( Olha que agora lembrei-me do saudoso programa da RTP1, 1,2,3. Tou a ficar velho.)

Imagem 4 - Pagina 126 do ReC da Sporting SAD relativo ao exercício anual 2012/2013

Olha aqui outro Labyad!!! Deixa-me googlar este Mohamed... Olha é o pai do "outro". Bonito Sr. Labyad 2.064.000,00 € em comissão. (Porra também quero um emprego destes).

Ao que parece Godinho Lopes "e sus muchachos" fizeram um contrato de scouter com o Sporting ao senhor para ele receber estes milhões todos. Quem o diz é o "Record".

 

Vamos lá fazer as contas de quanto é que custou a "brincadeira" da contratação do Labyad.

900.000,00 € para o PSV +  2.610.000,00 € para gastos inerentes à contratação do jogador + 2.064.000,00 € para o empresário (pai do jogador).

Tudo somado Labyad custou ao Sporting 5.574.000,00 € por 70% do passe. 


Por quanto é que o Sporting vendeu à Doyen?


Imagem 2 - Pagina 113 do ReC da Sporting SAD relativo ao exercício anual 2012/2013


CASO MARCOS ROJO


O Sporting vendeu 75% do passe de Marcos Rojo à Doyen por 3.000.000,00 €. (Eh pá isso não é pouco?)

Sporting pagou 5.425.000,00 € pelos 100%. Ora 75% deste montante dá (5.425.000,00 x0,75)= 4.068.750,00 €


Conclusão : O Sporting vendeu 75% do passe do Rojo à Doyen por 3.000.000,00 € quando essa percentagem estava avaliada em 4.068.750,00 €. Ou seja fez um "desconto" à Doyen de 1.068.750,00 €. 


CASO ZAKARIA LABYAD


Como vimos o Sporting "comprou" 70% do passe do jogador por 5.574.000,00 €. A Doyen comprou 35% do passe do jogador ao Sporting por uns impressionantes 1.500.000,00 € quando essa percentagem estava avaliada em 2.787.000,00 €

Ora 2.787.000,00 € - 1.500.000,00 € = 1.287.000,00 Ou seja, mais um "desconto" à Doyen...


TUDO SOMADO 

 

 2.355.750,00 € em "descontos" à Doyen.

 

Depois destes negócios alguém fica surpreendido com o seguinte...!?

 


Se ainda não leram deixo mais 3 artigos relacionados com a Doyen:

Entrada da Doyen em Espanha
Perguntas e respostas sobre o litígio entre Sporting e Doyen
Processo "Twente"

Aproveito para informar que nos próximos tempos irei dar uma especial atenção às testemunhas da Doyen. Quero também agradecer todo o apoio que tenho recebido por parte dos leitores. Obrigado!

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

A pasquinada do Estado Lampianico anda toda "atrofiada"

Bem, isto hoje foi um fartote que diz respeito à venda de banha da cobra pela "pasquinada" ao serviço do Estado Lampianico. 

Começamos pelo essencial o valor em causa. ABola diz que são 14 Milhões e podem chegar a 16 Milhões. O Record é mais meiguinho, para a malta da Cofina 13 Milhões são suficientes. Para OJOGO são mesmo os 12 Milhões anunciados pelo Sporting em comunicado à CMVM.



Começo pelo "oficioso" ABOLA. Abro o jornal e deparo-me logo com uma pérola. 

"Tendo condenado os leões ao pagamento de um valor total de 14 milhões de euros, montante que, acrescido de juros, pode chegar aos 16 milhões de Euros. Mais em pormenor, ao Sporting, que, entretanto, já pagara 4,5 milhões de euros para abater ao empréstimo contraído junto da referida empresa, referentes a 75 por cento do valor do passe na altura da aquisição leonica em 2012 - cabe então pagar um pouco mais de 12 milhões de euros, aos quais se somam mais 2 milhões, relativos à contratação de Labyad (transferência também patrocinada pela Doyen), valores aos quais sao acrescidos juros, num valor total que pode rondar os tais 16 milhões de euros."

Mais em baixo na pagina 2 do pasquim o jornaleiro diz. Rojo "custou ao Sporting 5,425M, tendo depois a Doyen avançado com 4,5 M."

Deixo só 3 pequenos comentários:

1º O Sporting foi condenado ao pagamento de cerca de 12 milhões de euros. Está no comunicado do clube à CMVM e não 14 milhões e muito menos 16 milhões.

2º Com taxas de juro tão baixas como as que temos nos últimos tempos na Europa, pagar 2 milhões de euros por um empréstimo a ano e meio mesmo de um montante de 14 milhões é de macho. O tipo que inventou isso na vossa redação merece um chocolate.

3º O Sporting pagou efetivamente 4,5 milhões de euros à Doyen quando fez a denuncia do contrato. 3 Milhões relativos ao investimento do fundo em 75% do passe de Rojo e 1,5M no investimento de 35% do passe do Labyad e não 4,5 milhões pelo Rojo como vocês querem fazer passar. E escusam de estar a inventar que ainda falta pagar a denúncia do contrato do Labyad.

Tirando o essencial até não está mal...está uma merda! Está malta deste pasquim quando notícia qualquer coisa do Sporting deve pensar que estão a falar para os adeptos do Benfica. Só pode!




 OJOGO dá a noticia com exatidão. A questão que lança na capa onde diz que "incumprimento pode acionar o fair-play financeiro da UEFA" tem sentido. Na prática o Sporting poderia ter problemas se depois de esgotados todos os expedientes legais decidi-se não pagar. Ora, nem todos os expedientes legais foram utilizados (Sporting já anunciou que irá recorrer para o Tribunal Federal Suíço), nem o Sporting disse alguma vez que esgotadas todas as possibilidades não iria pagar. No fundo, é uma capa para criar barulho onde não há, mas sem fugir ao principio jornalístico básico: A verdade! Valeu pela tentativa!



O Record dá 13 milhões de euros com valor final segundo eles tem uma fonte próxima do processo que sabe que os juros e as custas poderão ser de 1Milhão de euros. De resto, fazem uma boa referencia que já não me recordava. A Doyen não concordou em que o acordão fosse divulgado publicamente pelo que só em caso de fuga de informação é que saberemos os contornos do processo.

Resumindo: Abola inventa o que for preciso para denegrir o Sporting. O Record gosta sempre de se "armar em esperto" com as suas fontes e OJogo dá tem sempre que dar uma bicada nos rivais do clube pai.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

As respostas a todas as dúvidas no "caso Doyen"

 

 

Com o anúncio da decisão do TAS (Tribunal arbitral do Deporto) o Sporting poderá recorrer da decisão? 


Sim. O Sporting no passado mês de Outubro informou através de comunicado do seu departamento jurídico que as "decisões finais emitidas pelo TAS/CAS poderão ser alvo de recurso para o Tribunal Federal Suíço, caso contenham violações de direito processual ou substantivo, tendo este órgão jurisdicional o poder de anular a decisão do TAS/CAS."


O que quer dizer "violações de direito processual ou substantivo"?


Exemplificando para se tornar mais fácil. Vamos imaginar que uma pessoa faz um contrato com outra onde declara que aceita ser espancada ate à morte. Apesar de ser um contrato firmado contem clausulas que violam o direito processual. O Sporting sempre considerou que existiam estas violações no contrato e por isso mesmo foi sempre afirmado que em caso de derrota no TAS recorreriam para o Tribunal Federal Suíço.

 

O Sporting pode envolver os tribunas civis? A FIFA/UEFA não proíbem os clubes de recorrer a instâncias civis?

 

 Pode. Este caso é financeiro e não desportivo, logo é passível de recurso. Não estamos a falar de uma inscrição de um jogador (caso Mateus) ou de um castigo federativo ( despromoção Boavista)´só para exemplificar com casos mais mediáticos.

 

O pagamento à Doyen de acordo com o foi estipulado pelo TAS tem de ser feito de imediato? 

 

"Este recurso para o tribunal federal suíço não tem efeito suspensivo mas, quando requerido pela parte, o tribunal normalmente atribui efeito suspensivo no que diz respeito ao pagamento. Os efeitos da decisão estão suspensos até à decisão definitiva. Depois dependerá da celeridade do tribunal mas, se falarmos [de um período] de seis meses a um ano, não devo errar muito"

João Nogueira da Rocha, membro do TAS (Link)

O Sporting deixa de cumprir os critérios de Fair-play da UEFA?

 

 Não, isso não está em causa. Durante o mandato de Bruno de Carvalho o Sporting sempre teve lucro nos seus exercício anuais. Relativamente ao primeiro trimestre (Julho a Setembro) da época em curso a tendência manteve-se. A política desta direção é a de ter sempre as contas equilibradas e com lucro no final de cada exercício económico. Por isso a minha expectativa é que o clube continue neste caminho. Aqui a única diferença em relação a épocas anteriores está relacionada com as compras no próximo verão que só serão formalizadas a partir de 1 de Julho e as vendas que serão feitas antes desse dia para que o exercício seja fechado com lucro. Esta é a minha expectativa.

O Pavilhão João Rocha está em risco? 

 

Não. Com o recebimento do valor da transferência de Marcos Rojo no Verão de 2014 e com os excelentes resultados financeiros desse exercício a Sporting SAD decidiu abater uma dívida que tinha para com o clube no valor de 9M €. O Sporting (clube) canalizou esse montante para a construção do Pavilhão juntamente com o montante angariado pelos Sportinguistas na Missão Pavilhão. O Pavilhão esta a ser construído a todo o vapor e estará concluído em pouco mais de um ano. 

Deixo uma foto do dia de ontem:

 

O que está realmente em causa neste processo?

 

 Godinho Lopes fez um péssimo negócio para o Sporting. O Sporting andou a suportar o ordenado do jogador e a valoriza-lo para outros virem a ganhar milhões com o esforço do clube. A ideia de que os fundos são salvadores para os clubes pequenos começa a desvanecer-se cada vez mais. Vejam por exemplo a época que o Sporting tem feito em contraste com os milhões injetados pela Doyen no Porto. Há assim uma diferença enorme entre os planteis? É que na performance desportiva pouco ou nada se nota. Vai-se notar é nas contas. Exemplificando: Quando o Sporting vender o William Carvalho vai receber a totalidade da transferência. No caso por exemplo do Brahimi, o fundo vai encher os bolsos e o Porto leva uns tostões.

O valor que hoje o TAS condena o Sporting a pagar é o mesmo que se tivesse sido pago logo na altura da transferência. Mesmo perdendo no TAS (ainda falta o recurso do Tribunal Federal Suíço), o Sporting com este processo "obteve" uma espécie de empréstimo de 12M € a taxa de juro corrente. Dinheiro esse que entrou nas contas da SAD e deu um forte impulso de tesouraria no primeiro exercício. Relembro que entraram logo 10M aquando da transferência, depois mais 5M no final de 2014 e mais 5M em meados de 2015. 

Do ponto de vista financeiro foi sempre uma grande jogada do Sporting. Uma eventual vitória no recurso para o tribunal federal seria digna de uma estátua a todos os actuais dirigentes do Sporting.

Deixo 2 outros artigos sobre a Doyen, e nos próximos dias sairão mais:

http://misterdocafe.blogspot.pt/2015/12/a-entrada-da-doyen-em-espanha.html

http://misterdocafe.blogspot.pt/2015/12/doyen-nao-doyen.html

 



A entrada da Doyen em Espanha

Hoje foi conhecida a decisão do TAS relativamente os processo entre o Sporting e a Doyen. Infelizmente, não foi conseguida uma vitória nesta primeira fase, mas a "guerra" está apenas a começar. O Sporting já anunciou que irá recorrer para o Supremo Tribunal Suíço que tem toda a legitimidade para anular a decisão do TAS. 

Vamos por isso aguardar com serenidade e dar tempo à justiça. Enquanto esperamos podemos ir falando mais um pouco do que são os "meandros" da Doyen. Nos próximos tempos vou dedicar uma especial atenção ao fundo Maltês/Inglês/Espanhol/Itáliano/Português...

Comecemos pelo início...

Na época 2011/2012 entra em ação uma nova marca no panorama do futebol em Espanha. Primeiro nas camisolas do Sporting de Gijón, depois nas mangas das camisolas do Atlético de Madrid e finalmente nos calções do Getafe.

 "Es un fondo británico, gestionado por empresarios portugueses, que es una escisión del grupo que trabajaba con Jorge Mendes" disse Ángel Torre, Presidente do Getafe. E acrescentou "Han llegado a la Liga con la intención de invertir en la compra de derechos de jóvenes talentos. A nosotros nos han preguntado por Abdel [Barrada] y dos o tres canteranos más, pero, por el momento, nuestro compromiso con ellos se limita al patrocinio del pantalón por apenas 100.000 euros"

Ao que parece Juanma López, antigo internacional espanhol terá intermediado estes negócios. Juanma López que é bem conhecido dos Portugueses por ter sido o empresário de Roberto Jimenez (Sim, o frangueiro que passou pelo Benfica). Em 2010/2011 Roberto saiu do Zaragoza para o Atl.Madrid por 8,6M através do fundo Quality Sports Investment, ligado a Jorge Mendes. O Benfica pagou pelo seu passe 8,5M. Coisa pouca...

Mas voltemos aos patrocínios. Segundo o apurado pelo El País o negócio de patrocínio do Gijon terá chegado aos 150.000€ e o do Atlético aos "ciento y pico mil euros". A mesma notícia salienta a forte possibilidade de uma parceira com a Doyen, uma vez que tinha sido pratica comum nesse ano para as contratações de Elias (o que iria mais tarde passar pelo Sporting na era Godinho Lopes) e Radamel Falcão vindo do Porto e depois para o Mónaco.

Engraçado que numa notícia relacionada com o aparecimento da Doyen em território espanhol em 2011, apareçam 3 nomes relacionados com os grandes portugueses. Roberto, Elias e Falcão.


Por esta altura, finais de 2011 começaram-se a falar de jovens jogadores cujos passes já estariam nas "mãos" da Doyen, entre os quais Rúben Pérez. Curiosamente este jogador tem andado sempre em clubes da esfera Doyen. Atlético de Madrid, Getafe e mais tarde um empréstimo ao Torino e Granada.

Vejamos Atlético de Madrid e Getafe foram logo os primeiros clubes onde a Doyen investiu. O Granada também é um "afiliado" mais recente (Brahimi jogador da Doyen transferiu-se do Granada para o Porto). Depois há o Torino. Porra mas esses não são italianos!? 

Ora bem Torino, Atlético Madrid... Humm aquele Cerci não foi do Torino para o Atlético? 

Cerci foi transferido no último dia de mercado do Verão de 2014 e custou ao Atlético 16M + 3M em objetivos. (Valor abaixo do valor de mercado para um jogador da sua qualidade). Nesse verão, o Milan entrou em contactos com o Urbano Cairo, Presidente do Torino para a compra de Cerci. O negócio não se concretizou tendo havido mesmo uma incompatibilizarão entre o Torino e o Milan. 

Curiosamente, Cerci durou apenas 4 meses em Madrid sendo transferido em Janeiro de 2015 para o... Milan num empréstimo de 18 meses. 

Milan, que recebeu 2 jogadores do Chelsea por empréstimo no início dessa temporada. O holandes Marco van Ginkel e o espanhol Fernando Torres (ídolo do Atlético). No final do ano de 2014 Torres rescinde com o Chelsea e assina definitivamente pelo Milan. Dias depois, Fernando Torres é apresentado em Madrid vindo por empréstimo do Milan. 

Em Janeiro de 2015 ficou-se a saber que a Doyen tinha adquirido metade do passe do Cerci aquando da compra ao Torino e que o italiano foi mesmo "obrigado" a regressar a Itália. Entretanto Rúben Pérez pouco ou nada jogou no Torino mas mesmo assim "rendeu" aos cofres do Atlético de Madrid 500 mil euros pelo empréstimo.



 
Fica também o primeiro artigo que escrevi sobre a Doyen. Relação entre Doyen e Twente

Futebol à moda do "Tugão"


É isto o futebol!


A derrota do Sporting contra o União mais do que baralhar as contas da luta pelo título demonstra o porquê do futebol ser o desporto rei. Em que outro desporto poderíamos assistir a um autêntico massacre ofensivo sem a respetiva correspondência em termos de resultado?

"Tugão" no seu melhor


A forma como a equipa do União da Madeira se apresentou esta semana nos jogos contra Benfica e Sporting é bem representativa do que é o Tugão. Os 4 pontos amealhados vão dar ainda mais forma a esta ideia de jogo para o resto da Liga.

Quando não pudermos ganhar, pelo menos segurar o empate


É incrível pensar que se o Sporting quisesse segurar o empate desde o primeiro minuto de jogo o teria conseguido sem grandes problemas. E isso dava-nos um ponto que seria suficiente para passarmos o Natal em primeiro lugar com igualdade com o Porto. 

Um autocarro de 2 andares revestido a betão.


Absolutamente inacreditável a exibição de André Moreira na baliza do União. Faz 3 defesas assombrosas a remates de Montero, Tanaka e Slimani.

O adepto "pessimista"


Esta não foi uma semana positiva para o Sporting. A eliminação da Taça e a derrota na Madeira deixam sempre marcas principalmente nos adeptos. Nas últimas horas tenho lido muitas opiniões pessimistas em relação ao que será a época do Sporting. Resquícios de um passado recente que quase levou o clube para o abismo, mas que nesta nova fase não podem influir naquilo que é o nosso objectivo principal: VENCER!

E os jogadores, equipa técnica, staff e corpo dirigente merecem o nosso total apoio nas batalhas que se avizinham. Nesta semana complicada foi possível verificar a forma positiva como a equipa se apresentou. A arbitragem de Braga e a super exibição de André Moreira não podem ser desculpa. As exibições foram positivas mas não chegaram. Temos por isso que  fazer mais e melhor em busca dos nossos objectivos.
Como o Presidente do Sporting disse e bem, o campeonato é uma maratona não uma corrida de velocidade. O tempo e o trabalho permitem sempre dar a volta aos nossos problemas. No próximo dia 2 temos uma dura batalha que nos permite recuperar a liderança da Liga. Só depende de nós!

O melhor campeonato do Século XXI


Apesar da derrota contra o União esta continua a ser a melhor época em termos pontuais do Sporting neste século.


Eu continuo a acreditar nesta equipa! E tu?

sábado, 19 de dezembro de 2015

"Star Wars" - Os astros estão alinhados para o regresso de Mourinho

Não há dúvida que a demissão de José Mourinho do Chelsea está a causar grande impacto no mercado dos treinadores a nível europeu. Em França fala-se no interesse do PSG, em Inglaterra nos rivais de Manchester, em Itália Inter e Milan são hipótese e até em Espanha um eventual regresso ao Real Madrid é equacionado. Em Inglaterra e em temos mediáticos conseguiu até por momentos abafar a estreia do tão aguardado episódio 7 da saga Star Wars.

Obviamente, Portugal não pode ficar fora desta equação e só um dos 3 grandes o poderá receber nesta fase. Não foi por isso de estranhar que aos ziliões de Benfiquistas espalhados por todas as galáxias conhecidas e mesmo aquelas "far far away" se juntassem duas das mais importantes figuras do "parlapié" nacional. O "atual" Rei do politiquedo, Anakin  SkyCosta e a princesa do social Leia Caneças. Todos juntos, em uníssono e formando o coro de São Gabriel Jabba The Hut pedem o regresso de Mourinho. É o despertar da Força!


Tirando a brincadeira da equação não deixa de ser triste ver o Rui Vitória ser tratado desta maneira. Um homem que tem a noção que “o caminho faz-se caminhando", mas que não só caminha como também navega e "Os grandes navegadores não são conhecidos por conduzir grandes barcos mas pelas tempestades que vão ultrapassando". Para além de tudo isso só responde e fala com quem quer, quando quer e quando a sua cabeça decide. ("The Force is strong with this one.")

Como sabem se isto fosse fácil não era para ele e como não gosta de ser comido de cebolada e ser bom não é ser bonzinho... até ele gostava de ver José Mourinho de regresso à Luz. "There is good in him. I've felt it."

"Ahh, hard to see, the Dark Side is." 

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Fábio Verissímo - Quem sai aos seus não degenera!






Mas afinal quem é este Verissímo!?

Fábio Verissímo é a nova sensação do "apitadeiro" nacional. Juiz de apenas 32 anos e que faz a sua segunda época como arbitro da primeira categoria do Futebol português, vulgo Tugão. Sobrinho de Olegário Benquerença e provavelmente um dos únicos juízes do mundo que nem precisou de apitar um jogo minimamente importante para passar a internacional. Melhor ainda, bastou apitar 5 jogos na 1ª Liga para passar a ser arbitro internacional. 

O trajeto para chegar a arbitro de 1ª categoria

Aqui fica o resumo da sua carreira até ter subido à primeira categoria.


 69 jogos oficiais onde apenas 10 foram em competições profissionais e desde logo com um grau de exigência maior. Mas esses 10 jogos foram tão bons mas tão bons que o "Conselho de Apitadores" decidiu que estava no momento de fazer nascer uma nova estrela e assim na temporada 2014/2015 o artista foi promovido à primeira categoria.

Mas a ascensão meteórica não ficou por aqui. Bastaram 5 meses de primeira categoria para avançar para um novo patamar. 

A última Coca-Cola no deserto

No passado dia 29 de Janeiro (e apenas com 5 meses de arbitro de primeira categoria) a FPF anunciou que Fábio Veríssimo passaria a arbitro internacional. Logo na época de estreia e com uns impressionantes 5 jogos na principal divisão do tugão chega a internacional. Como podem verificar em baixo, tudo jogos de grande envergadura. Curiosamente no inicio do ano e antes do anúncio oficial fez logo 2 jogos "extra" para não dar tanto nas vistas. 5 é sempre maior do que 3...


E pronto é assim que se chega a internacional. Até parece fácil... mas não deve ser. Imaginem o que é ter que levar com um tio destes...


Mas porque é que eu estou a falar do senhor?

Vamos a casos concretos do jogo de ontem.

1º Caso - Falta sobre William Carvalho que origina o primeiro golo do Braga?

Falta evidente de Luiz Carlos que até já tinha amarelo. Pode-se ver na imagem o pisão que dá no pé esquerdo do William. Depois há uma segunda falta de Hassan que entra de carrinho sobre William. São duas faltas no mesmo lance. Nenhuma é marcada.


2º Caso - Slimani está em offside no lance que dava o 3-4 para o Sporting?

Nem ao mais indefetível anti-sportinguista esta deixa dúvida. Golo limpinho que não foi validado.


3º Caso - É Falta de William Carvalho num lance que dava o golo do empate do Sporting ao cair do pano?




Não há falta nenhuma de William Carvalho. Dizem as regras que na dúvida o arbitro deve deixar seguir a jogada. Provavelmente foi isso que fez no lance que originou o primeiro golo do Braga não assinalando falta. Neste caso não teve dúvidas nenhumas. Critério Diferente!? Mais um golo limpo para o galheiro.


4º Caso - Apenas dois minutos de desconto. 

Até podia dar de barato a falta não assinalada sobre o William no primeiro golo (ah e tal tava tapado e não ví). Até podia dar de barato o golo não validado ao Slimani, (ah e tal a culpa é do meu bandeirinha). E até podia dar de barato o lance no último minuto que dava golo. (ah e tal no ultimo lance do jogo não podia arriscar e apitando jogo pelo seguro)

Até perdoava isto tudo se não fosse a cereja em cima do bolo. Numa 2ª parte do prolongamento (15min) onde quase em 11min o jogo esteve parado o Sr. apitador deu uns incríveis 2min de desconto. Isto só quer mesmo dizer que o arbitro tinha uma missão e não era impossível...




 

Resumo do que foi a 2ª Parte do Prolongamento:

Nos primeiros 2 minutos da 2º parte do prolongamento o jogo decorre com normalidade. São perdidos 33 segundos de tempo útil de jogo. 10 Segundos após uma falta sobre Jefferson e 23 segundos após uma entrada dura sobre Gelson.


 A primeira paragem para assistência ao Guarda redes do Braga:
107:33 - Cruzamento de Matheus Pereira com a bola a chegar ao guarda redes do Braga que fica no chão durante alguns segundos e depois levanta-se e coloca a bola fora para pedir assistência.
107:50 - Arbitro apita para verificar se necessita assistência. Bruno Verísimo pede à equipa médica para entrar em campo aos 108:01. Aos 109:31 Jogador do Sporting devolve a bola ao Braga.

Só nesta primeira paragem foram perdidos 1min e 58seg. 


Golo do Braga:
110:17 Golo do Braga
112:00 Reatamento do jogo
Nos festejos do golo do Braga foram gastos 1m e 43seg.

112:04 - Há uma falta de Pedro Santos que leva amarelo.
Entre apontar o amarelo e a marcação do livre foram perdidos 32segundos

112:40 Nesse livre a bola é centrada para a área e um defesa do Braga corta claramente para canto. Arbitro marca pontapé de baliza. Até o pontapé de baliza ser batido passaram 36 segundos

113:50 - 113:56 Lançamento para o Sporting.

Segunda assistência ao guardião do Braga.
114:12 - Lance entre Matheus e o guarda redes e fica novamente lesionado. Para além da assistência ainda queima tempo na saída de bola e leva amarelo ao 115:51. Arbitro calmamente dá amarelo e pergunta ao guardião se ele está a brincar!? Indica que o livre tem que ser marcado na pequena área. O pontapé só sai aos 116:12

Mais 2min gastos na recuperação do guarda redes do Braga. Só em paragens para entrada da equipa médica já vão 4minutos.
 
116:35 Falta dura sobre Matheus de Baiano. Arbitro dá cartão e aponta no seu caderninho nas calmas...
117:07 Jefferson marca o livre mas o apitador ainda não estava pronto. Volta a bola para trás e só é marcado o livre aos 117:20

Mais 45 segundos para o galheiro. 

117:45 Gelson sofre entrada dura mas arbitro marca lançamento para o Braga. Gelson não se consegue levantar. Arrasta-se para fora do campo mas o arbitro manda entrar o médico do Sporting. Lançamento só é efectuado aos 118:48.

Mais 1min e 3 seg para o galheiro.

119:20 Lançamento para o Sporting. João Pereira espera que os centrais subam e lança aos 119:30
119:42 Fora de jogo marcado a William.

120:09 "E dois minutos apenas de tempo de desconto" diz Freitas Lobo

120:24: Lançamento para o Braga. Bola é lançada aos 120:32

120:29 "O Braga conseguiu que após o golo não houvesse jogo" diz Freitas Lobo

121:06 Golo do Sporting. Arbitro marca falta. Jogadores do Braga ficam no chão a fazer fita e a bola só é batida aos 121:52 Pontapé para a frente e para fora e acaba o jogo aos 122:05

Vamos a contas: 

Na segunda parte do prolongamento o jogo esteve parado uns incríveis 10 minutos e 47 segundos. 

Vamos fingir que o resto não aconteceu e contabilizar "apenas" as duas entradas da equipa médica do Braga e os festejos do golo. Só nisto foram 6 minutos para o galheiro.

Provavelmente o Veríssimo estava com pressa. Palavras para quê tal como o tio é um artista português!

Mais informações sobre as apitadelas desta época no seguinte Link.